Bolsonaro tem alta hospitalar após passar dois dias internado

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), recebeu alta hospitalar nesta quarta-feira (5). Ele estava internado em São Paulo desde a madrugada de segunda-feira (3), com problemas no intestino. “Alta agora. Obrigado a todos. Tudo posso naquele que me fortalece”, escreveu no Twitter.

Ontem (4), os médicos retiraram a sonda nasogástrica que o presidente utilizou durante o tratamento. Uma nova cirurgia também foi descartada. Ele segue no hospital, aguardando a finalização dos trâmites para deixar a unidade.

Bolsonaro estava de férias em Santa Catarina, mas ainda não foi informado se ele voltará ao estado ou fará seu repouso em Brasília (DF).

Bolsonaro não tem previsão de alta e nova cirurgia não está descartada

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) voltou a ser internado na madrugada desta segunda-feira (3), por conta de problemas de saúde. Bolsonaro está em São Paulo, apresentando um quadro de obstrução intestinal. Nas redes sociais ele relatou que começou a se sentir mal ainda no domingo (2).

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30, após deixar o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, no litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano. O presidente está com uma sonda nasogástrica e sem previsão de alta.

O médico pessoal do presidente chegará à unidade por volta de 15h, para avaliá-lo. Segundo o boletim médico divulgado nesta manhã, Bolsonaro “está estável, em tratamento e será reavaliado ao longo desta manhã pela equipe do Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo”.

MPF pede afastamento da presidente do Iphan, após fala de Bolsonaro sobre interferência para beneficiar empresário dono da Havan

Poucos dias após o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) afirmar que interferiu no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Ministério Público Federal (MPF) pediu o afastamento da presidente do órgão.

A solicitação foi apresentada à Justiça Federal. No pedido protocolado na quinta-feira (16), o procurador Sergio Gardenghi Suiama entendeu que a medida é necessária devido ao “surgimento de nova confissão” de Bolsonaro demonstrando “vício de finalidade”.

Para o MPF, com isso, não há dúvida sobre “o desvio de finalidade na nomeação e posse da atual presidente do Iphan” MPF afirma que “não há oposição de dúvida razoável sobre o desvio de finalidade na nomeação”. Larissa Rodrigues Peixoto Dutra assumiu ao cargo mesmo sem ter formação na área e já ter sido considerada “sem qualificação” para tal posto.

A fala de Bolsonaro foi dada na última quarta-feira (15), quando ele citou a interferência do Iphan para atender interesses de Luciano Hang, dono da Havan. Confira:

Luciano Hang elogia Moro e é criticado por apoiadores de Bolsonaro

Luciano Hang, empresário dono das lojas Havan, elogiou Sergio Moro (Podemos) nas redes sociais e foi criticado por apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Na postagem feita através do seu Twitter, Hang publicou um vídeo de Moro e em apoio à Operação Lava-Jato.

O vídeo em questão mostrava críticas de Moro ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “A Lava-Jato mostrou a corrupção instalada nas empresas públicas, durante o governo do PT. Parabéns, Moro, por se posicionar contra as mentiras faladas pelo Lula“, publicou Hang. Minutos depois, Luciano foi duramente criticado pelos bolsonaristas.

“Pense bem antes de fazer bobagem, Luciano. Da mesma forma como subiu na fama, graças ao povo verde e amarelo, também poderá despencar rapidinho…. Ficaremos de olho“, disse um usuário. Outro defendeu Hang, afirmando que ele estava certo em postar a crítica de Moro à Lula. Apesar de postar o vídeo, Hang não se colocou contra Bolsonaro, que segue apoiando politicamente.

André Mendonça toma posse como novo ministro do STF nesta quinta-feira

André Mendonça e Bolsonaro. (Foto: Isaac Amorim/MJSP)

André Mendonça tomará posse como novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quinta-feira (16). A cerimônia está marcada para 16h, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), responsável por indicá-lo ao posto.

Mendonça herda a vaga de Marco Aurélio, que se aposentou. Ele foi sabatinado pelo Senado Federal – após uma longa espera, já que o próprio Senado estava retardando a sabatina – no começo deste mês e foi aprovado por 47 ministros, sendo reprovado por outros 32.

A posse ocorre de forma presencial, com limitação de público. Conforme reportado pelo Blog, ontem o presidente Bolsonaro apresentou teste negativo contra a Covid-19, para poder comparecer ao evento.

Equipes de reportagem são agredidas durante visita de Bolsonaro à Bahia

Uma equipe da TV Bahia, afiliada da Globo, foi agredida durante a visita de Jair Bolsonaro à Bahia, no domingo (12) em Itamaraju. As imagens da TV Aratu, afiliada do SBT, mostram apoiadores do presidente arrancando os microfones e equipamentos dos profissionais.

LEIA TAMBÉM

Defesa Civil Nacional está na Bahia para dar apoio a municípios atingidos por chuvas intensas

A repórter Camila Marinho e o cinegrafista Cleriston Santana, funcionários da Globo aguardavam o pouso do helicóptero do presidente no estádio municipal Juarez Barbosa, durante a vistoria de Bolsonaro aos municípios atingidos pelas fortes chuvas. Ao descer do helicóptero, o presidente seguiu em direção à lateral do campo de futebol.

LEIA MAIS

Segundo Bolsonaro, Petrobras anunciará redução no preço do combustível nesta semana

(Foto: Ilustração)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) concedeu entrevista ao Poder 360 neste domingo (5) e afirmou que a Petrobras anunciará uma diminuição no preço dos combustíveis. O novo valor será informado nesta semana, porém, Bolsonaro não detalhou como se dará tal queda.

“A Petrobras começa nesta semana a anunciar redução no preço do combustível”, disse. A alta no preço dos combustíveis tem sido uma queixa não só dos cidadãos comuns, mas de entidades que representam, por exemplo, os caminhoneiros.

Bolsonaro também comentou sobre o Auxílio Brasil e confirmou que não se preocupa com o programa, já que a PEC dos Precatórios avançou no Senado. O programa promete pagar R$ 400,00 a famílias em vulnerabilidade social.

PF reabre inquérito e vai analisar dados de advogado de Adélio Bispo

Adélio Bispo tentou matar Bolsonaro durante a campanha eleitoral no ano passado.

A Polícia Federal (PF) reabriu o inquérito que apura a facada dada por Adélio Bispo no presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). O fato foi registrado na campanha de 2018. Segundo o site Poder360, a PF vai apurar se houve envolvimento de terceiros no atentado.

A 3ª Vara de Juiz de Fora (MG), onde Bolsonaro estava no dia do ataque havia autorizado a quebra de sigilo bancário de Zanone Manuel de Oliveira Júnior, defensor de Adélio. Também foi autorizado a apreensão do telefone, de livroscaixa, recibos e comprovantes de pagamento de honorários do advogado.

Contudo, na época, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) havia negado acesso às informações, mas neste mês autorizou a análise dos dados. Na época do atentado, a investigação concluiu que Adélio agiu só e motivado por política.

Em maio de 2020, a Polícia Federal concluiu um segundo inquérito sobre a facada, atestando que Adélio agiu sozinho, por iniciativa própria, sem mandantes e ajuda de terceiros. Entretanto, Frederick Wassef, que representa Bolsonaro, afirmou ter provas de que o acusado não é “louco” e que uma nova investigação é necessária.

Câmara de Petrolina aprova Moção de Aplausos a Jair Bolsonaro

Vereador Alex de Jesus foi autor da Moção de Aplauso (Foto: Blog Waldiney Passos)

Não constava na pauta da sessão, mas os vereadores de Petrolina aprovaram, nesta terça-feira (16), uma Moção de Aplauso ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). O pedido foi apresentado por Alex de Jesus (Republicanos) e passou por 15 votos a favor.

O edil baseou sua Moção na sanção da Lei Federal n° 14.229, de 21 de outubro de 2021, que cancela o guincho em blitz de trânsito e dá o prazo de 15 dias para o condutor infrator regularizar o carro. Gilmar Santos (PT) e Júnior Gás (Avante) votaram contra. Marquinhos do N4 (Podemos), Elismar Gonçalves (Podemos) e Samara da Visão (PSD) se abstiveram da votação.

LEIA MAIS

Governo Federal simplifica e compila normas trabalhistas

O presidente Jair Bolsonaro e o Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência) assinaram nesta 4ª feira (10.nov) decreto e portaria para consolidar regras trabalhistas.

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta 4ª feira (10.nov.2021) decreto que consolidou em 15 atos cerca de 1.000 decretos, portarias e instruções normativas relacionadas a legislação trabalhista. O objetivo é simplificar e desburocratizar as normas. Os atos serão publicados na edição do DOU (Diário Oficial da União) de 5ª feira (11.nov).

A chamada Consolidação do Marco Regulatório Trabalhista Infralegal foi assinada em cerimônia no Palácio do Planalto nesta tarde. Para a elaboração dos novos atos que substituem as normas antigas foram realizadas 10 consultas públicas.

Os 15 atos assinados nesta 4ª feira (10.nov) devem ser revisados a cada 2 anos, de acordo com secretário-executivo do Ministério do Trabalho e Previdência, Bruno Dalcolmo.

“Ao organizar todo esse conjunto de informações em 15 normativos você está dando poder para os trabalhadores poderem enxergar quais são os seus reais direitos e exigir dos empresários. Antes, ninguém conhecia as portarias, os decretos”, disse Dalcolmo.

LEIA MAIS

Presidente diz que valor de auxílio foi decidido com responsabilidade

Em pronunciamento ao lado do ministro da Economia Paulo Guedes, o presidente Jair Bolsonaro argumentou que o agravamento da inflação, em decorrência da pandemia, piorou a condição de vida das pessoas mais pobres e, por isso, o governo decidiu aumentar o valor do programa Auxílio Brasil, sucessor do Bolsa Família.

“Agravou-se a questão da inflação chegando aos dois dígitos. Isso não é exclusivo do Brasil, o mundo todo vive esse problema, como o Reino Unido, por exemplo, a Europa quase como um todo. Acompanhamos o aumento de preço nos Estados Unidos. E o Brasil é um dos países que, na economia, é um dos que menos está sofrendo”, destacou o presidente em discurso na sede do Ministério da Economia, na tarde de hoje (22).

LEIA MAIS

Bolsonaro volta ao Nordeste nesta quinta-feira; Sertânia está na agenda do presidente

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) já está a caminho do Nordeste. Nesta quinta-feira (21), ele cumpre agenda na Paraíba e no final da manhã, se desloca para Pernambuco. Bolsonaro visitará Sertânia para inaugurar o Ramal do Agreste e da Captação definitiva do Ramal de Sertânia, na Barragem de Campos.

De acordo com o Governo Federal, cerca de duas milhões de pessoas serão beneficiadas na Paraíba. Já a captação definitiva do Ramal de Sertânia, estrutura da Adutora do Pajeú, beneficiará 37 mil moradores  do município.

A inauguração do Ramal do Agreste está prevista para o início desta tarde. O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que esteve em Petrolina nessa semana, acompanhará o presidente na agenda pelo Estado.

Caminhoneiros organizam paralisação para novembro, se Bolsonaro não atender demandas da categoria

(Foto: Internet)

Caminhoneiros decidira que vão iniciar uma paralisação no dia 1º de novembro, se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não atender as reivindicações da categoria. A mobilização foi acordada no último sábado (16), após uma decisão conjunto dos profissionais com a frente parlamentar que representa os interesses dos motoristas.

O grupo exige o cumprimento do frete mínimo e nova política de preços para os combustíveis, que nunca estiveram tão caros no Brasil. Entre os participantes da assembleia de ontem estão pessoas que lideraram os atos de 2018.

“Nós, caminhoneiros autônomos do Brasil, estamos em estado de greve. Significa dizer ao governo Bolsonaro que o prazo de três anos que ele teve para desenvolver, desencadear, melhorar a vida do transportador autônomo não foi cumprido“, afirmou o deputado federal Nereu Crispim (PSL-RS).

Após ministro da Saúde testar positivo para covid, Anvisa recomenda quarentena a comitiva de Bolsonaro

Ministro testou positivo nos EUA (Foto: Walterson Rosa/MS)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou, na noite de terça-feira (21), isolamento da comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a viagem aos Estados Unidos. A decisão da Anvisa vem após o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga testar positivo para Covid-19.

De acordo com a CNN Brasil, um ofício foi encaminhado à Casa Civil da Presidência da República, que já está ciente das orientações. O documento pede que os integrantes da comitiva presidencial, que voltam ao país hoje e estiveram na cidade de Nova York, devem fazer quarentena de 14 dias.

LEIA MAIS

Datafolha: Lula segue à frente de Bolsonaro e, no 2º turno, tem 56% contra 31%

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta sexta-feira (17) pelo site do jornal “Folha de S.Paulo” revela os índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2022. A corrida está estagnada, se comparada com o levantamento realizado pelo instituto em julho deste ano. Lula tinha 26% e agora tem 27% das intenções de voto na pesquisa espontânea. Jair Bolsonaro tinha 19% e agora tem 20%. No segundo turno, o ex-presidente tem 56% (58% no último relatório), contra 31% (os mesmos 31% na pesquisa anterior) de Bolsonaro.

A pesquisa ouviu 3.667 pessoas entre os dias 13 e 15 de setembro em 190 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

LEIA MAIS
123