Fórum promovido pela prefeitura discute Lei do Jovem Aprendiz e inclusão social em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

O auditório do Igeprev ficou lotado nesta quinta-feira (12), durante o I Fórum Municipal de Aprendizagem Profissional, promovido pela Prefeitura de Petrolina e coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

“Foi um momento muito rico, conseguimos alcançar exatamente o público mais interessado em saber sobre aprendizagem profissional, que são os jovens. É bom ver que despertamos o interesse no tema, pois a aprendizagem profissional, além de gerar inclusão social, também prepara esse jovem para o mercado de trabalho, que está cada vez mais competitivo”, explica a secretária- executiva de Juventude, Bruna Ruana.

A plateia, em sua maioria jovens do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI); do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE); da organização Renapsi e do Centro Especializado de Referência em Assistência Social (CREAS) participou das discussões sobre a lei da aprendizagem profissional e a sua importância na inclusão social, além de aprender mais sobre Lei da Aprendizagem, Jovem Aprendiz e as leis trabalhistas que regem este tipo de contrato.

Centro de Informação sobre Medicamentos da Univasf realiza oficina sobre contracepção para mulheres surdas

(Foto: Ascom)

O Centro de Informação sobre Medicamentos (CIM) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) realizou na tarde de ontem (8), a Oficina em Libras sobre Métodos Contraceptivos. O evento teve o objetivo de orientar mulheres surdas sobre procedimentos para evitar a gravidez. A oficina aconteceu no auditório do Hospital Dom Malan, em Petrolina (PE).

Durante a oficina, as participantes receberam informações na Língua Brasileira de Sinais (Libras) sobre os procedimentos e dispositivos para evitar a gestação, além de discutir sobre as dificuldades dos surdos no atendimento em saúde, e alternativas para que o acesso à informação esteja adaptado para todos. Ministrada por estudantes dos cursos de Farmácia, Medicina e Psicologia da Univasf, a oficina contou com a presença de quatro mulheres surdas e duas ouvintes.

Mães comemoram sucesso da primeira Sessão Azul no Vale do São Francisco

Familiares já aguardam a nova sessão, que deve acontecer em dois meses. (Foto: Site/Sessão Azul)

No último domingo (04), O Juá Graden Shopping, em Juazeiro (BA), recebeu a primeira Sessão Azul do Vale do São Francisco. O evento é organizado para que pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) e seus familiares possam ir ao cinema em um ambiente customizado.

A conquista foi alcançada por meio de uma campanha feita nas redes sociais, iniciada por Vanessa Kikuti, mãe do Benjamin, que é portar do TEA. A Clínica Médica Terapêutica Liame apoiou o projeto e disponibilizou profissionais, que foram treinados para acompanharem a sessão e auxiliarem as famílias.

Pessoas com deficiência e idosos recebem tratamento diferenciado no São João de Petrolina

(Foto: ASCOM)

As equipes que trabalham no Pátio Ana das Carrancas durante o São João de Petrolina, promovido pela prefeitura municipal, estão garantindo a inclusão social de pessoas com deficiência e idosos. Durante os festejos juninos, elas são colocadas em locais específicos para que possam curtir os shows com o devido conforto. Esse cuidado especial tem agradado o público.

Para Patrícia Bonfim, mãe do garoto Pedro Cauã, de 6 anos, portador da síndrome de Cri du chat e fã das Coleguinhas Simone e Simaria, essa atenção dada para esses grupos é muito importante. “A organização está de parabéns. Fico muito feliz por poder trazer meu filho pra festa e encontrar uma estrutura apropriada. O Pedro é fã das Coleguinhas e aqui, ele teve a oportunidade de ficar mais perto de uma delas” disse. A criança conseguiu realizar o sonho de conhecer a cantora Simone.

Blocos inclusivos fizeram mais uma prévia do Carnaval de Petrolina

Bloco ‘Quem disse que a gente não vinha?’ (Foto: ASCOM)

Uma mistura de alegria, diversão e inclusão social marcaram a noite desta sexta-feira (9), em mais uma prévia do Carnaval de Petrolina (PE). Três blocos representativos saíram às ruas da cidade para animar foliões muito especiais e mostrar que a tradição é para todos.

Em sua 9ª edição, o Bloco ‘Quem Disse Que a Gente Não Vinha’ usou a criatividade para mobilizar a população pelo enfrentamento à violência contra a mulher e a violação dos direitos da população feminina.

Com fantasias, brilho e um visual típico do Carnaval, os idosos ligados aos Centros de Convivência da prefeitura também se juntaram à folia. Batizado de ‘Alegria Não Tem Idade’, a agremiação cumpriu o percurso num momento de descontração para a terceira idade.

Folião assíduo do Carnaval de Petrolina, seu José Antônio esbanjou animação e disse aguardar com ansiedade sua festa favorita. “A festa que eu mais gosto é o Carnaval, todo ano eu já fico esperando para chegar logo a hora porque é bom demais”, disse.

Bloco ‘Sou Legal, Sou Especial’. (Foto: ASCOM)

A feste teve espaço também para o bloco ‘Sou Legal, Sou Especial’ que há 13 anos promove um carnaval inclusivo para as  pessoas com deficiência. Na agremiação, pais, familiares e profissionais da área de saúde demonstraram que não há limitações para a alegria.

Os Blocos organizados pela prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos fizeram o percurso saindo da Praça Dom Malan, no centro da cidade, em direção à Praça 21 de Setembro onde a festa continuou animada pela Frevuca e pela orquestra dos meninos do Petrape.

A prefeita interina, Luska Portela, também acompanhou todo o percurso e comemorou. “Foi uma noite muito especial onde percebemos que todas as pessoas estão incluídas e têm atenção da nossa prefeitura. Foi emocionante ver como todos foram participativos, famílias inteiras ali brincando e esperamos que ano que vem toda esta festa seja ainda melhor”, disse a prefeita interina.

Prévia do carnaval de Petrolina terá blocos inclusivos

(Foto: Divulgação)

Na próxima sexta-feira (9) as ruas de Petrolina ganharão não apenas cores com o carnaval, mas também a luta dos deficientes, idosos e mulheres. Isso porque a prévia da folia terá a participação de blocos inclusivos, às 17h.

O ‘Quem disse que a gente não vinha’ mostra a luta das mulheres contra a violência e é organizado pela secretaria executiva da Mulher e Acessibilidade em parceria com a secretaria da Mulher do Estado.

Os idosos também têm participação garantida com o bloco ‘Alegria não tem Idade’. Todos os integrantes dessa festa são atendidos nos Centros de Convivência da cidade. Como já é tradicional, o ‘Sou legal, sou especial’ participará de mais uma festa momesca, trazendo a luta dos deficientes.

Os blocos sairão pelas ruas de Petrolina ao fim da tarde. A concentração acontece às 17h, na Praça Dom Malan. A programação do carnaval começa no sábado (10) e segue até o dia 13.

Workshop “Saúde em Libras” será realizado nesta sexta (6) em Paulo Afonso(BA)

cuso de libras

Para discutir temas relacionados à atenção e ao cuidado à pessoa surda será realizado, nesta sexta (6), das 8h às 18h, o 1º Workshop Saúde em Libras na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Campus Paulo Afonso (BA). O evento é promovido pela Coordenação de Políticas de Educação Inclusiva (CPEI) da Pró-Reitoria de Ensino (Proen) da Univasf e é destinado à comunidade acadêmica dos cursos de saúde da Universidade.

A programação terá início com discussões sobre a saúde da pessoa com deficiência de modo geral, através da ação do projeto Sentindo na Pele, que irá proporcionar aos participantes a simulação de experiências vivenciadas por pessoas com deficiência física, e da discussão sobre os impactos da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Logo depois, será realizada a palestra “Saúde em Libras: pela dignidade do atendimento em saúde à pessoa surda”, ministrada pela professora do Colegiado de Psicologia da Univasf e coordenadora da CPEI, Karla Daniele Luz.