Receita Federal libera 2,8 bilhões para pagamento do sexto lote de restituição do Imposto de Renda

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. (Foto: Ilustração)

Começou hoje (16) o pagamento do sexto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2017, para 2.358.433 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,8 bilhões. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet.

Outra forma de consulta liberada pela Receita é o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento pela internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física.

Receita libera consulta a lotes residuais do IR nesta segunda

(Foto: Ilustração)

A Receita Federal vai liberar, a partir das 9 h de segunda-feira (8), a consulta a lotes residuais de restituição do Imposto de Renda, abrangendo os exercícios de 2008 a 2016.

As consultas, poderão ser feitas através do site da Receita Federal  ou do aplicativo da instituição, que pode ser utilizado através de tablets e smartphones. No fim do ano passado, a Receita Federal informou que 771 mil declarações estavam retidas na malha fina do IR de 2016 devido a inconsistências nas informações prestadas.

Com informações do G1

Prazo de entrega do Imposto de Renda termina amanhã

(Foto: Ilustração)

O prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda 2017, referente ao ano de 2016, está acabando. Sexta-feira (28) é o último dia para quem não declarou providenciar os documentos e acertar as contas com a Receita Federal.

Em todo o país, foram entregues 21,211 milhões de declarações, com estimativa de 28,3 milhões até o prazo final. Depois do prazo estabelecido, não poderá haver troca de opção entre usar as deduções legais ou desconto simplificado.

Universitários participam de mutirão gratuito para tirar dúvidas sobre Imposto de Renda em Juazeiro

(Foto: Ilustração)

Alunos da Faculdade Maurício de Nassau de Petrolina realizarão, nesta quinta-feira (20) um mutirão de Imposto de Renda, no Juá Garden Shopping, em Juazeiro. O serviço estará disponível das 14h e 17h e é totalmente gratuito.

A atividade será desenvolvida por estudantes do 3º período do curso de Ciências Contábeis, que prestarão orientações à população sobre o assunto, com a supervisão da coordenação da unidade e docentes da área.

A declaração do IR, de acordo com a Receita Federal, deve ser realizada até o dia 28 de abril. Precisam realizar o procedimento pessoas físicas que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70, em 2016; cidadãos que possuem propriedades com valor acima de R$ 300.000,00 e, ainda, aqueles que tiveram receita maior que R$ 142,798,50 em atividade rural.

Apenas 25,2% dos contribuintes entregou declaração do Imposto de Renda

(Foto: Ilustração)

Segundo balanço divulgado pela Receita Federal, 7.137.551 declarações foram recebidas até as 11h de hoje (31), apenas um quarto da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2017. O número equivale a 25,2% do total de 28,3 milhões de documentos esperados.

O prazo de entrega começou no último dia 2 e vai até as 23h59 de 28 de abril. A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano passado.

A Receita Federal pagará a restituição do IRPF em sete lotes, entre junho e dezembro deste ano. O primeiro lote será pago em 16 de junho, o segundo em 17 de julho e o terceiro em 15 de agosto. O quarto, quinto e sexto lotes serão pagos, respectivamente, em 15 de setembro, 16 de outubro e 16 de novembro. O sétimo e último lote está previsto para ser pago em dezembro.

Com informações do EBC

Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda nesta quarta

(Foto: Ilustração)

A  partir das 9h desta quarta-feira (8), estará disponível para consulta o lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa  Física (IRPF), incluindo as restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2016.

O crédito bancário para 156.307 contribuintes será feito no dia 15 deste mês, totalizando R$ 281.471.374,67. Desse total, R$ 83.689.576,62 referem-se ao quantitativo de  contribuintes de que trata o Artigo  69-A da Lei nº 9.784/99, sendo 26.921 contribuintes idosos e 1.851 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Para  saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, no serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistência de dados identificada pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A  Receita  disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do Imposto de Renda Pessoa Física e à situação cadastral no CPF. Com o aplicativo, será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não  fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet, preenchendo o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da Declaração do IRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone exclusivo para pessoas com deficiência auditiva) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Com informações do EBC

PE: Mais de 780 mil pessoas devem declarar Imposto de Renda 

(Foto: Ilustração)

Em Pernambuco, mais de 780 mil pessoas deverão declarar Imposto de Renda, neste ano, a partir desta quinta-feira (2). A expectativa foi divulgada pela Receita Federal, que no ano passado recebeu mais de 765 mil declarações, 15 mil a menos do que o esperado para 2017.

Para o processo, algumas regras foram modificadas, como necessidade de documentos para maiores de 12 anos de idade. Uma das mudanças diz respeito aos dependentes dos contribuintes que, acima de 12 anos completos até 31 de dezembro de 2016, deverão apresentar o número CPF.

Segundo o auditor fiscal da Receita em Pernambuco Felippe Aquino, a mudança evita que alguns contribuintes caiam na malha fina. “Isso é algo muito simples e evita possíveis fraudes por conta de dependentes fictícios. O CPF pode ser retirado em qualquer Expresso Cidadão, poe exemplo”, explicou.

De acordo com a Receita Federal, deverá declarar, neste ano, o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016. O valor subiu 1,54% em relação ao ano passado, quando somou R$ 28.123,91 (relativos ao ano-base 2015), embora a tabela do Imposto de Renda não tenha sido corrigida em 2016.

Também houve mudanças no software que possibilita a declaração do Imposto de Renda. Antes, era preciso instalar um programa exclusivamente para transmitir a declaração à Receita. Agora, os dois processos são feitos no mesmo ambiente. A atualização do programa é feita automaticamente, quando o contribuinte se conecta à internet. Também é possível realizar o processo por meio de tablets e smartphones, com o aplicativo “Fazer Declaração”.

Para declarar o imposto, é necessário preencher os dados de todos os rendimentos recebidos durante o ano base. “É sempre importante ter em mãos os documentos de todas as rendas que o contribuinte teve durante o ano. A fonte pagadora tem obrigação de informar quanto foi retido na fonte.

Com informações do G1

Receita amplia prazo para declaração de IR retido na fonte

(Foto: Ilustração)

A Receita Federal do Brasil publicou, no Diário Oficial da União na última sexta-feira (27), instrução normativa que amplia, em quase duas semanas, o prazo para que empresas enviem a Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf) de 2017. O limite, que acabava em 15 de fevereiro, agora estende-se até o dia 27 do mesmo mês.

Na Dirf, informam-se os rendimentos dos empregados, além do Imposto de Renda (IR) e das contribuições retidos na fonte, como a da Previdência Social.

As empresas também repassam dados como rendimentos a beneficiários, créditos ou remessas a residentes ou a não-residentes. O programa gerador da Dirf pode ser baixado na página da Receita na internet.

A Dirf é um dos principais documentos usados para investigar contribuintes. Se os dados do IR informados pela empresa estiverem diferentes dos repassados pelas pessoas físicas na Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda, enviada até o fim de abril, o contribuinte cai na malha fina e deixa de receber a restituição ou tem de pagar imposto a mais que o declarado.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil