Promotor de justiça Dr. Gustavo Lins Tourinho Costa recebe Título de Cidadão Petrolinense

Gustavo Tourinho

Natural de Belo Horizonte (MG), Dr. Gustavo Lins Tourinho Costa, recebeu na noite desta sexta-feira (18) o Título de Cidadão Petrolinense, concedido pelos vereadores Maria Elena (PSB) e Osório Siqueira (PSB), em reconhecimento aos relevantes serviços prestados a Petrolina como Promotor de Justiça atuando na área da Infância e Juventude, Fazenda Pública e Curadoria do Patrimônio Público.

Gustavo Tourinho 01Doutor Gustavo Tourinho chegou a Petrolina no ano de 1995, mais precisamente no mês de setembro, onde atuou junto a 3ª Vara Cível por aproximadamente 05 anos e na Promotoria da Infância e Juventude por 07 anos. Nesse período, foi incessante a sua luta pela observação dos direitos essências das crianças e adolescentes.

Há aproximadamente 10 anos atua junto a Vara da Fazenda Pública, já tendo acumulado a Curadoria do Patrimônio Público, quando esteve vigilante com as posturas dos gestores públicos, de modo a adequá-las aos princípios constitucionais que devem norteá-las, tais como moralidade e publicidade dos seus atos.

Em diversos períodos, exerceu a função de promotor eleitoral, notadamente na área da propaganda, quando buscava sempre orientar os candidatos com relação as resoluções editadas pelo TSE, assim como coibir os abusos perpetrados pelos infratores.

Vereadora Maria Elena critica politica de saneamento básico de Julio Lossio

Maria Elena

A vereadora Maria Elena (PSB) criticou na sessão desta quinta-feira (17), na Câmara Municipal de Petrolina, o que chamou de omissão completa do Executivo em não ter construído, segundo ela, um metro de saneamento básico na cidade nos último 8 anos.

“Mas a gente até compreende, pela natureza do gestor, como saneamento é uma obra que não aparece, ele nunca se preocupou com isso”, avaliou Maria Elena acrescentando que “nunca se viu um prefeito nesta cidade para não sanear pelo menos um bairro”.

A vereadora registrou as dificuldades que as famílias dos bairros, Fernando Idalino, Henrique Leite, Rio Jordão e Geovana estão passam tendo que conviver com esgoto correndo a céu aberto. “É de clamar aos céus a situação daquelas famílias e aqui eu não estou fazendo nenhuma crítica exacerbada”, ressaltou.

“Todo prefeito a bem da verdade deixou sua marca, mas o prefeito Julio Lossio se dar ao luxo de só fazer obras eleitoreiras”, concluiu.

“Falta de gestão e retrato do descaso, marcas do HU de Petrolina, atualmente”, diz Maria Elena

elena tribuna 2

Na sessão desta terça-feira, 15, na Câmara de Petrolina, a vereadora Maria Elena Alencar, PSB-PE, usou a tribuna da Casa Plínio Amorim para criticar o descaso do Hospital Universitário, mantido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) que deixou um paciente, um jovem de 17 anos, morrer por falta de atendimento. Ela chamou a atenção do reitor Julianeli Tolentino pelo que chamou de falta de gestão em lidar com situações adversas quando se administra um equipamento da grandeza e importância como é o HU.

“Uma atitude infeliz de quem existe para comandar um serviço para salvar vidas. Como fechar uma emergência de um hospital referência para mais de 50 cidades de estados como PE e BA porque um médico especialista teve que se ausentar e aí a solução é deixar a população sem atendimento e pior, morrer porque não tinha quem atendesse”, questionou a socialista.

Conforme a parlamentar, isso não existe e que se fosse numa unidade de saúde privada, um plano B seria posto em prática para substituir o profissional que não pode atender. “Um plano B tem que existir. Não fechar. Já achei falta de ética profissional se ausentar durante o plantão, mas já que tinha que sair que a direção do hospital providenciasse um substituto imediato. Não fechar. Não se pode optar pelo caminho mais fácil e deixar as pessoas sem atendimento e morrendo. É crime”, atacou a vereadora .

Elena ressalta que falta de gestão, que a decisão foi infeliz e o retrato é de descaso, marcas do HU de Petrolina, atualmente. “Exigimos no alto da tribuna da Casa Plínio Amorim, respeito e providências para que mais pessoas não voltem a morrer à míngua e sim vivam com um serviço digno de saúde. Assim que tem que ser, porque os recursos vêm de impostos que pagamos e não podemos aceitar esse tipo de tratamento com os pacientes que chegam nessa unidade de saúde”, cobrou.

Vereadora parabeniza mulheres sertanejas no 8 de março

Maria Elena 02O 8 de março, Dia Internacional da Mulher, simboliza um dia de comemorar conquistar e lembrar que a luta por igualdade de direitos ainda é uma rotina seja em sua vida pública ou como parte de sua existência, uma data representativa para a vereadora Maria Elena Alencar (PSB/PE).

Defensora do protagonismo feminino, a parlamentar tem feito a sua parte por meio do mandato e da atuação envolvendo entidades que atuam no fortalecimento dos direitos e proteção da mulher.

 A chegada da vara da violência doméstica figura como mais um instrumento de defesa da mulher contra as agressões e agressores, símbolo de um trabalho que a vereadora tem buscado e levado como bandeira de atuação política e de via também. Uma luta que ela sempre travou desde a implantação da Lei Maria da Penha.

“São conquistas que me orgulho. Nossa vida seja como vereadora seja e como mulher, busca sempre referendar os direitos de gênero e colocar a mulher no lugar que lhe é devido. Temos pautado nossa vida pública nesse sentido e cada dia mais estamos lutando para que a igualdade de gênero seja uma realidade em nossas vidas”, assinalou a vereadora Maria Elena Alencar.

Uma das mais recentes batalhas de Maria Elena diz respeito ao apoio às mulheres grávidas e já com filhos que têm sofrido com o fantasma do zika vírus e da microcefalia. Elena disse que encaminhou ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, PSB, solicitação para a criação de um programa específico do estado voltado para essas mães ou futuras mamães, visando amenizar o sofrimento em filas de atendimento na saúde pública do estado.  Ela explica que a intenção é que esse programa tenha Petrolina como referência.

“A exemplo do programa Pernambuco Conduz que assiste individualmente às pessoas carentes como dificuldades de locomoção que o governador também implante essa força tarefa da saúde para atender de forma específica ás mães que foram vítimas do zika vírus com confirmação ou suspeitas de estarem com seus fetos com microcefalia. Frisei ao governador que essa agora deve ser prioridade número um do governo estadual”, justificou Maria Elena que encaminhou o mesmo documento aos deputados Miguel Coelho e Lucas Ramos, do PSB e Odacy Amorim, do PT, representantes de Petrolina na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE).

Vereadora Maria Elena dá últimato a gerente dos Correios em Petrolina

Maria Elena 02

Vereadora Maria Elena (PSB) Foto: Waldiney Passos

A demora da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) em entregar correspondências em Petrolina-PE, foi questionada na sessão desta quinta-feira (03) pela vereadora Maria Elena (PSB). Ela informou já ter procurado por várias vezes o gerente da empresa Gean Weber Porto, para obter informações sobre o que estaria acontecendo, mas não obteve nenhuma resposta. “Que crise é essa que os Correios passam que o senhor não atende um agente do povo, meu gabinete está tentando uma conversa com o senhor para falar dos problemas, do atraso, do mal serviço que os Correios prestam e o senhor manda dizer que a empresa está em trabalho, em serviço e que não pode receber”, questionou.

A vereadora elevou o tom ao afirmar que se o gente dos Correios continuar desdenhando dos petrolinenses vai ser obrigado a receber uma comissão da Câmara. “É o senhor marcar, por que senão nós vamos em comissão, nós vamos a Câmara quase toda aí para dizer dessa dificuldade que o gerente dos Correios está colocando para que esta Casa, que fiscaliza e representa o povo de Petrolina, possa ter acesso a ele e fazer as dividas reclamações”, ressaltou.

Vereadora Maria Elena questiona ações do município no combate ao Aedes Aegypti

Maria Elena

Preocupada com o aumento do número de casos de chikungunya e zika no país a vereadora Maria Elena (PSB), apresentou Requerimento na sessão desta quinta-feira (25), na Câmara Municipal de Petrolina, solicitando informações a Secretaria de Saúde sobre o controle da situação em Petrolina. “Quem hoje está trabalhando além dos agentes de saúde da cidade fazendo preventivo? Existem algumas organizações na cidade fazendo preventivo? Existem algumas organizações na cidade que estão voltadas, contribuindo com isso”, questionou.

A vereadora salientou que essas informações ainda não foram prestadas pela pasta da saúde. “Ainda não se sabe como que essa prevenção está sendo feita em Petrolina, além do trabalho mais acentuado dos agentes de saúde, o que é que a secretaria está fazendo além dos procedimentos normais”, ponderou.

Maria Elena disse que sua preocupação se justifica pelo fato do aumento do número de casos de microcefalia em Pernambuco e que o registro de 9 casos para uma cidade com mais de 300 mil habitantes como Petrolina  é preocupante.

 

Rompimento com FBC: emocinados vereadores se solidarizam com Ronaldo Cancão

Vereadores

A notícia do rompimento com o grupo liderado pelo senador Fernando Bezerra coelho (PSB), comunicada na sessão desta quinta-feira (18), na Câmara Municipal pelo vereador Ronaldo Cancão (PSL), pegou muita gente de surpresa e fez o vereador Ibamar Fernandes (PRTB ir as lágrimas ao se solidarizar com o colega da oposição.

“Se você quer saber se Ronaldo é amigo é só um dia você precisar dele, aí sim é que você vai ficar sabendo quem é a pessoa do Ronaldo, então desejo tudo de bom, sucesso nessa nova caminhada, espero é que você seja eleito e quero dizer a vossa excelência que continuamos aqui no oposição, juntos, unidos não vamos deixar essa casa ir a baixo, fica aqui o meu afeto, o meu abraço,  não só dos amigos da oposição, mas também da situação e de meus familiares, da família Fernandes,  um beijo no seu coração e vá com Deus, Deus é maior do que tudo”, disse Ibamar.

Já o vereador José Batista da Gama (PDT) lamentou o rompimento afirmando que “ter ido até ao Recife para tratar desse assunto”, mas não obteve exito.

Para a vereadora Maria Elena (PSB), Ronaldo é um homem de grupo. “Reconheço que perdemos na nossa bancada um grande companheiro, uma pessoa de atitude que politicamente se mostra.  Eu pessoalmente lamento muito a saída de Ronaldo do nosso grupo, porque sempre vi nele um hoem que quando ele está, verdadeiramente está, ele defende as bandeiras”.

“O senhor foi de uma cara de pau muito grande”, devolveu Maria Elena a Edinaldo Lima

Maria Elena

Passou desapercebido na audiência pública da última terça-feira (16),na Câmara Municipal de Petrolina a resposta que a vereadora Maria Elena (PSB), deu ao vereador Edinaldo Lima (PMDB), que ao rebater críticas feitas pelo deputado Miguel Coelho (PSB) a atual gestão, fez sérias acusações ao senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), ex-prefeito de Petrolina.

Maria Elena devolveu a alcunha de cara de pau que Edinaldo atribuiu a Miguel em seu texto.  “Mas eu quero dizer que o senhor foi de uma intransigência e aí devolvendo as palavras ao senhor, de uma cara de pau muito grande, quando o senhor dessa forma arbitrária, talvez o prefeito nem tenha pedido aquilo, o senhor foi  tão severo no seu julgamento a um homem público como Fernando, que tem suas contas todas aprovadas, que nunca teve nenhum processo de cassação em primeira instância julgado e que nunca teve a Polícia Federal, nos quase 7 anos que ele foi prefeito, invadindo a prefeitura”, disse.

Uma petrolinense na Galeria de Lutas da Mulher Pernambucana

maria elena galeria 3

A vereadora, do PSB de Petrolina, foi uma das homenageadas na IV Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres, realizada na última semana em Gravatá-PE. O debate premiou algumas mulheres que se destacam na luta e busca de conquistas de gênero no estado. A vereadora é uma das mulheres a integrar a Galeria de Lutas da Mulher Pernambucana.

Também foram agraciadas com a mesma homenagem a ex-secretária estadual da Mulher, a socióloga Cristina Buarque, e a combativa ex-deputada federal Cristina Tavares, jornalista e que ficou conhecida por suas lutas inclusivas nas décadas de 1970 e 1980.

Maria Elena fez questão de agradecer à Secretaria da Mulher pela lembrança do seu nome nesta Galeria e enaltecer a luta de todas as mulheres pernambucanas e em especial, as sertanejas, principalmente de Petrolina e região. Para ela, é um reconhecimento emblemático e importante que só fortalece a continuidade das lutas por direitos e o empoderamento da mulher em todo o estado e do sertão, em especial.

“Fiz questão de ressaltar em minhas palavras de agradecimento durante o momento do recebimento da homenagem, nomes de mulheres tão merecedoras dessa honraria. Dediquei a conquista a elas, a exemplo da ativista política, Marici Amador, uma de nossas principais referências na luta pela igualdade de gênero”, ressaltou.

 Conforme Elena, Marici Amador foi pioneira nas lutas de gênero em Petrolina e região. “Como ativista política, militou com grande destaque dentro do antigo Movimento Democrático Brasileiro, o MDB. Foi uma mulher à frente de seu tempo e a tenho como um de minhas inspirações na luta diária pela defesa dos direitos da mulher da nossa cidade e do nosso estado”, concluiu a vereadora.

“Levianas e covardes, suas declarações comigo e minha família”, disparou Maria Elena em resposta a Manoel da Acosap

GEDSC DIGITAL CAMERA

O bicho pegou entre os vereadores Manoel da Acosap (PHS) e Maria Elena Alencar (PSB) na sessão desta terça-feira, dia 15, da Câmara de Vereadores de Petrolina. Maria Elena não deixou passar batidas as críticas que recebeu da Acosap na semana passada. O vereador se referiu à Elena entre outras coisas, como ‘usurenta e carniceira’ ao criticar a vereadora que usou à imprensa, dizendo que o colega teria recebido benesses do governo municipal para manter o veto a sua proposta. Maria Elena foi dura na resposta.

“Não venha me colocar adjetivos impróprios. Não vejo ofensa ter irmão meu realizando obras. Sempre fizeram as coisas bem feitas, por isso são chamados. São competentes. Vossa Excelência mentiu, difamou. Vá trabalhar e conquistar seus espaços. Sempre trabalhei e por isso conquistei o prestígio político que consegui ao longo dos mandatos para os quais fui eleita. Bata na sua boca antes de fazer este tipo de observação com meus irmãos e minha família”, disparou Maria Elena.

Elena frisou que por pouco não entrou com uma ação na justiça contra Manoel. “Levianas, mentirosas, covardes, foram as suas colocações contra a minha pessoa e monha família. Lamento o senhor não ter avançado um pouco mais pra eu abrir uma ação contra o senhor. O senhor pode ser contra minha postura legislativa, mas não aceito a crítica pessoal”, ressaltou a vereadora.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Na tréplica de Manoel da Acosap, ele pediu desculpas à vereadora e sua família pelos excessos que tenha cometido em suas colocações, mas frisou que apenas respondeu uma acusação que tinha sofrido pela colega durante entrevista na imprensa. Reiterou que não recebeu nada de ninguém e que exigia respeito, porque quem quer respeito, tem que respeitar primeiro.

“Não sou covarde. Votei contra a senhora e mantive o veto porque costumo votar com minha consciência e não por receber nada de ninguém. A senhora que me desrespeitou, a mim e ao vereador Betão. Peço desculpas a senhora e seu irmão que é uma pessoa de bem, mas eu tenho caráter. Nunca sai por ai falando dos colegas desta Casa. Nem se a senhora votar contra um projeto meu, vou sair falando da senhora por ai”, retrucou Acosap.

O vereador Adalberto Bruno Filho – Betão (PSL) – que também teria sido citado nas colocações da Maria Elena em entrevistas à imprensa e pelas redes sociais, também não deixou de rebater à colega e desafiou qualquer um sobre a sua lealdade em ser um vereador de oposição.

“Quem falar que recebo algo do governo para votar matérias de interesse da Prefeitura, terá que provar, agora que a minha comunidade tem recebido serviços e ações do município, isso não nego. Mas pra mim, desafio qualquer um que me acusar dessa postura”, assinalou Betão. (Com informações da jornalista Cinara Marques)

Clima esquenta entre os vereadores Maria Elena e Manoel da Acosap

GEDSC DIGITAL CAMERA

Foto Waldiney Passos

Foram fortes as palavras que a vereadora Maria Elena (PSB) recorreu para responder ao colega Manoel da Acosap (PHS) ainda na discussão sobre o voto contrário do edil a derrubada parcial do Veto do Executivo ao projeto que institui a inclusão da Libras (Língua Brasileira de Sinais) no curriculum regular da rede municipal de ensino.  “Mentiroso e leviano”, disparou Maria Elena. “Peço desculpa a senhora e sua família”, disse Manoel. A matéria completa sobre o assunto você vai conferir nas primeiras horas desta quarta-feira (16) neste Blog.

Manoel da Acosap rebate críticas de Maria Elena

Vereador Manoel da Acosap (Foto: Waldiney Passos)

A sessão desta terça-feira, 8, da Câmara de Vereadores de Petrolina, teve mais um capítulo da polêmica sobre a manutenção do veto do prefeito Julio Lóssio ao projeto da vereadora Maria Elena Alencar (PSB), que instituía a inclusão da Libras (Língua Brasileira de Sinais) no curriculum regular da rede municipal de ensino. Desta vez o personagem da estória foi o colega da vereadora, o vereador Manoel da Acosap (PHS) que soltou o verbo contra Elena.

Acosap já foi da oposição como Elena, mas tem se mostrado independente já há algum tempo e votou contra a colega e do lado do governo, na sessão passada quando o veto foi apreciado. Em resposta à socialista, que disse durante o programa Bom Dia Vale da Rádio Jornal Petrolina, nesta terça-feira, que Manoel da Acosape dançava hoje conforme a música, acusando o colega de receber benesses da administração municipal e de ter abandonado a oposição para conseguir a reeleição, Manoel não deixou por menos.

“Deixei esse grupo não pelos líderes que comanda, mas pelos colegas da bancada que são um monte de usurento e carniceiro. Não deixam nada pra ninguém”, disparou. Ainda no seu discurso, Manoel disse ter votado à favor da manutenção do veto porque não poderia trair sua consciência.

“Eu já tinha votado contra a matéria, apenas segui minha consciência e como o prefeito vetou o projeto, fui favorável”, justificou. Manoel da Acosape afirmou ainda que Maria Elena precisa aceitar melhor as derrotas, pois quando ela perde uma votação, sai logo acusando os colegas.

“Mas não sou eu que tenho irmão com obras no município, no governo do estado, cargos e mais cargos no governo estadual”, alfinetou o humanista. “Não tenho cargo em lugar nenhum e nem sou liderado por ninguém. Não costumo ficar em cima do muro. Voto sim ou não. Voto com minha consciência”, finalizou Manoel da Acosap. (Com informações de Cinara Marques)

Vereador Betão minimiza confronto com Maria Elena

Câmara de Petrolina

Vereador Adalberto Bruno (PSL)

Recorrendo ao detalhe da aprovação do projeto que instituir o ensino da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) nas escolas municipais de Petrolina, de autoria da vereadora Maria Elena (PSB), o vereador Adalberto Bruno filho (PSL), que se absteve da votação do veto parcial do executivo à matéria, e que fora duramente critica por esta atitude,  disse na manhã desta terça-feira (8), ao programa Manhã no Vale, rádio Jornal Petrolina, que 99% do projeto foi aprovado, só sendo vetada a cláusula que obrigava a contratação de professores o que iria onerar, pois fora informado pelo secretário de educação que se a matéria fosse aprovada da forma como estava teriam então que escolher entre as disciplinas de francês, inglês ou libras.

“Não votei contra nem a favor, me abstive por entende que realmente poderia ter um prejuízo maior para a outra parte da sociedade. Em nenhum momento debochei de ninguém, muito pelo contrário, armaram, jogaram a comunidade contra mim para poder fazer uma pressão e eu não cai nessa”, desabafou.

Sobre a relação com a vereadora Maria Elena, Betão informou já ter entrada em contato com ela para viabilizar uma conversa pessoal. “Até mesmo por que fazemos parte do mesmo grupo político e acho que um embate desse em redes sociais e nas rádios,  não vai fazer bem nem a mim, nem a ela”, minimizou.

Questionado sobre sua posição política o edil ratificou fazer parte do grupo da oposição. “Eu fui eleito para defender a população, todas as vezes que mantive contato com o prefeito Júlio Lóssio foi para discutir questões de interesse da população e sempre comuniquei aos líderes do meu grupo”, detalhou.

Maria Elena acusa Betão de votar contra o povo e alerta “Quem tem com que me pague, não me deve nada”

MARIA ELENA

Sem esconder a mágoa por não ter conseguido os votos necessários para derrubar o veto parcial do Executivo ao Projeto de Lei de sua autoria, que cria o ensino de Libras na rede municipal de ensino, a vereadora Maria Elena Alencar, PSB, desabou em sua página no Facebook. Na postagem a parlamentar culpa principalmente o edil Adalberto Filho (Betão) pela derrota na sessão da última quinta-feira (3), insinuando até que ele recebe benesses da prefeitura para votar projetos na Casa Plínio Amorim.

“Foi um duro golpe para a política de Educação da Comunidade Surda de Petrolina, protagonizado, principalmente pelo Vereador Betão. Ele se diz de oposição ao tempo em que por debaixo dos panos e nos bastidores recebe e fica refém das ordens do Staf do Prefeito. Até para garantir um avanço como esse vindo de um Projeto simples e socialmente inclusivo, ele fez vistas grossas, e , sem nenhum compromisso nem responsabilidade se negou a votar a favor da categoria o que garantiria os 10 votos que precisava para derrubar o Veto. Tivemos 9 votos . Todos nós pedimos, a comunidade pediu mas ele fez foi debochar dos muitos pedidos que lhe foram feitos. Mas, quem tem com que me pague ,não me deve nada” alfinetou.

3456