Pernambuco ultrapassa 13 mil mortes causadas pela Covid-19

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 1.868 novos casos e 63 óbitos por Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), nesta quinta-feira (15).

Entre os confirmados hoje, 152 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.716 (92%) são leves. As mortes ocorreram entre os dias 10 de junho de 2020 e essa quarta-feira (14).

LEIA MAIS

Juazeiro já soma 210 mortes em decorrência da Covid-19 

O boletim da Secretaria Municipal de Saúde, desta terça-feira (6), informa que Juazeiro registrou mais 3 óbitos em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. Com isso, o município soma agora 210 mortes causadas pela doença.

As mortes são de uma mulher de 90 anos, de um homem de 81 e de um jovem de 35 anos. Os idosos faleceram no Hospital de Campanha, já o terceiro paciente morreu num hospital particular da cidade. Nenhum deles tinha relatos de comorbidades.

LEIA MAIS

Bahia tem novo recorde de mortes por Covid-19 no período de 24 horas

A Bahia alcançou novo recorde de mortes por Covid-19 no período equivalente a um dia. A Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) notificou, até o fim da tarde desta sexta-feira (26), 155 novos óbitos em decorrência da doença, superando as 153 vítimas do dia 18 de março.

O boletim epidemiológico da Sesab registrou ainda 4.738 novas contaminações pelo novo coronavírus. Com isso, a Bahia acumula agora 788.296 casos confirmados e 14.786 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. Os casos ativos da doença no estado também subiram no período, de 15.993 para 16.661.

LEIA MAIS

Bahia bate mais um triste recorde e registra 153 mortes por Covid-19 em 24h; número é o dobro do pico da 1ª onda

A Bahia registrou 153 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, conforme o boletim epidemiológico publicado nesta quinta-feira (18) pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). É o maior número de óbitos notificados pelo estado no período de um dia, superando o recorde anterior, de 137, registrado no último dia 26 de fevereiro.

A quantidade de mortes notificadas nesta quinta também é mais que o dobro do recorde alcançado durante a primeira onda de contaminação, no ano passado. No dia 24 de agosto de 2020, a Sesab registrou 76 mortes em 24 horas.

LEIA MAIS

Pernambuco registra maior número de óbitos por Covid-19 desde agosto de 2020

Um dia após o governo do estado decretar nova quaretena, Pernambuco registrou em 24 horas o maior número de óbitos provocados pela Covid-19 desde agosto do ano passado e o segundo maior número de pessoas confirmadas com o vírus desde o início da pandemia no estado.

Ao todo, nesta terça-feira (16), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou 2.482 novos casos da doença e mais 60 mortes causadas pelo vírus.

LEIA MAIS

Bahia ultrapassa 10 mil mortes em decorrência da Covid-19

O boletim epidemiológico divulgado no fim da tarde desta sexta-feira (29), pela Secretaria de Saúde (Sesab), informa que a Bahia registrou 34 óbitos que ocorreram entre 23 de novembro de 2020 e 28 de janeiro de 2021. Com esse número, o estado chegou a 10.021 mortes causadas pela Covid-19 desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 1,72%.

O relatório também traz a triste confirmação de 4.173 novos casos da doença nas últimas 24 horas. Também foram constatadas 3.262 curas clínicas no mesmo período. Dos 581.880 casos confirmados desde o início da pandemia, 559.616 já são considerados recuperados e 12.243 encontram-se ativos.

LEIA MAIS

Média de mortes por Covid-19 no Brasil cai mais de 10% em uma semana

(Foto: Michael Dantas/AFP)

A média diária de mortes por Covid-19, de acordo com a média móvel de sete dias, no Brasil chegou a 687,86 casos na última sexta-feira (25), segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Houve queda de 10,35%, ou 79,23 registros a menos, em relação à sexta-feira anterior (18), quando haviam sido registradas 767,29 mortes.

A média móvel de sete dias é calculada somando-se o número de mortes nesse intervalo de tempo (o dia de referência mais os seis dias anteriores) e dividindo-se o total por sete. Com isso, é possível reduzir o impacto de oscilações diárias.

Esse é o menor número médio de mortes desde o dia 9 de setembro (682,86). O pico de mortes (1.095,14) foi atingido em 25 de julho. Desde então, apresentou tendência de queda (com oscilações e leves altas) até o dia 9 de setembro. Depois disso, as mortes voltaram a aumentar até chegarem a 814,57 no último dia 15 e depois caíram novamente.

LEIA TAMBÉM

Capitão do Salgueiro testa positivo para a Covid-19 e desfalca o time neste sábado

Bahia registra 1.810 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

A média diária, de acordo com a média móvel de sete dias, de novos casos é de 27.587,86. Também aqui há uma tendência de queda, mas desde o dia 16 de setembro, quando foram registrados 31.374,86 novos casos.

Entre os estados, há aqueles que apresentaram na última semana altas e aqueles que apresentaram queda. Entre as quedas, destacam-se Rondônia (-46%), Pará (-43,34%), Santa Catarina (-26,17%) e Rio Grande do Sul (-20,26%).

Entre as altas ocorridas do dia 18 de setembro até ontem aparecem Paraíba (17,5%), Sergipe (15,29%), Espírito Santo (12,44%). Roraima e Rio Grande do Norte não tiveram seus dados divulgados ontem.

(Com informações da Agência Brasil)

Com 1.156 mortes em 24 horas, Brasil ultrapassa 85 mil mortes por Covid-19

(Foto: Cadu Rolim/FotoArena/Estadão Conteúdo)

Nesta sexta-feira(24), o balanço diário do Ministério da Saúde sobre os números da covid-19 trouxe 55.891 novos casos registrados nas últimas 24 horas. Na última quinta-feira (23), o painel marcou 59.962 novos diagnósticos acrescidos às estatísticas e na quarta-feira (22), 67.860. No total, o Brasil chegou a 2.343.366 de pessoas infectadas notificadas desde o início da pandemia.

Já o número de novas mortes por causa da Covid-19 registradas nas últimas 24 horas foi de 1.156. O total de óbitos desde o início da pandemia é de 85.238. Ainda há 3.741 óbitos em investigação.

De acordo com o Ministério da Saúde, 655.847 pacientes estão em acompanhamento. Outras 1.592.281 pessoas já se recuperaram da doença.

Os estados com mais registro de mortes por covid-19 são: São Paulo (21.206), Rio de Janeiro (12.654), Ceará (7.426), Pernambuco (6.237) e Pará (5.646). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são: Mato Grosso do Sul (281), Tocantins (334), Roraima (465), Acre (480) e Amapá (552).

Petrolina tem segunda menor mortalidade por coronavírus entre grandes cidades do Nordeste

Com 583 casos e 22 óbitos ao longo dos três meses de pandemia, Petrolina segue em alerta na luta contra o coronavírus. Os números, apesar de consideráveis, estão bem abaixo da maioria dos grandes municípios do Nordeste. Petrolina tem atualmente a segunda menor taxa de mortalidade por Covid-19 entre as cidades nordestinas com mais de 200 mil habitantes.

São 29 municípios com esse perfil na região. Vitória da Conquista (BA) tem o menor índice de mortalidade, com 3,8 óbitos por 100 mil moradores. Petrolina vem logo em seguida com 6,3 mortes por 100 mil. As cidades com maior mortalidade são Fortaleza-CE (117,5), Recife-PE (100,9), Sobral-CE (98,2), Maracanaú-CE (89,8), e Imperatriz-MA (86,8).

LEIA MAIS

Triste recorde: Brasil chega a mais de 14 mil mortos neste 15 de maio

(Foto: Cadu Rolim/FotoArena/Estadão Conteúdo)

No dia em que o ministro da saúde, Nelson Teich, pediu demissão, o Brasil chegou a um número nada honroso para um país que luta contra a pandemia do novo coronavírus.

Foram registradas 14.455 mortes provocadas pela Covid-19 e 212.198 casos confirmados da doença em todo o país até esta sexta (15), segundo levantamento do G1, portal de notícias das Organizações Globo, junto às secretarias estaduais de saúde. Das 20 cidades com maior mortalidade e incidência de casos, 18 se concentram no Norte e Nordeste.

O balanço do Ministério da Saúde divulgado ontem (14) informou 13.993 mortos e 202.918 casos.

Brasil ultrapassa 12 mil mortes pela Covid-19 neste 12 de maio

(Foto: Cadu Rolim/FotoArena/Estadão Conteúdo)

As secretarias estaduais de Saúde, nesta terça-feira (12), confirmam no país 173.126 casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2), com 12.062 mortes. 13 das 20 cidades com maior mortalidade estão no Amazonas.

Das 20 cidades com maior mortalidade e incidência de casos, 18 se concentram no Norte e Nordeste.

O balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta segunda-feira (11) informa 11.519 mortos e 168.331 casos.

Bahia tem 4.528 casos confirmados da Covid-19 e 165 mortes

A Bahia registrou até esta quinta-feira (7) 4528 casos confirmados da Covid-19. O número de mortos pelo vírus chegou a 165. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde da Bahia.

Os casos confirmados ocorreram em 155 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,85%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são: Ipiaú (1.983,74), Ilhéus (1.644,83), Uruçuca (1.510,79), Itabuna (1.205,31) e Coaraci (1.059,26).

Brasil supera 10 mil enfermeiros afastados e 88 mortos, o dobro da Itália

Médicos fazem treinamento no hospital de campanha para tratamento de covid-19 do Complexo Esportivo do Ibirapuera.

A pandemia do novo coronavírus já causou o afastamento de mais de 10 mil profissionais de enfermagem no Brasil. São 88 mortes relacionadas à doença. Os números são do Comitê Gestor de Crise do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), que lançou hoje um site, o Observatório da Enfermagem, para atualizar sobre a evolução da Covid-19 entre os enfermeiros.

Ainda de acordo com o Cofen, os 88 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem mortos representam o dobro dos números na Itália, um dos grandes centros da crise. O Comitê acusa a falta de cuidados com os profissionais como principal fator de explicação.

O Cofen acionou a Justiça para garantir que profissionais que sejam de grupos de risco possam se afastar de funções que exijam contato direto com casos suspeitos ou confirmados da doença e para assegurar a realização de testes nas equipes de enfermagem. Uma liminar de segunda-feira (4) garantiu o afastamento destes trabalhadores.

O Comitê considera que os casos registrados oficialmente estão subnotificados e que são “o pico do iceberg”.

Bebê de 1 mês está entre as 10 pessoas mortas pelo novo coronavírus em Pernambuco

(Foto: Van Der Wal/ANP/AFP)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) divulgou, nesta sexta-feira (3), um novo boletim atualizando o número de casos da Covid-19 em Pernambuco. Com 30 novos casos, o estado tem agora 136 confirmações da doença. Mais uma morte também foi registrada, elevando o número de óbitos para 10.

O último óbito confirmado é de uma mulher de 51 anos, residente no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife (RMR). Ela foi atendida na UPA de Ipojuca no último dia 31. A paciente chegou a ser entubada, mas não resistiu. A mulher era fumante e já tinha, segundo a SES-PE, entradas anteriores na UPA por problemas respiratórios.

Dos 30 novos casos confirmados no estado, 17 são pacientes do sexo masculino e 13 mulheres, com idades entre 18 e 93 anos, além de um bebê de 1 mês. O menino apresentou sintomas gripais e foi levado ao Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), na área central do Recife, na última segunda (30).

A criança foi encaminhada nesta manhã para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), apresentando bom estado de saúde. A mãe do menino não apresenta sintomas. O pai está em isolamento domiciliar. De acordo com o balanço, 17 pacientes já se recuperaram.