Prova de vida de aposentados e pensionistas é suspensa até setembro

(Foto: Arquivo)

O recadastramento anual de aposentados, pensionistas e anistiados políticos está suspenso até 30 de setembro para evitar contaminações por covid-19. O prazo, que acabaria no próximo dia 16, foi prorrogado por causa da pandemia.

A instrução normativa do Ministério da Economia com o adiamento foi publicada na quarta-feira (8) no Diário Oficial da União. As visitas técnicas para comprovação de vida, interrompidas desde março, também continuam suspensas.

Segundo a Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, cerca de 700 mil pessoas serão afetadas pelo adiamento. A instrução normativa esclarece que a suspensão não prejudica o pagamento dos benefícios aos aposentados, pensionistas e anistiados.

LEIA MAIS

R$ 2,5 milhões devem ser injetados na economia juazeirense com a antecipação do 13º de aposentados e pensionistas

O Instituto Previdenciário de Juazeiro (IPJ) liberou, nesta segunda-feira (20), o pagamento da primeira parcela do 13° salário dos servidores aposentados e pensionistas da Prefeitura de Juazeiro.

O pagamento do benefício, previsto para o mês de junho, foi antecipado com o objetivo de atenuar os efeitos financeiros da pandemia do coronavírus para os servidores que integram o grupo de pessoas mais afetado pela crise.

Com a antecipação do 13° salário e o pagamento dos vencimentos desses servidores, mais de R$ 2,5 milhões serão injetados na economia local.

“Essa iniciativa garante esse recurso para os nossos servidores que fazem parte do grupo de risco da Covid-19, ao mesmo tempo em que movimenta a nossa economia”, disse o diretor-presidente do IPJ, Antônio Carlos dos Santos, informando que a segunda parcela do 13°, que estava previsto para dezembro, será pago no dia 20 de maio.

Aposentados e pensionistas precisam comprovar vida até o final de fevereiro

Até o dia 28 de fevereiro, aposentados e pensionistas devem comprovar junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão vivos. Quem não fizer a comprovação terá o pagamento de benefícios bloqueado pela instituição.

Mais de três milhões de beneficiários ainda não fizeram a comprovação obrigatória, segundo o INSS. Os aposentados e pensionistas devem se dirigir ao banco no qual recebem o benefício e apresentar um documento de identidade com foto – vale RG, carteira de trabalho, CNH.

Quem não puder comparecer à agência bancária por motivo de doença ou dificuldade de locomoção pode eleger um procurador que deverá ser cadastrado junto ao INSS. O procurador deverá ir a uma agência da Previdência Social munido do documento assinado pelo beneficiário e de um atestado médico, emitido nos últimos 30 dias, comprovando a impossibilidade de locomoção do beneficiário.

Os beneficiários que vivem no exterior também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por consulado, bem como pelo Formulário Específico de Atestado de Vida para o INSS, que está disponível nos sites da Repartição Consular Brasileira ou do instituto.

Aposentados e pensionistas do Igeprev têm 10 dias para fazer o recadastramento

Os aposentados e pensionistas do Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev), devem se recadastrar para continuar a receber o benefício.

O procedimento é obrigatório. O prazo segue até o dia 29 de dezembro (sexta-feira). Quem não fizer o recadastramento nos próximos 10 dias pode ter o pagamento suspenso.

Segundo o diretor-presidente do Igeprev, Wíllames Barbosa, “o objetivo é manter os dados atualizados e evitar fraudes na previdência municipal”.

Para fazer o recadastramento é preciso comparecer no órgão com RG, CPF, comprovante de escolaridade, Título de Eleitor, comprovante de residência atual, Certidão de Nascimento/Casamento ou Divórcio, 2 fotos 3×4, Carteira de Registro Profissional, além de Certidão de Nascimento dos dependentes. No caso dos pensionistas, levar também o Atestado de Óbito.

O Igeprev funciona de 7h às 13h.

Prorrogado prazo de recadastramento de aposentados e pensionistas do Igeprev em Petrolina

(Foto: ASCOM)

O Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) prorrogou por mais 60 dias o prazo para o recadastramento dos aposentados e pensionistas.

A atualização dos dados cadastrais é obrigatória e caso o servidor aposentado ou pensionista não efetive o recadastramento, seus proventos serão suspensos por tempo indeterminado ou até que compareça ao Igeprev e formalize a atualização dos dados.

Segundo o diretor-presidente do Igeprev, Wíllames Barbosa, a prorrogação visa alcançar os inativos e pensionistas que ainda não efetivaram o recadastramento.

O servidor deverá comparecer no órgão, no horário compreendido entre 7h às 13h, para apresentar os seguintes documentos:  RG; CPF; Comprovante de Escolaridade; Título de Eleitor; Comprovante de residência atualizado; Certidão de Nascimento dos dependentes; Certidão de Casamento/ Divórcio ou Certidão de Nascimento; 02 fotos 3×4 coloridas; Carteira de Registro Profissional para cargos vinculados a Conselhos de Categoria profissional e Atestado de óbito (para pensionista).

Governo convoca aposentados e pensionistas para o recadastramento que começa dia 11 deste mês

(Foto: Divulgação)

O Governo de Pernambuco, por meio do Bradesco, dará início em janeiro ao recadastramento dos aposentados e pensionistas do Estado. O censo será obrigatório e o segurado deve comparecer a uma agência do Bradesco (preferencialmente a que for da sua conta-corrente), no mês do seu aniversário, entre os dias 11 e 25, munido dos documentos de identidade, CPF e comprovante de residência atualizado (até três meses).

Todas as informações necessárias ao recadastramento poderão ser encontradas no site funape.pe.gov.br, que disponibiliza arquivo com dúvidas e respostas para os aposentados e pensionistas. Também é possível sanar questões pelo (81) 3183.3936 ou [email protected]

Com informações do Portal Saúde-PE