Vereadores de Petrolina repudiam mensagem disseminada em grupos de WhatsApp sobre “farra de diárias”

Uma publicação nos grupos de WhatsApp da região repercutiu de forma negativa perante os vereadores de Petrolina, na sessão de terça-feira (30). A postagem dizia respeito a uma suposta “farra de diárias” para viagem, praticada por edis da atual legislatura. O fato conseguiu unir Oposição e Situação, que repudiaram a disseminação da informação.

“Nós não podemos agredir as pessoas de forma injusta, agredir a Casa Legislativa banalizando, fazendo um crime contra os edis. É uma injustiça o que estão fazendo, tem o meu repúdio“, disse o vice-presidente Ronaldo Cancão (DEM) já na abertura da sessão.

Requerimento para mostrar transparência

Cristina Costa (PT) que na semana passada havia apresentado um Requerimento cobrando transparência do Poder Legislativo propôs o Requerimento nº 175/2020 e foi enfática. “Solicito que seja encaminhado cópia detalhada de todas as diárias recebidas por minha pessoa nesses três anos e seis meses do meu mandato e aí possamos notificar, a qual trabalho e serviço nós fizemos. A partir do momento que sai farra das diárias parece que a gente está recebendo pra gastar a mercê“, afirmou.

LEIA MAIS

Juazeiro: entidades ligadas ao comércio criticam decisão do prefeito de fechar o comércio

Entidades ligadas ao comércio em Juazeiro (BA) emitiram uma nota conjunta demonstrando indignação com o prefeito Paulo Bomfim de suspender o plano de reabertura do setor. As instituições lembraram ter se engajado no cumprimento das medidas necessárias para funcionamento do comércio durante a pandemia.

Erro da gestão

Segundo a nota assinada por instituições como a CDL e Sindilojas, o crescimento de casos em Juazeiro não tem relação com a reabertura do comércio e sim com a intensificação dos testes rápidos feito pela Prefeitura. Para eles, o fechamento é um erro.

LEIA TAMBÉM

Prefeitura de Juazeiro divulga regras gerais para funcionamento do comércio essencial de Juazeiro

URGENTE: Prefeitura de Juazeiro anuncia fechamento do comércio a partir de segunda-feira

“O comércio varejista de Juazeiro está morrendo, sucumbindo por erros sucessivos de decisões equivocadas do poder público municipal. Enquanto isso, Petrolina com um número de casos superior, está com o seu comércio funcionando, inclusive o shopping da cidade, valendo-se dos procedimentos sanitários adequados para que a vida, a economia e o emprego possam continuar diante do presente cenário”, diz a nota.

Outro lado

O Blog procurou a Prefeitura de Juazeiro para saber o que a gestão tem a comentar, mas até o encerramento dessa matéria não obtivemos resposta. O espaço segue aberto. Leia a seguir a íntegra do texto:

LEIA MAIS

PT de Petrolina divulga nota de repúdio por agressões à profissionais da imprensa

O Partido dos Trabalhadores de Petrolina (PT) emitiu nota de repúdio em apoio aos profissionais da imprensa por agressões sofridas pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, nos últimos dias. Confira a nota na íntegra.

NOTA DE REPUDIO

O Partido dos Trabalhadores Diretório Municipal de Petrolina por meio da executiva municipal e de todo o Diretório, vem tornar público o seu repúdio às agressões cometidas pelo presidente da república para com os profissionais da imprensa que vem se repetindo constantemente em suas aparições públicas, chegando a tentar cercear a voz da imprensa no seu direito legitimo de trazer a informação para a sociedade, ao mandar um profissional a calar a boca, durante entrevista na manha desta terça-feira, mostrando total despreparo e desequilíbrio para conduzir o país.

Lembramos que a nossa democracia e a liberdade de expressão são temas caros à nossa sociedade e não podemos permitir que, principalmente, aquele que deveria ser o chefe maior da nação, eleito inclusive pelo voto democrático, açoite de volta aos porões escuros de um tempo não muito distante, essas conquistas em que muitos deram a vida para que as tenhamos hoje.

Queremos também nos solidarizar com os companheiros profissionais de saúde que, neste momento de crise sanitária colocam suas vidas em risco e se isolando, em muitos casos, de suas famílias, para atuar na linha de frente no combate à pandemia, ao reivindicarem respeito à vida, às normas internacionais de prevenção à disseminação do vírus por parte do governo federal e buscar melhores condições de trabalho para melhor atender a população, foram agredidos covardemente por fascistas apoiadores do presidente, durante ato pacifico organizado por estes profissionais na manhã deste domingo na capital do país.

Petrolina, 05 de maio de 2020.
Partido dos Trabalhadores.
DM Petrolina.

Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Orocó (PE) emite nota de repúdio contra a administração municipal

(Foto: Internet)

A nota foi divulgada nesta sexta-feira, 1º de maio, Dia do Trabalho. Os servidores manifestam repúdio ao modo que a Administração Pública Municipal tem dispensando a toda a categoria dos trabalhadores em educação do município.

Confira a íntegra da nota:

“HOJE, NO DIA DO TRABALHO, OS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE OROCÓ-PE NÂO TÊM O QUE COMEMORAR

Os servidores da educação municipal de Orocó-PE , indignados com a forma de como o Poder Público Municipal tem tratado  a categoria, vem a público externar através de uma nota de repudio a sua insatisfação.

LEIA MAIS

DCE da Univasf critica intervenção do MEC e faz abaixo-assinado contra reitor pro tempore

Estudantes fazem abaixo-assinado contra reitor pro-tempore (Foto: Arquivo)

O anúncio de um reitor pro tempore à Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) provocou reação da comunidade acadêmica. O Diretório Central Estudantil (DCE) emitiu uma nota criticando a intervenção do Ministério da Educação (MEC) que passou por cima da eleição interna.

De acordo com o DCE, o Governo Federal nomeou um “interventor”, favorecendo a chapa perdedora na eleição de 2019. “A Univasf está sofrendo um ataque à sua autonomia e à sua democracia. Um grupo de professores que tem alinhamento político com o governo Federal e com o ministro da Educação está tentando sujar de todas as formas o processo eleitoral de escolha de reitor da Univasf”, afirmou o diretor do DCE, Bruno de Melo.

LEIA TAMBÉM

UNIVASF sofre intervenção do MEC em sua reitoria

Telio Leite encabeçará lista tríplice para reitor da Univasf e Lúcia Marisy a de vice

Segundo o DCE, mesmo os estudantes não sendo apoiadores da candidatura de Télio Leite, vencedor do pleito, a decisão da maioria deve ser respeitada. “O candidato Télio venceu em todas as categorias, o professor Télio venceu novamente na lista-tríplice e a chapa perdedora impetrou uma ação na Justiça. No atual momento a lista-tríplice está suspensa”, destacou o presidente.

Indignados com a intervenção do MEC, o DCE criou um abaixo-assinado virtual para que o nome indicado pelo Governo Federal seja removido. Leia a seguir uma nota emitida pelos estudantes:

LEIA MAIS

Caso Beatriz: Lucinha Mota e Sandro Romilton repudiam afastamento da delegada Poliana Nery

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Já são quase cinco anos sem respostas para o crime brutal que vitimou a pequena Beatriz Angélica Mota. O caso ganhou um novo capítulo, a delegada Poliana Nery, quinta autoridade policial responsável pelas investigações do caso, foi afastada.

LEIA TAMBÉM

Delegada Poliana Nery confirma saída do Caso Beatriz

Lucinha Mota e Sandro Romilton, pais de Beatriz, divulgaram uma nota de repúdio ao Governo de Pernambuco pelo afastamento da Delegada. “É preocupante a saída da delegada Poliana Nery, pois a mesma tem uma linha de investigação muito forte e que acreditamos que leva a conclusão do caso. OOu será porque ela indiciou mais dois funcionários do colégio Maria Auxiliadora?”, questionaram.

LEIA MAIS

Deputado Roberto Carlos repudia ação da prefeitura de Juazeiro contra ambulantes

(Foto: Reprodução/Instagram)

A fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano contra ambulantes, realizada ontem (20), no Centro de Juazeiro (BA), foi alvo de críticas da população de Juazeiro, que diante dos fatos, se revoltou contra a prefeitura municipal.

LEIA TAMBÉM

Juazeiro: após repercussão de ação contra ambulantes, titular da SEMAURB é exonerado

População de Juazeiro se revolta contra prefeitura durante apreensão de mercadorias de ambulantes

Contudo, além dos populares, algumas figuras políticas e cidadãos comuns usaram as redes sociais para repudiar a ação fiscalizadora, que teve como objetivo, deter a comercialização de ambulantes, e, em consequência, a apreensão de suas mercadorias.

O repúdio, no entanto, não partiu apenas da sociedade civil, as críticas à execução da ação, partiu da base do governo municipal, como o deputado Roberto Carlos (PDT), um dos apoiadores do prefeito Paulo Bomfim no âmbito estadual, que repudiou a ação da SEMAURB, através de uma nota divulgada nas redes sociais oficias do deputado. O que já era esperado dele, que é um parlamentar originalmente camelô.

LEIA MAIS

Adolescente é vítima de estupro coletivo e Conselhos Municipais de Juazeiro pedem prisão do acusado

(Foto: Ilustração)

Uma nota de repúdio divulgada no início da tarde de hoje (31) pelo Conselho Municipal de Defesa dos Diretos da Mulher de Juazeiro (BA), juntamente com os Conselhos Municipais de Direitos Humanos, Direitos da Criança e Adolescente e o Conselho Municipal de Assistência Social, e todas as suas Comissões Permanentes, trouxe a público um caso de estupro coletivo ocorrido em novembro de 2019 em Juazeiro, que teve como vítima, uma adolescente.

“Os atos praticados não atingem apenas a vítima adolescente, mas representam um ataque a todas as Mulheres e Instituições de nosso município que lutam pela eliminação da violência de gênero e para que os Direitos Humanos sejam uma realidade”, ressaltou a nota.

LEIA MAIS

Caso Beatriz: família emite nota contra Câmara de Vereadores; Osório afirma que Legislativo está de portas abertas ao povo

Em nota, família critica espaço cedido à defesa de Allinson (Foto: Blog Waldiney Passos)

A participação do advogado que representa Allinson Henrique da Cunha – apontado pela Polícia Civil de Pernambuco como responsável por apagar imagens das câmeras de monitoramento do Colégio Auxiliadora no dia em que Beatriz Angélica Mota foi assassinada – na Câmara de Vereadores ainda repercute entre os edis de Petrolina.

LEIA TAMBÉM:

Caso Beatriz: Lucinha Mota protesta contra presença de advogado de Alisson na Câmara de Vereadores

Nessa quinta-feira (10) Lucinha Mota e Sandro Romilton publicaram uma nota de repúdio ao Poder Legislativo, por ter cedido espaço a Wank Medrado, representante legal de Allinson, que foi inocentado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). Os pais da garota criticaram a Câmara por chancelar a participação de Medrado, que tinha “a simples intenção de defender seu cliente”.

LEIA MAIS

Entidades assinam nota de repúdio a comentários feitos por Osinaldo Souza contra vereadora Cristina Costa

Entidades consideraram falas de Osório ofensivas e racistas (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Blog mostrou na semana passada que as duas últimas sessões de março, na Casa Plínio Amorim, foram marcadas por um desentendimento entre os vereadores Cristina Costa (PT) e Osinaldo Souza (PTB). Nessa segunda-feira (1º) diversas entidades assinaram uma nota de repúdio às falas do edil.

Segundo a Associação Espírita e de Cultos Afro Brasileiros (AECAB), o vereador tem “repetido comportamento machista e preconceituoso”. Na visão da AECAB, Osinaldo teria chamado a amiga de louca, ao ser atingido por um discurso de Costa.

LEIA TAMBÉM:

Últimas sessões de março são marcadas por rusga entre Osinaldo Souza e Cristina Costa

“O vereador não mede palavras. E como representante do povo de Petrolina, se mostra totalmente despreparado, porque é secretário da Comissão de Direitos Humanos, relata a Associação. A nota é assinada por grupos como o Sindicato Trabalhadores em Educação de Petrolina (SINTEPE),  Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra de Petrolina, Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados de Petrolina (STTAR), Frente Brasil Popular, Levante Popular e Rede de Mulheres Negras.

O Blog Waldiney Passos está tentando contato com o vereador Osinaldo, mas até o momento não obtivemos sucesso. Reiteramos que o espaço segue aberto ao direito de defesa do edil.

Confira a seguir a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Acompanhante de paciente é detido após quebrar porta da UPA de Petrolina; Unidade de saúde emite nota de repúdio

Após a ação de vandalismo. o acusado foi autuado em flagrante e conduzido à delegacia (Foto: Ascom)

Na madrugada de domingo (3) o acompanhante de um paciente da Unidade de Pronto Atendimento de Petrolina (UPA 24h), quebrou a porta da entrada de emergência da unidade de saúde, utilizando uma marreta.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da UPA 24h, o acusado foi autuado em flagrante e conduzido à delegacia, onde ficou detido após o testemunho de um profissional da Unidade que presenciou o fato.

Por meio de nota, a direção da UPA condenou veementemente a ação do acompanhante e repudiou tal conduta, que segundo a Unidade, “atinge o patrimônio público e atenta contra a integridade física dos funcionários, pacientes e demais acompanhantes.”

LEIA MAIS

Associação de Mototaxistas de Juazeiro emite nota de repúdio pelo o assassinato de Alan Kardec

A Associação dos Mototaxistas de Juazeiro (BA) e o Sindicato dos Motataxistas, Moto Boys e Moto Frete da Bahia, divulgaram nota de repúdio contra o assassinato do mototaxista Alan Kardec, ocorrido na noite desta quinta-feira (17).

Alan foi baleado nas proximidades do Mercado do Produtor de Juazeiro durante uma discussão com outro homem, que segundo testemunhas, também atuava como mototáxi e morreu no Hospital de Traumas de Petrolina. O enterro foi no fim da tarde desta sexta-feira (18).

Veja a nota na íntegra.

“Associação dos Mototaxista de Juazeiro (BA) e SINDMOTOS – Sindicato dos mototaxista,moto Boys e moto frete,(REPUDIA) nessa manhã do último dia 17/05/2018 houve um homicídio registrado no contorno do Ceasa onde dois colegas se desentenderam por motivos de uma corrida um acabou ceifando a vida do outro, MAS o que revolta a classe é o motivo da briga, JUAZEIRO todos sabem que o ponto do Ceasa é o que mais tem clandestino e isso leva a disputa de cada cliente no ponto dos cadastrados levando a esse acontecimento. Nós da associação dos mototaxista de Juazeiro, culpamos a CSTT pela falta de fiscalização, pelo fato de permitir que cadastrados se duelem para garantir seu pão de cada dia. Culpamos o Secretário Senhor Damião Medrado pela falta de respeito a classe e culpamos mais uma vez a CSTT pelo fato de permitir que qualquer pessoa faça transportes de passageiros. Eu Cleiton Oliveira Presidente AMJ e Delegado do SINDICATO Faço uma pergunta para que serve antecedentes criminais na hora do cadastramento?”

Professores do curso de Direito da UNEB repudiam atos de violência da PM no Carnaval de Juazeiro

(Foto: Internet)

A repercussão dos casos de agressão por parte de Policiais Militares da Bahia no Carnaval de Juazeiro fez com que diversas instituições locais emitissem notas de repúdio, contra as agressões físicas praticadas por alguns PMs.

Uma das agressões teve como alvo uma estudante de Direito da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), de Juazeiro e os docentes do curso repudiaram, por meio de nota, a atitude dos PMs. O documento foi assinado por todos os professores do curso. Durante a manhã de hoje, o tema foi levantado na reunião de avaliação do carnaval e condenado pelo comandante na cidade.

Confira a nota:

Nós, professores do curso de Direito da Universidade do Estado da Bahia, em Juazeiro, repudiamos a violência sofrida por uma de nossas alunas, que, de forma covarde e brutal, foi agredida por policiais militares durante o carnaval antecipado de Juazeiro. Diante do lamentável fato, esperamos rigorosa apuração e punição exemplar, corolário lógico dos que vivem num Estado Democrático de Direito.

Juazeiro, BA, 29 de janeiro de 2018.

Anna Chistina Freire Barbosa

Barbara Alves de Amonin 

Cícero Everaldo Ferreira Silva

Dinani Gomes Amorim

Fábio Gabriel Breitenbach 

Fátima Rejane Maia de Souza Silva 

Gabriela Barretto de Sá 

Iure Pedroza Menezes 

Ivanildo Almeida Lima 

Juliana Cavalcanti Santiago

Julio César Soares Lira

Julio José Torres

Luciano Sergio Ventin Bonfim

Luis Eduardo Gomes do Nascimento

Luiz Antonio Costa de Santana 

Maria Auxiliadora Alves de Souza

Maryangela Ribeiro de Aquino Lira Lopes

Paulo de Tarso Duarte Menezes

Pedro Henrique Matos de Santana

Wank Remy de Sena Medrado

UNEB emite nova nota de repúdio a agressões da PM a uma aluna da instituição no Carnaval de Juazeiro

(Foto: Arquivo)

Nesta segunda-feira (29), o Blog Waldiney Passos publicou uma nota, enviada pelo O Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais (DTCS) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), onde funcionam os curso de Agronomia e Direito, emitiu uma nota de repúdio contra agressões praticadas por policiais militares a uma aluna da instituição.

Hoje (30), a direção do Departamento de Ciências Humanas (DCH), onde funcionam os cursos de Pedagogia e Jornalismo, da mesma Universidade, também emitiu uma nota repudiando a atitude dos policiais. A nota detalha as agressões sofridas pela a aluna do curso de Direito.

Confira:

A Direção do Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em Juazeiro, vem a público denunciar a abordagem violenta sofrida por uma aluna do curso de Direito dessa Universidade realizada pela Policial Militar,  no circuíto do Carnaval, durante a madrugada do último domingo (28).

Segundo depoimento da aluna, ela recebeu um murro no rosto e no estômago, usaram cassetes, a enforcaram  e ela desmaiou na avenida. Tudo isso porque questionou a forma violenta da abordagem sofrida por um grupo de amigos. Ainda enfatizou que os alvos foram as pessoas negras do grupo. Uma mulher jovem, estudante brutalmente agredida pelas forças do Estado.

Em 05 de maio de 2017 a UNEB sediou uma audiência pública, promovida pela Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa da Bahia e pelo Conselho de Promoção da Igualdade Racial de Juazeiro (Compir) sobre abordagem policial, a qual ouviu vários depoimentos referentes a abordagens violentas. O resultado foi a elaboração de um documento encaminhado a todas as forças policiais, judiciais e universidades do município solicitando revisão desses procedimentos e colocando a UNEB a disposição para formações e debates.

Sugeria ainda um pacto de conduta de todos os entes supracitados. Infelizmente nenhuma resposta foi enviada aos promotores do evento.

Assim, solicitamos do comando da corporação Polícia Militar e das demais autoridades competentes a imediata apuração e responsabilização do(s) envolvido(s) e a resposta ao documento referente a Audiência Pública realizada nesta Universidade. Acreditamos que essa questão deva ter um encaminhamento compartilhado e a punição dos agressores.

Comunidade Acadêmica, Departamento de Ciências Humanas da UNEB, Campus de Juazeiro.

OAB Petrolina emite nota de repúdio a agressões da PM a estudante durante Carnaval de Juazeiro

Após vários vídeos de agressões nas quais policiais aparecem batendo em pessoas e sendo agredidos, as ações da Polícia Militar durante o Carnaval de Juazeiro ainda rendem o que falar na região.

A Ordem dos Advogados do Brasil emitiu uma nota de repúdio contra as agressões sofridas por uma estudante do curso de Direito da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). A OAB afirmou considerar “inaceitável a agressão” sofrida pela estudante.

Confira

A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseccional Petrolina, vem a público manifestar seu mais veemente repúdio à agressão  contra uma estudante de direito, bem como, outros episódios divulgados pela imprensa, e praticados por policiais militares do Estado da Bahia no último final de semana, período de Carnaval antecipado na cidade vizinha de Juazeiro, BA.  

Na ocasião,  a jovem, que cursa a faculdade de direito da Universidade do Estado da Bahia, curtia os festejos carnavalescos com amigos quando foi abordada por dois integrantes da  Polícia Militar, que iniciaram uma série de agressões físicas. Uma violência  descabida contra uma cidadã que se comportava de forma pacífica.  

A truculência demonstrada pelos policiais neste caso e em vários outros atestados por vídeos que circulam pelas redes sociais e veículos de imprensa, mostram o despreparo de certos policiais para atuarem em eventos dessa magnitude.

A OAB Petrolina considera inaceitável a agressão perpetrada, presta a sua solidariedade à jovem estudante e seus familiares, e pugna pela apuração rigorosa dos fatos e pela punição dos responsáveis.

12