Usuários relatam instabilidade no WhatsApp

Os usuários do WhatsApp relataram dificuldades para enviar fotos, vídeos e áudios nesse domingo (19). O aplicativo registrou instabilidade nas versões para Android e iPhone e atinge as versões WhatsApp Web, bem como WhatsApp Desktop, acessados via computador.

O site DownDetector, especializado em registrar falhas de plataformas digitais, contabilizou milhares de reclamações entre 8h, quando o problema foi detectado, e 9h. Por volta de 9h17 usuários relataram que o envio de arquivos foi restabelecido.

Até o momento o Facebook, detentor do WhatsApp não se manifestou sobre o que teria provocado a instabilidade na rede mundial, já que usuários de outros países também enfrentaram problemas no envio de arquivos.

 

Facebook e Instagram apresentam instabilidade nesta quarta-feira

(Foto: Ilustração)

Desde o início da tarde desta quarta-feira (13), o Facebook e o Instagram estão apresentando instabilidade no Brasil e em outros países.

A reclamação mais recorrente dos usuários é sobre dificuldades para postar conteúdos nos perfis. As tentativas resultam em uma mensagem de problema para atualizar o status. Alguns também não conseguem sequer logar na rede social.

LEIA MAIS

Sistema do CadÚnico apresenta instabilidade também em Juazeiro

Em Petrolina os beneficiários de programas federais de Petrolina enfrentam dificuldades com o Cadastro Único (CadÚnico) desde a primeira quinzena de de julho e agora foi a vez dos juazeirenses sentirem o efeito. Nessa segunda-feira (6) o sistema se mostrou instável no município baiano.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES), ocorreu lentidão e indisponibilidade no acesso ao sistema do CadÚnico. Em consequência, os atendimentos foram afetados, em especial no Bolsa Família.

LEIA TAMBÉM:

Apesar de testes, atendimento na Casa Bolsa ainda não foi normalizado

Atualização no sistema da Caixa Econômica provoca suspensão no atendimento da Casa Bolsa em Petrolina

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), responsável pela operação do sistema,  afirmou ter tomado as providências para resolução do problema. Beneficiários com agendamento marcado para hoje foram reagendados para o dia 10, no mesmo horário.

Para evitar enfrentar filas, os usuários da Casa Bolsa Família em Juazeiro podem ligar para o (74) 3611-2763 e saber se o sistema já está operando normalmente.

Reitor da Univasf vê com preocupação atual momento do país: “Temos um descompasso com relação às atividades que vinham sendo executadas e que possibilitaram à Univasf transformar indicadores em nossa região”

Sobre o novo momento político e econômico pelo qual passa o país, o reitor faz uma avaliação de como tudo isso pode interferir no dia a dia da Universidade/Foto: Blog WP

Sobre o novo momento político e econômico pelo qual passa o país, o reitor faz uma avaliação de como tudo isso pode interferir no dia a dia da Universidade/Foto: Blog WP

O reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Julianeli Tolentino, esteve há pouco visitando a sede do nosso Blog. Em uma conversa de aproximadamente uma hora, conversamos sobre assuntos como desafios na gestão de uma das mais importantes instituições de ensino do Nordeste e do país, perspectivas para o futuro, Hospital Universitário, dentre outras demandas. Julianeli deu boas notícias à nossa equipe, como a retomada das obras da policlínica, na área central da cidade, o que futuramente deverá ajudar na diminuição das demandas do HU em questões mais básicas e ambulatoriais. O reitor falou da Câmara Estudantil; da construção de uma Universidade que rompe os limites de seus muros e vai até às comunidades.

Sobre o novo momento político e econômico pelo qual passa o país, Julianeli faz uma avaliação de como tudo isso pode interferir no dia a dia da Universidade. “Tivemos um período de grandes ganhos no ensino superior do país, sobretudo no interior. A Univasf foi um desafio porque iria abranger três unidades da Federação e isso pedia um aporte financeiro elevado. No entanto, a partir de 2014 começamos a sentir reflexos da turbulência econômica no mundo e no Brasil. E no ano passado isso se acentuou e tem impactado sim, a nossa Universidade. Fomos obrigados a fazer alguns cortes de serviços terceirizados. Essa instabilidade político-econômica que vivenciamos hoje, tem prejudicado muito. Vejo um futuro nebuloso. Além das restrições normais, temos um descompasso com relação às atividades que vinham sendo executadas e que contribuíam para que a Univasf,através destas ações, transformasse os indicadores sociais de nossa região. Temos que torcer para que este governo dê certo. Queremos diálogo”, destaca.

Nesta quarta (25), acompanhe em nosso Blog os detalhes da entrevista.