Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Petrolina tem queda em índice, mas continua entre cidades mais pacíficas do estado

O índice possibilita gerar o ranking dos municípios com maior nível de pacificação. (Foto: Ilustração)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) divulgou nesta semana os dados do Ranking de Pacificação do projeto Cidade Pacífica. O ranking tem como base os dados de criminalidade divulgados pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE), quando é possível comparar o desempenho dos municípios logo após eles assinarem Termo de Cooperação Técnica para adesão ao projeto.

Petrolina (PE) ficou entre as cinco cidades com melhor Índice de Pacificação (IP), que é representado numa escala de 0 a 5, onde 0 indica um município menos pacificado. Quanto mais próximo de 5, maior o nível de pacificação do município.

No entanto, a cidade apresentou queda no IP. Em 2017, o município aparecia com um índice de 3,82 e em 2018, 3,67. No ranking, Petrolina ficou com o quinto lugar de cidade mais pacífica, atrás de Ibirajuba, Cabrobó, Lagoa Grande e Orocó.

LEIA MAIS

Prefeito de Juazeiro comemora boa avaliação em índice que avalia prestação de serviços na área social

(Imagem: ASCOM)

O município de Juazeiro (BA) comemora mais um indicador positivo para o seu crescimento, desta vez na área social. O Índice de Desenvolvimento dos CRAS (IDCRAS), que avalia a qualidade dos serviços prestados pelos Centros de Referência da Assistência Social atingiu sua melhor nota desde que foi implantado pelo Governo Federal chegando a 4,2, em uma escala que vai de 1 a 5.

O IDCRAS busca capturar, de forma aproximada e comparativa, a qualidade dos serviços prestados à população por meio dos CRAS e é composto por informações que retratam a estrutura física das unidades, as características qualitativas e quantitativas das equipes, bem como os serviços ofertados à população e os respectivos procedimentos mínimos necessários para uma oferta adequada.

O prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim comemorou a boa avaliação em índice que avalia prestação de serviços na área social. “A gente comemora mais um índice em que crescemos. Avançamos em índice Firjan, Ideb, na Atenção Básica da Saúde, geração de empregos e, mesmo num período de dificuldade, agora mais uma mostra do reconhecimento do nosso trabalho, avançando no Social, com as nossas políticas de assistência e atendimento à população”, afirmou.

LEIA MAIS

TCE vai avaliar atividades de prefeituras de Pernambuco

Os municípios que não cumprirem prazo estão sujeitos a aplicação de multas pelo Tribunal. (Foto: Internet)

A partir desta segunda-feira (23), o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) começa a receber informações dos 184 municípios pernambucanos que contribuirão para a elaboração do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) 2018.

O índice, que é resultado de um Acordo de Cooperação Técnica e Operacional entre o TCE-PE e o Instituto Rui Barbosa, vai medir a qualidade dos gastos feitos pelas prefeituras e com isso, avaliar as atividades dos gestores municipais.

Será a primeira vez que o índice, que é anual, será em Pernambuco. As ações avaliadas envolvem as áreas de saúde, educação, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, cidades protegidas e governança em tecnologia da informação.

LEIA MAIS

Alto índice de acidentes de trânsito em Petrolina preocupa; Mais de 70% são com motos

(Foto: Divulgação/PRF)

O alto índice de acidentes de trânsito tem preocupado as autoridades de Petrolina (PE). No período de janeiro a maio deste ano, já foram registrados 2.529 acidentes de trânsito. Desse total, aproximadamente 73%, ou 1.837 especificamente, corresponde a acidentes com motocicletas.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o índice é considerado muito elevado, principalmente com relação aos motociclistas. No mesmo período de 2016, o município registrou 2.503 acidentes envolvendo transporte terrestre, dentre estes 1.846 , ou cerca de 74%, corresponderam a acidentes envolvendo motos.

A secretária executiva de vigilância em Saúde, Marlene Leandro, ressaltou a importância da conscientização dos condutores para o respeito às leis de trânsito.

“Os acidentes de trânsito são considerados um problema de Saúde Pública. Petrolina registra atualmente em média 600 acidentes mês, do total, cerca de 75% correspondem a acidentes de moto. Vale lembrar que o excesso de velocidade; uso de bebida alcoólica, celular e a falta de uso do equipamento de proteção estão entre as principais causas”, frisou.

Óbitos no trânsito

Outra informação preocupante, de acordo com a secretária executiva, é o número de óbitos por acidentes. Em todo o ano de 2016 foram 114 mortes no trânsito. Nos cinco primeiros meses desse ano já morreram 37 pessoas, desse número 18 estavam conduzindo motocicletas. “Pela primeira vez nós tivemos uma redução no número de óbitos, porém, essas mortes são evitáveis e estamos trabalhando para isso”, destacou.

Projeto ‘Vida no Trânsito’

Nesta quinta-feira (06), a Secretaria de Saúde de Petrolina, estará lançando o projeto Vida no Trânsito. A campanha tem o objetivo de desenvolver ações educativas visando a redução dos acidentes. O evento acontecerá no auditório do Instituto de Gestão Previdenciária (IGPREV), às 9h.

Petrolina volta a subir no IDEB e antecipa meta estipulada para 2021

(Foto: Internet)

Com os novos números, Petrolina continua em primeiro lugar entre grandes cidades de Pernambuco. (Foto: Internet)

Os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) 2015, divulgados pelo Ministério da Educação, indicam que Petrolina manteve o bom desempenho, já registrado em avaliações anteriores.

O município do Sertão pernambucano saltou de 5,2 para 5,6 (anos iniciais) e de 4,4 para 5,0 (anos finais), atingindo este ano a meta que havia sido programada para ser alcançada apenas em 2021.

LEIA MAIS

Pernambuco lidera Ideb e aposta em colégios técnicos e integrais

(Foto: Internet/Ilustração)

O governo de Pernambuco atribuiu o bom desempenho no indicador ao alto investimento em escolas técnicas e integrais nos últimos anos. (Foto: Internet/Ilustração)

O Ideb é o principal índice de desempenho da educação básica brasileira. É formado por dois componentes: a aprendizagem em matemática e em língua portuguesa e a taxa de fluxo (aprovação, reprovação e abandono escolar). Divulgado a cada dois anos, avalia alunos do ensino fundamental e do médio públicos e privados. Foram projetadas metas para cada edição, até 2021, segundo o ponto de partida de cada rede.

Em 2015, apesar de 18 Estados terem aumentado seu índice em relação a 2013 (contando rede pública e privada), apenas Amazonas e Pernambuco conseguiram alcançar a meta estabelecida pelo MEC.

LEIA MAIS

Desemprego atinge 11,3% no segundo trimestre e é o maior desde 2012

Desemprego

São 497 mil desempregados a mais do que no primeiro trimestre. (Foto: Arquivo)

O desemprego no país atingiu, em média, 11,3% no segundo trimestre de 2016. Essa é a maior taxa já registrada pela pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que começou a ser feita em 2012.

No período, o número de desempregados no Brasil subiu para 11,6 milhões de pessoas, que também é o maior já registrado pela pesquisa.

São 497 mil desempregados a mais do que no primeiro trimestre, crescimento de 4,5%. Em um ano, são 3,2 milhões de pessoas a mais sem emprego, um aumento de 38,7%.

LEIA MAIS

Petrolina melhora índice na área educacional, diz Firjan

Educação Petrolina 1

Dos municípios do Sertão do São Francisco, a cidade com os melhores índices educacionais é Petrolina, segundo o IFDM – Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal, com data base 2013 e recentemente divulgado. Com a nota 0.7745.

Petrolina ocupa posição de destaque em relação a outras   cidades do mesmo porte no estado, como: Caruaru, Olinda Jaboatão dos Guararapes e até mesmo da capital Recife. É a melhor atingida pelo município na área da educação desde a criação desse índice em 2005 e só reforça os crescentes resultados obtidos nas demais avaliações educacionais a exemplo do SAEP e IDEB.

​Segundo o Secretário de Educação, Heitor Leite, o resultado do índice é fruto de todo um planejamento voltado para a Educação Municipal, de ações edificadas sempre na perspectiva da melhoria dos índices. “Nossa maior meta é melhorar de forma qualitativa os índices da educação de Petrolina”, disse.

​Petrolina em 2008 apresentou a nota  0,5968  na avaliação , portanto estava no grupo considerado regular ( entre 0,4 e 0,6 pontos)   a partir de 2009, início da gestão  Júlio Lóssio , entrou no grupo de desenvolvimento  moderado  ( entre 0,6 e 0,8 pontos), tendo dado o maior salto nessa última avaliação que, ano a ano,  vem crescendo consideravelmente . A meta agora é chegar no grupo de alto desenvolvimento (superior a 0,8).

​O IFDM foi criado pelo Sistema FIRJAN (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) para acompanhar o desenvolvimento socioeconômico do país, e pretende avaliar as condições de Educação, Saúde, Emprego e Renda dos municípios brasileiros. Nessa nova edição – baseado em dados oficiais de 2013, o estudo realiza comparações com outros anos da série histórica, iniciada em 2005, e projeções sobre a evolução do desenvolvimento por conta do cenário econômico.

​O índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada cidade em quatro categorias: desenvolvimento baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4001 a 0,6), moderado (de 0,6001 a 0,8) e alto (0,8001 a 1).