Receita libera consultas ao terceiro lote de restituição nesta sexta-feira

A Receita Federal libera nesta sexta-feira (23), a partir das 10h, as consultas ao terceiro lote de restituição do Imposto de Renda 2021, relativo ao ano-base 2020.

A restituição será paga em 1º de agosto. O pagamento é feito diretamente na conta bancária informada na declaração do IR.

Segundo a Receita, 5 milhões de contribuintes receberão a restituição no terceiro lote, entre prioritários e não prioritários. O valor total a ser pago é de R$ 5,8 bilhões.

Estão no terceiro lote de restituições:

idosos acima de 80 anos (13.985 pessoas);

contribuintes entre 60 e 79 anos (95.298);

contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave (8.987);

contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério (36.616);

contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até 18 de maio (4.913.343).

IRPF 2021: consulta ao 3º lote de restituição começa nesta sexta (23)

A Receita Federal deve liberar a consulta ao terceiro lote de restituição do imposto de renda 2021 nesta sexta-feira (23). Os pagamentos serão liberados no dia 30.

O contribuinte deve acessar o site da Receita Federal para saber se foi incluído neste lote. Para isso, é necessário clicar em Meu Imposto de Renda e, em seguida, clicar em “Consultar Restituição”.

Governo propõe mudança no Imposto de Renda; A proposta foi entregue ao Congresso

O governo enviou nesta sexta-feira (25) ao Congresso Nacional a segunda etapa da reforma tributária, envolvendo mudanças no Imposto de Renda.

Para ter validade, as medidas ainda precisam ser aprovadas pelo Congresso Nacional.

Veja abaixo os principais pontos:

  • Faixa de isenção sobe de R$ 1.903,98 para R$ 2,5 mil, uma correção de 31%;
  • As demais faixas do IR também foram ajustadas, mas em menor proporção (cerca de 13%);
  • Governo quer limitar o uso do desconto simplificado na declaração do IR. Pelas regras atuais, todas pessoas físicas podem optar por esse desconto, e o abatimento é limitado a R$ 16.754,34. Pela proposta divulgada nesta sexta-feira, quem tem renda acima até R$ 40 mil por ano não poderá mais optar pelo desconto simplificado na declaração anual do IR — que estará limitado a R$ 8 mil.

Como ficaria a tabela do IR:

Faixa 1 – até R$ 2.500: isento
Faixa 2 – De R$ 2.500,01 até R$ 3.200: 7,5%
Faixa 3 – R$ 3.200,01 até R$ 4.250: 15%
Faixa 4 – R$ 4.250,01 até R$ 5.300: 22,5%
Faixa 5 – Acima de R$ 5.300,01: 27,5%

Imposto de Renda: Receita libera consulta ao 2º lote da restituição amanhã

A Receita Federal deve liberar a consulta ao segundo lote de restituição do imposto de renda 2021 nesta quarta-feira (23). Para quem está na expectativa, os pagamentos serão liberados no dia 30 de junho, ou seja, próxima semana.

O contribuinte deve acessar o site da Receita Federal, clicar em Meu Imposto de Renda e, em seguida, clicar em “Consultar Restituição” para saber se foi contemplado neste lote. A Receita Federal oferece também o serviço de consulta rápida das declarações do imposto de renda por meio do app Meu Imposto de Renda, disponível para Android e iOS.

Segundo a Receita Federal, a expectativa é concluir o pagamento de todas as restituições até o mês de setembro. Confira a seguir o calendário de pagamento:

9 milhões de brasileiros ainda não fizeram declaração do Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

O prazo para fazer a declaração do Imposto de Renda termina na próxima segunda-feira (31), mas até ontem cerca de 9 milhões de brasileiros ainda não haviam prestado contas ao Leão. Segundo o balanço mais recente, 23.535.609 contribuintes enviaram a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física, 72,1% do previsto para este ano.

Neste ano, o Fisco espera receber entre até 32.619.749 declarações. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declarações. Quem ainda não fez a declaração pode baixar o programa para computador, disponível na página da Receita.

Quem perder o prazo de envio terá de pagar multa de R$ 165,74 ou 1% do imposto devido, prevalecendo o maior valor. A entrega é obrigatória para quem recebeu acima de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2020. Isso equivale a um salário acima de R$ 1.903,98, incluído o décimo terceiro.

Receita libera hoje consulta a 1º lote de restituição do IRPF

A Receita Federal permitirá, às 10h desta segunda-feira (24), a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) 2021. O pagamento está previsto para o próximo dia 31 de maio. Segundo o Fisco, este será o maior lote já liberado nas restituições.

O total é de R$ 6 bilhões a serem depositados nas contas de 3,446 milhões de contribuintes. Nesse primeiro lote, serão contemplados as pessoas com prioridade legal, como idosos; portadores de deficiência física ou mental ou moléstia grave; e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Também receberão primeiro aqueles não prioritários que entregaram as suas declarações até o dia 28 de fevereiro. Para saber se teve a declaração liberada é preciso acessar a página da Receita na internet ou por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”.

Bolsonaro veta projeto que prorrogava prazo da declaração do IRPF

A Secretaria-Geral da Presidência informou, na quarta-feira (5), que o presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto aprovado pelo Congresso, que prorrogava até 31 de julho o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2021 (IRPF).

A matéria foi aprovada em 13 de abril e seguiu para sanção. Porém, com a negativa do presidente, os contribuintes têm até 31 de maio para acertar as contas com o Leão. Há duas possibilidades: o Congresso Nacional pode derrubar ou manter vetos presidenciais.

Para isso, precisa ser convocada uma sessão conjunta, formada por deputados e senadores. A justificativa do Governo Federal para a decisão veio do Ministério da Economia pois haveria “desequilíbrio do fluxo de recursos”.

Quase metade dos contribuintes não declarou IRPF

Falta menos de um mês e quase metade dos contribuintes brasileiros não acertou as contas com o Leão. De acordo com a Receita Federal, até segunda-feira (3), 17.217.336 contribuintes enviaram a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 52,8% do previsto para este ano.

A Receita espera receber até 32.619.749 declarações. Vale lembrar que o prazo para declaração começou em 1º de março e vai até 23h59 do dia 31 de maio, já contando com o adiamento por conta das dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia de covid-19.

Como declarar

O programa para computador está disponível na página da Receita Federal na internet. Quem perder o prazo de envio da declaração terá de pagar multa de R$ 165,74, ou 1% do imposto devido, prevalecendo o maior valor. A entrega é obrigatória para quem recebeu acima de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2020. Isso equivale a um salário acima de R$ 1.903,98, incluído o décimo terceiro.

Receita prorroga até maio prazo para declaração do IRPF

A Receita Federal prorrogou o prazo para declaração do Imposto de Renda das Pessoas Físicas até 31 de maio deste anos. A nova data foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (12). Até então, o prazo para prestar contas ao Leão terminava no dia 30 deste mês.

De acordo com a Receita, a prorrogação foi estabelecida como forma de suavizar as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19. Mas há uma mudança. Quem deseja pagar o imposto via débito automático desde a primeira cota deverá fazer a solicitação até o dia 10/05.

“Quem enviar a declaração após esta data deverá pagar a 1ª cota por meio de DARF, gerado pelo próprio programa, sem prejuízo do débito automático das demais cotas”, explicou a Receita.

Senado aprova projeto para prorrogar declaração do IR até julho

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (6), em votação simbólica, o projeto de lei que prorroga o prazo para declaração do Imposto de Renda de 2021 por causa da pandemia de Covid-19. O texto, aprovado com emendas que alteraram o parcelamento dos valores restantes após a declaração, agora voltará à Câmara dos Deputados para revisão.

Caso seja aprovado e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), a proposta vai prorrogar a declaração em 91 dias, estabelecendo a data final para o dia 30 de julho de 2021. O prazo atual se encerra no dia 30 de abril.

LEIA MAIS

Receita paga restituição do Imposto de Renda a mais de 273 mil contribuintes

Confira se você está contemplado no lote

A Receita Federal paga a restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) a 273.545 contribuintes. O valor está já está disponível a partir dessa sexta-feira (30) e o lote contempla R$ 560 milhões ao todo. O pagamento será feito de acordo com a prioridade dos contemplados.

Têm prioridade idosos acima de 80 anos; com idade entre 60 e 79 anos; doentes ou deficientes e assim por diante. A Receita orienta que, caso o valor da restituição do IR não seja creditado na conta corrente indicada, deve-se procurar uma agência do Banco do Brasil.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. É importante destacar que, se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá preencher o Formulário Eletrônico no site da Receita.

Receita abre consulta ao 4º lote de restituição do Imposto de Renda nesta segunda-feira (24)

A Receita Federal abre nesta segunda-feira (24), às 9 horas, a consulta ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020. O crédito bancário para 4.479.172 contribuintes será realizado no dia 31 de agosto, totalizando o valor de R$ 5,7 bilhões.

Desse total, R$ 248.630.681,67 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal: 6.633 contribuintes idosos acima de 80 anos, 36.155 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.308 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 17.787 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

LEIA MAIS

Prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda termina nesta terça-feira (30)

A um dia do fim do prazo, quase 5 milhões de contribuintes ainda não declararam o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2020. Até o início da tarde desta segunda-feira (29), 27.080.873 declarações foram recebidas pelos sistemas da Receita Federal – algo em torno de 84% de um total de 32 milhões que o órgão espera receber neste ano.

Em razão da pandemia de coronavírus, o prazo para a entrega da declaração foi prorrogado do dia 30 de abril para 30 de junho. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo será correspondente a 20% do imposto devido.

LEIA MAIS

Quem recebeu o auxílio emergencial pode ter que devolver em 2021; veja se é o seu caso

Os beneficiários do auxílio emergencial – de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães chefes de família – destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa, concedido pelo Governo Federal em decorrência da pandemia do novo coronavírus, poderão ter que devolver o dinheiro em 2021. Isto é válido para aqueles que tiverem renda tributável acima de R$ 28.559,70 em 2020.

A devolução pode acontecer devido a uma mudança feita pelo Senado no dia 22 de abril e sancionada pelo presidente Bolsonaro (sem partido) no dia 15 de maio, quem receber ao longo de 2020 mais que o limite de isenção do Imposto de Renda (IR) terá que devolver integralmente em 2021 o auxílio que recebeu —inclusive o dos dependentes. As parcelas do auxílio não entram no cálculo da renda anual.

Atualmente, não paga IR quem recebeu até R$ 28.559,70 no ano inteiro, com salários, aposentadorias ou aluguéis.

Veja o calendário completo do pagamento do auxílio

Saque em espécie

Bolsa Família

28 de maio (quinta-feira): NIS 9

29 de maio (sexta-feira): NIS 0

Poupança Social e Demais Públicos

30 de maio (sábado): Nascidos em janeiro

1º de junho (segunda-feira): Nascidos em fevereiro

2 de junho (terça-feira): Nascidos em março

3 de junho (quarta-feira): Nascidos em abril

4 de junho (quinta-feira): Nascidos em maio

5 de junho (sexta-feira): Nascidos em junho

6 de junho (sábado): Nascidos em julho

8 de junho (segunda-feira): Nascidos em agosto

9 de junho (terça-feira): Nascidos em setembro

10 de junho (quarta-feira): Nascidos em outubro

12 de junho (sexta-feira): Nascidos em novembro

13 de junho (sábado): Nascidos em dezembro

Receita Federal libera consulta ao 1º lote de restituição do Imposto de Renda

A Receita Federal disponibilizou nessa sexta-feira (22) a consulta ao primeiro lote da restituição do Imposto de Renda para Pessoas Físicas. A novidade é que em 2020 os lotes foram reduzidos de sete para cinco. O crédito deverá cair na conta dos contemplados no dia 29/05.

Para saber se teve a declaração liberada, basta acessar a página da Receita na internet ou por meio dos aplicativos para celulares e tablets. Nesse primeiro lote mais de 900 mil pessoas receberão o valor estimado de R$ 2 bilhões no total.

Têm prioridade idosos acima de 80 anos, em seguida os de 60 e 79 e pessoas com deficiência física, mental ou doença grave. Essa é a primeira vez que a restituição será paga antes da entrega das declarações. É importante frisar que devido à pandemia do coronavírus, o prazo para enviar a declaração do IR em 2020 termina em 30 de junho.

123