Coordenadora do banco de leite do IMIP orienta amamentação em tempos de coronavírus

(Foto: ASCOM)

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda não há comprovação científica de transmissão do novo coronavírus pelo leite materno. No entanto, como o vírus é facilmente transmitido, é preciso que as mulheres tomem alguns cuidados na hora da ordenha e da amamentação.

A coordenadora do Banco de Leite Humano do IMIP, Vilneide Braga Serva, destacou que a recomendação da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano é que a amamentação seja mantida, já que o alimento protege o bebê de diversas doenças e reforça o sistema imunológico, inclusive em caso da mãe estar contaminada pelo novo coronavírus.

LEIA MAIS

Hospital Dom Malan de Petrolina realiza campanha de doação de leite materno em prol de quadrigêmeos; estoque do Biama está praticamente zerado

(Foto: Arquivo)

Os quadrigêmeos de Riqueline de Brito Macêdo, nascidos em 24 de março no Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE), estão precisando da doação de leite materno. Em função da imaturidade do trato gastrointestinal dos prematuros e da falta de reflexos de sucção e deglutição, eles ainda precisam ser alimentados por sonda nasogástrica, mas a produção de Riqueline é insuficiente para supri-los.

LEIA TAMBÉM:

Paciente de Dormentes dá à luz quadrigêmeos no Hospital Dom Malan/IMIP em Petrolina

O Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno do HDM (Biama) está fornecendo o complemento de leite aos bebês, mas está com o estoque baixo. De acordo com a enfermeira gerente do banco, Kaliane Gomes, hoje (2) o Biama tem apenas 3 litros armazenados, quando o necessário é de 2 a 3 litros por dia para o hospital.

LEIA MAIS

Biama inicia campanha para arrecadar potes de vidro

O Banco de Leite Humano do Hospital Dom Malan/IMIP (Biama) iniciou uma campanha para arrecadar potes de vidro. O material será utilizado no armazenamento do leite que será doado aos bebês prematuros atendidos na unidade em Petrolina.

Quem puder ajudar precisa estar atento a alguns pontos. Os potes precisam ser de vidro para resistirem ao processo de esterilização, já a tampa deve ser de plástico. A diretora médica do Biama, Flávia Guimarães explica qual é o melhor tipo de pote a ser doado. “Nesse caso, o ideal é que os vidros sejam de café solúvel do tamanho médio”, diz.

As doações podem ser feitas no próprio Biama, localizado no Dom Malan. Segundo Flávia o banco necessita com urgência do material, já que a demanda na unidade é intensa. “Precisamos dos potinhos com urgência para distribuirmos principalmente entre as doadoras para captação do leite cru. Esse simples gesto vai contribuir para mantermos o banco de leite em funcionamento. A doação dos recipientes é tão importante quanto a doação de leite humano”, afirma.

Mães podem contribuir com o Banco de Leite do Hospital Dom Malan

Doar é um gesto que pode salvar vidas. No caso do Banco de Leite Materno (Biama) do Hospital Dom Malan/IMIP, uma simples ação pode contribuir para a vida de recém-nascidos atendidos no hospital.

Criado em 1995 como Banco de Incentivo – espaço de orientação às mães – o espaço se tornou um Banco de Leite em 1998. Atualmente o Biama coleta leite materno, presta orientações às mães e realiza trabalhos informativos em instituições de ensino como faculdades da região.

Como funciona

O estoque do Banco é mantido através de doações. Mães saudáveis e com leite excedente podem contribuir com o Biama. De acordo com a Enfermeira Chefe do Biama, Kaliane Gomes Medeiros, o procedimento para ser uma doadora é muito simples.

LEIA MAIS

Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina precisa de doações

O Banco de Leite Materno do Hospital Dom Malan (Biama/HDM/IMP) está, no momento, com o seu estoque zerado.

Por isso, a unidade materno-infantil, que faz parte da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC/Unicef) e apoia a amamentação exclusiva, faz um apelo à toda população para que as mamães que tiverem leite em abundância e estejam gozando de boa saúde possam doar o alimento essencial para recém-nascidos e prematuros.

Para doar é muito simples. Basta preencher os requisitos, como: estar amamentando; ser saudável; não usar álcool ou outras drogas; não fumar e não usar medicamentos incompatíveis com a amamentação.

Estando apta, a doadora pode entrar em contato com o Biama, através do telefone (87) 3202-7002, de domingo a domingo, incluindo feriados, das 7 às 18h.

A mãe doadora pode ir ao hospital ou se estiver sem ter como se deslocar, a equipe do Biama vai à casa da doadora, faz todos os esclarecimentos e entrega o kit para doação, que inclui luvas, máscara e vidros esterilizados.Duas vezes por semana o carro do HDM faz a coleta na casa das mães doadoras.

O Biama do HDM/IMIP de Petrolina atende por mês cerca de 50 crianças entre recém-nascidos prematuros ou de baixo peso, recém-nascido infectado, recém-nascido com imunodeficiência e recém-nascido com alergia a proteína do leite de vaca.

Para isso, necessita de, no mínimo, 40 litros de leite mensais. “Geralmente a gente fecha o mês com 30 litros, mas em meses atípicos como esse, quando a maioria das pessoas estão de férias, as doações caem bastante. Só estamos conseguindo liberar de 2 a 3 litros por semana”, informa a enfermeira gerente do Banco, Yany Cruz..

Em 2016 foram arrecadados 352 litros de leite humano e em 2017 somente 345 litros. O ideal seriam 480 litros. “E para aumentar esse baixo estoque só contando com a sensibilização das mamães de Petrolina e região”, constata Yany.

Além da receptação e distribuição do leite humano, o Biama também trabalha com consultas de amamentação, palestras e ações que promovem, protegem e apoiam o aleitamento materno.

Com estoque reduzido, Biama promove campanha de doação de leite materno em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Qualquer mulher que estiver amamentando, que tem excesso de leite, está saudável e não está tomando nenhum medicamento, pode participar da campanha de doação de leite materno do Banco de Incentivo ao Aleitamento Materno (Biama) em Petrolina.

Além da doação de leite, a campanha propõe debates sobre a importância do aleitamento materno. Para entregar a doação, as mães podem ir ao banco de leite, ou solicitar ao Biama o recolhimento em casa. Atualmente o estoque do Biama é de 10 litros, o que é suficiente apenas para 10 dias.

“O estoque nosso está reduzido. O leite humano, que é um alimento precioso, ele só consegue atender a 60% das necessidades dos bebês prematuros que se encontram internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Como essa maternidade é de referência e aqui tem muitos bebês internados, a gente nunca consegue suprir essa necessidade”, afirma a coordenadora médica do Biama, Flávia Helena

Quem tiver interesse em doar pode entrar em contato com o Biama através do telefone (87) 3202 7002.

Com informações do G1

Doadora de leite pernambucana é alvo de ofensas nas redes sociais

doadora

Após a sentença, a mulher começou a receber cerca de 200 solicitações de amizade diariamente na rede social, além do material pornográfico

A técnica de enfermagem conhecida como a maior doadora de leite do país voltou a ser alvo de ofensas na internet. Desde abril, quando Michele Rafaela Maximino, 34 anos, ganhou uma ação no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) contra a Rede Bandeirantes e os humoristas Danilo Gentili e Marcelo Mansfield, ela está recebendo mensagens, ligações e fotos obscenas no Facebook. Nesta segunda-feira (16), a mulher e o marido vão denunciar o caso na Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos, na área central do Recife.

“Estou sendo incomodada pelos admiradores de Danilo Gentili, estão infernizando a minha vida, estão mandado fotos íntimas, com suas partes íntimas expostas, ligando toda hora, minha vida está novamente de cabeça para baixo”, lamentou a mulher que já doou mais de 400 litros de leite, e em 2013, foi ridicularizada no Programa Agora é Tarde, quando Gentili a chamou de vaca e a comparou com ator pornográfico Kid Bengala.

LEIA MAIS