UBM realiza ato público em Petrolina, chamando atenção à participação feminina na política

Manifestação seguirá pela manhã dessa quinta-feira, na Praça do Bambuzinho (Foto: Internet)

Março é o mês da mulher e em ano eleitoral um velho assunto volta ao debate: a presença feminina na política. Aproveitando esse momento, a União Brasileira das Mulheres (UBM) realiza hoje (12), uma manifestação na Praça do Bambuzinho, em Petrolina.

O ato público conta com a presença de várias entidades sindicalistas, a exemplo do Sintepe e sindicato dos professores, predominantemente representados nessa quinta-feira pelas mulheres sindicalizadas. “Estamos lutando pelos direitos das mulheres, pela democracia. Dizemos em alto e bom som, democracia e respeito pelo país”, destacou Socorro Lacerda, representante da UBM em entrevista ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina.

A programação teve início há poucos minutos e seguirá por toda essa manhã. “Nós existimos, essa visibilidade que a sociedade nos impõe é por isso que nós lutamos“, concluiu Socorro.

Estudantes da Univasf enfrentam paralisação no Transporte Estudantil Intercampi no 1º dia de aula do semestre

No retorno das atividades para o início do semestre 2020.1, os estudantes da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) enfrentaram muita dor de cabeça. Os ônibus que fazem o Transporte Estudantil Intercampi não circularam nessa segunda-feira (2).

Os motoristas resolveram cruzar os braços hoje, cobrando o pagamento dos salários atrasados. Eles alegam que a instituição está em débito há dois meses. Dessa forma, os alunos de Juazeiro (BA) e Petrolina ficaram sem o transporte.

Outro lado

Em nota, a Univasf disse não ter sido comunicada sobre a paralisação, mas afirmou estar reunida com a empresa terceirizada e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Locadoras, Fretamento e Turismo da Bahia (Sindfretur).

Confira a seguir a nota da Univasf:

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro não cumpre promessa e moradores organizam nova manifestação para esta terça na entrada do bairro Itaberaba

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

A falta de infraestrutura na entrada do bairro Itaberaba, que dá acesso aos Residenciais Juazeiro I, II e III é um problema antigo. Desde que o problema começou a afetar diretamente a vida das pessoas que transitam pelo local, os moradores decidiram cobrar providências da prefeitura, que até o momento, segundo a população, nada fez.

LEIA TAMBÉM

Juazeiro: moradores fazem manifestação cobrando melhorias na entrada do bairro Itaberaba

O Blog Waldiney Passos acompanha a peleja dos moradores do bairro Itaberaba desde o início de janeiro deste ano. Em uma das notas enviadas ao Blog, a prefeitura informou que assim que cessassem as chuvas, uma equipe seria encaminhada até o local para realizar a operação tapa-buracos. Ação que os moradores esperam até hoje.

LEIA MAIS

Escolas municipais de Orocó seguem sem aulas e professores fazem manifestação pelas ruas da cidade

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Os professores da rede municipal de ensino de Orocó (PE) estão em greve desde o último dia 10 de fevereiro. A classe reivindica a reversão da medida tomada pela gestão municipal, que resultou no rebaixamento total dos salários dos servidores oriundos do último concurso públicos, além do reajuste das tabelas de vencimentos para o ano de 2020.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Orocó (SINTEO), a prefeitura foi procurada várias vezes, mas não deu nenhuma resposta favorável às reivindicações da categoria. Ainda segundo o Sindicato, a greve continuará, até que o município atenda as demandas dos professores municipais.

LEIA MAIS

Compesa: moradores do Alto do Cocar cobram melhor atendimento no bairro

A quinta-feira (13) começou com protesto no bairro Alto do Cocar. Conforme o Blog mostrou ontem, moradores da comunidade estão protestando contra a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Na pauta da manifestação está a baixa pressão nas torneiras e a constante falta d’água.

LEIA TAMBÉM

Falta d’água: moradores do Alto Cocar farão manifestação nesta quinta-feira

O ato é pacífico e foi organizado pela Associação de Moradores do bairro Alto do Cocar (AMAC). “Continuaremos nessa luta incansavelmente para o restabelecimento do serviço da COMPESA em nossa comunidade, não desistiremos nunca“, disse a presidente da AMAC, Brenda Seforah.

Ela gravou um vídeo onde relata a situação da comunidade, confira a seguir:

Falta d’água: moradores do Alto Cocar farão manifestação nesta quinta-feira

(Foto: Ilustração)

A falta de água no bairro Alto do Cocar, em Petrolina (PE), segundo os moradores, é um problema antigo. Nos últimos meses, o desabastecimento vem se agravando, e para cobrar providências da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a população local fará uma manifestação, nesta quinta-feira (13).

O protesto está marcado para às 7h, na Praça do Bairro, em frente à Paróquia São Vicente de Paulo. De acordo com os organizadores, a manifestação será concentrada na Praça.

“Eu tive uma reunião com João Raphael em 2017, passei a problemática para ele, principalmente da falta de água e pressão aqui no Alto do Cocar, e nunca foi nos dado uma resposta, nenhum técnico veio aqui para averiguar a situação, os anos se passaram, cada dia foi piorando, e hoje a gente vive de lata ‘água na cabeça”, disse a líder comunitária, Brenda Seforah.

Juazeiro: moradores fazem manifestação cobrando melhorias na entrada do bairro Itaberaba

Conforme o Blog mostrou na segunda-feira (10), os moradores dos residenciais Juazeiro I, II e III estão em manifestação na entrada do bairro Itaberaba. Eles cobram melhorias no acesso aos conjuntos habitacionais. Nossa equipe já mostrou o problema inúmeras vezes, de 2019 até o início desse ano.

LEIA TAMBÉM

Moradores farão manifestação nesta terça-feira para cobrar recuperação da entrada dos residenciais no bairro Itaberaba

Com as chuvas a situação das vias se agravou. Os moradores cansaram de esperar os serviços e resolveram chamar atenção interditando a via com galhos e restos de materiais. A data de hoje (11) foi escolhida, justamente por ser abertura do ano letivo na cidade e o fluxo de veículos ser intenso no começo da manhã.

A passagem de veículos foi impedida. A Polícia Militar da Bahia esteve no local, mas o Blog apurou que a manifestação está sendo pacífica. No último dia 24 de janeiro a Prefeitura de Juazeiro informou que realizaria uma “operação tapa buraco em todos os locais que estiverem com asfalto danificado, inclusive na entrada dos Residenciais Juazeiro 1, 2 e 3”, contudo, sem dar um prazo.

Moradores farão manifestação nesta terça-feira para cobrar recuperação da entrada dos residenciais no bairro Itaberaba

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Os moradores dos Residenciais Juazeiro I, II e III, farão uma manifestação nesta terça-feira (11), para cobrar do poder público, a recuperação da via que dá acesso aos conjuntos habitacionais, localizados no bairro Itaberaba, em Juazeiro (BA).

LEIA TAMBÉM

Buraqueira toma conta da entrada dos Residenciais no bairro Itaberaba e população de Juazeiro cobra providências

Em Janeiro deste ano, o Blog Waldiney Passos mostrou a situação da entrada dos residenciais. A buraqueira toma conta do local, e os moradores se sentem prejudicados, já que o trânsito fica comprometido, os veículos são afetados, além dos transtornos nos períodos de chuva.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro promete regularizar pagamento até a próxima segunda-feira e funcionários da Promatre suspendem manifestação

(Foto: Internet)

Mesmo com o receio de que a regularização do repasse feito pela prefeitura de Juazeiro ao Hospital Promatre não aconteça, os funcionários da Unidade resolveram suspender a manifestação programada para amanhã (30). A decisão foi tomada, após a prefeitura se comprometer em repassar a verba para o Hospital até a próxima segunda-feira (3).

LEIA TAMBÉM

Sem salário há três meses, funcionários do Hospital ProMatre farão protesto nesta quinta-feira em Juazeiro

De acordo com os funcionários, a Direção da Promatre informou aos colaboradores que o prefeito Paulo Bomfim se reuniu com um dos diretores do Hospital e afirmou que até o dia 03 de fevereiro o repasse será regularizado.

“Muitos de nós fomos contra o adiamento da manifestação, por que das outras vezes eles disseram que a situação seria regularizada e há três meses estamos sem salários”, disse uma funcionária que preferiu não se identificar, ressaltando que caso o pagamento não seja regularizado, a manifestação acontecerá na próxima terça-feira (04).

Sem salário há três meses, funcionários do Hospital Pro Matre farão protesto nesta quinta-feira em Juazeiro

(Foto: Internet)

Desde outubro de 2019, funcionários do Hospital Pro Matre estão sem receber salário. O Hospital que é referência em Cardiologia em Juazeiro (BA), atende pela rede particular, e também pelo SUS. De acordo com os funcionários, o município não fez o repasse da verba para a unidade, e por isso, eles estão há três meses sem pagamento.

LEIA TAMBÉM

Pai de paciente solta o verbo por demora no atendimento na UPA de Juazeiro: “Humanização passa longe”

Com o intuito de resolver a situação e terem o pagamento regularizado,  os funcionários farão um protesto nesta quinta-feira (30), às 14h30, nas imediações do Paço Municipal, para cobrar da prefeitura de Juazeiro o repasse da verba destinada ao Hospital Pro Matre. Durante o protesto, é provável que o atendimento na unidade seja suspenso.

Além dos salários, os funcionários denunciam as condições de trabalho e serviço, afetados pelo atraso do repasse. “Está faltando tudo: material para higienização, produtos para alimentação, materiais hospitalares”, disse uma funcionária que preferiu não se identificar.

LEIA MAIS

Motoristas de aplicativo fazem manifestação cobrando mudanças na lei que regulamenta atividade em Petrolina

Prefeitura de Petrolina reforçou segurança nessa manhã

A chuva dessa quarta-feira (22) não atrapalhou a manifestação organizada pelos motoristas de aplicativo em Petrolina. O grupo está se deslocando à Prefeitura de Petrolina para fazer um buzinaço e cobrar mudanças na lei que regulamenta o serviço na cidade, considerada “sacana” pelos condutores.

Grupo já fechou uma das vias

De acordo com um dos organizadores da mobilização, Jefferson Santos a programação segue normalmente e depois do buzinaço em frente a Prefeitura, o grupo seguirá a Juazeiro (BA). Em entrevista no programa Super Manhã, na Rádio Jornal Petrolina, ele fez duras críticas a lei municipal, alegando que o Poder Executivo está criando uma forma de cercear a atividade dos motoristas de aplicativo.

É uma regulamentação extremamente danosa a nossa categoria, são mais de 4 mil pais de família. Nós queremos levar nosso alimento para nossa casa. A regulamentação ajuda uma categoria, a gente sabe quem é. Aqui ninguém vai colocar decreto goela abaixo não, tem que ser encaixado de acordo com as necessidades”, destacou.

Motoristas de aplicativo realizarão manifestação em Petrolina e Juazeiro nesta quarta-feira

(Foto: Ilustração)

Após a tentativa de latrocínio contra o motorista da Uber, Joel Victor da Silva Souza, de 21 anos, ocorrida na semana passada, no bairro Quidé, em Juazeiro (BA), motoristas de aplicativo de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) farão uma manifestação nesta quarta-feira (22).

LEIA TAMBÉM

Uber é esfaqueado e tem carro roubado em Juazeiro

A categoria ainda não finalizou a programação do protesto, mas já adiantou que a concentração do ato está marcada para às 7h, no Parque Municipal Josepha Coelho. Ainda de acordo com a organização, a manifestação sairá de Petrolina com destino à Juazeiro.

Os motoristas cobram mais segurança e “regulamentação justa”. Intitulada como “Paralisação”, amanhã, a manifestação da categoria deve parar as cidades de Juazeiro e Petrolina, no intuito de chamar a atenção do poder público.

Após colega ser esfaqueado, motoristas de aplicativo fazem manifestação em Petrolina

Grupo se reuniu na frente da Uber, em Petrolina (Foto: Wanderley Alves/Petrolina em Destaque)

Um grupo formado por dezenas de motoristas de aplicativo se reuniu na sede da Uber em Petrolina na manhã dessa quinta-feira (16), para cobrar mais segurança aos profissionais. A manifestação acontece um dia depois de um profissional da empresa sofrer uma tentativa de latrocínio, na noite de ontem (15), na cidade de Juazeiro (BA).

LEIA TAMBÉM

Uber é esfaqueado e tem carro roubado em Juazeiro

O condutor foi esfaqueado e ainda teve seu carro incendiado. De Petrolina o grupo seguiu pela Ponte Presidente Dutra, sentido a Juazeiro onde está nesse momento em frente à Delegacia da Polícia Civil baiana. Eles querem agilidade na investigação do caso.

Na próxima quarta-feira (22), o grupo promoverá outra manifestação, dessa vez no Parque Municipal Josepha Coelho, em Petrolina, a partir das 7h.

Grupo faz manifestação em frente a Prefeitura de Juazeiro contra fechamento de unidade escolar em Itamotinga

Alunos, pais dos estudantes e professores fizeram, na sexta-feira (10), uma manifestação em frente ao Paço Municipal, em Juazeiro (BA) para cobrar um posicionamento sobre o fechamento da Escola Coração de Jesus, localizada no Distrito de Itamotinga.

O grupo foi recebido pelo prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) e uma nova reunião na comunidade deve definir as mudanças, já que a unidade foi fechada por problemas na sua estrutura. “O prefeito recebeu eles e ficou marcado uma reunião na segunda-feira para ver o que pode ser feito. Depois foi recebido de outra escola estadual onde foi discutido o que iria fazer e uma nova reunião”, relatou o leitor Felipe Juliano que acompanhou a mobilização.

Veja a seguir um vídeo da manifestação pacífica:

Nosso foco foi e sempre será a educação, mas precisamos ter uma estrutura de qualidade e sem risco para as crianças e profissionais. Estou à disposição para ir até a comunidade conversar com todos e resolvermos da melhor maneira possível”, disse o prefeito após o encontro.

Além dos estudantes municipais, Bomfim também se sentou com um grupo da Escola Estadual Dom Avelar Brandão Vilela, pois agora as unidades do Governo do Estado serão municipalizadas. A secretaria de Educação (SEDUC) já está promovendo debates com os professores sobre as mudanças.

“São quatro anos de dor, de muita saudade”, diz Lucinha Mota durante manifesto

Manifestação aconteceu na Praça Dom Malan, na Igreja Catedral de Petrolina.

No final da tarde dessa terça-feira (10), a família de Beatriz, juntamente com apoiadores do grupo “Somos Todos Beatiz”, realizaram uma manifestação para relembrar os quatro anos da morte da garota, que foi brutalmente assassinada dentro do Colégio Maria Auxiliadora.

Foi realizada uma exposição com fotos dos sete anos de Beatriz e dos quatro anos de luta, após a sua morte. Segundo Lucinha Mota, mãe de Beatriz, a exposição serviu para explicar para as pessoas toda a trajetória desses quatros anos.

Ainda de acordo com Lucinha, no entendimento da família, que realiza um trabalho paralelo de investigação, a impressão é de que o caso já foi solucionado. “A impressão que eu tenho é que, logo nos primeiros dias do crime, a polícia conseguiu identificar os assassinos de Beatriz e, não sei o porquê, não sei quem está financiando tudo isso para tentar colocar uma pedra no caso”, disse.

LEIA MAIS
123