4ª e 5ª parcelas do Auxílio Emergencial serão pagas integralmente

A quarta e quinta parcela do Auxílio Emergencial não serão mais fracionadas. O Governo Federal recuou por conta da logística da Caixa Econômica Federal para quitar o benefício aos contemplados. Ou seja, o valor de R$ 600 e R$ 1.200 (a mães solteiras) será pago integralmente.

“São 65 milhões de pessoas recebendo. Por causa da pandemia e do pagamento digital, realizar 2 pagamentos num mês seria uma coisa que vimos que ia gerar muita confusão. Se a gente realizasse 2 pagamentos por mês seriam 60 milhões de pagamentos. Do ponto de vista operacional, respeitando a questão da pandemia, é muito mais simples, direto e evita confusão, houve consenso dentro do governo de pagar duas parcelas de R$ 600”, explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

O Auxílio Emergencial foi criado para dar suporte a MEIs, desempregados e autônomos durante a pandemia do novo coronavírus. A ideia de fracionar as duas últimas parcelas do benefício partiu do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Veja a seguir o calendário revisado do pagamento:

Calendario Auxilio Emergencial 17jul2020

Caixa adia saques de R$ 1.045 do FGTS para 25 de julho

Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães

A Caixa Econômica Federal divulgou neste sábado (13/6) o calendário referente ao saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até um salário mínimo (R$ 1.045). O pagamento estava previsto, inicialmente, para esta segunda-feira (15/6). Entretanto, foi atrasado para o dia 29 deste mês.

Em coletiva de imprensa, o presidente do banco, Pedro Guimarães, explicou que desta vez, a Caixa estipulou datas diferentes para depósito em conta e saque, porque já estão sendo pagos, no mesmo período, o auxílio emergencial e o Bolsa Família.

“Não há nenhuma possibilidade [de pagar todos os benefícios de uma vez]. É impossível realizar tudo ao mesmo tempo. Por isso, estamos realizando crédito em conta e saques em datas diferenciadas e seguindo um calendário por data de nascimento de janeiro a dezembro”, justificou.

O primeiro grupo que poderá ter acesso ao montante será os beneficiários nascidos em janeiro. O valor será depositado em 29 de junho e quase um mês depois, em 25 de julho. Já para aqueles que fazem aniversário em fevereiro, o crédito na conta será no próximo 6 de julho e o saque em 8 de agosto.

Guimarães, contudo, negou que a Caixa tenha atrasado o pagamento. “Não estava previsto para segunda. É a partir de segunda, em nenhum momento havia a ideia de se pagar 60 milhões de pessoas em um dia. No saque imediato foi exatamente assim. Demoramos até mais tempo para pagar”, rebateu.

Confira as datas:

Desempregados poderão receber Auxílio Emergencial, afirma presidente da Caixa

O trabalhador que ficar desempregado até o dia 3 de julho poderá solicitar o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600. Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, a solicitação futura deverá ser feita no aplicativo do banco ou pelo site, até a data limite citada.

LEIA TAMBÉM

Câmara aprova prioridade no pagamento do Auxílio Emergencial a mulher chefe de família

Contudo, o desempregado deverá cumprir as regras do programa: ser maior de 18 anos, ter renda familiar de até três salários mínimos ou de meio salário mínimo por pessoa da família e não ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis de mais de R$ 28.559,70.

“Lembrando que, até o dia 3 de julho, a população pode realizar o cadastramento. Algumas pessoas estavam empregadas e não teriam o direito e podem, ao longo do tempo, passar a ter o direito“, disse o presidente da Caixa durante coletiva de imprensa. Mas atenção, para receber o auxílio o trabalhador não pode estar recebendo o seguro-desemprego.

Cobrança de financiamento imobiliário deverá ser suspensa por 4 meses

Medida ainda será formalizada pela Caixa (Foto: Reprodução)

Jair Bolsonaro (sem partido) falou rapidamente com a imprensa na manhã dessa quinta-feira (14) e antecipou que a Caixa Econômica Federal prorrogará, de três para quatro meses, a suspensão das cobranças de financiamento da casa própria.

O presidente da República afirmou ter se reunido com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães e chegaram ao acordo. Segundo Bolsonaro, cerca de 2,3 milhões de clientes do banco já pediram para pausar a cobrança do financiamento imobiliário.

“Porque não adianta apenas prorrogar, se o elemento que perdeu o emprego, teve o salário reduzido, não tem como pagar a prestação da casa própria. O que está sobrando de dinheiro para ele, está sendo pra comida“, disse Bolsonaro.

A Caixa anunciou a suspensão no dia 19 de março e depois em 26 do mesmo mês, ampliou a medida por três meses. A medida é um reflexo da pandemia do coronavírus e busca ajudar quem tem financiamento em vigência.

Quem tiver cadastro aprovado receberá as 3 parcelas do Auxílio Emergencial, garante presidente da Caixa

Ainda há brasileiros que não receberam 1ª parcela do auxílio

O Governo Federal deveria anunciar o calendário de pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial nessa semana, mas ainda não bateu o martelo sobre as datas. Em meio a incertezas, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães assegurou que todos os brasileiros que solicitarem o benefício até 3 de julho e forem aprovados, serão contemplados.

Ninguém precisa se preocupar porque todos os que forem aprovados receberão as três parcelas”, disse Guimarães. Ele participou de uma videoconferência com os deputados federais nessa semana, onde foi sabatinado sobre o coronavoucher.

Durante o encontro os deputados questionaram a demora na análise dos cadastros feitos e as inconsistências no pagamento, citando por exemplo quem recebeu seu ter direito. “Existem 17 milhões de pessoas que estão em análise, estar em análise deixa as pessoas aflitas. Deveremos ter uma reposta se foi aprovado, se foi aprovado e se foi inconclusivo e que deveria ter uma outra correção”, relatou. Essa análise deve ser concluída ainda hoje (13).

Saque do FGTS no valor de R$ 998 começará no dia 20 de dezembro

A nova data para saque o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será no próximo dia 20 de dezembro, a penúltima sexta-feira do mês e do ano. Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, nessa data a população poderá sacar o novo valor de R$ 998,00.

Até então o saque do benefício era limitado a R$ 500. A expectativa do banco é que sejam injetados R$ 2,6 bilhões com o novo limite. “A Caixa irá realizar pagamento do fundo de garantia de R$ 998 00 a partir do dia 20 de dezembro para 10 milhões de brasileiros com total de R$ 2,6 bilhões”, disse o presidente do banco.

Quem já retirou algum valor do benefício poderá efetuar um novo saque, até março de 2020. Nesse caso, o valor será limitado a R$ 498. Ele vale para cada conta de FGTS do trabalhador, tanto do emprego atual quanto de empregos antigos.

Superintendência Regional da Caixa será instalada em Petrolina nesta sexta-feira

Anunciada no mês de junho, a Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal em Petrolina será entregue nesta semana. Foi o que garantiu o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), em suas redes sociais. Em um vídeo divulgado nessa quarta-feira (20), FBC anunciou a inauguração da unidade.

LEIA TAMBÉM:

Ao lado do presidente do Senado, chefe da Caixa anuncia Superintendência Regional em Petrolina

“Nessa sexta vamos estar em Petrolina na companhia do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Ele vai instalar a Superintendência Regional do Vale do São Francisco que vai entender todos os municípios do Sertão de Pernambuco“, disse o líder do Governo no Senado.

A unidade busca aproximar a Caixa dos municípios do interior. “Serão 57 municípios que serão atendidos em Petrolina. É mais força para o desenvolvimento de Petrolina, para o apoio da fruticultura. Sexta-feira vamos celebrar e festejar essa grande conquista da nossa cidade”, celebrou o senador.

Ao lado do presidente do Senado, chefe da Caixa anuncia Superintendência Regional em Petrolina

Solenidade contou com participação de Davi Alcolumbre na manhã de hoje (Foto: Blog Waldiney Passos)

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães anunciou na manhã dessa quinta-feira (20), em Petrolina a nova Superintendência do banco na cidade. A solenidade realizada na Fundação Nilo Coelho – que na segunda recebeu o ministro da Educação – também contou com a presença do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM).

Alcolumbre desembarcou em Petrolina na tarde de ontem (19), para conhecer o São João, numa comitiva formada pelo senador e líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (DEM), o senador Marcos Rogério (RO) e o deputado federal Fernando Filho (DEM).

Superintendência em Petrolina será polo no Sertão

Anfitrião, o prefeito Miguel Coelho saudou a presença do “amigo e presidente do Senado”, bem como de Pedro, que em sua terceira visita “faz um anúncio que há muito tempo Petrolina aguardava”. “Petrolina tem que ter o seu polo, sua referência, não apenas para atender os interesses da Prefeitura que são muitos. A distância e a burocracia muitas vezes gera empecilho”, comemorou o gestor.

LEIA MAIS