Prefeitura de Petrolina divulga terceiro LIRAa de 2020

A Prefeitura de Petrolina divulgou o resultado do terceiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) em 2020 no município. Foram vistoriados estabelecimentos residenciais e comerciais em diversos bairros da cidade e o índice geral ficou em 1,6%, ou seja, em estado de alerta para surto. O nível satisfatório é inferior a 1%, mas esse terceiro LIRAa apresentou uma leve redução nos índices, de 1,8% para 1,6%.

As comunidades com maior índice são Mandacaru, Vila Eulália, Santa Luzia e Park Mandacaru, com 4,1%. Em Segundo lugar, com 2,6%, aparecem os bairros Terras do Sul e José e Maria. Ocupam a terceira colocação, com 2,3%, Dom Avelar, Padre Cícero, Loteamento Padre Cícero, São Joaquim e São Jorge.

Estudos apontam que cerca de 80% dos focos do mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya – estão dentro dos domicílios, em depósitos como vasos, garrafas, pratos de plantas, bebedouros de animais, entre outros. As ações de controle das aroboviroses continuam sendo intensificadas pela Prefeitura de Petrolina, através dos agentes de endemias, mas é preciso reforçar o alerta aos moradores para a eliminação de possíveis focos em suas residências, mais imprescindível agora nesse momento de isolamento social.

Prevenção

Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada, ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. Tampar tonéis, caixas d’água e lixeiras; manter as calhas sempre limpas; preencher os pratos de vasos de plantas com areia; limpar com escova ou bucha os potes de água para animais; retirar a água acumulada na área de serviço; são algumas medidas eficazes que os moradores devem adotar para evitar essas doenças.

Levantamento aponta Pernambuco com gasolina mais barata do Nordeste

(Foto: Ilustração)

Com preços médios de R$ 4,185 e R$ 4,259, respectivamente, Santa Catarina e São Paulo têm o litro da gasolina comum mais barato do país, conforme levantamento da ValeCard, empresa especializada em meios de pagamentos, benefícios e gestão de frotas. No Nordeste, Pernambuco apresenta o preço médio mais baixo (R$ 4,585). Já Sergipe tem o valor mais alto (R$ 4,763).

Obtidos por meio do registro das transações realizadas em junho em cerca de 20 mil postos credenciados, os dados mostram que Acre e Rio de Janeiro são os estados com o combustível mais caro – R$ 5,115 e R$ 5,015, respectivamente.

Em Petrolina, no mês de junho, o litro da gasolina era comercializado a R$ 5,05, um dos maiores valores cobrados no estado. Hoje, o litro do produto pode ser encontrado em alguns pontos de venda da cidade por R$ 4,87, muito acima da média do levantamento, que é de R$ 4,58, sendo, ainda, uma das mais caras de Pernambuco.

Seis mulheres são vítimas de feminicídio a cada hora, segundo a ONU

(Foto: Ilustração)

Por dia, 137 mulheres são vítimas de assassinatos em 2017, seis por hora, cometidos pelos seus companheiros, ex-maridos ou familiares, quase sempre homens, segundo um relatório publicado ontem (25) pelas Nações Unidas.

“No mundo todo, em países ricos e pobres, em regiões desenvolvidas e em desenvolvimento, um total de 50 mil mulheres são assassinadas todo ano por companheiros atuais ou passados, pais, irmãos, mulheres, irmãs e outros parentes, devido ao seu papel e a sua condição de mulheres”, denuncia o relatório.

O documento, elaborado pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (Onudd), indica que 58% de todos os assassinatos de mulheres em 2017 foram cometidos por companheiros ou familiares, o que faz com que o lar seja o “lugar mais perigoso para as mulheres”. O relatório indica que os assassinatos de mulheres por parte dos seus companheiros “é frequentemente a culminação de uma violência de longa duração e pode ser prevenida”.

LEIA MAIS

Emprego formal cresce em agosto e gera 110.431 novas vagas no Brasil

(Foto: Ilustração)

O emprego apresentou novamente crescimento no Brasil. O mês de agosto fechou com 110.431 novas vagas no mercado formal, um acréscimo de 0,29% em relação ao mês anterior. Esse desempenho foi resultado de 1.353.422 admissões e de 1.242.991 desligamentos. Com isso, o estoque de empregos no país também aumentou e chegou a 38.436.882 vínculos.

Segundo informações do levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira (21), o saldo de janeiro a agosto teve um acréscimo de 568.551 vagas, um crescimento de 1,50%. Nos últimos 12 meses, o aumento foi de 356.852 postos, uma variação de 0,94%.

A pesquisa apontou crescimento em sete dos oito setores econômicos, sendo que o principal destaque foi na área dos Serviços, responsável por mais de 60 mil novos postos, mais da metade das vagas abertas em agosto no país. O resultado foi registrado graças aos desempenhos dos subsetores de Ensino; Comércio e Administração de Imóveis, Valores Mobiliários e Serviço Técnico; Serviços de Alojamento, Alimentação, Reparação, Manutenção e Redação; e Serviços Médicos, Odontológicos e Veterinários.

Agosto fechou em alta para o comércio que teve o segundo melhor desempenho com saldo de 17.859 vagas, abertas principalmente no subsetor do Comércio Varejista. O terceiro melhor saldo de agosto foi na Indústria de Transformação, que teve criação de 15.764 novos postos, puxados pela Indústria de Produtos Alimentícios, Bebidas e Álcool Etílico; Indústria Química de Produtos Farmacêuticos, Veterinários, Perfumaria; e Indústria Mecânica. Apenas a Agropecuária registrou desempenho negativo com o fechamento de 3.349 vagas.

O salário médio de admissão em agosto foi de R$ 1.541,53 e o salário médio de desligamento foi de R$ 1.700,80. Em termos reais considerando a deflação medida pelo INPC, houve ganho de R$ 5,26 (0,34%) no salário de admissão e de R$ 9,90 (0,59%) no salário de desligamento em comparação ao mês anterior.

Desempenho regional

LEIA MAIS

Brasil dobra número de presos em 11 anos e registra 726 mil detentos

A maior população prisional do país está em São Paulo, onde há 240.061 presos. (Foto: Internet/Ilustração)

O Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) foi divulgado nesta sexta-feira (8) pelo Ministério da Justiça e revelou que, em junho de 2016, a população carcerária do Brasil atingiu a marca de 726,7 mil presos.

O número apresentado é mais que o dobro de 2005, quando o estudo começou a ser realizado. Naquele ano, o Brasil tinha 361,4 mil presos, de acordo com o levantamento. Esses 726 mil presos ocupam 368 mil vagas, média de dois presos por vaga.

“Houve um pequeno acréscimo de unidades prisionais a partir de 2014, muito embora não seja o suficiente para abrigar a massa carcerária que vem aumentando no Brasil. Então, o que nós temos, é um aumento da população carcerária e, praticamente, uma estabilidade no que se refere à oferta de vagas e oferta de estabelecimentos prisionais”, afirmou o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Jefferson de Almeida.

A maior população prisional do país está em São Paulo, onde há 240.061 presos. O estado é seguido por Minas, com 68.354, e Paraná, com 51.700. A menor população carcerária está em Roraima, onde foram registrados 2.339 presos.

Com informações do G1

Pernambuco: Pesquisa mostra descrédito da população em instituições

Ministério Público foi o mais bem avaliado pelos entrevistados. (Foto: Internet)

Os constantes escândalos de corrupção nas mais diversas instituições têm desacreditado a população. Em recente levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas Uninassau no estado de Pernambuco, mais de 50% dos entrevistados afirmaram não admirar nenhuma instituição. A pesquisa foi realizada no primeiro semestre deste ano, mas só foi divulgada agora.

Dentre as instituições apresentadas aos entrevistados estavam o Ministério Público, a Polícia Federal, o Corpo de Bombeiros, as Igrejas Católicas e Evangélicas, o Exército, o Poder Judiciário e a Polícia Militar de Pernambuco.

Com apenas 4,7%, o Ministério Público foi o mais admirado. Enquanto a Polícia Militar ficou em último, com apenas 1,1%. Os entrevistados também não se sentiram confiantes quanto a atuação das Igrejas católicas, com 2,6%, e evangélicas, com 1,5%. Confirmando o descrédito da população em relação às instituições, 52,3% afirmaram não admirar nenhuma delas. 17,5% preferiram não responder à pergunta.

Lava-Jato

Contudo, quando se trata da Operação Lava-Jato, iniciada em 2014, 97,4% dos entrevistados aprovaram o desempenho do Ministério Público. No entanto, somente 26,8% afirmaram conhecer a atuação do órgão na operação.

Uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil

(Imagem ilustrativa)

Segundo levantamento feito pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado nesta segunda-feira (30), uma mulher foi assassinada a cada duas horas em 2016 no Brasil.

Em números absolutos, 4.657 mulheres perderam a vida no país. Apesar disso, apenas 533 casos foram classificados como feminicídios mesmo após lei de 2015 obrigar registrar mortes de mulheres dentro de suas casas, com violência doméstica e por motivação de gênero.

“Temos que ter uma rede ampla de atendimento para a mulher. Esse é um dos motivos para a subnotificação tão grande de feminicídios. O crime é o desfecho fatal de uma série de violências”, diz Olaya Hanashiro, consultora-sênior do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O Mato Grosso do Sul é o estado com maior taxa de mortes de mulheres do país: 7,6 por 100 mil habitantes – 102 mulheres foram assassinadas no estado no ano passado, aumento de 22,9% se comparado ao ano anterior.

O Pará é o segundo estado com maior morte de mulheres proporcionalmente, com taxa de 6,8 por 100 mil habitantes, seguido pelo Amapá.

Com informações do G1

Gonzaga Patriota se destaca no “Ranking dos Políticos”; Dentre Senadores de Pernambuco, Armando Monteiro é o melhor

O levantamento compara parlamentares e senadores de todo o Brasil para ajudar. (Foto: Arquivo)

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB/PE) garantiu excelentes posições no “Ranking dos Políticos”, iniciativa do site www.politicos.org.br. O levantamento compara parlamentares e senadores de todo o Brasil para ajudar, de forma objetiva, os eleitores a votarem melhor. O sistema adota como critério para avaliação a presença nas sessões legislativas, os privilégios, processos judiciais e a qualidade legislativa.

O parlamentar está em 1º lugar entre os deputados e senadores do PSB que representam Pernambuco, 3º lugar geral no estado de Pernambuco, ficando atrás apenas do deputado federal Daniel Coelho (PSDB/PE) e Jarbas Vasconcelos (PMDB/PE), e em 57º no Ranking Nacional, entre os 594 deputados e senadores.

“Fico muito feliz em obter estes valorosos posicionamentos em um projeto renomado e criterioso como o Ranking dos Políticos. Isto fará com que eu possa continuar defendendo os mais humildes no Congresso Nacional e votando de acordo com o que a sociedade deseja”, disse Gonzaga Patriota.

(Foto: Internet)

Armando Monteiro

O senador Armando Monteiro (PTB/PE) foi o senador pernambucano melhor avaliado pelo levantamento, ficando, no ranking nacional, em 14º.

Fernando Bezerra Coelho (PMDB/PE), dentre três os senadores pernambucanos, ficou em último lugar, com avaliação negativa, assim como Humberto Costa (PT/PE). A diferença é que no critério Qualidade Legislativa Fernando teve pontuação positiva, enquanto Humberto foi avaliado negativamente.

Ammpla faz levantamento para identificar fluxo de veículos nas principais vias de Petrolina

A pesquisa é meramente quantitativa. (Foto: ASCOM)

A Autarquia Municipal de Mobilidade (Ammpla) de Petrolina começou nessa quinta-feira (19) uma contagem volumétrica de veículos em alguns pontos da cidade. A iniciativa visa nortear a engenharia de tráfego em vários pontos críticos e, com isso, melhorar a fluidez do trânsito.

De acordo com o presidente-diretor da Ammpla, Geraldo Miranda, esse estudo é de extrema importância para as tomadas de decisões referentes ao trânsito.

“É através dessa observação que determinamos qual o tipo de obra deverá ser realizada no local estudado, além de definir quais os tempos de semáforo para cada sentido, evitando prováveis congestionamentos por conta de dimensionamentos errôneos.”, destacou.

LEIA MAIS

Segundo levantamento, Juazeiro é a 4ª cidade do Brasil que mais mata mulheres

O crime de feminicídio íntimo está previsto desde a entrada em vigor da Lei nº 13.104/2015. (Foto: Ilustração/Internet)

O município de Juazeiro, localizada no sertão baiano, está em 4ª lugar entre as cidades que mais matam mulheres no país, de acordo com levantamento da Agência Pública, feito junto ao Ministério da Saúde. O Município de Ananindeua, na região metropolitana de Belém, lidera a lista.

A cidade de Juazeiro possui uma Delegacia Especial de Atendimento à mulher, uma Secretaria Municipal da Mulher, Ronda Maria da Penha, feita pela Polícia Militar, Vara de Violência Doméstica Contra a Mulher e uma promotoria especializada, mas, ainda assim, aparece entre as cidades mais violentas no que diz respeito a morte de mulheres.

Além disso, o levantamento mostra que 74% das mulheres mortas nas dez cidades que lideram a lista, são pretas ou pardas, 18,5% são brancas ou amarelas e 6,5% são casos ignorados.

Lei do Feminicídio 

O crime de feminicídio íntimo está previsto desde a entrada em vigor da Lei nº 13.104/2015, que alterou o art. 121 do Código Penal (Decreto-Lei nº 2.848/1940), para prever o feminicídio como circunstância qualificadora do crime de homicídio. É o assassinato de uma mulher cometido por razões da condição de sexo feminino, isto é, quando o crime envolve: “violência doméstica e familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher”.

LEIA MAIS

Prefeitura realiza levantamento em assentamentos de Petrolina

(Foto: Divulgação)

Durante a última semana equipes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário de Petrolina, percorreram alguns assentamentos da região para um levantamento das principais demandas dos moradores.

A primeira visita aconteceu no Assentamento Federação, onde o secretário da pasta, José Batista da Gama apresentou ações que serão desenvolvidas pela prefeitura na localidade. Durante a visita, representantes de outros assentamentos estiveram no local.

As equipes ainda estiveram nas barragens do Cristalino e Baixa Alegre. Na comunidade de Volta da Carolina, as obras da barragem serão iniciadas ainda neste mês de abril.

Julio Lossio entrega prefeitura sem pagar 13º salário dos servidores e com as contas de luz, água e telefone atrasadas, afirma Miguel Coelho

Prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB) e Secretária de Administração, Lucivane Lima/Foto: Blog Waldiney Passos

Acompanhado pela secretária de Administração, Lucivane Lima, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB), durante coletiva com a imprensa local, também tratou ontem (5) sobre os atrasos salariais dos servidores da Saúde e Educação. 

Telefonia, luz e água

Além dos problemas físicos postados anteriormente, o serviço de atendimento da Prefeitura foi prejudicado por conta de atrasos nos pagamentos de contas de água, luz e telefone. A operadora de telefonia já cortou todas as linhas da Prefeitura, enquanto, a Celpe e a Compesa estão com pelo menos três meses de atraso.

“Estamos negociando essas dívidas e conseguimos impedir o corte de luz e água. Já o serviço de telefone deve ser reativado em breve, pois procuramos a operadora para equacionar as dívidas e restabelecer as linhas”, explicou o prefeito. 

Dívida 

Segundo um levantamento prévio da Secretaria da Fazenda, a dívida da Prefeitura já ultrapassa cerca de R$ 45 milhões. “Nessa conta não estamos colocando os empréstimos que teremos que assumir no futuro. É importante dizer que ainda não fechamos esse levantamento, portanto, a dívida pode ser maior”, relatou Miguel. 

Veja no vídeo as explicações das pelo prefeito Miguel Coelho e pela secretária de Administração, Lucivane Lima.

Confira vídeo:

Petrolina está em médio risco de infestação do mosquito Aedes, aponta 2º Lira

Combate a Dengue

Mesmo com alguns casos notificados de pessoas infectadas com o mosquito da Dengue em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a Secretaria da Saúde apresenta nesta sexta-feira, o resultado do segundo Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2016, e mostra  levantamento que Petrolina está com apenas 1% de risco para infestação do mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika.

Segundo o executivo municipal a pesquisa, que aponta médio risco, foi realizada entre os dias 29 e 10 de março em 13 estratos do município.

A diretora de Vigilância em Saúde, Silvana Mudo, explica os fatores preponderantes para o aumento do índice. “Esse segundo LIRAa foi realizado após o período chuvoso o que, consequentemente, eleva o índice de infestação, pois após as chuvas a temperatura eleva e torna as condições totalmente favoráveis para a proliferação e reprodução do mosquito”.

Entre os bairros com maior infestação do Aedes estão Dom Avelar, São Jorge, Terras do Sul, São Gonçalo, Jardim Petrópolis e Vila Chocolate com 2,1%, em seguida vêm os bairros Vila Eduardo, Loteamento Nova York, Loteamento Recife, Vila Débora, Vila Marcela e Vila Carolina com 1,9%. Já as comunidades da Areia Branca, Dom Malan, Maria Auxiliadora e Caminho do Sol permanecem com 0%.