Dupla feminina brasileira surpreende e ganha medalha de bronze no tênis

Brasileiras comemoram medalha inédita no tênis. (Foto: REUTERS/Yara Nardi)

Elas não eram favoritas ao pódio, mas as brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história neste sábado (31) e conquistaram a primeira medalha olímpica do Brasil no tênis. As duas venceram as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova por 2 sets a 1(4/6, 6/4, 11/9) com uma virada histórica no Ariake Tennis Park e conquistaram o bronze, na disputa de duplas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A dupla perdeu o primeiro set após um início ruim, mas reagiu na segunda parcial e chegou a ter 9/5 contra no super tie-break antes de reagir de maneira épica e obter o lugar no pódio: 11/9. Foi a melhor campanha do país no tênis olímpico em todos os tempos. Em Atlanta 1996, Fernando Meligeni havia ficado em quarto lugar na disputa masculina.

“Ainda não caiu a ficha, mas estou muito feliz por jogar minha primeira Olimpíada e conseguir medalha. Jogar ao lado da Lu e representar o Brasil me emociona muito. Ainda não sei o que estou sentindo”, disse Laura Pigossi.

Com informações do GE.

Número de novos casos de Covid-19 dispara no Japão durante Olímpiadas e cidades entram em estado de emergência

(Foto: KAZUHIRO NOGI / AFP)

A escalada da Covid-19 em Tóquio na primeira semana das Olimpíadas, com recordes diários de casos na cidade e no país, colocou o governo japonês ainda mais sob pressão e alerta. Não há, porém, dados que vinculem até o momento o evento esportivo ao aumento dos diagnósticos.

Há três semanas, a anfitriã dos Jogos Olímpicos registrou 882 casos. Nesta sexta-feira (30), sete dias depois de sua abertura oficial, foram 3,3 mil, terceiro dia consecutivo acima do patamar de 3.000. Pela primeira vez o Japão tem 10 mil casos em um mesmo dia.

LEIA MAIS

Reacesa para homenagear Olímpiada de Tóquio, pira Olímpica do Rio 2016 se apaga

A pira olímpica da Rio 2016, na Candelária, se apagou na madrugada desta sexta-feira (23), e ficou cerca de duas horas e meia no escuro, a partir de 5h10. Segundo a prefeitura, houve ‘problema técnico’.

Às 7h36, o prefeito Eduardo Paes postou em uma rede social que a pira já estava funcionando novamente e brincou com a situação.

“Já acendeu de novo. É que o fogo não veio da Grécia e não era olímpico. Acendi a tocha com um isqueiro comum. Aí já sabe né…”

Em nota, a Prefeitura informou que a Naturgy, concessionária responsável pelo abastecimento de gás na cidade, foi chamada.

Olimpíada de Tóquio começa amanhã (23)

Nesta sexta-feira (23), os olhos de boa parte da população mundial estarão voltados para a cidade de Tóquio. Após o adiamento de um ano por causa da pandemia da covid-19 e ameaças de cancelamento, a 32ª edição da Olimpíada de verão ter á a abertura oficial a partir das 8h (horário de Brasília) no Estádio Olímpico de Tóquio.

Pela primeira vez na história, as cerimônias de abertura e encerramento, assim como as competições na capital do Japão, não terão a presença de público. A decisão de proibir espectadores foi tomada por conta da decretação do estado de emergência em Tóquio até o final das competições até 8 de agosto, e em meio a críticas de autoridades de saúde do país e rejeição da população à competição.

Abertura e competições

Prevista para às 8h (horário de Brasília) desta sexta-feira (23) e com duração de cerca de três horas, a tradicional cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos sofrerá alterações em Tóquio, causadas pela emergência sanitária. Além da proibição de venda de ingressos, algumas delegações (incluindo a brasileira) deverão enviar menos atletas para a cerimônia em que a Pira Olímpica é acesa.

Conselho Executivo do Comitê Olímpico Internacional afirma que manterá datas dos Jogos de Tóquio

(© Reuters/Athit Perawongmetha/Direitos Reservados)

O Conselho Executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou nesta terça (3) uma nota na qual expressa todo o seu “compromisso com o sucesso dos Jogos de Tóquio 2020, que ocorrerão de 24 de julho a 9 de agosto de 2020”.

Este posicionamento acontece após a ministra do Japão para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, Seiko Hashimoto, afirmar que o COI tem o direito de cancelar o evento esportivo somente se ele não ocorrer dentro do ano de 2020, o que permitiria, inclusive, que a cidade japonesa recebesse o evento em alguma data mais próxima do final do ano atual.

LEIA MAIS

Inscrições para a 48ª Olimpíadas Estudantis de Petrolina abrem nesta quinta

A abertura das 48° Olimpíadas Estudantis de Petrolina será no dia 04 de maio, no ginásio Osvaldo Carvalho. (Foto: ASCOM)

Está chegando a hora da maior competição escolar de Petrolina, mais de 6 mil alunos devem participar da 48ª edição das Olimpíadas Estudantis de 2018. Nesta quinta (12) e sexta-feira (13), escolas públicas e particulares já podem inscrever os alunos de 12 a 14 anos nas categorias mirim, nas modalidades futsal; futebol de 7; handebol; basquete; e vôlei, nas equipes femininas e masculinas.

Os responsáveis deverão levar três fichas de inscrições coloridas; termo da escola, do professor e do aluno ao auditório da Secretaria Executiva de Esportes, localizada no Parque Josepha Coelho, das 08h às 17h. Escolas municipais, estaduais e federais são isentos da taxa.

As instituições que possuem competidores na categoria mirim, com idade de 15 a 17 anos, devem realizar a matrícula na próxima semana, nos dias 19 e 20 de abril, para os times de futsal; futebol de campo; handebol; basquete e vôlei.

LEIA MAIS

Estudante da Rede Municipal de Petrolina é medalhista de Ouro, mais uma vez, nas Olimpíadas Brasileiras de Matemática

No início do mês, Júlio esteve na cidade do Rio de Janeiro para receber a premiação do ano anterior. (Foto: ASCOM)

Dezoito milhões de estudantes de todo o país participaram da Olimpíada Brasileira de Matemática de 2017 (OBMEP). E Petrolina, mais uma vez, foi bem representada.

O resultado, que foi divulgado no inicio da noite dessa quarta-feira (22), consagrou o estudante Júlio César Amorim, da Escola José  Rodrigues Macêdo, localizada no distrito de Cristália, zona rural de Petrolina, com a terceira medalha de ouro dele na competição.

No início do mês, Júlio esteve na cidade do Rio de Janeiro para receber a premiação do ano anterior. Além da condecoração na OBMEP, o estudante também foi homenageado com a medalha de Prata das Olimpíadas Brasileiras de Astronomia e Aeronáutica (OBA).

“Estou muito feliz com mais um resultado positivo”, contou o estudante de 14 anos que sonha em ser Engenheiro. O gosto pela matemática, que para muitos estudantes é um bicho de sete cabeças, surgiu na vida de Júlio, após a sua participação nas Olimpíadas Municipais de Matemática, organizada pela Secretaria de Educação de Petrolina, em 2006, e que será realizada novamente no próximo ano. “Foi um incentivo muito grande e importante. Na competição comecei a praticar mais e gostar da matemática”, pontuou.

Júlio, acompanhado do seu primo Caio, que foi medalha de prata da OBMEP em 2016, foi recebido pelo prefeito de Petrolina, Miguel Coelho em seu gabinete. “Esses meninos são espelho para todos os estudantes, a cada conquista levam o nome de nossa cidade como exemplo de boa educação. Portanto, Caio e Júlio César são um orgulho para Petrolina e a prova de que o ensino de qualidade quando aliado ao esforço e dedicação pode transformar a vida das pessoas e o futuro de uma cidade”.

“Quero parabenizar a professora Elisângela Mendes, a gestora da escola, os formadores pelo belo trabalho que estamos executando em nossa Rede. Júlio é um grande talento, assim como muitos outros em diversas áreas e que estamos incentivando e potencializando”, destaca Maéve Melo, secretária Municipal de Educação. Além de Júlio, Petrolina também foi condecorada com a medalha de Bronze do aluno Matheus Rodrigues da Silva, da Escola Professora Anete Rolim.

Final das Olimpíadas Estudantis movimenta cerca de 5 mil pessoas em Petrolina

As Olimpíadas Estudantis foram realizadas pela prefeitura, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes. (Foto: ASCOM)

A animação das torcidas e a garra dos jogadores marcaram as disputas finais da 47ª Olimpíadas Estudantis de Petrolina que movimentaram cerca de 5 mil pessoas nesta quarta-feira (13). Mais de 30 equipes disputaram as medalhas nas modalidades de futsal, basquete, vôlei, futebol de campo e handebol com jovens das categorias infantil (15 a 17 anos) e juvenil (17 a 19 anos).

As finais foram disputadas no Ginásio do Sesc, Ginásio Osvaldo do Flamengo e também no estádio municipal Paulo de Souza Coelho.  De acordo com o diretor de esportes de Petrolina, Rodrigo Galvão, além do grande público, as competições também mobilizaram mais de 4 mil alunos.

A secretária de Cultura, Turismo e Esportes, Maria Elena de Alencar, comemorou o grande público presente nas finais. “Foi com muita alegria que observamos a grandeza do esporte animado por estes alunos. As escolas todas envolvidas numa festa linda, foi um dia de muitas recompensas para  o esporte estudantil quando pude assistir à maioria dos jogos representando nosso prefeito Miguel Coelho  que sabe a importância desta competição” , disse a gestora da pasta.

LEIA MAIS

Nova fase da Lava Jato mira compra de votos na escolha do Rio como sede olímpica

(Foto: Arquivo)

Policiais Federais cumprem na manhã de hoje (5), no Rio de Janeiro, dois mandados de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão, em nova fase da Operação Lava Jato. A Operação Unfair Play tem o objetivo de desmontar um esquema criminoso envolvendo o pagamento de propina em troca da contratação de empresas terceirizadas por parte do governo fluminense.

As investigações, que contam com apoio de autoridades francesas, indicam a possibilidade de participação de dono de empresas terceirizadas em suposto esquema de corrupção internacional para a compra de votos para a escolha da cidade do Rio de Janeiro pelo Comitê Olímpico Internacional como sede das Olimpíadas 2016, “o que ensejou pedido de cooperação internacional com a França e os Estados Unidos”, diz a nota da Polícia Federal.

LEIA MAIS

Com 4 mil alunos, Olimpíadas Estudantis são abertas em Petrolina

(Foto: ASCOM)

A Quadra Osvaldo do Flamengo foi o palco para a abertura oficial da 47ª edição das Olimpíadas Estudantis na última sexta-feira (26). O evento esportivo vai mobilizar cerca de 4 mil crianças e adolescentes de escolas públicas e particulares da capital do Sertão do São Francisco ao longo de duas fases entre os meses de maio e outubro.

A abertura dos jogos reuniu centenas de alunos e familiares na quadra Osvaldo do Flamengo, que assistiram ao desfile das delegações escolares e as cerimônias de juramento e acendimento da pira olímpica. O ato foi acompanhado também pelo prefeito Miguel Coelho, que ressaltou a importância da atividade esportiva na formação dos estudantes.

“Mais importante até do que descobrir futuros atletas, essas Olimpíadas tem importância para estimular uma vida saudável e de agregar valores na formação dessa garotada como espírito de grupo, disciplina e dedicação”, disse o gestor.

LEIA MAIS

Abertas inscrições para 47ª edição das Olimpíadas Estudantis de Petrolina

(Foto: Internet)

A maior competição escolar de Petrolina está se aproximando e os estudantes interessados em participar da 47ª edição das Olimpíadas Estudantis já podem garantir sua inscrição. Podem participar alunos de escolas públicas e privadas de Petrolina. As inscrições seguem até a próxima quinta-feira (11) e devem ser feitas  na Diretoria de Esportes, no Parque Municipal Josepha Coelho, área central da cidade.

A competição começa no próximo dia 23 de Maio e segue até 16 de Junho. O diretor de esportes de Petrolina, Rodrigo Galvão, lembra que os jogos têm como principal objetivo movimentar os jovens e promover a mobilização da comunidade escolar em atividades esportivas.

LEIA MAIS

Brasil registra recorde de turistas estrangeiros com uma arrecadação 6,2 bilhões de dólares, em 2016

(Foto: Internet)

O Ministério do Turismo divulgou nesta quarta-feira (04) um levantamento que revela que o Brasil recebeu 6,6 milhões de turistas estrangeiros no ano passado, uma cifra recorde para o país. O número de visitantes internacionais registrado no ano em que o país sediou os Jogos Olímpicos e Paralímpicos representa um aumento de 4,8% em relação a 2015.

Segundo o ministério, esses turistas injetaram um total de 6,2 bilhões de dólares na economia do país, 6,2% mais que no ano anterior. A Argentina lidera a lista de países que mais enviam turistas para o Brasil, com 2,1 milhões de visitantes em 2016. Na segunda posição aparecem os Estados Unidos, com 600 mil turistas. A seguir, figuram no ranking Chile, Paraguai, Uruguai, França, Alemanha, Itália, Inglaterra, Portugal e Espanha.

“Os números são extremamente positivos. Se comparados com o contexto internacional, mostram que ainda podemos avançar muito, mas soubemos aproveitar os megaeventos que realizamos”, disse o ministro do Turismo, Marx Beltrão. “Ainda temos muita a fazer para aproveitar de forma eficiente o legado de imagem dos Jogos”, afirmou, destacando a necessidade de ir além do boca a boca e intensificar a promoção internacional do país.

Comparando a outros países a Inglaterra, por exemplo, registrou um crescimento de 0,92% no número de turistas estrangeiros de 2011 para 2012, quando sediou os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Nos anos seguintes, o incremento médio foi de 5% ao ano.

LPF/efe/dpa/ots

Retrospectiva 2016: Judoca Rafaela Silva dá primeira medalha de ouro ao Brasil

Com um wazari sobre a oponente, Rafaela conquistou 10 pontos e soube administrar a luta até o final./ Foto: internet

Com um wazari sobre a oponente, Rafaela conquistou 10 pontos e soube administrar a luta até o final./ Foto: internet

A judoca brasileira Rafaela Silva derrotou a atleta Dorjsürengiin Sumiya, da Mongólia, na final na categoria até 57 quilos feminino. É a primeira medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Com um wazari sobre a oponente, Rafaela conquistou 10 pontos e soube administrar a luta até o final, com o apoio da torcida brasileira.

LEIA MAIS

Alunos da rede municipal de Juazeiro conquistam 6 medalhas na Olimpíada de Astronomia e Astronáutica

alunos

De acordo com a gestora, Meire Barros, os alunos que receberam ouro tiraram nota 10 no exame e as de bronze foram para os que alcançaram a média nove./ Foto: Ascom

Quatro medalhas de ouro e duas de bronze. Este foi o número de premiações que os alunos da Escola Municipal Judite Leal Costa, localizada em Juazeiro (BA), receberam na Olimpíada de Astronomia e Astronáutica (OBA) de 2016. A prova foi realizada no dia 13 de maio para as turmas do 5º ano, mas o resultado chegou de surpresa na semana passada.

De acordo com a gestora, Meire Barros, os alunos que receberam ouro tiraram nota 10 no exame e as de bronze foram para os que alcançaram a média nove. Ela ainda destaca que os demais estudantes, apesar de não terem conquistado medalhas, também obtiveram resultados acima da média. “É muito gratificante ver a felicidade dos que foram contemplados. Estamos planejando fazer uma solenidade para a entrega das medalhas”, diz com satisfação.

LEIA MAIS

Olimpíadas: mais uma camareira é vítima de estupro

creuza olimpiadas

Nos próximos dias a instituição encaminhará uma moção de repúdio ao Comitê Olímpico Internacional (COI)./ Foto: internet

Em 15 dias de Jogos Olímpicos já foram registrados quatro casos de violência física e sexual, envolvendo cinco atletas, contra camareiras que estão trabalhando na Vila Olímpica. A incidência tem gerado um mal estar entre as mulheres brasileiras.

Uma delas é a presidente da Federação Nacional de Trabalhadoras Domésticas, Creuza Maria Oliveira, 59 anos. Ela acredita que as agressões decorrem da imagem preconceituosa, construída dentro e fora do país de que “as mulheres brasileiras, em especial as negras, podem ser propriedade de turistas estrangeiros. Lá fora a nossa imagem e muito negativa. É de que somos objeto”, disse ela adiantando que nos próximos dias a instituição encaminhará uma moção de repúdio ao Comitê Olímpico Internacional (COI) dos Jogos Olímpicos.

LEIA MAIS
123