Petrolina está entre as 50 melhores cidades grandes do Brasil

Petrolina é a 45º melhor cidade do Brasil. (Foto: Internet)

A revista Exame publicou um estudo da consultoria Macroplan que aponta as 100 melhores grandes cidades do Brasil. E, para a alegria dos petrolinenses, Petrolina (PE) apareceu na 45º posição, com índice de 0,615, sendo a cidade que mais subiu no ranking no período de 2005 a 2015. Ganhou 46 posições.

Além disso, de acordo com o levantamento, Petrolina é a melhor cidade do Estado de Pernambuco. A segunda melhor cidade do Estado é Caruaru, que aparece na 68º posição, com índice de 0,553. A capital pernambucana, Recife, aparece somente na 71º posição, com índice 0,543.

A consultoria analisou aqueles municípios com mais de 266 mil habitantes em 16 indicadores divididos em quatro áreas distintas: saúde, educação e cultura, segurança e saneamento e sustentabilidade.

Os pesos dos indicadores e das áreas que compõem o índice foram divididos da seguinte forma: 35,3% para educação e cultura; 35,3% para saúde; 20,6% para infraestrutura e sustentabilidade e 8,8% para segurança. O ranking foi formado por um índice que vai de 0 a 1, quanto mais próximo de 1, melhor é a condição de vida no local. 

LEIA MAIS

Pernambucana Etiene Medeiros é eleita a melhor da América do Sul

Etiene foi a primeira brasileira a conquistar uma medalha no Mundial de Piscina Curta, em 2014.

A pernambucana Etiene Medeiros continua colhendo os frutos do trabalho realizado neste ano de 2016. A atleta recebeu, neste domingo (25), o título de melhor atleta do ano da natação feminina da América do Sul, em escolha realizada pelo site especializado “Swim Swam”.

A jovem nadadora, de 25 anos,  fez a melhor campanha entre as nadadoras do continente nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, ficando com a oitava colocação na final dos 50 metros livre, com 24s69. Além disso, ela estabeleceu novo recorde sul-americano ao cravar 24s45 na semifinal da mesma prova.

“Foi um ano importante, teve muita coisa envolvida. Peguei final olímpica. Lógico que queria mais, mas foram alguns altos e baixos dentro da competição e acho que tivemos um desempenho legal. Encerrar o ano com o bicampeonato mundial também foi maravilhoso. Tem muita gente envolvida nessa conquista, muita gente que trabalhou para isso e que está feliz com essa concretização. Estou feliz, realizada, e é muito bom chegar aqui [Recife]e ver que as pessoas acompanharam, que comentam”, disse Etiene.

Com informações da FolhaPE