Gaturiano Cigano consegue acolhida de crianças mais cedo nos CMEIs e Nova Semente

Vereador Gaturiano Cigano (PRP)/Foto: Blog Waldiney Passos

Uma das grandes queixas dos pais de alunos dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e Creches do Nova Semente, a acolhida das crianças nestas unidades mais cedo, foi atendida através da Indicação nº 228/2017, de autoria do vereador Gaturiano Cigano (PRP).

Segundo relato de alguns pais, com as mudanças no funcionamento das creches do Nova Semente, eles estavam tendo que pagar a terceiros para levar os filhos nas unidades já que a grande maioria tem que se deslocar ao trabalho também a partir das 7 horas da manhã. “Observa-se que muitas dessas trabalhadoras saem de casa antes das 06:00 horas da manhã, para iniciar sua jornada às 07:00 horas, desta maneira o horário de funcionamento dos CMEIs não atende a necessidade da população”, alertou Gaturiano.

Segundo o edil, seu pedido foi imediatamente atendido pela secretária de Educação, Maéve Melo, que disponibilizou trabalhadores do município para acolher as crianças nas creches do Nova Semente a partir das 6:30 horas e nos CMEIs a partir das 7:00 horas da manhã.

Prefeitura anuncia aulas de música e capoeira para alunos do Nova Semente

(Foto: Divulgação/Ascom)

Os estudantes do programa de primeira infância da Prefeitura terão novidades em sua rotina de estudos com aulas de capoeira e música.

A novidade também deve chegar para as unidades no interior do município é o que informou a coordenação do programa Nova Semente ao ajustar o plano de trabalho.

“Garantimos transporte para os professores atenderem todos os alunos da rede vinculado os novo Nova Semente, tanto na sede quanto no interior. A grande diferença agora é que essas aulas fazem parte da nossa proposta pedagógica e não só como ‘diferencial'”, explicou a gestora geral, Letícia Leda.

A inclusão das aulas de música também é uma ação que cumpre o que determina a Lei Federal 11.769 de 2008, que institui a obrigatoriedade do ensino de música nas escolas do país.

Na abertura das atividades do Nova Semente Miguel Coelho afirma que meta é universalizar a educação em Petrolina

Prefeitura vai disponibilizar cerca de 17 mil vagas para a primeira infância este ano em Petrolina

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), acompanhou de perto nesta segunda-feira (20), a abertura das aulas nas unidades do Nova Semente. O gestor vistoriou as salas na unidade do N-10, PSNC e conversou com os profissionais que atendem as crianças.

Juntando o programa Nova Semente e os Centros de Educação Infantil (CMEI), serão disponibilizadas este ano cerca de 17 mil vagas para a primeira infância.  Mas para Miguel, apesar da criação de 4 mil novas vagas neste ano, o acesso à educação infantil de Petrolina precisa ser ampliado. “Vamos trabalhar para melhorar o atendimento e os indicadores. Ainda existem cerca de 15 mil crianças fora da rede na primeira infância. Estamos trabalhando para melhorar essa situação nos próximos anos já a partir de nossa luta para destravar o início das obras de 12 novos CMEI”, adianta o prefeito, que deve visitar no próximo mês o ministro da Educação, Mendonça Filho.

Nova Semente de graça

Com a readequação dos programas de educação infantil promovida pela Prefeitura de Petrolina, o Nova Semente passou a ser totalmente gratuito, sem cobranças de mensalidades e anuidade. Além de assegurar a gratuidade em todos os programas da primeira infância, a gestão municipal fortaleceu os Centros de Educação Infantil (CMEI) com a ocupação de em torno de 4 mil vagas que estavam ociosas nessas unidades de ensino. “Apesar das dificuldades financeiras que herdamos, fizemos um grande esforço para colocar toda a rede para funcionar. Agora, nosso foco está em melhorar os indicadores e universalizar a educação de nossa cidade”, destaca Miguel Coelho.

Secretaria de Educação realiza encontro de para formação de profissionais do Nova Semente

(Foto: Divulgação)

A Secretaria de Educação de Petrolina está realizando, durante essa semana, um encontro para formação de profissionais do “Nova Semente”. O objetivo da ação é capacitar os colaboradores do programa de primeira infância da Prefeitura de Petrolina. A abertura do evento foi realizada pela secretária de Educação, Maéve Melo.

O programa passou, recentemente, por uma restruturação, determina pelo prefeito Miguel Coelho. A partir desse ano o “Nova Semente” será  totalmente gratuito. As aulas começam no próximo dia 20, nas 94 unidades.

LEIA MAIS

Câmara de Vereadores de Petrolina vai realizar audiência pública sobre o ‘Nova Semente’

O programa ‘Nova Semente’ será ponto de discussão em audiência pública na Câmara de Vereadores de Petrolina. (Foto: Divulgação)

Após requerimento da vereadora Cristina Costa (PT), os vereadores da Câmara Municipal de Petrolina vão realizar, possivelmente ainda neste mês, uma audiência pública para discutir o andamento do programa “Nova Semente”. Segundo a vereadora, é preciso debater sobre o programa, pois “Miguel encontrou uma realidade totalmente diferente da que lhe foi passada”.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Ainda de acordo com Cristina, algumas unidade tiveram que ser fechadas devido à falta de informação do prefeito, que não recebeu nenhum dado da antiga gestão da secretaria de educação.

“Do diálogo que tivemos com o prefeito, ele colocou a insatisfação de que a secretaria da educação não havia repassado os dados sobre o programa. Todo o conhecimento e tudo que ele falou foi em cima do que o Petrape repassou e isso obrigou o prefeito a fechar algumas unidades”, afirmou a parlamentar.

Para debater os rumos do programa, foram convidadas a secretária de Educação, Maéve Melo, a coordenadora do “Nova Semente”, o representante do Petrape, o Conselho de Defesa da Criança e do Adolescente, o Departamento de Pedagogia da UPE, as representações dos pais e o Ministério Público.

“O Nova Semente serviu de cabide de emprego para o antigo governo”, disparou o vereador Aero Cruz

De acordo com o parlamentar, algumas “Nova Sementes” contam com mais sementeiras do que seria necessário para gerir as unidades. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Em meio à polêmica das demissões das funcionárias do programa “Nova Semente” na gestão anterior, o vereador Aero Cruz (PSB) se posicionou sobre o tema, durante a primeira sessão ordinária do ano na Câmara Municipal de Petrolina, e afirmou que, assim como a oposição, o prefeito Miguel Coelho (PSB) tem se preocupado com as demissões das sementeiras.

“Eu quero dizer para a vereadora Cristina Costa, sobre a preocupação dela com as demissões das sementeiras, que a preocupação da oposição é a mesma da nossa e do prefeito Miguel Coelho. Nós do grupo de Miguel temos também a preocupação com as demissões de vocês, pois a gente sabe que são mães de família, que precisam.”.

De acordo com o parlamentar, algumas “Nova Sementes” contam com mais sementeiras do que seria necessário para gerir as unidades. Para o vereador, a atitude da antiga gestão foi apenas uma forma de angariar votos para as eleições. Aero citou o caso do São Gonçalo, onde, segundo a gestora do local, a unidade conta com 18 funcionárias, quando só seriam necessárias sete para o bom funcionamento do estabelecimento.

“Estamos questionando o porquê que os CMEI’s foram esvaziados em detrimento da ‘Nova Semente’. Todas as novas unidades do ‘Nova Semente’ serviram de cabide de emprego para o antigo governo. Quando eu conversei com a gestora do ‘Nova Semente’ do São Gonçalo, Regina, ela disse que a unidade tem 18 sementeiras, mas disse que com sete funcionárias a unidade teria condições de funcionar. Como é que uma ‘Nova Semente’ que pode funcionar com sete sementeiras estava funcionando com 18? Estava servindo de cabide de emprego”.

(Foto: Arquivo)

Programa ‘Nova Semente’

O vereador afirmou que o programa em si é muito vantajoso para a comunidade petrolinense e que foi por isso que Miguel deu continuidade ao trabalho e garantiu a gratuidade do programa.

“O programa Nova Semente foi único programa que deu certo no governo passado. Deu tão certo, que o prefeito Miguel Coelho está dando continuidade ao programa. Ele foi às ruas e disse que seria de graça e a gratuidade está sendo confirmada”.

CPI

Aero foi um dos vereadores que assinaram a favor da solicitação da abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para averiguação de irregularidades na condução do programa pelo governo de Lossio.

“O que nós estamos pedindo à CPI aqui nessa Casa é para a gente apurar como estava sendo gerido o programa. Em 2014 foram abertas duas ‘Nova Semente’, em 2015, cinco, e em 2016, como era ano eleitoral, foram abertas 33. Teve dia que foram inauguradas seis unidades. Agora a gente precisa ter a consciência que a irresponsabilidade foi do governo passado quando sabia que não era necessário 18 sementeiras para gerir uma unidade do ‘Nova Semente’. E colocaram 18 porque queriam o retorno político, porque queriam o voto”.”.

Vereador Ronaldo Souza solicita abertura de CPI para investigar irregularidades Nova Semente

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira (2), o vereador Ronaldo Souza (PTB), aproveitou seu tempo na tribuna para solicitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades no programa educacional ‘Nova Semente’, concebido durante o governo do ex-prefeito Júlio Lossio (PMDB).

A solicitação de abertura da CPI contou com 12 assinaturas a favor e foi aprovada. Seria necessário apenas 1/3 dos votos para que a solicitação fosse aceita. Agora o jurídico da Casa vai analisar o requerimento para saber se será ou não aberta a investigação. Em breve mais informações.

Pouca movimentação marca movimento das sementeiras nesta sexta

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A manifestação das sementeiras, que alegaram ter sido demitidas das unidades do “Nova Semente”, marcada para as 07:00 horas desta sexta-feira (27), não atraiu muitas pessoas. Um carro de som foi estacionado na praça do bambuzinho, no centro da cidade, para que os organizadores falassem sobre o movimento. De acordo com os cerca de 25 presentes, Miguel já estaria demitindo as funcionárias do programa educacional.

Durante coletiva nesta quinta-feira (27), o prefeito afirmou que ninguém foi notificado, que não foi dado nenhum aviso prévio a nenhuma sementeira e que ninguém foi demitido. “Todos os funcionários do Nova Semente estão gozando férias e com salários em dia”, disse o gestor.

Devido ao pouco número de participantes do movimento, os organizadores decidiram cancelar a ida à prefeitura para apresentar as reivindicação do grupo ao prefeito Miguel Coelho.

Nova Semente estava sendo usado como cabide de empregos por Lossio

Só em 2016 o ex-gestor abriu 66 unidades do Nova Semente, 30 após a eleição/Foto: Waldiney Passos

Os números apresentados pelo prefeito Miguel Coelho e ratificados pelo coordenador do Petrape, José Vieira de Souza, entidade responsável pela contratação dos funcionários que trabalham nas creches do Programa Nova Semente da Prefeitura de Petrolina, indicam que o programa foi usado como cabide de empregos no ano eleitoral. “Por que eles deixaram para abrir quase que 66 unidades só em ano de eleição?”, questionou Miguel.

Somente de outubro para dezembro do ano passado, ou seja, após perder as eleições, Julio Lossio abriu 30 novas unidades do nova semente.  “Metade dessas novas unidades, foram abertas não para beneficiar o aluno, mas para aumentar o custeio”, avaliou Miguel.

O coordenador do Petrape, José Vieira de Souza, concordou com o uso eleitoreiro do programa pelo ex-gestor. “Vamos dizer que tinham sementeiras a mais”, disse.

Cícero Freire considera positivas mudanças no Nova Semente

Vereador Cícero Freire (PR) enaltece Nova Semente de graça

Na opinião do vereador Cícero Freire (PR), a decisão de reformular o programa Nova Semente em Petrolina foi tomada juntamento com o Petrape, após avaliarem a necessidade de ajustar o programa para garantir sua continuidade.

“O prefeito chamou o Petrape para fazer uma avaliação do programa e nós avaliamos que está sendo feito um trabalho de parceria como era feito na época de Julio Lossio e o Petrape está avaliando positivamente o trabalho do nosso prefeito Miguel Coelho”, salientou Freire.

O vereador disse está pronto para ajudar o prefeito juntamente com todos os pares na Câmara Municipal no sentido de reafirmar a gratuidade do Nova Semente.

“Por que agora verdadeiramente nenhum pai de família vai tirar mais R$ 150,00 reais para matricular seu filho e nem também tirar R$ 25,00 reais para ajudar a pagar a mensalidade, com certeza o papai também pagava o fardamento e não vai pagar mais, então nós estamos completamente a favor do Nova Semente de Graça”, afirmou.

Vereador Zenildo diz que Nova Semente era desorganizado e deixou um rombo na Prefeitura

Vereador Zenildo do Alto do Cocá afirma que até agora o prefeito Miguel Coelho não demitiu ninguém do Nova Semente

Ratificando as medidas adotadas pelo prefeito Miguel Coelho (PSB), o vereador Zenildo Nunes (PSB), disse em entrevista a este blog, que apesar de reconhecer a importância do Nova Semente, na gestão anterior o mesmo era desorganizado tanto que deixou um rombo nas contas da Prefeitura inviabilizando a continuidade do programa da forma que estava.

“O gestor anterior tirou recursos da saúde, por isso que a saúde andava numa situação muito precária, ninguém marcava uma consulta especializada, não havia parceria com as clínicas terceirizadas, então, realmente tirou muito dinheiro das outras secretarias para manter apenas um programa que era o Nova Semente”, avaliou.

Para Zenildo, as mudanças anunciadas pelo prefeito serão reconhecidas pela população em breve como necessárias a manutenção e continuidade do programa. “Ele está tomando uma decisão certeira para poder continuar com o programa e além de tudo as crianças vão continuar no Nova Semente”.

Demissões

O edil lamentou ainda o fato da gestão passada ter demitido 800 sementeiras no mês de dezembro de 2016 e ter escondido essa informação da população. “Demitiram 800 pessoas na gestão passada e estão querendo jogar nas costas do governo atual. Isso é um absurdo, Miguel não demitiu ninguém até agora, não foi demitido ninguém”, enfatizou.

Prefeito Miguel Coelho detalha reformulação do programa ‘Nova Semente’

Durante a coletiva, o prefeito apresentou todas as receitas e despesas da educação de Petrolina previstas para 2017 e fez um breve cálculo com a previsão do custeio do “Nova Semente”. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Na tarde desta quinta-feira (26), o prefeito Miguel Coelho (PSB), apresentou, durante coletiva para imprensa local, os números que cercam o programa “Nova Semente”. Na oportunidade, o chefe do executivo municipal falou sobre a diminuição nos valores fornecidos pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), aumento de despesas, criação de novas unidades e prioridades na educação municipal.

Para explanação dos valores, Miguel fez um balaço comparando o primeiro ano do programa com os últimos três anos. “Nós fizemos um balanço do primeiro ano e depois nós pegamos os três anos anteriores a 2017 para poder fazer algo não extenso, mas que mostre a realidade mais próxima da gente”.

Ao iniciar sua fala, o prefeito apontou o primeiro detalhe dos valores fornecidos pelo Fundeb. De acordo com os dados apresentados, Petrolina vai ter uma diminuição de mais de R$ 5,5 milhões na receita da educação. Essa queda se deve ao fato da gestão de Lossio não ter cadastrado 1863 crianças no Censo/SIMEC, que é o sistema do Ministério da Educação, em 2016.

“De um ano para outro há uma queda de R$ 5,6 milhões. Esse valor foi por que a antiga gestão esqueceu de informar ao MEC que havia entrado mais 1863 crianças no Nova Semente. Esse lapso, essa falta de informação de poder cadastrar no SIMEC fez Petrolina perder R$ 5.613.219,00 do Fundeb”, afirmou Miguel.

Outro ponto destacado pelo gestor municipal foi o fato da receita do Fundeb, durante a existência do “Nova Semente”, ter aumentado cerca de 100% enquanto a despesa com o programa teve um aumento de 300%.

“Nós temos um aumento de aproximadamente 100% na receita do FUNDEB e uma despesa que começou em R$ 19 milhões e já está em quase R$ 80 milhões, um aumento três vezes maior que a receita. Essa conta já começa a mostrar sinais de dificuldade”, disse.

Receita Nova Semente

A previsão para 2017 é que a prefeitura de Petrolina receba cerca de R$ 151 milhões do Fundeb para a educação. Desse total, cerca de R$ 24 milhões deverá ser destinado para o “Nova Semente”. Porém, da foram que se encontra o programa, a previsão de custo para o Nova Semente é de R$ 79 milhões neste ano.

Além disso, o Fundeb paga o valor máximo de R$ 3.162,00 no ano por criança em uma creche integral. O custo previsto por aluno-ano para o “Nova Semente” em 2017 é de aproximadamente R$ 8 mil. Ou seja, a prefeitura teria que arcar com uma diferença de gasto de mais de R$ 4 mil por aluno-ano.

“Com esses números já é possível perceber o esforço e o sacrifício que teria de ser feito caso fosse para manter como está e como iriamos sacrificar os cofres públicos”.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Financiamento da Educação em Petrolina

Durante a coletiva, o prefeito apresentou todas as receitas e despesas da educação de Petrolina previstas para 2017 e fez um breve cálculo com a previsão do custeio do “Nova Semente”. Os cálculos apontaram, primeiramente, uma receita de cerca de R$ 197 milhões. Nas despesas, só com folha de salários na rede municipal de ensino, há um gasto que gira em torno de R$ 118 milhões. E, acrescentando o valor do custo do Nova Semente, de R$ 79,5 milhões, a prefeitura ficaria com um saldo negativo aproximadamente R$ 800 mil.

Em um primeiro momento o déficit pode parecer pequeno quando comparado com a receita municipal na educação, contudo, quando se leva em conta outras despesas como merenda escolar, transporte, reformas, materiais e outras despesas dos 47 mil alunos da rede municipal, o déficit chega próximo a R$ 50 milhões.

“Como você vai manter um programa se você vai prejudicar toda a sua rede de ensino? A gente não poderia tomar essa decisão. Até por uma questão de justiça social, você não pode sacrificar 47 mil alunos em detrimento de poder atender 10 mil. Acho que todos que se preocupam com as crianças concordam com essa conta”.

Aumento desenfreado de unidades

Miguel chamou a atenção dos presentes para o aumento desenfreado do número de prédios do “Nova Semente” no ano de 2016, que foi quando aconteceu a eleição municipal. “Em 2011, o programa começou com 50 unidades do Novas Sementes. Em 2012, aumentou 35; em 2013, aumentou mais 22 unidades. Agora olhem 2014/2015: do ano de 2013 para 2014 aumentou duas unidades; de 2014 para 2015, só acrescentaram mais cinco. Agora no ano da eleição, você sai de 114 para terminar com 180”.

Segundo o prefeito de Petrolina, o ex-gestor esqueceu das crianças da cidade quando tentou prejudicar o início de seu governo com a criação de 30 novas unidades só entre outubro e dezembro, após o resultado das eleições.

“Se esse aumento não foi feito durante a gestão dele, devia ter algum significado, alguma conta dando errada. Se eles não conseguiram abrir tantas Nova Semente como eles alegaram que era o carro chefe da prefeitura, por que eles deixaram para abrir quase que 66 unidades só em ano de eleição? De outubro para dezembro foram 30. Metade dessas novas unidades, foram abertas não para beneficiar o aluno, mas para aumentar o custeio”.

Para explicar como era mantido o programa “Nova Semente”, mesmo com esse déficit, Miguel demonstrou as dívidas encontradas na prefeitura. “Hoje a prefeitura tem uma dívida entre curto e longo prazo, e dívidas não contabilizadas, de R$ 251 milhões. Só na educação há um déficit de mais de R$ 18 milhões do ano passado”.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Solução

Miguel anunciou, mesmo diante das dificuldades apresentadas, um aumento de mais de 5 mil novas vagas na rede municipal de ensino. Em 2016 haviam sido ofertadas 47 mil vagas, em 2017, a previsão é que sejam 52 mil. Desse total de 52 mil, 17.407 são crianças da educação infantil, distribuídas entre CMEIs e Nova Semente.

Ainda assim, Petrolina apresenta um déficit de 15 mil crianças que não estão nas escolas. Esse número representa 45% da população de 0 a 5 anos. “Nós precisamos abrir ainda mais vagas”, frisou o prefeito.

O chefe do executivo munipal encontrou mais de 4 mil vagas ociosas no CMEI. “Diante desse cenário todo ainda encontramos 4.108 vagas ociosas no CMEI. A vaga existia, tinha a capacidade de receber o aluno, mas não estava matriculando no CMEI para poder levar para o Nova Semente. Quando você tem um déficit de mais de 15 mil crianças fora da sala de aula, não pode priorizar um programa ou outro, tem que priorizar a criança”.

Miguel afirmou que o pensamento do seu grupo é proteger a essência do Nova Semente, que são as crianças da cidade de Petrolina. “Elas são a essência do programa e elas são nossa prioridade. São elas que nós estamos atendendo”.

Gratuidade

Durante a coletiva, o prefeito anunciou oficialmente a gratuidade do programa ‘Nova Semente’ e declarou o fim das rifas, bingos para manutenção dos alunos nas unidades educacionais.

“A partir de agora, 20 de fevereiro, é de graça. Ninguém deve fazer rifa, bingo, feijoada. Não tem mais aquele negócio do pai não ter dinheiro para pagar e se não pagar o menino sai. A nossa prioridade é a educação das crianças. Independente da chateação que isso possa causar. Nós estamos preservando a essência do programa e as nossas crianças”.

Por fim, declarou também que vai adequar os prédios que estão com déficits de alunos para atender todas as exigências do MEC e garantiu um trabalho sério ao lado dos servidores que compõem a equipe do ‘Nova Semente’.

“Vamos continuar com esses prédios que tem déficits de vagas. É por isso que vamos continuar com mais de 90 prédios do Nova Semente. Vamos adequá-los para que possam atender tudo aquilo que o MEC preconiza. E vamos sim saber trabalhar com todas as sementeiras, merendeiras, coordenadoras, professoras. Da mesma boa vontade que eu tenho para atender essas crianças eu compartilho isso com as sementeiras que querem o bem das crianças”.

Miguel Coelho garante gratuidade do Nova Semente

Prefeito Miguel Coelho explica ajustes no Nova Semente/Foto: Waldiney Passos

A promessa de campanha foi mantida pelo prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), ao anunciar em coletiva na tarde desta quinta-feira (26), em seu gabinete na sede da Prefeitura, a gratuidade aos alunos do programa Nova Semente.

Segundo ele, 91 unidades do programa serão mantidas e haverá a ampliação do número de alunos beneficiados devendo chegar a 10 mil neste ano. No total o município deve aumentar em 5.100 o número de vagas na rede de ensino para 2017.

Na oportunidade o coordenador do Petrape, José Vieira de Souza, entidade responsável pela contratação dos funcionários que trabalham nas creches do Programa Nova Semente da Prefeitura de Petrolina, informou que em dezembro do ano passado 800 sementeiras foram demitidas, portanto na gestão do ex-prefeito Júlio Lossio (PMDB).

Mesmo assim, haverá necessidade de reduzir ainda mais o quadro sem prejudicar os alunos do programa. “A essência do Nova Semente são os alunos”,  afirmou Miguel.

A matéria completa você confere daqui a pouco.

Prefeito Miguel Coelho anuncia programa Nova Semente gratuito

Nesta quinta-feira (26), a partir das 15h, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, vai anunciar, em entrevista coletiva no seu gabinete, os detalhes da reformulação que vai garantir o programa de educação infantil “Nova Semente” gratuito.

Na última segunda-feira (23), Miguel já havia afirmado que a gratuidade do programa seria garantida a partir desse ano. “Vamos respeitar o calendário, que foi feito ainda em dezembro, que estipulava que as aulas da nova semente começassem no dia 20 de fevereiro. Vamos também continuar a reformulação do programa, para que ele possa atender as mesmas 10 mil pessoas. Ano passado fechou com 10 mil alunos cadastrados, mas nem todos foram atendidos. Foram um pouco mais de 8.500″, disse.

 

Miguel Coelho garante ‘Nova Semente’ gratuita a partir deste ano

Miguel Coelho falou sobre o investimento financeiro que é feito para que o programa funcione nos conformes. (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira (23), durante participação no lançamento do programa Chapéu de Palha 2017, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, conversou com a imprensa e falou sobre o futuro do programa Nova Semente.

Como já foi anunciado durante a campanha eleitoral, Miguel Coelho reforçou que o projeto Nova Semente será gratuito a partir do início das aulas deste ano, no dia 20 de fevereiro. Além da gratuidade, o programa contará com novas vagas e a extinção de atividades voltadas para a arrecadação de fundos para o programa.

“Vamos respeitar o calendário, que foi feito ainda em dezembro, que estipulava que as aulas da nova semente começassem no dia 20 de fevereiro. Vamos também continuar a reformulação do programa, para que ele possa atender as mesmas 10 mil pessoas. Ano passado fechou com 10 mil alunos cadastrados, mas nem todos foram atendidos. Foram um pouco mais de 8.500″.

Miguel garantiu o aumento das vagas oferecidas pelo programa e afirmou que vai coibir que as famílias tenham que fazer rifas, feijoadas. “Então, esse ano vamos aumentar o número de vagas oferecidas pela Nova Semente e com uma diferença significativa de que vai ser de graça. Além de ser de graça, é importante dizer que a gestão vai proibir, em acordo com o Petrape, que as famílias tenham que fazer rifa, feijoada, bingo. Eu digo e reafirmo: isso é uma obrigação da prefeitura (arrecadar fundos)”.

Ainda sobre as novidades para este ano, Miguel Coelho falou sobre o investimento financeiro que é feito para que o programa funcione nos conformes, sobre a infraestrutura de algumas unidades.

“Estava previsto para ser gasto na nova semente este ano cerca de R$ 78 milhões, se não fosse refeita essa reformulação, só com o déficit da educação com a Nova Semente, seria de mais de R$ 35 milhões, ou seja, não teria dinheiro para mais nada na educação. Só iriamos fazer nova semente e não iriamos cuidar do ensino fundamental, das escolas e de todas as obrigações com os professores que o nosso município precisa.

O prefeito tratou ainda da redução no quadro das sementeiras. Segundo Miguel, as unidades educacionais têm mais funcionárias do que realmente é necessário para funcionar.

“Sobre as sementeiras, é evidente que vai ter que ter redução, não dá para ter um programa com 3 mil funcionárias, onde você tem uma média de 16 profissionais por unidade, essa conta está estourada. Então nós vamos ter uma redução de quadro, sim, mas a nossa prioridade não é a manutenção do emprego, a nossa prioridade é a manutenção do serviço prestado da educação infantil para as crianças. Não vamos fazer nenhuma perseguição política, vamos realocar, vamos reduzir, priorizando o atendimento a todas as crianças”, concluiu o prefeito.

1234