Projeto pretende exportar mel produzido no Sertão a partir de 2019

(Foto: Teresa Maia/Diário de Pernambuco)

O mel produzido no Sertão pernambucano está ganhando o mundo. Com apoio do Sebrae, a Agência de de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper) começou a desenvolver um projeto piloto chamado de Favo Cheio, cujo objetivo é transferir tecnologias simples para a criação e manejo de abelhas.

38 apicultores de quatro municípios do Sertão – Araripina, Exu, Moreilândia e Parnamirim – estão recebendo orientações sobre produção, gerenciamento e organização da cadeia produtiva do mel. Mesmo em andamento, o projeto já colhe seus frutos.

Segundo dados da Confederação Brasileira de Apicultura, a média nacional de produção de mel em um apiário é de 12 quilos por colmeia por ano. Em oito meses do projeto, o grupo de apicultores ultrapassou a média, chegando a 24 quilos por colmeia.

“Temos técnicos que estão nos acompanhando e mostrando o melhor manejo do alimento para as abelhas e também estamos produzindo alimento orgânico, que contribui para que o enxame seja mais produtivo”, afirma o apicultor Edmilson Alves de Sousa.

A estimativa da AD Diper e do Sebrae é exportar o produto já em 2019. Enquanto finaliza o projeto piloto as duas instituições já caminham para uma segunda etapa, que é o registro da Casa de Mel de Moreilândia, um dos principais municípios produtores de mel do estado.

Diário de Pernambuco

Reunião discute fortalecimento da cadeia produtiva do mel em Petrolina

Reunião com grupo de apicultores. (Foto: ASCOM)

Atendendo ao convite da Associação dos Apicultores do Roçado, em Petrolina, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama, participou de uma reunião com os associados da instituição.

O objetivo do encontro, realizado pelos associados, foi apresentar uma pauta com as necessidades mais urgentes dos criadores daquela localidade, dentre elas, a aquisição de colmeias e a construção da Casa do Mel para viabilizar e baratear as despesas na produção do mel, que é usado também na merenda escolar das escolas municipais.

O secretário José Batista agradeceu o convite e disse da preocupação da atual gestão do prefeito Miguel Coelho em conhecer de perto às demandas da população e, dos mais diversos setores da sociedade. “Quero dizer que vou levar às demandas que aqui foram apresentadas no intuito de solucionar as questões”, informou.

Ainda na ocasião, o secretário convidou todos os presentes a conhecer o trabalho da Agência do Empreendedor (AGE), que fomenta o desenvolvimento dos Micros Empresários da cidade e proporciona o desenvolvimento dos seus empreendimentos.

Atualmente a Agência do Empreendedor (AGE), oferece três linhas de crédito com juros de 1% ao mês e com até 10 meses para quitar o financiamento, de acordo com a linha de crédito escolhida: POPULAR, PLUS e MEGAPLUS, cada uma com suas características e exigências específicas.