Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Polícia Civil prende líder de grupo que praticava furtos em Juazeiro

Foi preso na terça-feira (14) um homem apontado como líder de uma organização criminosa que vinha realizando diversos furtos em Juazeiro (BA). Segundo a Polícia Civil, Pedro Guilherme Evangelista dos Santos foi reconhecido por vítimas das investidas do grupo.

Pedro teve a prisão preventiva decretada e a polícia chegou a fazer busca e apreensão em sua residência, onde foram encontradas munições. Ele e seu grupo praticavam furtos e roubos armados, um deles flagrado por câmeras de vigilância, confira no vídeo abaixo:

Ainda segundo a polícia de Juazeiro, Pedro Guilherme atua no crime desde sua adolescência, quando na época foi recomendada sua internação. Ele foi submetido a uma audiência de custódia e deve aguardar julgamento em reclusão.

Juazeiro: homem descumpre medida protetiva, invade residência de ex e tenta cometer feminicídio

(Foto: Ilustração)

Mais um caso de violência contra a mulher foi registrado na região. José Maurício Sobreira da Silva foi detido na quinta-feira (9), acusado de tentar matar sua ex-companheira em Juazeiro (BA). Ele descumpriu medidas protetivas impostas pela Delegacia Especializada no Atendimento da Mulher (DEAM), no dia 24 de abril e nessa semana invadiu a casa de sua ex, para tentar matá-la.

Segundo a Polícia Civil, a tentativa de feminincídio foi registrada na segunda-feira (6), quando José Maurício se escondeu na residência de sua ex-mulher e surpreendeu a vítima, desferindo três golpes de cassetete na cabeça. A filha do casal tentou intervir, tomou o cassetete da mão de José, mas seu pai pegou uma faca e desferiu golpes nas duas.

Os três entraram em luta corporal e conseguiram desarmar o agressor, mas ele acabou tomando o cassetete de volta. Nesse momento a filha do casal ligou para seu avô e pediu ajuda. O vizinho das vítimas, que é primo da ex-mulher de José escutou o barulho e entrou na residência.

Ao perceber a chegada do vizinho o agressor fugiu. A polícia foi acionada e foi decretada a prisão preventiva do agressor por tentativa de homicídio. Na DEAM ele confirmou a versão das vítimas e foi encaminhado à Audiência de Custódia.

Homem suspeito de tentar matar ex-companheira que denunciou violência é preso em Juazeiro

(Foto: SSP-BA/Divulgação)

A Polícia Civil de Juazeiro (BA) deu cumprimento a um mandado de prisão contra um homem suspeito de cometer uma tentativa de feminicídio. Aurélio Rodrigues Lopes foi preso na terça-feira (30), no povoado de Guanhães, no distrito de Itamotinga, zona rural da cidade.

De acordo com a polícia, ele foi denunciado por sua ex-companheira em janeiro, após agredi-la. A vítima registrou queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) e no dia dois de abril Aurélio recebeu a intimação da ocorrência.

Revoltado, por ter sido denunciado e obrigado a comparecer à Deam para ser interrogado, no dia seis de abril ele tentou matar sua ex-companheira com golpes de faca. Após ser preso ontem ele confessou o crime e foi encaminhado ao conjunto penal da cidade.

Casal é preso com drogas no bairro Piranga, em Juazeiro

Todo material apreendido foi apresentado na delegacia (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil de Juazeiro (BA) prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo a 17ª Coorpin, Diego Lucas de Conceição, de 19 anos e Eduarda Souza Santos, de 20 foram detidos em uma ação que buscava dar cumprimento ao mandado de prisão expedido contra Dario Barbosa Alves.

No decorrer da ação, após não conseguirem localizar Dario, a polícia foi informada da existência de drogas na residência do casal. Com Eduarda e Diego as equipes encontraram duas porções de cocaína, pesando 25 gramas, 337 gramas de cocaína, 13 gramas de crack, além de uma balança de precisão e R$ 237 em espécie.

A dupla foi autuada em flagrante e o material encaminhado para a perícia. Ainda não há informações a respeito da localização de Dario, que segue foragido.

Corpo é encontrado no Centro de Juazeiro

O sábado (13) começou com mais uma ocorrência policial na cidade de Juazeiro (BA). Por volta de 6h30 o corpo de um homem foi encontrado no Centro.

A vítima foi encontrada em um posto desativado, ao lado do Estádio Adauto Moraes, com sinais de violência por todo o corpo.

A Polícia Civil está apurando o crime, mas nossa produção ainda não conseguiu informações oficiais sobre as linhas de investigação.

Polícia Civil está investigando suposto ataque a colégio de Juazeiro

Esse é o segundo caso investigado pela Polícia Civil na cidade (Foto: Reprodução/Google Maps)

A comunidade escolar de Juazeiro (BA) amanheceu em alerta, após novos áudios divulgados em grupos de WhatsApp trazerem novas ameaças a ataques ao Colégio Dínamo, localizado no Centro da cidade. Por precaução a direção suspendeu as aulas dessa quinta-feira (4) e acionou a Polícia Civil.

LEIA TAMBÉM:

Áudio sobre suposto ataque em colégio de Juazeiro faz instituição suspender aulas nessa quinta-feira

Segundo a delegada da 17ª Coorpin, Lígia Nunes de Sá, a polícia já está ciente do fato e iniciou as investigações sobre esse fato. Questionada pela produção do Blog a delegada disse não poder comentar se os autores das ameaças são ou não alunos do colégio, para não atrapalhar o trabalho das equipes.

LEIA MAIS

Polícias Civil de Juazeiro e Petrolina continuam investigações sobre supostos ataques a escolas 

Policiamento foi reforçado no Colégio Modelo, em Juazeiro  e na Escola Humberto Soares, aqui na cidade (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Desde segunda-feira (18) a Polícia Civil de Juazeiro e Petrolina está mobilizada na investigação de um suposto ataque ao Colégio Modelo, na cidade baiana e na Escola Estadual Professor Humberto Soares. Em conversa com a nossa produção os delegados responsáveis trouxeram informações atualizadas sobre o caso.

Em Petrolina a investigação está a cargo do delegado Joseilton Sampaio, da 213ª Delegacia de Polícia. Segundo o delegado, os autores das ameaças não estudam na escola, mas já foram identificados. “Identificamos e estamos ouvindo os envolvidos. São jovens de um grupo de WhatsApp, não frequentam a mesma instituição”, afirmou.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil instaura TCO contra suspeito de planejar ataque em colégio de Juazeiro

Petrolina: rondas da Polícia Militar são intensificadas no entorno da Escola Humberto Soares; Polícia Civil investiga suposto ataque

Polícia Militar mantém policiais fardados e à paisana no Colégio Modelo, Civil já identificou responsáveis por ameaças

Ainda de acordo com o delegado responsável, há maiores e menores de idade entre os investigados e apenas com a conclusão do inquérito poderá ser estabelecido algum tipo de punição aos investigados.

LEIA MAIS

Polícia Civil instaura TCO contra suspeito de planejar ataque em colégio de Juazeiro

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil de Juazeiro (BA) deu detalhes sobre a investigação de um suposto ataque ao Colégio Modelo, que mobilizou também as polícias de Petrolina. Segundo a 17ª Coorpin o suspeito que ameaçou executar um plano similar ao de Suzano (SP) foi ouvido na segunda-feira (18) e vários aparelhos eletrônicos foram apreendidos em sua residência.

LEIA TAMBÉM:

Petrolina: rondas da Polícia Militar são intensificadas no entorno da Escola Humberto Soares; Polícia Civil investiga suposto ataque

Polícia Militar mantém policiais fardados e à paisana no Colégio Modelo, Civil já identificou responsáveis por ameaças

Janilson Soares é ex-aluno da instituição e no domingo (17) teria agredido um ex-colega de escola que foi tirar satisfação com o jovem após ver as mensagens publicadas em um grupo de WhatsApp. O pai do suspeito, que é Guarda Civil Municipal de Juazeiro, também agrediu o menor e o ameaçou.

LEIA MAIS

Polícia Militar mantém policiais fardados e à paisana no Colégio Modelo, Civil já identificou responsáveis por ameaças

Polícia Militar está no Colégio Modelo desde cedo, Civil já identificou responsáveis por ameaças (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Mensagens trocadas no WhatsApp durante o final de semana assustaram estudantes da Escola Humberto Soares, em Petrolina e do Colégio Modelo, em Juazeiro (BA). A conversa em um grupo trazia ameaças aos alunos das duas instituições, mencionando que nas unidades haveria um ataque semelhante ao de Suzano (SP) que deixou 10 mortos.

Hoje (18) a Polícia Militar de Juazeiro enviou equipes fardadas e a paisana para garantir a segurança dos estudantes. Segundo o Major Roberto, os policiais também trabalham fazendo levantamento de informações para investigar o que ele classifica como boato.

De acordo com a PM, não há até o momento “nenhuma informação concreta acerca desse suposto atentado”. Em contato com a nossa produção via telefone, funcionários do Colégio Modelo confirmaram que as aulas dessa manhã seguem normalmente com a presença da polícia nos arredores da unidade. “A Polícia Militar trabalha com a intenção de restituir a tranquilidade pública”, disse o Major ao Blog Waldiney Passos.

Polícia Civil identificou responsáveis

Também por telefone a delegada da 17ª Coorpin, Lígia Nunes de Sá informou ao Blog que os responsáveis pelas ameaças já foram identificados, mas até o momento não foram localizados para prestar depoimentos. “Nós estamos monitorando a situação, já ouvimos vítimas [alunos], fomos à escola e trabalhamos para [que] quem fez a ameaça seja punido”, destacou a delegada.

Um dos responsáveis por disseminar as mensagens de “terror”, como as polícias classificaram o suposto ataque, seria um ex-aluno do Colégio Modelo que é maior de idade. Contudo, seu nome não foi revelado para não atrapalhar as investigações.

LEIA MAIS

Corpo de homem é encontrado no Salitre, em Juazeiro

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Juazeiro (BA) contabilizou mais um homicídio em 2019. Na manhã desse sábado (16) um corpo foi localizado no Salitre, interior da cidade com sinais de espancamento próximo ao Campo dos Cavalos por volta de 9h30.

Ainda não há informações sobre a identidade da vítima, e as motivações do crime e os suspeito do crime. Segundo testemunhas, o homem é filho de uma comerciante da localidade.

O Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Polícia Civil de Juazeiro, que disse apenas não ter recebido informações oficiais sobre o fato, mas que está apurando o crime.

Juazeiro: após prisão de suspeito, Polícia Civil elucida homicídio de professora

Mandante do crime foi preso no domingo (Foto: Internet/Ilustração)

Depois de a Polícia Militar de Juazeiro (BA) prender na manhã de domingo (10) um suspeito de participar do homicídio que vitimou Élida Márcia Souza, professora morta no dia 20 de fevereiro enquanto saia de casa para trabalhar, a Polícia Civil conseguiu elucidar o crime.

LEIA TAMBÉM:

PM de Juazeiro prende suspeito de participar de homicídio contra professora

Professora é morta a tiros em Juazeiro

Em nota, polícia afirmou ter prendido um homem considerado mandante: Edivan Constantino de Morais que já respondeu por prática de homicídio também em Juazeiro e é pai de Edvânia Pereira de Morais, investigada por ter tido um relacionamento amoroso com Lázaro César, companheiro da vítima.

LEIA MAIS

Homem que invadiu casa de vizinha e estuprou adolescente tem prisão preventiva decretada

O suspeito de estuprar uma adolescente de 16 anos durante o feriado de carnaval em Juazeiro (BA) teve a prisão preventiva decretada, após audiência de custódia realizada na tarde de quinta-feira (7). Daniel Eugênio dos Santos foi encaminhado ao Conjunto Penal da cidade, onde aguardará julgamento.

LEIA TAMBÉM:

Adolescente é estuprada na frente da mãe em Juazeiro

Ele invadiu a casa da vizinha, estuprou a adolescente por cerca de oito horas, forçou a mãe da vítima a assistir a violência e ainda agrediu a jovem. O crime aconteceu no final de semana, mas Daniel que tem 25 anos se entregou à polícia apenas na quarta-feira (6).

Inquérito sobre morte de Alice Rodrigues deve ser concluído até amanhã

Nielton foi preso e não confessou crime, apesar das provas encontradas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Nessa quinta-feira (24) completa uma semana da morte da jovem Alice Nilza Rodrigues, de 19 anos. Ela foi encontrada já sem vida nas proximidades do campus da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e o crime, segundo a Polícia Civil foi elucidado com a prisão de Nielton Gonçalves Soares.

Ele é o principal suspeito de cometer o crime, tendo como motivação o fato de a vítima não aceitar ter um relacionamento amoroso com ele. Na residência de Nielton a polícia encontrou roupas sujas de sangue e o celular da vítima.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil prende acusado de matar Alice Rodrigues em Juazeiro

Jovem é encontrada morta próximo ao campus da Uneb em Juazeiro

Procurada pelo Blog Waldiney Passos a delegada Lígia Nunes Sá, coordenadora da 17ª, o inquérito policial sobre o caso deve ser concluído ainda nessa semana. “Nós temos o prazo de até 10 dias para concluir o inquérito. Como é um caso cheio de detalhes, devemos estar concluindo o caso até amanhã”, disse à nossa produção.

Questionada sobre a classificação do caso, a delegada afirmou que até o momento a morte de Alice é tratada como feminicídio e não como homicídio comum, já que envolve o motivo do crime envolve a chamada relação de gênero.

Juazeiro registra mais um homicídio em janeiro

Mais um Crime Violento Letal Intencional (CVLI) foi registrado em Juazeiro (BA) na noite de segunda-feira (21). Segundo relatos, dois detentos do regimento semiaberto se encaminhavam para o Conjunto Penal da cidade quando foram atingidos por disparos de arma de fogo.

Um deles conseguiu fugir, mesmo tendo sido baleado. Diego Silva foi encontrado já sem vida a alguns metros de distância. Já a segunda vítima, identificada como Robério da Conceição foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado ao Hospital Universitário de Petrolina.

O corpo de Diego foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. Nossa produção tentou contato com a Polícia Civil de Juazeiro para saber como está o andamento da investigação, porém não tivemos retorno.

Inquérito sobre morte de Alice Rodrigues deve ser concluído em breve, acusado permanece preso

Vítima tinha 19 anos e foi morta na tarde de quinta-feira, próximo a UNEB (Foto: Facebook)

Depois da prisão de Nielton Gonçalves Rodrigues, a Polícia Civil de Juazeiro (BA) espera concluir nessa semana o inquérito sobre a morte de Alice Nilza Rodrigues, de 19 anos. A jovem foi morta na quinta-feira (17), próximo ao campus da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), por ter negado a se relacionar com o acusado.

O inquérito deve chegar ao Ministério Pública da Bahia (MPBA) nos próximos dias. Na sexta-feira (18) o Tribunal de Justiça (TJBA) decretou a prisão preventiva de Nielton, que teria matado Alice a pedradas e fugiu. Na casa do principal suspeito a polícia encontrou roupas sujas de sangue e o celular da vítima. Ele negou o crime.

LEIA TAMBÉM:

Tribunal de Justiça da Bahia afirma que Nielton Gonçalves Soares já havia sido preso por agredir uma ex-namorada

Polícia Civil prende acusado de matar Alice Rodrigues em Juazeiro

Jovem é encontrada morta próximo ao campus da Uneb em Juazeiro

“Eles, anteriormente, mantinham um relacionamento esporádico. Como se diz, de ficantes […] A família contou que existia esse homem [Nielton] que ameaçava ela”, conta a delegada Lígia Nunes, coordenadora da 17ª Coorpin.

Nossa produção apurou juntamente ao TJ que Nielton já respondia a um processo por violência contra a mulher, em 2018. Nesta segunda-feira (21) familiares de Alice voltarão a ser ouvidos pela polícia.

Com informações do Correio da Bahia

12