Secretário da Ammpla tem alta hospitalar

Um dia após a prisão do suspeito de atentar contra sua vida, José Carloss Alves deixou o hospital. De acordo com a TV Grande Rio, o secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) recebeu alta na tarde do sábado (21). Ele estava internado desde o dia 11, quando sofreu uma tentativa de homicídio.

LEIA TAMBÉM:

Urgente: polícia prende autor dos disparos contra secretário da Ammpla

Urgente: Secretário executivo da Ammpla sofre tentativa de homicídio em Petrolina

Zé Carlos passou por uma cirurgia e desde então estava internado na UTI do hospital, sendo liberado no dia 14. Ainda não há informações sobre quando o secretário retornará aos trabalhos na AMMPLA. Apontado como executor, Wellington Pereira dos Santos foi preso na noite de sexta-feira (20), no Ceará.

Procurado pela nossa equipe, o delegado Gregório Ribeiro, responsável pela investigação disse que ainda não há previsão sobre o recambiamento de Wellington. Ele segue preso no Ceará e ainda passará por audiência de custódia em Juazeiro do Norte.

Urgente: polícia prende autor dos disparos contra secretário da Ammpla

Wellington estava foragido desde o dia 11 (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A Polícia Civil do Ceará prendeu, nessa sexta-feira (20), Wellington Pereira dos Santos, de 27 anos. Ele é apontado pela PC de Pernambuco como o autor dos disparos contra o secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), José Carlos Alves.

Wellington foi detido em Juazeiro do Norte, por equipes Raio da PM-CE. Ele estava com uma pistola, dois carregadores, um supressor e cerca de R$ 5 mil. A prisão foi confirmada pelo delegado responsável pela investigação, Gregório Ribeiro.

LEIA TAMBÉM:

Segundo delegado, executor aguardou por oito horas antes de tentar matar secretário José Carlos

Urgente: Secretário executivo da Ammpla sofre tentativa de homicídio em Petrolina

Ele tem passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. No dia do crime ele fugiu a pé por cerca de 3 KM. Segundo a polícia, ele utilizou um supressor para abafar os disparos. Ele estava foragido desde o dia 11, data da tentativa de homicídio.

População pode ajudar polícia a encontrar suspeito de tentar matar secretário da AMMPLA

Há um mandado de prisão contra suspeito (Foto: Reprodução/Polícia Civil)

Wellington Pereira dos Santos é apontado pela Polícia Civil de Pernambuco como autor da tentativa de homicídio contra o secretário-executivo da Ammpla, José Carlos Alves. Na quarta-feira (18) equipes de Petrolina tentaram prendê-lo, mas Wellington encontra-se foragido.

LEIA TAMBÉM:

Segundo delegado, executor aguardou por oito horas antes de tentar matar secretário José Carlos

Suspeito de atirar contra secretário de Petrolina é identificado e está foragido

Polícia Civil deflagra Operação Vestígios para elucidar atentado contra secretário da AMMPLA

A suspeita é que ele fugiu no dia do crime, quarta-feira (11). O delegado responsável pelas investigações, Gregório Ribeiro afirmou que Wellington agiu de forma profissional ao utilizar um supressor e ter estudado a rota de fuga. Agora a polícia pede ajuda para tentar encontrar o suspeito.

LEIA MAIS

Segundo delegado, executor aguardou por oito horas antes de tentar matar secretário José Carlos

Executor planejou rota de fuga, segundo delegado Gregório Ribeiro (esq.) (Foto: Blog Waldiney Passos)

Um crime que mistura profissionalismo com amadorismo. É assim que a Polícia Civil de Pernambuco classifica a tentativa de homicídio sofrida pelo secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), José Carlos Alves, na quarta-feira passada, dia 11/12.

Desde as primeiras horas de hoje (18) equipes da 214ª Delegacia de Polícia Civil em Petrolina, com apoio da DESEC e DINTER 2 estão cumprindo mandados de busca e apreensão em residências utilizadas por Wellington Pereira dos Santos, de 27 anos, apontado como executor, na Operação Vestígios.

LEIA TAMBÉM:

Suspeito de atirar contra secretário de Petrolina é identificado e está foragido

Polícia Civil deflagra Operação Vestígios para elucidar atentado contra secretário da AMMPLA

Prefeito Miguel fala em ameaças por mudança no transporte público e sobre estado de saúde de José Carlos

Execução e fuga planejadas

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Gregório Ribeiro, Wellington ficou cerca de oito horas na frente da residência, escondido aguardando o momento certo para executar o secretário. A fuga foi a pé, por 3km – passando inclusive pela frente do Batalhão da Polícia Militar, onde também funciona a DINTER 2.

LEIA MAIS

Polícia Civil deflagra Operação Vestígios para elucidar atentado contra secretário da AMMPLA

Uma semana após o atentado contra o secretário-executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), José Carlos Alves, a Polícia Civil de Pernambuco convocou a imprensa para trazer novas informações sobre o caso.

LEIA TAMBÉM:

Prefeito Miguel fala em ameaças por mudança no transporte público e sobre estado de saúde de José Carlos

A 214ª Delegacia de Polícia deflagrou na manhã dessa quarta-feira (18) a Operação Vestígios, para elucidar a tentativa de homicídio contra Zé Carlos. Segundo a PC, foram expedidos seis mandados de busca e apreensão domiciliar e um de prisão temporária.

Os detalhes da investigação e identidade dos presos serão apresentados às 10h30, durante uma coletiva de imprensa na sede da DINTER 2, no Batalhão da Polícia Militar.

Polícia Civil segue com diligências para elucidar atentado contra José Carlos

Trabalho está em fase inicial e linha de investigação ainda não foi formada (Foto: Emerson Rocha/G1 Petrolina)

A Polícia Civil de Pernambuco disse em nota que continua as diligências na investigação da tentativa de homicídio sofrida pelo secretário executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), José Carlos Alves, no início da manhã de quarta-feira (11).

LEIA TAMBÉM:

Notícia sobre prisão de Leãozinho é falsa, garante Polícia Civil

Após atentado contra secretário da Ammpla, segurança de Miguel Coelho e de demais envolvidos em licitação será reforçada

Em nota, Polícia Civil afirma que só comentará atentado sofrido por secretário da Ammpla ao final das investigações

Licitação pode ter sido motivação do atentado contra secretário: “Muita coincidência”, afirma Miguel Coelho

A investigação é coordenada pelo delegado Gregório Ribeiro, que em entrevista a veículos locais comentou o andamento do trabalho iniciado ainda ontem (11), pouco depois do atentado. “A gente entende que o autor chegou no local e efetuou os disparos. A gente precisa ver várias situações, se foi ameaça ou não, a gente não pode fechar uma linha de investigação”, destacou.

Análise de imagens

Imagens de câmeras de monitoramento próximas ao local do crime já foram analisadas e em uma delas é possível identificar um homem correndo. Testemunhas ouvidas pela TV Grande Rio disseram que o atirador é moreno e forte, mas até o momento ele não foi identificado. Contudo, oficialmente a PC respondeu apenas que “se pronunciará sobre o caso ao final das investigações”.

“Nós não vamos nos deixar abalar”, afirma Miguel Coelho após tentativa de homicídio contra servidor

Prefeito voltou a relacionar atentado contra José Carlos a licitação do transporte (Foto: Thamires Santos/Cortesia)

Na coletiva de quarta-feira (11), o prefeito Miguel Coelho (MDB) afirmou que a tentativa de homicídio sofrida por José Carlos Alves, servidor da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) tem relação à licitação do transporte coletivo.

LEIA TAMBÉM:

Após atentado contra secretário da Ammpla, segurança de Miguel Coelho e de demais envolvidos em licitação será reforçada

Licitação pode ter sido motivação do atentado contra secretário: “Muita coincidência”, afirma Miguel Coelho

Questionado sobre a licitação, o gestor de Petrolina deixou claro que o processo seguiu o que manda a lei. “Não houve perseguição nenhuma, o processo licitatório foi como anda a lei federal. Tudo foi feito com acompanhamento do Ministério Público e Tribunal de Contas. Nós estávamos fazendo e estamos fazendo o que a população legitimou com voto de confiança“, disse.

LEIA MAIS

Coletiva de imprensa na Prefeitura deve trazer informações oficiais sobre estado de saúde de secretário da AMMPLA

Equipes da polícia já estiveram na casa do secretário (Foto: Emerson Rocha/G1 Petrolina)

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB) convocou uma coletiva de imprensa às 11h30 dessa quarta-feira (11), para comentar a tentativa de homicídio contra o secretário executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), José Carlos Alves.

LEIA TAMBÉM:

Zé Carlos tem quadro de saúde estável após tentativa de homicídio

Delegado fala sobre tentativa de homicídio contra secretário executivo da AMMPLA

Urgente: Secretário executivo da Ammpla sofre tentativa de homicídio em Petrolina

Zé Carlos foi alvejado na manhã de hoje, quando pelo menos dois tiros atingiram sua cabeça e região do tórax. Ele foi submetido a uma cirurgia para reparar um osso do crânio, mas tinha quadro de saúde considerável estável. A Polícia Civil de Pernambuco investiga o caso e o delegado Gregório Ribeiro foi ao Hospital Unimed para colher informações as quais possam ajudar nos trabalhos da polícia.

Até o momento não há informações oficiais do hospital. A coletiva de imprensa será realizada no gabinete da Prefeitura.

Zé Carlos tem quadro de saúde estável após tentativa de homicídio

Carro do secretário após tentativa de homicídio. (Foto: Wanderley Alves)

Uma fonte ligada ao Blog Waldiney Passos informou extraoficialmente que o secretário executivo da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), José Carlos Alves tem quadro de saúde considerável estável e foi encaminhado ao bloco cirúrgico nesse momento.

LEIA TAMBÉM

Delegado fala sobre tentativa de homicídio contra secretário executivo da AMMPLA

Urgente: Secretário executivo da Ammpla sofre tentativa de homicídio em Petrolina

Nossa equipe esteve no hospital para onde Zé Carlos, como é mais conhecido, foi levado e buscou informações oficiais do Hospital Unimed, que ainda não havia emitido o boletim médico. Um dos disparos efetuados contra ele acertou a cabeça e outro, a região do tórax.

O delegado da Polícia Civil, Gregório Ribeiro foi até a unidade médica, em busca de mais informações. A tentativa de homicídio contra Zé Carlos foi registrada no começo dessa quarta-feira (11), quando ele saía de casa para trabalhar. Diversos secretários, entre eles o diretor-presidente da AMMPLA, Edilson Leite, estão no hospital aguardando o boletim médico.