Receita Federal recebe quase 1 milhão de declarações do Imposto de Renda em dois dias

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em dois dias de entrega, o número de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física enviadas aproxima-se de 1 milhão. Até as 17h de hoje (8), o Fisco recebeu 976.925 declarações, equivalente a 3,2% do esperado para este ano. O prazo para envio da declaração começou ontem (7) e vai até as 23h59min59s de 30 de abril. A expectativa da Receita Federal é receber 30,5 milhões de declarações.

A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração – PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal.

Também é possível fazer a declaração com o uso de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”. O serviço também está disponível no e-CAC no site da Receita, com o uso de certificado digital, e pode ser feito pelo contribuinte ou seu representante com procuração.

LEIA MAIS

Leão Amigo: Campanha transforma Imposto de Renda em auxílio para crianças e adolescentes de Dormentes

(Cartaz/Divulgação)

O início do período de entrega da declaração do Imposto de Renda, que começou nesta quinta-feira (7) enche de expectativa crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social no município de Dormentes (PE). É que já começou a Campanha Leão Amigo 2019, onde quem tem imposto a pagar ou a restituir pode doar parte do valor para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O Fundo Municipal é composto por recursos destinados às políticas, programas e ações voltadas para o atendimento de crianças e adolescentes. O fundo é administrado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) sendo assegurado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

LEIA MAIS

Contribuinte pode aproveitar feriado para preparar declaração do Imposto de Renda

O programa para fazer a Declaração do Imposto de Renda deste ano já está disponível desde a última semana. Assim, quem quiser aproveitar o feriado prolongado do carnaval pode juntar os documentos, preencher os dados e deixar tudo pronto para enviar a declaração entre as 8h do dia 7 de março e as 23h59 de 30 de abril deste ano, pela internet.

Quem tem restituição para receber, quanto mais cedo enviar mais rapidamente recebe o valor. Entretanto, quem deixa para os últimos dias recebe maior correção pela taxa básica de juros, a Selic. Além disso, as restituições são liberadas prioritariamente para idosos acima de 80 anos, contribuintes entre 60 e 79 anos, pessoas com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

LEIA MAIS

Programa de declaração do IR está disponível na internet

(Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A Receita Federal liberou hoje (25), às 8h, o Programa Gerador da Declaração (PGD) do Imposto de Renda Pessoa Física. O contribuinte pode preencher a declaração e aguardar o início do período de envio, que vai das 8h do dia 7 de março até as 23h59 de 30 de abril de 2019, pela internet.

A declaração pode ser elaborada de três formas: pelo computador, por meio do PGD IRPF2019, disponível na página da Secretaria da Receita Federal do Brasil na internet. Também é possível fazer a declaração por meio de dispositivos móveis, como tablets e smartphones. O acesso é pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, que ficará disponível nas lojas de aplicativos Google play, para o sistema operacional Android, ou App Store, para o sistema operacional iOS.

O serviço Meu Imposto de Renda também está disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) no site da RFB na internet, com o uso de certificado digital.

LEIA TAMBÉM:

Declaração do Imposto de Renda deve ser entregue entre 7 de março e 30 de abril

A Receita espera receber neste ano 30,5 milhões de declarações. No ano passado, foram feitas 29,27 milhões de declarações. Desse total previsto para 2019, a expectativa é que entre 700 mil a 800 mil sejam feitas por tablets e smartphones. No ano passado, foram feitas 320 mil declarações por dispositivos móveis.

LEIA MAIS

Declaração do Imposto de Renda deve ser entregue entre 7 de março e 30 de abril

A Declaração de Imposto da Pessoa Física deve ser entregue entre 7 de março e 30 de abril de 2019, pela Internet. As regras para a entrega da declaração anual estão em Instrução Normativa da Receita Federal, publicada hoje (22) no Diário Oficial da União.

Está obrigada a apresentar a declaração a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2018 tenha recebido rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 ou tenha recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Deve declarar ainda quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro ou quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.

LEIA MAIS

Receita Federal abre consulta a lote da malha fina do Imposto de Renda

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A Receita Federal abriu hoje (8) consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda (IR) Pessoa Física de fevereiro. Ao todo, serão desembolsados R$ 401 milhões para 142,6 mil contribuintes que estavam na malha fina das declarações de 2008 a 2018, mas regularizaram as pendências com o Fisco.

A lista com os nomes está disponível desde às 9h no site da Receita na internet. A consulta também pode ser feita pelo Receitafone, no número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones, que permite o acompanhamento das restituições.

LEIA MAIS

Receita libera consulta a lote residual do Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

Está liberado a partir de hoje (8) a consulta ao lote residencial de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). A estimativa da Receita Federal é desembolsar R$ 401 milhões a 142,6 mil contribuintes que caíram na malha fina entre 2008 e 2018, mas que posteriormente regularizaram as pendências.

A consulta foi liberada às 9h, horário de Brasília, no site da Receita Federal. Os contribuintes podem verificar a lista pelo Receita Fone (146) ou via aplicativos de tablets e smartphones. As restituições terão correção de 5,68%, para o lote de 2018, a 107,8% para o lote de 2008.

Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração até este mês. O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração no próximo dia 15. Com informações da Agência Brasil.

Alíquota do Imposto de Renda pode ter redução, IOF será reajustado para cima afirma Bolsonaro

(Foto: Reprodução/Internet)

A alíquota – valor utilizado para calcular qual será o valor a ser pago em um tributo – do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) pode ser reduzido de 27,5% para 25%, afirmou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) nessa sexta-feira (4).

A redução está sendo analisada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. “Porque o nosso governo tem de ter a marca de não aumentar impostos“, afirmou. Por outro lado o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) já foi autorizado, mas segundo Bolsonaro “para quem tem operação fora”.

Segundo ele, a medida foi necessária “para poder cumprir uma exigência de um projeto aprovado [pelo Congresso] nesse sentido, como pauta bomba, contra a nossa vontade”. Bolsonaro fez os anúncios durante um evento na capital do país na manhã de hoje.

Com informações da Agência Brasil

Receita paga hoje último lote de restituição do Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

A Receita Federal paga nessa segunda-feira (17) as restituições referentes ao sétimo e último lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2018, quem não estiver na lista caiu na malha fina. Também estão contemplados restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017.

O crédito bancário é destinado a 151.248 contribuintes e soma mais de R$ 319 milhões. A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Quem caiu na malha fina deve acessar o Extrato de Processamento da DIRPF na página da Receita na internet. Em seguida o contribuinte deve fazer o agendamento para declarações do exercício 2018 começa a partir de janeiro de 2019.

Com informações do JC Online

Imposto de Renda: Receita libera consulta à restituição do 7º lote na segunda-feira (10)

A partir das 9h da próxima segunda-feira (10) estará disponível para consulta o sétimo lote de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2018. Contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017.

O crédito bancário para 151.248 contribuintes será realizado no dia 17 de dezembro, somando mais de R$ 319 milhões. Desse total, R$ 127.393.752,50 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade no recebimento: idosos acima de 80 anos, 19.081 contribuintes entre 60 e 79 anos, 3.157 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 9.297 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet  ou ligar para o Receitafone, através do número 146.

Extrato da declaração

LEIA MAIS

Receita libera sexto lote da restituição do IR

(Foto: Reprodução/Internet)

O sexto lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física de 2018 já está disponível na internet. A Receita Federal liberou o pagamento que também contempla lotes residuais de declarações entre 2008 e 2017. O montante é de R$ 1,9 bilhão.

De acordo com a Receita 1.142.680 contribuintes receberão a restituição. 991.153 são de 2018 e terão correção de 4,16%, relativa às declarações de 2018 e 106,28%, para as declarações de 2008. Os índices equivalem à taxa Selic acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês.

Os contribuintes podem fazer as consultas no site da Receita, ligar para 146 ou através dos aplicativos de smartphone ou tablets. Caso o valor não seja creditado nas contas informadas na declaração, o contribuinte deverá receber o dinheiro em qualquer agência do Banco do Brasil.

Com informações do Diário de Pernambuco

Receita Federal libera sexto lote da restituição do Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

O sexto lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física está disponível no site da Receita Federal. A liberação aconteceu às 8h no horário de Brasília e é referente ao ano de 2018, mas há lotes residuais de declarações entre 2008 e 2017.

No total a Receita pagará R$ 1,9 bilhão a 1.142.680 contribuintes. 991.153 declarações são do Imposto de Renda deste ano, cujo pagamento totalizará R$ 1,676 bilhão. Segundo o Fisco, as restituições terão correção de 4,16%, relativa às declarações de 2018, a 106,28%, para as declarações de 2008.

Os índices equivalem à taxa Selic – juros básicos da economia – acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês. Para saber se está inserido no lote o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet, ligar para o 146 ou consultar através dos aplicativos para smartphone e tablet.

O pagamento será feito no próximo dia 16. Caso o valor não seja creditado nas contas informadas na declaração, o contribuinte deverá receber o dinheiro em qualquer agência do Banco do Brasil.

Com informações da Folha de Pernambuco

Receita abre consulta ao penúltimo lote de restituição do IR na sexta-feira (09)

Na próxima sexta-feira (09) a partir das 9h, a Receita Federal abre consulta ao sexto lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física da declaração de 2018. O Fisco também abrirá consulta a lotes residuais das declarações de 2008 a 2017.

Ao todo, a Receita pagará R$ 1,9 bilhão a 1.142.680 contribuintes. Desse total, 991.153 declarações são do Imposto de Renda deste ano, cujo pagamento totalizará R$ 1,676 bilhão. As restituições terão correção de 4,16%, relativa às declarações de 2018, a 106,28%, para as declarações de 2008. Os índices equivalem à taxa Selic – juros básicos da economia – acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês.

LEIA MAIS

Receita Federal libera 5º lote de restituição do Imposto de Renda

(Foto: Ilustração)

O quinto lote da restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física está liberado nesta segunda-feira (15), incluindo restituições residuais de 2008 a 2017. Segundo a Receita Federal, serão pagos R$ 3,3 bilhões a 2.532.716 contribuintes.

R$ 3,157 bilhões são referentes a 2018, contemplando a maior parte do grupo: 2.459.482 contribuintes. As consultas foram liberadas no último dia 5 e para ter acesso ao extrato do IR é necessário ter um código de acesso gerado no site da própria Receita.

Nesse ano o órgão contabilizou 9.269.987 declarações do Imposto de Renda dentro do prazo legal neste ano, superando a estimativa inicial, que era de 28,8 milhões de declarações.

Receita libera consulta ao quinto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2018

O quinto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2018 já está disponível para consulta. O crédito bancário para mais de 2,5 milhões de contribuintes será realizado no dia 15 de outubro, somando R$ 3,3 bilhões.

Desse total, R$ 171,7 milhões são destinados a contribuintes com prioridade, sendo 4.307 idosos acima de 80 anos, 32.257 pessoas entre 60 e 79 anos, 4.530 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 20.362 contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério.

Esse lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017. A correção varia de 3,62% – para as declarações entregues em maio deste ano – a até 105,74% para os contribuintes que estavam na malha fina desde 2008. O índice equivale à taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada desde o mês de entrega da declaração até outubro deste ano. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita, ou ligar para o Receitafone, número 146.

LEIA MAIS
12345