Gilson Machado é anunciado como novo ministro do Turismo

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Depois da demissão de Marcelo Álvaro Antônio, o Ministério do Turismo tem um novo titular. O Diário Oficial dessa quinta-feira (10) traz a nomeação do pernambucano Gilson Machado. Ele assume o posto depois da saída conturbada de Álvaro Antônio.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro demite ministro do Turismo após ataque a Luiz Eduardo Ramos no WhatsApp

Gilson Machado era diretor-presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur). Com sua ida ao Ministério, a Embratur ficará com Carlos Alberto Gomes de Brito, cujo novo cargo também foi publicado no DOU.

 

Bolsonaro demite ministro do Turismo após ataque a Luiz Eduardo Ramos no WhatsApp

O agora ex-ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. (Foto: Agência Brasil/Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demitiu o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, após se irritar com os ataques feitos por seu comandado ao chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, através do WhatsApp.

A briga ocorreu em um grupo de ministros do governo no aplicativo de mensagens. Segundo a CNN Brasil, Álvaro chamou Ramos de traíra e o acusou de conspirar para derrubá-lo, negociando o Ministério do Turismo junto ao “centrão”.

Bolsonaro teria se irritado com a briga e com a exposição de desentendimentos dentro do governo, o que, ainda conforme informações da CNN Brasil, teria motivado a demissão. O nome mais cotado para substituir Álvaro Antônio é Gilson Machado, presidente da Embratur.

Ministro do Turismo já está em Petrolina

Ministro foi recepcionado pelo prefeito (Foto: Reprodução/Twitter)

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio já desembarcou em Petrolina. Ele chegou por volta de 10h40 e logo mais fará uma visita ao Centro de Convenções da cidade. Ainda pela manhã Álvaro Antônio anunciará a liberação de recursos para revitalização e modernização do prédio.

LEIA TAMBÉM

Ministro do Turismo anuncia em Petrolina investimento de R$ 34 milhões para requalificação do Centro de Convenções

Serão investidos mais de R$ 32 milhões. O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) já havia antecipado a obra com exclusividade ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina. A expectativa é que o Centro de Convenções também ganhe o tão esperado Teatro Municipal.

'; } else { echo ''; } ?>

Ministro do Turismo quer aprovar medida que permite a empresas do setor pagarem reembolso apenas em 2021

Medida provisória beneficia empresário e escanteia consumidor (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio quer uma medida provisória para garantir que o reembolso dos valores pagos em ingressos de shows, pacotes turísticos e hospedagens em hotéis seja pago só daqui a um ano. A intenção do Governo Federal é desobrigar as empresas a custearem os cancelamentos de imediato.

Segundo o ministro, a medida deverá prever um prazo de 12 meses para que as empresas possam reembolsar integralmente os consumidores, sem multas ou quaisquer custos adicionais. Para Álvaro Antônio, a MP não fere o direito ao consumidor.

“As empresas se viram com um fluxo de caixa zerado e ainda ter que retirar [dos cofres] o reembolso, isso aí seria catastrófico”, defendeu o ministro.

Operação da PF prende duas pessoas ligadas a candidaturas laranjas do PSL

Assessor do ministro Antônio é um dos presos (Foto: Agência Brasil)

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (27) uma operação contra um assessor especial e dois ex-assessores do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. A ação está sendo realizada em Brasília e Minas Gerais, tendo como alvo candidaturas de laranjas do PSL na eleição de 2018.

Duas pessoas foram presas na operação. A investigação teve início após a Folha de São Paulo publicar uma matéria em fevereiro desse ano. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão, autorizados pela Justiça de Minas Gerais.

Foram presos Mateus Von Rondon Martins, assessor especial no Ministério do Turismo e um dos mais próximos aliados de Álvaro Antonio; e Roberto Silva Soares, conhecido como Robertinho Soares, coordenador da campanha de Álvaro Antônio no Vale do Aço. (Com informações da Folha PE).

PF faz operação na sede do PSL de Minas Gerais

(Foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

Equipes da Polícia Federal estão na sede do PSL de Minas Gerais na manhã dessa segunda-feira (29), para apurar suspeitas de irregularidades na aplicação de recursos em campanhas eleitorais de candidatas do partido no Estado.

As investigações fazem parte da “Operação Sufrágio Ostentação”, deflagrada hoje. Foram apreendidos documentos sobre a produção de material gráfico de campanhas eleitorais. A PF cumpriu sete mandados de busca e apreensão expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte.

A assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG) informou que o processo tramita em segredo de Justiça e não pode fornecer informações a respeito da Operação.

O suposto esquema de corrupção tem o nome do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio no centro das atenções. Ele é suspeito de patrocinar um esquema de candidaturas laranjas durante a campanha de 2018, fato negado por ele. (Com informações de O Estado de MG e Valor Econômico).