Pela primeira vez, avaliação negativa do governo de Bolsonaro supera positiva

(Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Pela primeira vez desde que assumiu a Presidência da República a avaliação negativa de Jair Bolsonaro (PSL) superou a positiva. A pesquisa foi divulgada nessa sexta-feira (24), uma semana após a manifestação dos estudantes contra o corte na educação anunciado pelo Governo Federal.

A pesquisa foi realizada pelo XP/Ipespe nos dias 20 e 21 de maio. Os entrevistados que consideravam o governo como bom e ótimo ficou em 34% (estava em 35%), enquanto os que avaliavam a gestão como ruim ou péssima ficou em 36% (estava em 31% antes).

A margem de erro da pesquisa é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram 1000 entrevistas realizadas. Já a avaliação regular foi de 26%, quando anteriormente totalizou 31%. Não souberam ou não opinaram teve 4%.

O Ipespe questionou aos eleitores se a manifestação do último dia 15 foi relevante para o país: 57% disseram que os atos foram importantes, enquanto contra 38% que consideraram irrelevante. A pesquisa foi divulgada há pouco, momentos antes do desembarque de Bolsonaro em Pernambuco. (Com informações do JC Online).

Avaliação negativa de Bolsonaro cresce em nova pesquisa

Governo Bolsonaro foi avaliado em nova pesquisa (Foto: Adriano Machado/Reuters)

31% dos eleitores avaliaram o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) como ruim ou péssimo em uma nova pesquisa divulgada hoje (10), realizada pela XP Ipespe. De acordo com o instituto, houve um aumento de 26% em abril para o número obtido no levantamento mais recente.

O percentual daqueles que consideram o governo ótimo ou bom se manteve em 35%, enquanto os que avaliam a administração Bolsonaro regular passaram para 31% em maio ante 32% no mês anterior. Entrevistados que não responderam ou não souberam opinar totalizaram 3%, contra 7% na passada.

“Considerando a redução de quatro pontos percentuais entre as pessoas que não responderam ou não sabiam avaliar, é provável que entrevistados desse grupo tenham migrado para uma avaliação negativa do governo”, afirmaram os responsáveis pela pesquisa. Foram ouvidos mil entrevistados e a margem de erro é de 3,2 por cento. (Com informações de Band)

40% dos eleitores aprovam governo de Bolsonaro

(Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

A primeira pesquisa avaliando o governo de Jair Bolsonaro (PSL) foi divulgada nessa quinta-feira (17). O levantamento foi encomendado  pela XP Investimentos em parceria com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe).

O levantamento concluiu que 40% dos entrevistados avaliam como boa ou ótima a gestão do novo presidente. Outros 20% classificaram como ruim ou péssimo o início do mandato e 29% consideram o início da gestão regular, enquanto 11% não souberam opinar ou não responderam.

A pesquisa foi realizada por telefone e ouviu mil pessoas, entre os dias 9 e 11 de janeiro. Aos entrevistados também foi perguntado qual a expectativa deles para o novo governo. 63% acreditam que o presidente fará um mandato ótimo ou bom, enquanto 15% consideram que será negativo. A margem de erro de 3,2 pontos percentuais.

Com informações de Band

Fernando Haddad lidera intenções de voto em Pernambuco

Haddad e Bolsonaro continuam polarizando intenções no Estado (Foto: Reprodução)

Faltando apenas um dia para a eleição deste domingo (7) o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad é líder na intenção de votos em Pernambuco. Segundo pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE), Haddad subiu de 32% para 44%.

Na segunda posição vem Jair Bolsonaro (PSL), que também cresceu de 17% para 23%. Ciro Gomes (PDT) tem 10%, na terceira posição. Marina Silva (Rede) caiu de 15% para 5%, tecnicamente empatada com Geraldo Alckmin (PSDB), com 4%.

Henrique Meirelles (MDB), Cabo Daciolo somam 1%. Álvaro Dias (Podemos), João Goulart Filho (PPL), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC) tem 0%. Guilherme Boulos (Psol) e João Amoêdo (Novo) não pontuaram.

LEIA MAIS

Jarbas se isola na liderança das intenções de voto ao Senado

(Foto: Internet)

Jarbas Vasconcelos (MDB) se isolou na liderança das intenções de voto ao Senado Federal, afirma a nova pesquisa do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE), divulgada na sexta-feira (5). O deputado federal aparece com 41%, seguido por Humberto Costa (PT) que tem 34%.

LEIA TAMBÉM:

Câmara tem 43% das intenções de voto, Armando 28%

Em terceiro surge o nome de Mendonça Filho (DEM), somando 25%. Sílvio Costa (Avante) tem 12%, Bruno Araújo (PSDB), 8%, Pastor Jairinho (Rede) aparece com 3%. Eugênia (PSol), Albanise (PSol), Adriana Rocha (Rede) e Hélio Cabral (PSTU) somam 1%, cada. Alex Lima Rola (PCO) e Lidia Brunes (PROS) não pontuaram.

Votos brancos e nulos no primeiro voto somam 20% e no segundo, 31%. Os que não sabem ou não responderam representam 23% das manifestações. A pesquisa foi feita entre os dias 03 e 04 de outubro e ouviu 800 entrevistados, a pedido do jornal Folha de Pernambuco.

Câmara tem 43% das intenções de voto, Armando 28%

(Foto: Hélia Scheppa/SEI)

O governador Paulo Câmara (PSB) segue firme no caminho da reeleição ao Governo de Pernambuco. Segundo dados da  pesquisa divulgada na sexta-feira (5) pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) Câmara aparece com 43% das intenções de voto.

Armando Monteiro Neto (PTB) principal adversário do governador está em segundo, com 28%. No cenário em que apenas os votos válidos são levados em conta, a vantagem de Câmara salta para 56% e ele venceria ainda em primeiro turno.

O ex-deputado federal Maurício Rands (PROS) e o ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (Rede), têm 2%, cada. Dani Portela (PSOL) e Ana Patrícia Alves (PCO) – que retirou a sua candidatura – aparecem com 1%. Simone Fontana (PSTU) não pontuou.

17% dos eleitores entrevistados declararam voto branco ou nulo, não souberam ou não responderam chegou a 6%. A pesquisa foi encomendada pelo jornal Folha de Pernambuco, entre os dias 3 e 4 de outubro e ouviu 800 entrevistados.