Vítima de tentativa de estupro, que tem influencer como suspeito, se pronuncia nas redes sociais e mostra agressões sofridas

Após a repercussão do caso de tentativa de estupro e agressão, que teria sido praticada por um famoso influencer petrolinense, a vítima resolveu se pronunciar pela primeira vez sobre o caso em sua conta do Instagram.

Raiza Ximenes, de 27 anos, agradeceu, neste domingo (15), o apoio que tem recebido de muitas mulheres “que passaram por casos parecidos com a mesma pessoa”. Em sua publicação, a jovem se colocou à disposição para ajudar outras mulheres que tenham sofrido o mesmo tipo de violência.

Além disso, a vítima mostrou seu corpo coberto de hematomas provocados pelas agressões sofridas. São inúmeros ferimentos causados nas mãos, pés e pernas. A divulgação do vídeo abaixo e das imagens foi autorizada pela vítima.

Confira o vídeo

Fraudes na Compesa geram investigação policial

Um esquema de pelo menos três anos, com funcionários fantasmas e falsos concursados, foi descoberto dentro da Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa). As fraudes vieram à tona após uma matéria do Blog do Jamildo, que teve acesso a relatórios internos da companhia. As fraudes estão sendo investigadas pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Dracco) da Polícia Civil do Estado.

De acordo com informações divulgadas em nota da Polícia Civil, a própria presidente da Compesa, Manuela Marinho, foi quem solicitou a apuração das supostas irregularidades. Em nota, a companhia afirmou que “identificou, há 60 dias, irregularidades na folha de pagamento e, imediatamente, instaurou sindicância interna para apurar o fato, além de notificar a Polícia Civil para as devidas apurações“.

LEIA MAIS

Polícia Federal instaura inquérito para apurar supostos repasses irregulares de verbas do Ministério da Educação

A Polícia Federal instaurou nesta sexta-feira (25) um inquérito para investigar se houve favorecimento ilegal em repasses de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ligado ao Ministério da Educação.

O inquérito foi aberto a pedido da Controladoria-Geral da União (CGU). A CGU enviou na quinta-feira (24) à PF o resultado de uma sindicância interna que apontou supostas fraudes na distribuição de verbas da Educação.

Agora, a PF fará investigações sobre o caso, e as provas que forem levantadas poderão embasar uma abertura de ação na Justiça.

A crise foi deflagrada no Ministério da Educação após o jornal “Folha de S. Paulo” ter divulgado, nesta semana, um áudio do ministro Milton Ribeiro, em reunião com prefeitos, dizendo que repassa verbas a municípios apontados por pastores. Na gravação, Ribeiro disse ainda que atende o pleito dos pastores a pedido do presidente Jair Bolsonaro.

Na semana passada, o jornal “O Estado de S. Paulo” já havia apontado a existência de um “gabinete paralelo” de pastores que controlaria verbas e a agenda do MEC

LEIA MAIS

PGR vai investigar declarações de Kim e Monark sobre nazismo em podcast

O procurador-geral da República, Augusto Aras, determinou hoje a abertura de inquérito para apurar suposta prática de crime de apologia ao nazismo pelo deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e por Bruno Aiub, influenciador digital conhecido como Monark.

Num debate sobre perseguição contra grupos minoritários exibido ontem (08) pelo Flow Podcast, Kim sugeriu que grupos radicais ganham força quando o cerceamento de ideias extremistas é praticado em detrimento da liberdade de expressão.

Juízes serão investigados por crime de plágios em sentenças; Bahia está na lista

 

O Conselho Nacional de Justiça irá investigar juízes que publicaram liminares idênticas, após o Tribunal Superior Eleitoral devolver o mandato do prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo. As informações são do jornal ‘O Globo’.

 

A devolução do mandato do prefeito foi proferida pelo ministro Barroso, que se baseou na tese de plágio levada ao TSE pelo escritório Marrafon, Robl e Grandinetti.

LEIA MAIS

Entidades cobram investigação sobre causas de incêndios em Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes

Dezenas de entidades sociais divulgaram, nesta quinta-feira (26), uma nota pública onde cobram que os incêndios ocorridos nos município de Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, ambos na Bahia, sejam investigados pelos órgãos competentes e tenham suas causas esclarecidas.

Na nota, as entidades demonstraram preocupação com a devastação causada pelo fogo na região. ” Vários focos de queimadas seguem destruindo a fauna e a flora nativas e colocando em risco a vida da população local, especialmente, de quem vive nas comunidades tradicionais de fundos de pasto da região, que estão mais próximas das chamas”, destacaram.

Ainda de acordo com a nota, as entidades alertaram para o esclarecimento das causas dos incêndios e lembraram ainda que, em outras regiões do país, os incêndios florestais estão ligados aos conflitos de terras. “Ressaltamos que em diversos biomas brasileiros, o uso criminoso do fogo, que tem provocado imensa devastação ambiental, está ligado aos conflitos por terra. Na região afetada pelo fogo em Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, temos presenciado um aumento dos conflitos territoriais e resistências das comunidades para permanecer em seus territórios e preservar seus modos de vida. Por isso, as comunidades e as organizações locais exigem averiguação das causas desse incêndio”, concluíram.

Confira nota na íntegra

LEIA MAIS

2ª Turma do STF arquiva investigação contra senador Humberto Costa (PT-PE)

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o arquivamento do Inquérito (INQ) 3985, que investigava o suposto recebimento de R$ 1 milhão pelo senador Humberto Costa (PT-PE) para sua campanha eleitoral, em troca de sua atuação em obras do Complexo Petroquímico de Suape em favor da Construtora Norberto Odebrecht. Por maioria de votos, o colegiado negou provimento ao agravo regimental, autuado como Petição (PET 7833), com o entendimento de que, após cinco anos de investigação, não foram produzidos indícios mínimos de provas que possam corroborar os depoimentos dos colaboradores premiados.

Segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), em 2010, o então diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, teria ajustado com dirigentes da Odebrecht o pagamento de R$ 30 milhões, em troca de atuação favorável nas obras do Complexo de Suape. Desse montante, R$ 1 milhão teria sido repassado ao empresário Mário Barbosa Beltrão, apontado como intermediador, a título de contribuição para a campanha eleitoral do parlamentar.

LEIA MAIS

Secretária de Saúde de Juazeiro desmente prisões durante operação da Polícia Federal nesta quarta-feira

A Secretária de Saúde de Juazeiro (BA), Fabíola Ribeiro, usou as redes para desmentir boatos de que ela e o funcionário Alfredo Júnior tinham sido presos durante uma operação da Polícia Federal, realizada na manhã desta quarta-feira (16).

A Polícia Federal e a Controladoria Geral da União estiveram na sede da Secretaria da Saúde (SESAU) e também na Secretaria de Administração (SEAD), com o objetivo de fazer busca e apreensão de documentos referentes à compra de insumos no município no ano de 2013.

De acordo com a assessoria da prefeitura de Juazeiro, a ação dos agentes foi acompanhada pelos profissionais das secretarias que auxiliaram com informações e também cederam documentos para análise dos agentes.

Em nota a SESAU informou que todas as ações no município são feitas de maneira clara e com responsabilidade. Nesta ação, assim como em outras visitas dos agentes, todo o material solicitado foi disponibilizado a fim de ser investigado com transparência.

Caso Beatriz: pais alertam que inocente pode ser apontado pela polícia como autor do crime

O caso vai fazer cinco anos sem solução. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Lucinha Mota e Sandro Romilton, pais da menina Beatriz Mota, assassinada nas dependências do Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina (PE), no dia 10 de dezembro de 2015, durante uma festa de formatura, voltaram a criticar o trabalho da polícia civil de Pernambuco.

Em entrevista ao Portal Preto no Branco, de Juazeiro (BA), eles revelaram que obtiveram informações de que a polícia está prestes a apresentar uma pessoa inocente como autor do crime que vitimou sua filha. O que segundo eles, causaria um outro crime e deixariam no anonimato os verdadeiros criminosos.

LEIA MAIS

Juazeiro: MPF abre inquérito para apurar supostos desvios em hospital regional

O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia transformou em inquérito uma apuração sobre supostos desvios no Hospital Regional de Juazeiro, no Sertão do São Francisco. A decisão pela conversão do procedimento, postada nessa terça-feira (8), é do procurador da República Elton Luiz Freitas Moreira.

O inquérito se baseia em possíveis desvios, incluindo recursos federais, atribuídos à empresa que gere o hospital. A suspeita é que a terceirizada não cumpriu metas estipuladas no contrato de gestão com o Estado da Bahia. Segundo a portaria do MPF, o inquérito tem prazo de um ano para ser concluído.

LEIA MAIS

Padre é alvo de operação que apura desvio de doações de fiéis em Goiás

Padre Robson de Oliveira.

O padre-celebridade Robson de Oliveira Pereira, que costuma reunir multidões em suas missas pelo Brasil, pediu afastamento de suas funções após ser alvo, na sexta (21), de uma operação que apura supostos desvios de doações de fiéis a associações católicas fundadas e presididas por ele.

Segundo o Ministério Público de Goiás, as entidades vêm sendo geridas como empresas, envolvendo movimentações financeiras que somam R$ 1,7 bilhão, a compra e venda de casas, apartamentos e fazendas em diversos estados e a exploração de atividades como agropecuária e mineração.

LEIA MAIS

O momento de delatar é agora, diz Lucinha para personagens do Caso Beatriz

Personagens foram apresentados pela Polícia Civil durante as investigações do caso.

Durante live nessa quinta-feira (06), Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz, falou sobre alguns personagens que não foram indiciadas, mas foram apontadas pela Polícia Civil durante as investigações do caso.

De acordo com a polícia, cinco pessoas prestaram depoimento e todas mentiram em vários momentos. Segundo Lucinha, “esses personagens podem ainda contribuir muito com o caso Beatriz”.

“Como eu já falei em entrevistas anteriores, em lives anteriores, eu não acredito que todos eles tenham participado diretamente do crime. Eu acredito que eles tenham participado indiretamente, talvez sem saber a gravidade”, disse Lucinha.

LEIA MAIS

PF pede ao STF autorização para depoimento de Bolsonaro sobre denúncias feitas por Moro

A delegada da Polícia Federal Chistiane Correa Machado encaminhou ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), um ofício solicitando a determinação de depoimento do presidente Jair Bolsonaro sobre as denúncias feitas pelo ex-ministro Sérgio Moro. Ao pedir demissão da pasta, Moro acusou o presidente de tentar interferir nas ações da Polícia Federal.

Foi no âmbito do inquérito que investiga as menções do ex-ministro que o Celso de Mello autorizou a publicação do vídeo da reunião ministerial realizada no dia 22 de abril. O material foi apontado por Moro como prova.

No ofício, a delegada afirma que ‘as investigações se encontram em estágio avançado, razão pela qual nos próximos dias torna-se necessária a oitiva’ de Bolsonaro. O inquérito Moro X Bolsonaro pode levar à apresentação de uma denúncia contra o presidente da República e até mesmo ao seu afastamento, caso o Congresso dê aval ao prosseguimento de uma eventual acusação.

Em defesa de aliados, Bolsonaro diz que tomará ‘medidas legais’ para proteger a Constituição

Após a operação deflagrada pela Polícia Federal, nessa terça-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender seus apoiadores. Autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a operação cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados a parlamentares e apoiadores bolsonaristas. Ela visa apurar a origem do financiamento dos grupos suspeitos de praticar atos antidemocráticos.

Sem citar nomes, Bolsonaro fez uma série de postagens no Twitter na noite de ontem, com críticas indiretas ao fato. “Só pode haver democracia onde o povo é respeitado, onde os governados escolhem quem irá governá-los e onde as liberdades fundamentais são protegidas. É o povo que legitima as instituições, e não o contrário. Isso sim é democracia”, defendeu.

LEIA MAIS

Consórcio do Nordeste rescinde contrato e dinheiro de respiradores é devolvido

(Foto: Polícia Civil DF)

O valor referente à compra de 750 respiradores adquiridos pelo Consórcio do Nordeste foi devolvido nesta terça-feira (9) pela empresa Pulsar, que não conseguiu cumprir os prazos de entrega exigidos no contrato.

Por uma questão de segurança, o presidente do Consórcio, Rui Costa, solicitou a imediata devolução dos recursos quando a empresa não cumpriu o prazo de entrega.

LEIA MAIS
123