Caso Miguel: perícia desconstrói depoimento de Sarí Corte Real

A perícia realizada pelo Instituto de Criminalística (IC) no edifício onde o garoto Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos caiu e morreu no começo de junho concluiu que Sarí Côrte Real apertou o botão que leva o elevador até a cobertura do prédio.

LEIA TAMBÉM

Caso Miguel: mãe de garoto chama ex-patroa de “fria” após encontro na delegacia

Delegacia abre mais cedo para depoimento de Sarí Corte Real no Caso Miguel

O trabalho do IC também não indica a participação de outra pessoa na morte da criança, que caiu do nono andar no dia 2 de junho e morreu no Hospital da Restauração. O documento foi apresentado ao delegado Ramon Teixeira na sexta-feira (26) e a expectativa é que a Polícia Civil conclua o inquérito nos próximos dias.

LEIA MAIS

Mãe de Miguel desabafa sobre morte do filho e afirma que ex-patroa a bloqueou do WhatsApp

Em entrevista ao programa Super Manhã da Rádio Jornal Petrolina, com Waldiney Passos, a mãe do menino Miguel Otávio, Mirtes Renata Santana de Souza, falou sobre a morte da criança, que caiu do 9º andar de um prédio em Recife (PE), na última terça-feira (02).

Ela disse que trabalhava na casa de Sari Corte Real há 4 anos e que tinha uma relação de confiança com a família, tanto que já havia levado o filho algumas vezes para o local de trabalho. “Já levei algumas vezes, quando realmente eu não tinha com quem deixar, aí tinha que realmente levar ele, mas ela nunca se importou que eu levasse ele”, comentou.

LEIA MAIS