Casa Nova: animais são envenenados em propriedade rural

Animais tiveram que ser descartados (Foto: Reprodução)

Pelo menos 25 animais criados em uma propriedade no distrito de Bem-Bom, zona rural de Casa Nova (BA), foram encontrados mortos. Segundo o Portal Casa Nova, os caprinos foram propositalmente envenenados, mas não há informações sobre quem teria praticado esse crime.

Os animais teriam sido envenenados após comerem uma ração jogada na propriedade. O criador teve que descartar os bichos na terça-feira (14), já que era inviável o consumo dos mesmos. Não há informações sobre ele ter acionado a Polícia Civil da Bahia para registrar uma ocorrência.

Leitor denuncia envenenamento de animais no bairro Vila Eduardo em Petrolina; Um cachorro morreu

Um leitor do blog procurou nossa redação para denunciar o envenenamento de uma cachorro no bairro Vila Eduardo em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Segundo o leitor, o animal foi encontrado morto com sinais de envenenamento por trás do antigo clube do BNB.

O envenenamento do cão aconteceu no último sábado (28) e o leitor pede que moradores da redondeza tentem localizar imagens de câmaras de segurança para localizar o responsável pela ação.

Pena de prisão e multa

De acordo com o artigo 64 do Decreto Lei nº 3.688 tratar animal com crueldade ou submetê-lo a trabalho excessivo é uma contravenção penal com pena de prisão e multa.

População denuncia maus tratos a animal no Vivendas 1, em Petrolina

Animal é mantido trancado neste casinha

Moradores do Residencial Vivendas 1, em Petrolina, procuraram o Blog nesta segunda-feira (21), para relatar um caso de maus tratos a animais. Segundo a população, uma cadela está sendo mantida trancada em uma casinha, privada da liberdade que antes ela tinha.

O fato foi registrado no Bloco Macaparana. A cachorrinha vivia na rua do residencial, até que foi adotada por uma família. Porém, o que deveria ser um momento de celebração, tornou-se um “horror” para o animal.

LEIA MAIS

Leitor flagra animal amarrado em árvore em pleno Centro de Petrolina

Flagrante aconteceu neste sábado, no Centro de Petrolina

Um leitor do Blog entrou em contato com a nossa equipe através do WhatsApp, para relatar uma cena inusitada. O flagrante foi feito em plena Praça Dom Malan, no Centro de Petrolina, quando ele passava pelo local, neste sábado (22), por volta de 11h20.

O jegue estava sem água e comida, aparentemente deixado no local por um tutor que não estava presente no momento da foto. Diante do relato do leitor, o Blog entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina, para saber o que poderia ser feito em relação ao animal.

Em resposta ao nosso questionamento, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) informou que uma equipe foi encaminhada até o local para que seja feita a orientação de retirada do animal.

Cadela com sinais de maus-tratos é encontrada no bairro João XXIII em Juazeiro e crueldade das agressões deixa população revoltada

Uma cadela apresentando vários ferimentos foi encontrada neste domingo (16) por moradores do bairro João XXIII em Juazeiro. A crueldade das agressões sofridas pela cadela deixou moradores da localidade revoltados. O animal está cego e com vários ferimentos pelo corpo, além de sinais de desnutrição. 

A estudante Ana Carla Barbosa dos Santos, de 19 anos, uma das moradoras do bairro, fez um apelo nas redes sociais para que a Prefeitura de Juazeiro ou alguma ONG resgatem o animal. Segundo a estudante, a ONG de proteção animal que ela entrou em contato informou que está com o abrigo lotado e que, infelizmente, não pode ajudar.  

Para Ana Carla é repugnante acreditar que existam pessoas tão ruins. “É muito revoltante esse tipo de situação, saber que existem pessoas que fazem o mal a um inocente a troco de nada e além do mais não temos políticas públicas de fato eficientes que possam dar algum tipo de assistência a esses animais que vivem nas ruas sofrendo maus-tratos, mas ainda assim é de extrema importância que nós façamos a nossa parte”, desabafou a estudante.

De acordo com o Diretor de Vigilância em Saúde de Juazeiro, Djalma Regis, casos de maus-tratos não são de competência do serviço de saúde . “Esse caso foge do preconizado pelo  programa de leishmaniose”, destacou.  

Quem puder ajudar de alguma forma essa cadela, é só entrar em contato com a Ana Carla pelo telefone (74)988043850. 

PM é acionada e flagra maus tratos a animais em Ouricuri

(Foto: Reprodução/Internet)

A Polícia Militar foi acionada, na tarde de sábado (8), para atender a uma ocorrência de maus tratos a animais em Ouricuri, Sertão de Pernambuco. Chegando ao local, as equipes do Malhas da Lei e GATI encontraram diversos cachorros desnutridos.

Eles estavam na residência de uma mulher de 53 anos. Ela relatou aos policiais que os animais pertencem a seu filho, que também guardava uma arma em casa. Além do flagrante crime de maus tratos, a PM também apreendeu um revólver calibre 32 no imóvel. Mãe e filho foram apresentados à Delegacia de Polícia Civil, para averiguação dos fatos.

Petrolina registra primeira prisão por maus tratos a animais

Animal foi encontrado repleto de carrapatos, amarrado e se alimentando de comida estragada (Foto: Reprodução/Instagram)

A fiscalização contra maus tratos de animais tem se intensificado, diante da adoção de medidas mais rígidas autorizadas pelo Governo Federal. Em Petrolina, equipes da Prefeitura tem feito valer a Lei 14.064 e nessa semana efetuou a primeira prisão por maus tratos.

O diretor-presidente da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), Marcelo Gama detalhou a prisão, em entrevista ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina. “Antes de ontem nós tivemos uma denúncia e a gente observou que existia maus-tratos. A gente deu voz de prisão a mulher, ela foi levada à delegacia e foi liberada ontem depois da audiência de custódia, às 15h”, conta Gama.

LEIA MAIS

Jumento fica ilhado na chuva, em Petrolina

Leitor flagrou animal na chuva

Desde a quinta-feira (18) vem chovendo em Petrolina. E na manhã de ontem um leitor do Blog observou mais um caso de maus tratos a animais. Logo no início do dia ele avistou um jumento abandonado pelo tutor em um terreno baldio ao lado da Avenida Marechal Hermes da Fonseca (Estrada da Banana), no bairro Antônio Cassimiro.

Sem ninguém para socorrê-lo, o animal ficou cercado pela água da chuva que caiu durante a madrugada. Até que o leitor foi prestar assistência ao cavalo. “Isso é maus tratos aos animais, o coitado a madrugada chovendo e o bichinho passou a madrugada dentro da lagoa. O proprietário ficou dormindo. Coloquei num lugar que ele possa se alimentar, ele estava na lagoa“, conta.

A imagem mostrada acima também pode ser tipificada como tal, pois a Lei 9605/98 determina que “mantê-lo em locais pequenos, sujos, sem ventilação, sem espaço para locomoção, sem acesso à água tratada, sem alimentação adequada e diária, sem assistência veterinária” também é classificado como maus tratos.

População denuncia e jovem é detido por esfaquear cachorro em Ouricuri

(Foto: Reprodução/Internet)

Um jovem de 19 anos foi detido pela Polícia Militar de Pernambuco, na madrugada de quinta-feira (6), após a população de Ouricuri denunciar um caso de maus tratos a animais.

O 7º BPM foi acionado pela Central de Ocorrências, depois do jovem ter sido flagrado desferindo golpes de faca em um cachorro. A ocorrência foi registrada na Avenida Nossa Senhora de Fátima.

Segundo o 7º BPM, depois de buscas a equipe conseguiu localizar o agressor. Em seguida, ele indicou à polícia em qual local estava o animal agredido. O jovem assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus tratos.

Tutora denuncia agressões a gatos em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Mesmo com penas mais duras a quem pratica violência contra animais, os casos de agressão aos pets seguem em Petrolina. Uma leitora do Blog nos procurou para relatar um ato praticado contra seu gato, na Rua 24 do bairro Pedro Raimundo.

Na noite do sábado, o gatinho que aparece na foto acima foi covardemente agredido. Pastel, como é carinhosamente chamado tem apenas oito meses e fraturou a mandíbula depois de algum morador da vizinha bater nele. “Tem algum mau elemento que fica agredindo os gatos. Pastel é um gatinho muito dócil e gosta de ficar na calçada de casa. Hoje ele está bem melhor”, conta a tutora do felino.

A agressão praticada contra Pastel aconteceu na noite do sábado (10). Antes disso, a moradora já havia registrado um Boletim de Ocorrência (BO) relatando os atos violentos praticados contra outros felinos. Mas até o momento esse criminoso não foi identificado.

Enquanto cuida de Pastel, para que o gatinho consiga se recuperar, a tutora segue em busca do agressor. “Dessa vez eu não vou deixar pra lá. Estou procurando fazer de tudo pra defender meus bichinhos”, afirmou.

Homem é preso em Lagoa Grande acusado de maus tratos a animais; punição pode chegar a cinco anos de prisão

(Foto: Polícia Militar/7ª CIPM)

A prisão ocorreu no início da noite do último sábado (10), no Distrito de Vermelhos, município de Lagoa Grande, Sertão de Pernambuco. Por volta das 18h20, policiais da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), foram informados por populares que havia um homem na beira do Rio jogando cachorrinhos para o alto.

Ao chegar no local, os policiais abordaram a pessoa de iniciais L.M.S sentado em cima de uma lata de tinta. Dentro do recipiente, foram encontrados 3 filhotes de cachorros molhados e aparentemente debilitados.

Diante da situação, o homem foi conduzido juntamente com os cachorros até a Delegacia da Polícia Civil, onde o mesmo foi Autuado em Flagrante por Maus Tratos a Animais Domésticos.

Punição

De acordo com a Lei 1.095/2019 que pretende coibir esse tipo de castigo a animais, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, em 29 de setembro de 2020, a prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Antes, o crime de maus-tratos a animais consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e a pena previa de três meses a um ano de reclusão, além de multa.

ONGs e entidades de Petrolina celebram ampliação de penas por mautratos a animais

Pena foi ampliada (Foto: Ascom PMP)

A ampliação da punição para quem cometer abusos e maus-tratos contra animais foi celebrada pelas Organizações Não Governamentais (ONGs) e entidades protetoras de Petrolina. Para os amantes dos pets, a estipulação de prisão é justa.

“A partir de agora, quem cometer crime de maus-tratos e abandono de cães e gatos vai ter o que merece: prisão. Como define o novo texto de lei, a prática de abuso e maus-tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda”, explica a advogada Pâmela Durando.

Cooperação de entidades e instituições

São exemplos de maus-tratos o abandono, mutilação, envenenamento, prisão, não alimentação entre outros. Para os protetores de animais, a sanção da Lei Federal é um importante passo no “combate à violência”. Muito além de apenas punir, as ONGs locais estão de olho na proteção aos cães e gatos.

“Houve uma reunião entre representantes de diversas instituições como Univasf, a ONG Proteger e a Prefeitura de Petrolina, para estudar uma parceria em favor da causa animal. Além disso, para melhorar e ampliar as redes de denúncia no nosso Munícipio, a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Graziella Vasconcelos, acionou o apoio do Ministério Público, que convocou entidades como AMMA, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Municipal e OAB, onde todos assinaram um Termo de Cooperação definindo as atribuições de cada um na combate a estes crimes“, salienta Pâmela.

Operação apreende 250 animais em Paulo Afonso

250 animais foram resgatados (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma operação realizada no final de semana, em Paulo Afonso (BA), resultou na apreensão de 250 animais e na detenção de 60 pessoas por envolvimento em rinhas de galo. Durante a Operação Bankiva, a Polícia Civil cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em quatro bairros da cidade.

Um homem foi preso em flagrante, por porte de arma. No decorrer da operação as equipes apreenderam medicamentos para animais, dinheiro e celulares. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), os animais resgatados foram encaminhados a um abrigo.

Participaram da operação equipes da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público do Meio Ambiente e do Conselho Regional de Medicina Veterinária.

9ª CIPM interrompe rinha de galo na zona rural de Trindade

Oito galos foram apreendidos (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Policiais militares da 9ª CIPM interromperam uma rinha de galo, realizada no Sítio Bezerros, zona rural de Trindade, no Sertão do Araripe. A ocorrência foi registrada no final da tarde do último sábado (5), mas apenas divulgada hoje (8).

Além da prática criminosa envolvendo os animais, a Polícia Militar de Pernambuco também flagrou o desrespeito ao distanciamento social durante a pandemia da covid-19, pois havia aglomeração de pessoas.

No local foram apreendidos oito galos de briga, quatro seringas, um frasco de medicamento utilizado no tratamento de feridas nos animais, uma tesoura cirúrgica e 15 esporas. Segundo a PM, o proprietário do sítio e outro homem foram detidas. A dupla foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, onde foi registrada a ocorrência.

PRF apreende mais filhotes de cachorros durante fiscalização na Bahia

Animais estavam debilitados (Foto: PRF/Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu mais quatro cachorros da raça Shih-tzu, durante uma fiscalização no km 429 da BR-311, em Feira de Santana  (BA). Segundo a PRF, os animais apresentavam sinais de maus-tratos e foram localizados dentro de um carro com placa de Brasília (DF).

A apreensão aconteceu na noite de sexta-feira (4), durante uma fiscalização de rotina. Os animais estavam aprisionados em um ambiente escuro, sem ventilação e expostos a uma temperatura elevada. Para completar, estavam debilitados.

LEIA TAMBÉM

Polícia apreende carregamento de cães da raça shih-tzu que seriam vendidos em Petrolina

Segundo a PRF, os animais estavam na capital Brasília e seriam comercializados em Feira de Santana. Isso representa um percurso de aproximadamente 1.400 quilômetros. O casal que estava no veículo responderá por crime contra o meio ambiente, previsto em lei.

Os filhotes foram entregues aos cuidados do Instituto Patruska Barreiro Arca de Noé, entidade que resgata e acolhe animais em situação de maus-tratos e abandono. Essa é a segunda apreensão de shih tzus na Bahia. A primeira se deu em 28 de agosto, quando 66 filhotes foram encontrados dentro de um único veículo.

12