Em sua 50ª edição, Missa do Vaqueiro terá dois homenageados

A tradicional Missa do Vaqueiro de Serrita (PE) acontecerá apenas em julho desse ano e na sua 50ª edição os homenageados serão o poeta e repentista Pedro Bandeira e o vaqueiro Júlio Duqueira. A festa acontecerá de 24 a 26 de julho.

Surgida através de um grito por justiça, a Missa do Vaqueiro segue ecoando a tradição do sertanejo. Ao lado de Luiz Gonzaga e do padre João Câncio, Pedro Bandeira foi um dos fundadores do evento e é o único vico, por isso a homenagem é ainda mais justa.

Já o vaqueiro é Júlio Duqueira sempre esteve ao lado dos criadores, apoiando o padre e desde o passado é figura ativa na produção da Missa.

Considerado maior evento religioso do Sertão, Missa do Vaqueiro de Serrita acontecerá no final de julho

Não é apenas Sobradinho (BA) que fará uma festa em homenagem aos vaqueiros. Serrita (PE) terá uma programação especial no final de julho. Entre 25 e 28 desse mês a Prefeitura promove a 49ª Missa do Vaqueiro e essa edição tem um homenageado especial: Luiz Gonzaga.

Considerado o maior evento cultural religioso dos Sertões e o 2º maior no turismo de Pernambuco, a festa mescla o tradicional forró pé de serra e também abre espaço para artistas de fora, como Vitor Fernandes. A programação começará pelo Povoado de Ipueira.

A festa é promovida pela Associação Rebanho Cultural e Fundação Padre João Câncio com apoio da Prefeitura de Serrita, Apega, Associação Luiz Gonzaga dos Forrozeiros do Brasil, Café Santa Clara, Frisco, Atel e patrocínio da Empetur, Secretaria de Turismo e Governo do Estado de Pernambuco.

Confira a programação completa:

LEIA MAIS

Sintcope denuncia atraso no atendimento do Restaurante Popular; SEDESDH afirma que problema já foi solucionado

De acordo com titular da pasta, atraso foi causado por problema em equipamento (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope) enviou ao Blog uma nota relatando um problema no Restaurante Popular na última segunda-feira (1°). De acordo com o Sintcope, o almoço que deveria ter sido servido às 11h atrasou e prejudicou os trabalhadores do comércio.

Segundo os usuários relataram à Diretoria do Sindicato, a refeição só foi servido a partir de 11h40. “O atraso pode parecer pouco, mas foi crucial para que muitos trabalhadores ficassem sem fazer a refeição diária ou tivessem que recorrer a outros estabelecimentos onde o almoço tem um preço bem acima“, destaca o Sintcope.

Problema técnico

Secretário de Desenvolvimento  Social e Direitos Humanos (SEDESDH), Jorge Assunção afirmou, em entrevista  à Grande Rio FM dessa terça-feira (2), que o atraso ocorreu devido a um problema em um equipamento da cozinha industrial.

LEIA MAIS

78ª Missa do Vaqueiro encerra ciclo Junino em Petrolina

Durante a missa, cinco vaqueiros receberam a medalha de honra ao mérito Carlos Augusto Amariz.

As vestes tradicionais, como gibão e chapéu de couro já podiam ser vistas logo cedo nas imediações do Estádio Paulo Coelho. Era dali, que, um pouco mais tarde, cerca de 1.000 vaqueiros de todas as regiões de Petrolina, sairiam em cortejo até a Orla da cidade, repetindo o que ocorre há quase 80 anos. Numa relação de fé e cultura, a Missa do Vaqueiro já virou tradição no calendário municipal. Após dois meses de festividades, foi com a bela celebração que o ciclo junino, promovido pela Prefeitura de Petrolina, foi encerrado.

De pequenas crianças sorridentes a idosos com as marcas do tempo em seus rostos, a comemoração da fé, da vida e da lida do vaqueiro emocionava a todos que lotaram as margens do Rio São Francisco. A missa, celebrada pelo padre Expedito Claudino, teve um dos momentos mais bonitos quando os objetos de trabalho da vaqueirama foram abençoados.

João Bosco, o “Bosquinho da Caiçara”, 72 anos, era um dos vaqueiros mais animados. “É o momento de agradecer a Deus e fazer uma bonita festa de fé para todos os vaqueiros e seus familiares. É muito emocionante participar mais uma vez”, diz.

LEIA MAIS

Exemplo de fé e tradição, 78ª Missa do Vaqueiro encerra ciclo Junino em Petrolina

As vestes tradicionais, como gibão e chapéu de couro já podiam ser vistas logo cedo nas imediações do Estádio Paulo Coelho. Era dali, que, um pouco mais tarde, cerca de 1.000 vaqueiros de todas as regiões de Petrolina, sairiam em cortejo até a Orla da cidade, repetindo o que ocorre há quase 80 anos. Numa relação de fé e cultura, a Missa do Vaqueiro já virou tradição no calendário municipal. Após dois meses de festividades, foi com a bela celebração que o ciclo junino, promovido pela Prefeitura de Petrolina, foi encerrado.

De pequenas crianças sorridentes a idosos com as marcas do tempo em seus rostos, a comemoração da fé, da vida e da lida do vaqueiro emocionava a todos que lotaram as margens do Rio São Francisco. A missa, celebrada pelo padre Expedito Claudino, teve um dos momentos mais bonitos quando os objetos de trabalho da vaqueirama foram abençoados.

João Bosco, o “Bosquinho da Caiçara”, 72 anos, era um dos vaqueiros mais animados. “É o momento de agradecer a Deus e fazer uma bonita festa de fé para todos os vaqueiros e seus familiares. É muito emocionante participar mais uma vez”, diz.

Montado a cavalo e acompanhando o cortejo de perto, o prefeito Miguel Coelho, ao lado do deputado estadual Antônio Coelho, destacou o quanto a Missa do Vaqueiro é importante para a manutenção da tradição local. “É uma festa que carrega muita história, e nós temos que apoiar e prestigiar. O vaqueiro faz parte do imaginário popular do povo pernambucano, portanto, é nossa obrigação manter isso vivo. Só temos a agradecer pelos dois meses de festa que fizemos, confirmando Petrolina como o Melhor São João do Brasil”, comemorou.

Durante a missa, cinco vaqueiros receberam a medalha de honra ao mérito Carlos Augusto Amariz, uma justa homenagem ao radialista falecido em 2015. A celebração contou ainda com a presença do coral de aboiadores de Serrita, o coral dos homens do terço do Quati e o encerramento com uma bela apresentação do Quinteto Violado.

História

A Missa do Vaqueiro de Petrolina, segundo os mais antigos participantes, foi iniciada em 1941 por conta de um acidente envolvendo um sertanejo ferido por um pedaço de pau durante uma cavalgada pela caatinga. A queda e o ferimento profundo deixaram o vaqueiro chamado Timóteo em condições graves. Para auxiliar na recuperação, amigos do sertanejo pediram uma missa ao padre Américo Soares. O vaqueiro Timóteo conseguiu sobreviver e voltar a montar a cavalo pouco tempo depois e, desde então, a cerimônia é realizada anualmente para pedir proteção a toda vaqueirama de Petrolina.

Prefeitura de Petrolina deixa tudo pronto para tradicionais Forró da Espora e Missa do Vaqueiro   

(Foto: Prefeitura de Petrolina)

Encerrando o ciclo do São João de Petrolina, o tradicional Forró da Espora reúne vaqueiros de toda região para uma noite de diversão no Estádio Paulo de Souza Coelho. O evento, que será realizado neste sábado (29), está recebendo as equipes de serviços públicos para deixar tudo pronto para mais um ano de muito forró e grandes encontros.

Ao todo, 30 pessoas trabalham para deixar  a festa ainda mais bonita. As equipes atuam em regime de mutirão para melhorar a estrutura do local. Na  iluminação, o local ganhou refletores que foram instalados para melhorar a visibilidade durante a noite. Uma rede elétrica especial também foi implantada para garantir fornecimento de energia para todas as barracas e palco. 

LEIA MAIS

Em ritmo de pré-campanha Armando Monteiro e Mendonça Filho participam da Missa do Vaqueiro de Serrita

(Fotos: Leo Caldas/Divulgação)

O pré-candidato ao governo do Estado pela frente “Pernambuco Vai Mudar”, senador Armando Monteiro (PTB), marcou presença na manhã deste domingo (22) a uma das mais tradicionais demonstrações da cultura popular pernambucana, a Missa do Vaqueiro. A 48ª edição do evento ocorreu, como de costume, no Parque Estadual João Câncio, na zona rural do município de Serrita, no Sertão Central.

LEIA MAIS

Tradição: Missa do Vaqueiro acontece no próximo domingo em Petrolina

Vaqueiro recebe benção do padre durante Missa do Vaqueiro. (Foto: ASCOM)

Evento tradicional da cultura nordestina, a ‘Missa do Vaqueiro’ acontece no próximo domingo (24) incrementando o calendário junino de Petrolina (PE). Este ano, a festa religiosa chega a sua 77º edição.

Na programação, que vai acontecer a partir das 9h, com uma cavalgada saindo do Estádio Paulo Coelho em direção à Porta do Rio, além da celebração religiosa, presidida pelo padre José Guimarães, o público terá ainda a apresentação de Elenildo do Acordeon. De acordo com a coordenação, estão sendo esperados mais de mil vaqueiros.

Segundo o secretário executivo de Cultura, a missa faz parte do calendário cultural e religioso do município. “Muito mais que uma celebração religiosa, a Missa do Vaqueiro é um momento para que a figura mais importante da nossa região possa ser homenageada, ao mesmo tempo que agradece por suas lutas e glórias. É por isso, que o festejo religioso é preparado com tanto carinho e dedicação pelo Prefeitura de Petrolina”, afirma o gestor.

Odacy Amorim marca presença na Festa dos Vaqueiros de Parnamirim

(Foto: Divulgação)

Nesta quinta-feira (27), o deputado estadual Odacy Amorim (PT) visitou a tradicional Festa dos Vaqueiros de Parnamirim e se colocou à disposição para atender as demandas no município.

“É motivo de grande alegria poder participar de um evento tão marcante na vida do povo sertanejo, que resgata e mantém viva a cultura nordestina. Me coloco à disposição para contribuir cada vez mais com a cidade de Parnamirim”.

Operação Lei Seca é intensificada durante 47° edição da Missa do Vaqueiro em Serrita

(Foto: Divulgação)

Neste domingo (23) aconteceu o encerramento da 47° edição da tradicional Missa do Vaqueiro, em Serrita, durante o evento uma equipe formada por 11 profissionais, entre policiais militares, agentes do Detran e técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (SES), participaram da Operação Lei Seca, na região.

A festividade começou na última quinta-feira (20) e foi encerrada neste domingo (23), com programação musical. Equipes da Lei Seca, percorreram a localidade distribuindo panfletos e prestando esclarecimentos sobre a operação. Durante a noite, equipes estiveram em bloqueios nas principais vias da cidade.

Confirmada programação da 47ª Missa do Vaqueiro em Serrita

Enfim, saiu a programação da 47ª edição Missa do Vaqueiro, em Serrita, que estava ameaçada de não ser realizada este ano. O Governo do Estado resolveu apoiar e bancar as atrações pela Fundarpe. A festa começa na próxima quinta-feira (20) com a tradicional vaquejada no Parque João Câncio e na sexta (21) começam as atrações musicais.

O ponto alto será no sábado (22) com o show de Flávio Leandro. Também se apresentam na mesma noite Flávio José e Érika Diniz. Já o cantor Josildo Sá fará o cântico de celebração da Missa no domingo (23) junto com Flávio Leandro. É bem provável que o governador Paulo Câmara prestigie a celebração religiosa, roteiro obrigatório de todos os gestores estaduais.

Prefeito Paulo Bomfim participa da tradicional Missa dos Vaqueiros de Curaçá

(Foto: ASCOM)

Nesse domingo (2), data em que se comemora a Independência da Bahia, o prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim, participou da tradicional Missa dos Vaqueiros da cidade vizinha de Curaçá. Secretários e equipe de Governo acompanharam o gestor, que desfilou com os vaqueiros montados a cavalo, juntamente, com o ex-prefeito e assessor de Planejamento e Parcerias Estratégicas, Isaac Carvalho. Os vereadores Jean Gomes, Gleidson Medrado, Tiano Félix, Joseilson Marcelino, Charles Leal, Anastácio, Bertinho da Carnaíba, além dos deputados estaduais Zó e Roberto Carlos também estiveram festa cultural/religiosa.

Devidamente trajado como o trabalhador das caatingas, o prefeito disse reconhecer o valor deste sertanejo, que vive numa lida diária de dificuldades. “Há anos venho a este evento, pois é o que posso expressar de respeito ao vaqueiro, figura sertaneja que admiro bastante. Aqui em Curaçá, temos uma festa que já dura mais de 60 anos, atraindo pessoas de diversas partes do Nordeste e do país. Parabéns à organização da festa, ao prefeito Pedro Oliveira, por manter esta tradição como deve ser, e a todos os curaçaenses que nos recebem com muita simpatia”, declarou Paulo Bomfim.

Após a Missa, o prefeito seguiu para a AVAPEC, Associação dos Vaqueiros de Curaçá, onde aconteceu um forró e foi servido o almoço. Em seguida, visitou diversas residências e circulou pela Avenida principal, onde aconteciam shows musicais.

Religião e tradição marcam a 76ª Missa do Vaqueiro em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Durante a manhã de hoje (25) vaqueiros da região marcaram presença da 76ª Missa do Vaqueiro, que teve início com uma procissão e a celebração na Orla de Petrolina.

Antes da missa, no sábado (24) os vaqueiros participaram do Forró da Espora, que este ano voltou a ser realizada no estádio Paulo de Souza Coelho. A festa começou por volta das 21h, ao som do forró pé-de-serra dos trios Visão Musical, Novo Esquema e Sérgio do Forró. O espaço da festa é dividido em três: ‘Quem me quer’ para solteiros, ‘Já tem dono’ para casados e o ‘Rabo da gata’, que é o geral.

E neste domingo, a tradicional Missa do Vaqueiro começa às 9h, com uma procissão até as margens do Rio São Francisco, na orla de Petrolina, onde é celebrada missa pelo Padre José Guimarães, também vaqueiro. A celebração faz uma homenagem póstuma a todos que já faleceram. A homilia conta com os aboiadores Josélio e Edivaldo, Coral Aboio Serrita e Zezinho do Violão. Durante o ofertório, é feita a bênção dos arreios (instrumentos) dos vaqueiros: gibão, chocalho, guarda peito, perneira, chapéu, peitoral, luvas, botas, búzio (feito do chifre do boi), corda de laçar e cavalo. No final, por volta do meio-dia, é servido um almoço, seguido pelo show da dupla Sirano e Sirino.

Com informações do JC

São João de Petrolina mantém tradição com 76ª Missa do Vaqueiro e Forró da Espora

(Foto: ASCOM)

Os vaqueiros são figuras tradicionais do sertão nordestino, responsáveis por cuidar de um rebanho de gado na seca da caatinga, muitas vezes arriscando a própria vida. No São João de Petrolina, uma grande celebração religiosa e profana reúne mais de mil vaqueiros, de várias idades, de Pernambuco e da Bahia.

A festa profana é o Forró da Espora, realizado na noite de São João, no sábado (24), e que termina com a 76ª Missa do Vaqueiro, no domingo (25). Este ano, a novidade é que o Forró da Espora volta a acontecer no estádio Paulo de Souza Coelho como originalmente, em vez do Pátio Ana das Carrancas.

“O estádio foi onde a festa começou há cerca de 20 anos, os vaqueiros gostam, por ser mais central. A gente criou o Forró da Espora para proporcionar algo para o vaqueiro antes da tradicional missa”, explica Domingos Sávio Brandão, radialista e um dos organizadores da celebração.

A secretária de Cultura, Turismo e Esportes de Petrolina, Maria Elena de Alencar, também reforça a importância da festa. “O vaqueiro representa um legado cultural com suas manifestações no vestuário e na religiosidade. Este ano, resgatamos a festa para o estádio e assim vamos garantir que os vaqueiros presentes possam se divertir num ambiente onde eles poderão também abrigar seus animais da melhor forma”, disse a gestora.

Serviço

Forró da Espora  

  • Sábado (24/06) – A partir das 21h até 3h
  • Local: Estádio Paulo de Souza Coelho
  • Atrações: Visão Musical, Novo Esquema e Sérgio do Forró
  • Cavalgada saindo do estádio Paulo Souza Coelho, às 9h.
  • Entrada gratuita

76º Missa do Vaqueiro

  • Domingo (25/06) – Às 10h
  • Local: Orla de Petrolina
  • Chegada às 10h na orla e início da missa
  • Às 12h, é servido almoço para os vaqueiros e em seguida tem show da dupla Sirano e Sirino
LEIA MAIS
12