Paulo Câmara recebe representantes de movimentos sociais de habitação

(Foto: Diego Nigro/SEI)

O governador Paulo Câmara recebeu na tarde de sexta-feira (12), ao lado dos secretários Marcelo Bruto (Desenvolvimento Urbano e Habitação) e Sileno Guedes (Desenvolvimento Social, Criança e Juventude) e o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Bruno Lisboa, representantes de três movimentos nacionais aos quais estão vinculados, também, mais de 15 movimentos de nível local. Na ocasião, Paulo Câmara assinou decreto que cria um Grupo de Trabalho de negociação das reintegrações de posse e despejos.

Após a leitura dos pontos da reunião, os representantes dos movimentos nacionais usaram a palavra para agradecer o espaço de diálogo com o Governo do Estado e criticar a condução dessa pauta pelo Governo Federal. Em seu discurso, o governador reafirmou o compromisso com aqueles que mais precisam e destacou ações sociais que norteiam este seu segundo mandato.

LEIA MAIS

Movimentos sociais encabeçam manifestação contra Reforma da Previdência e cortes na educação em Petrolina

Grupo se reuniu no Bambuzinho (Foto: Blog Waldiney Passos)

A manhã dessa sexta-feira (14) é marcada por atos em diversas cidades do país. Em Petrolina, como de costume, a Praça do Bambuzinho foi escolhida como ponto de encontro de sindicalistas e estudantes que encabeçam a mobilização contra a Reforma da Previdência e os cortes na educação anunciados pelo Governo Federal.

Entre as entidades presentes etão a Fetaepe, Fetape, Sindsemp, CTB, Frente Brasil Popular, STTAR, Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB), CUT, SindFisco, Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Afrânio (Sintea), Sinpaf, Sintelag, além de movimentos de estudantes e professores da Univasf, UPE e IF-Sertão.

Bancários querem fim dos privilégios dos mais ricos

Representando o Sindicato dos Bancários de Petrolina e Região (Seeb), o diretor Augusto Ribeiro fez um discurso contrário à proposta do Governo de Jair Bolsonaro (PSL). “Qual foi o privilégio que foi tirado até agora nessa elaboração da Reforma da Previdência? É uma falácia. Tem que cobrar a grande dívida aos grandes devedores“, disse.

LEIA MAIS

Movimentos sociais de Pernambuco vão elaborar propostas para serem apresentadas aos candidatos da próxima eleição; discussão começa hoje (23) em Petrolina

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) e movimentos sociais de Pernambuco começam nesta sexta-feira (23), uma série de debates, que eles chamam de plenárias regionais, com o de discutir com a sociedade as propostas que irão fazer parte do documento que será apresentado aos candidatos pernambucanos que concorrerão às eleições em 2018.

A atividade de hoje (23) será realizada, a partir das 9h, na sede do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), que fica Vila Mocó, com um debate sobre “Saúde do Trabalhador”.

O evento vai contar   com as participações da secretária de saúde do trabalhador da CUT Nacional, Madalena Silva e do médico de família e professor da Universidade Federa do Vale do São Francisco (Univasf), Aristóteles Cardona Júnior.

 De acordo com o presidente da CUT de Pernambuco, Carlos Veras, o ano de 2018 será desafiador e decisivo para a sociedade brasileira. “Precisamos mudar a correlação de forças no que se refere à representação parlamentar, em âmbitos municipal, estadual e federal. As forças reacionárias possuem o domínio em todas essas esferas, impondo uma agenda de retrocessos e de retirada de direitos, nunca vista antes na história da república”, argumentou.

Veras destacou que serão realizadas nove plenárias regionais e uma plenária estadual, onde será feita a conclusão do documento para ser apresentado aos candidatos. “Só aqueles que assumirem o compromisso de usar o mandato parlamentar a serviço dos interesses coletivos do povo, deverão contar com o voto do trabalhador e da trabalhadora”, enfatizou o líder sindical.

Cada debate sobre a construção da plataforma da classe trabalhadora, contará com a presença de um palestrante de referência nacional ou regional, que fará aberturas políticas sobre o tema e a atual conjuntura.

Amanhã, sábado, 24 de março, a plenária regional será realizada no município de Ouricuri.

Título de cidadão juazeirense é concedido a Lula

(Foto: ASCOM)

A entrega da Honraria com o Título de Cidadão Juazeirense para o ex-presidente Lula acontecerá na próxima segunda-feira. (Foto: ASCOM)

Na manhã dessa quarta-feira (06), em sessão extraordinária na Câmara Municipal de Juazeiro, os parlamentares aprovaram o Projeto de Resolução N° 19/2016, de autoria do Vereador Tiano Felix – PT, concedendo o Título de Cidadão Juazeirense ao Ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pelos relevantes serviços prestados ao Município de Juazeiro – BA.

A entrega da Honraria com o Título de Cidadão Juazeirense para o ex-presidente Lula acontecerá na próxima segunda-feira (11), no Espaço Via Show, a partir das 16 horas, quando Lula visitará nossa cidade e logo em seguida, junto com milhares de trabalhadores e trabalhadoras, representantes de diversos movimentos sociais e partidos políticos aliados, participará de Ato Público em Defesa da Democracia e do mandato da Presidente Dilma Rousseff, em Juazeiro e Petrolina, contando com caravanas já confirmadas de diversos estados do Nordeste.

Obstrução da Ponte Presidente Dutra causa engarrafamentos em Petrolina-PE e Juazeiro-BA

O bloqueio da Ponte Presidente Dutra por parte dos integrantes de movimentos sociais e organizações sindicais que realizaram hoje (10), manifestação em defesa da presidente Dilma Rousseff, causou grandes transtornos entre as cidades de Petrolina-PE e Juazeiro-BA. Com o trânsito lento foram registrados engarrafamentos em praticamente todas as ruas centrais das duas cidades.

O horário do manifesto coincidiu com o fim do expediente de trabalho contribuindo ainda mais com os engarrafamentos. Nossa reportagem registrou a grande fila de veículos na avenida Honorato Viana, BR 407. Veja o vídeo:

Movimentos sociais pedem auditoria da dívida pública e criticam impeachment

Movimentos LGBTS

Movimentos sociais que participam do Fórum Social Temático, em Porto Alegre, aprovaram hoje (23), na assembleia final do evento, uma carta compromisso com agendas comuns para as organizações. A primeira delas, é fazer do 1° de maio (Dia Internacional do Trabalho) um dia de luta na América Latina em defesa da democracia e de enfrentamento do conservadorismo e do “golpismo” na região.

No encerramento, as entidades também aprovaram uma campanha para cobrar a auditoria da dívida pública e se comprometeram a acelerar a construção da Frente Brasil Popular, formada por organizações e partidos de esquerda.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Rio Grande do Sul, Claudir Nespolo, disse que esta carta final do fórum é uma afirmação da luta dos segmentos que defendem a ampliação de direitos na sociedade. “Essa agenda reafirma a militância dos movimentos que aqui estão, que passa pelos direitos à moradia, à reforma agrária, o tema da saúde, da educação de qualidade, do meio ambiente, do combate a todas as discriminações”, listou.

A presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Carina Vitral, disse que o documento aponta para a unidade das organizações de esquerda, inclusive na posição contrária à tentativa de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

“É uma carta de intenções dos movimentos que lutam contra o golpe em curso no país, tomando lado, dizendo que a democracia é o único caminho para que os direitos avancem e que a gente sabe exatamente o que está em jogo, que são todos os direitos conquistados nos últimos anos com muita luta dos movimentos sociais”, disse.

O encontro foi encerrado com um coro com palavras de ordem contrárias ao pedido de impeachment de Dilma. (Fonte: EBC)