Após propor Patrulha Maria da Penha, vereadora Cristina Costa solicita criação de Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher

Vereadora Cristina Costa – PT. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Na sessão de terça-feira (3), três dos seis Projetos de Lei colocados em pauta na Câmara de Vereadores de Petrolina tratavam da temática da mulher. Os PLs foram apresentados pela vereadora Cristina Costa (PT), que um dia antes viu o prefeito Miguel Coelho sancionar a Lei que cria a Patrulha Maria da Penha na cidade, também de sua autoria.

Além do Projeto Decreto Legislativo que institui a Medalha de Honra ao Mérito Educacional em homenagem ao Dia do Professor – Medalha Professora Isabel Cristina, a petista voltou a entrar na temática da violência contra as mulheres e propôs o Projeto de Resolução nº 001/2018, que altera o Regimento Interno da Câmara de Vereadores, criando a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e o PL nº 021/2018, o qual estabelece diretrizes para a política de combate a violência das escolas da rede pública municipal de ensino.

LEIA TAMBÉM:

Petrolina ganhará Patrulha Maria da Penha

Antes da votação de seus projetos, Cristina argumento sobre a importância das propostas. “Nós estamos acrescentando que, nós temos a Comissão de Educação, dos Direitos Humanos, de Agricultura, de Saúde e nós estamos criando agora para valorizar e ajudar as mulheres no combate à violência a Comissão de Defesa do Direito da Mulher, onde tem o objetivo de opinar sobre as questões”, explicou a vereadora.

LEIA MAIS

Petrolina pode ganhar Patrulha Maria da Penha

palestra

A patrulha realiza atividades de policiamento ostensivo e preventivo, direcionadas ao acompanhamento das mulheres vítimas de violência doméstica. Foto: Ascom

Foi realizada nesta terça-feira (14) uma palestra com o tema “Proteção às mulheres vítimas de violência doméstica”, ministrada por integrantes da Secretaria da Mulher do Estado de Pernambuco, Michele Colto, Lívia Arruda, e pelos policiais Ilçara e Assunção .
O 5° BPM irá realiza um estudo para a implantação da Patrulha Maria da Penha na cidade e já está viabilizando um atendimento qualificado neste tipo de ocorrência. A patrulha realiza atividades de policiamento ostensivo e preventivo, direcionadas ao acompanhamento das mulheres vítimas de violência doméstica e à fiscalização do cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência por parte dos agressores.