PF deflagra 2ª fase da Operação Frígia que apura extração de minério no Sertão de PE

A Polícia Federal também esteve no Sertão, nesta terça-feira (13), para cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão na segunda fase da Operação Frígia. A ação foi deflagrada em 2020, para investigar extração de minérios em terrenos públicos e particulares, localizados em Verdejante, o beneficiamento do minério em Serrita e a consequente venda do material.

LEIA TAMBÉM

PF prende vice-prefeito de Serrita em operação contra garimpo ilegal

A ação tem apoio do Ministério Público Federal (MPF). 50 policiais federais atuaram na operação de hoje. Os mandados foram cumpridos em Igarassu (PE), Redenção (PA) e São Félix do Xingú (PA). Para a PF há “fortes indícios que integram a organização criminosa, envolvendo agentes públicos e particulares, financiadores, refinadores de minério e receptadores”.

Os envolvidos responderão pelos crimes de usurpação de bens da União, crimes ambientais, lavagem de capitais, organização criminosa e violação de sigilo funcional. As penas ultrapassam os 20 anos de reclusão, além de multa.

PF deflagra Operação Contrassenso e cumpre mandados de busca em Petrolina

(Foto: PF/Divulgação)

A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação, na manhã desta terça-feira (13), para investigar suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro, fraude em licitação, falsidade ideológica e organização criminosa em  contratações realizadas pela Secretaria de Educação de Petrolina.

Denominada de “Contrassenso”, a ação de hoje conta com apoio de cerca de 150 policiais federais e auditores da Controladoria Geral da União (CGU). Ao todo, 33 mandados de busca e apreensão autorizados pela Justiça Federal em Petrolina estão sendo cumpridos.

De acordo com a PF, as buscas ocorreram nas sedes de órgãos da Prefeitura de Petrolina, na capital Recife e em Minas Gerais. As investigações apontam irregularidades no fornecimento de kit escolar, entre o final do ano de 2015 até o ano de 2020, com emprego de recursos federais oriundos do FUNDEB.

LEIA MAIS

PF prende casal em Araripina; eles são investigados por abusar da filha e divulgar material na internet

(Foto: PF/Divulgação)

Um casal foi preso na manhã deste domingo (11), na cidade de Araripina, Sertão de Pernambuco. Eles são alvos de uma operação que apura crimes como estupro de vulnerável e pornografia infantil. A vítima dos crimes é a filha dos dois, uma criança de apenas cinco anos.

Durante a operação, a PF também cumpriu mandados de busca e apreensão em Araripina e Caldeirão do Grande Rio (PI). Os pais da criança foram presos e apresentados a sede da PF em Salgueiro (PE). Ambos foram autuados em flagrante.

Abusos são antigos, segundo PF

De acordo com a investigação, os abusos contra a criança eram registrados pelos pais dela em vídeos e fotos que eram compartilhadas com outras pessoas na internet. Os equipamentos eletrônicos utilizados pelo casal foram apreendidos.

A suspeita é que o abuso sexual infantil venha sendo praticado desde agosto de 2020 pelo pai da vítima. A investigação contou com o auxílio da Polícia Internacional (Interpol) e apura crimes de estupro de vulnerável, produção, distribuição e armazenamento de vídeos contendo pornografia infantil pela internet.

PF prende suspeito de vazar dados de brasileiros na internet; mandados de busca foram cumpridos em Petrolina

(Foto: Divulgação/PF)

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (19), a Operação Deepwater. A ação é resultado da investigação do megavazamento de dados de brasileiros na internet. O suspeito do vazamento é  De acordo com a investigação, Marcos Roberto Correia da Silva, conhecido como Vandathegod. Eloe foi preso preventivamente em Uberlândia (MG).

Quatro mandados de busca e apreensão aconteceram aqui em Petrolina e outro, em Uberlândia. As investigações começaram em 2021. A PF identificou o vazamento de dados sigilosos de pessoas físicas e jurídicas, como CPF e CNPJ,  nomes completos e endereços. Essas informações foram disponibilizadas ilegalmente na internet através de um fórum especializado em trocas de informações sobre atividades cibernéticas.

Um segundo suspeito também foi identificado. As ordens judiciais foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal, após representação feita à Polícia Federal solicitando as medidas.

Operação da Polícia Federal destrói mais de 344 mil pés de maconha no Sertão de Pernambuco

(Foto: Polícia Federal)

Uma operação da Polícia Federal batizada de Fusarium I, realizada entre os dias 24 de fevereiro a 3 de março, destruiu cerca de 344,6 mil pés de maconha e 584 kg da droga pronta para consumo, em municípios do Sertão de Pernambuco.

Coordenada pela Delegacia da PF na cidade de Salgueiro (PE), o objetivo da operação foi reduzir a oferta da planta, de consumo ilegal, em Pernambuco. A PF ainda informou que, caso os pés de maconha erradicados fossem colhidos, prensados e colocados no mercado, o rendimento seria, aproximadamente, de 114 toneladas da droga.

LEIA MAIS

Operação de Policiais baianos e pernambucanos apreende quase 12 quilos de droga sintética em Petrolina; cinco pessoas foram presas

(Foto: Polícia Federal)

A operação foi realizada nesta quarta-feira (3) e contou com a participação de Policiais Federais, Policiais Militares da CIPE-Caatinga Bahia e Policiais Civis do Denarc de Pernambuco.

O trabalho conjunto teve como alvo três endereços nos bairros João de Deus e Antônio Cassemiro, em Petrolina. Nesses locais, foram apreendidos quase 12 quilos de uma droga chamada metadona, um analgésico narcótico sintético com múltiplas ações quantitativamente similares as da morfina.

A droga teria sido postada nos Correios por uma pessoa ainda não identificada, em um município do interior de São Paulo, sendo apreendida pelos policiais logo após a sua entrega.

Os policiais também prenderam durante a operação, três homens e duas mulheres, que seriam os responsáveis pelo recebimento do entorpecente. Os acusados foram levados para a delegacia da Polícia Federal, em Juazeiro, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas.

A PF informou que irá continuar com as investigações para identificar os responsáveis pelo envio da mercadoria.

STF mantém prisão do deputado Daniel Silveira

Deputado Daniel Silveira. (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta quarta-feira (17), por unanimidade, manter a decisão do ministro Alexandre de Moraes que determinou a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ). No entanto, a palavra final sobre a manutenção da prisão será do plenário da Câmara dos Deputados, que precisará votar se mantém ou não a decisão.

O plenário referendou o mandado de prisão expedido ontem (16) por Moraes. A prisão foi determinada no inquérito aberto em 2019 para apurar ameaças contra os integrantes do STF.

LEIA MAIS

Polícia destrói mais de 12 mil pés de maconha no município de Betânia

(Foto: Polícia Militar)

Em operação conjunta, Policiais Militares e Policiais Federais encontraram e queimaram mais de 12 mil pés de maconha, que estavam plantados na zona rural do município de Betânia, no Sertão de Pernambuco. A ação foi realizada na última segunda-feira (15), mas só foi divulgada nesta quarta-feira (17).

A primeira plantação, com cerca de 11.680 pés da droga, foi localizada por volta das 5 horas da manhã. O segundo plantio, com aproximadamente 340 pés, foi localizado já na volta para a cidade, a cerca de 6 km de Betânia. Todos foram arrancados e queimados.

Amostras da maconha foram apresentadas na Delegacia da Polícia Federal de Salgueiro, onde também foi registrada a ocorrência. Não há informações sobre prisões.

Agricultor é preso em operação conjunta da PM e PF na zona rural de Orocó

(Foto: PF/Divulgação)

Um agricultor foi preso em uma operação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Militar de Pernambuco, realizada na quarta-feira (10), na zona rural de Orocó, Sertão do Estado. A ação somente foi divulgada pela PF nesta sexta-feira (12) e resultou na apreensão de 1.600 pés de maconha, além de armas de fogo.

O agricultor estava com mais duas pessoas na propriedade rural, mas a dupla conseguiu fugir a nado pelo rio São Francisco. Na residência do preso as polícias encontraram 15 kg de maconha, 1,3 kg de sementes, uma espingarda calibre 12, além de munições calibre 12 e calibre. 40.

O preso confessou ser dono da propriedade e que pagava aos dois homens que fugiram para cuidar da propriedade. Ele já havia sido preso pelo crime de tráfico e foi novamente autuado em flagrante. O homem também responderá por associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo.

Governo Federal publica edital do concurso público da PF

O edital foi publicado no Diário Oficial da União

A sexta-feira (15) começa com boa notícia aos concurseioros de plantão. O edital do concurso público para a Polícia Federal (PF) foi divulgado no Diário Oficial da União de hoje. A aplicação da prova está marcada para 21 de março de 2021 (1ª Fase).

São ofertadas 1.500 vagas, separadas em quatro cargos: agente da PF, escrivão, delegado e papiloscopista. Além da contratação imediata, o certame prevê a formação de cadastro de reservas. As remunerações variam de R$ 12.522,50 a R$ 23.692,74 com 40h/semanais de trabalho.

As inscrições começam no dia 22/01 e seguem até 18h do dia 09/02. O procedimento deve ser feito no site da banca examinadora. Por fim, a taxa de inscrição varia de R$ 180,00 a R$ 250,00. Veja o edital completo a seguir:

LEIA MAIS

Bolsonaro diz que edital para concurso da Polícia Federal deve sair ainda em janeiro

Em publicação no Twitter, na manhã deste domingo (10), o presidente Jair Bolsonaro informou que o edital para o concurso da Polícia Federal deve ser publicado ainda neste mês.Em dezembro, o Diário Oficial da União publicou a autorização para a realização do concurso para o preenchimento de cargos na Polícia Federal.

No total, o concurso prevê a disponibilização de 1,5 mil vagas de nível superior para os cargos de delegado, escrivão, papiloscopista e agente de polícia federal.

De acordo com a Portaria 14.358, que trata do assunto, o prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições será de até seis meses. São 123 postos para delegado, 400 vagas para escrivão, 84 para papiloscopista e 893 para agentes. O último concurso da PF foi realizado em 2018 e ofereceu 500 vagas de nível superior.

Fonte: Folha de Pernambuco.

Polícia Federal bate recorde na apreensão de cocaína em Pernambuco em 2020

A Polícia Federal apresentou neste domingo (3) um balanço da apreensão de drogas em Pernambuco em 2020. Chamou atenção o volume de cocaína que, segundo a PF, foi recorde no ano passando, alcançando 1.152 quilos.

Desse total, 502 quilos foram encontrados em Serra Talhada (Sertão) no mês de fevereiro e 650 quilos no Aeródromo de Igarassu, em abril. Além de cocaína, a PF também fez apreensões de maconha, ecstasy e anabolizantes, além de prender 12 pessoas.

A PF informou que um dos destaques de 2020 foi a Operação Além Mar deflagrada em agosto e que cumpriu mandados de busca, apreensão e prisão em 13 Estados: Pernambuco, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Para, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo e Distrito Federal.

LEIA MAIS

Secretaria de Educação de Juazeiro dá explicações sobre operação da Polícia Federal ocorrida nesta quinta-feira

(Foto: ASCOM)

Depois de realizarem buscas na Secretaria da Saúde na quarta-feira (16), a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU), realizaram nova operação em mais dois órgãos da prefeitura de Juazeiro. Desta vez, os alvos foram a secretaria de Educação (SEDUC) e a Secretaria de Administração (SEAD).

Durante as buscas dos agentes nesta quinta-feira (17), a assessoria da SEDUC, divulgou nota informando que os dois órgãos federais apuram a existência de uma organização criminosa voltada à prática de crimes de fraude a licitações e superfaturamento de contratos para prestação do serviço de transporte escolar municipal.

LEIA MAIS

Operação Expresso Sertão cumpre quatro mandados em Juazeiro

PF detalhou operação dessa quinta-feira em Juazeiro (Foto: CGU/Divulgação)

Servidores da Controladoria Geral da União (CGU) e da Polícia Federal (PF) estão desde cedo nas ruas de Juazeiro (BA) para mais uma operação que apura irregularidades na gestão municipal. A Operação Expresso Sertão dá cumprimento a sete mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal.

LEIA TAMBÉM

SEDUC emite nota sobre Operação Expresso Sertão, deflagrada em Juazeiro

PF e CGU deflagram nova operação em Juazeiro, dessa vez na SEDUC

Quatro foram cumpridos em Juazeiro e três na cidade de Juazeiro do Norte (CE). Segundo a PF, identificou-se a existência de uma organização criminosa que fraudava licitações e superfaturava contratos para prestação de serviços do transporte escolar.

LEIA MAIS

SEDUC emite nota sobre Operação Expresso Sertão, deflagrada em Juazeiro

(Foto: ASCOM)

A Prefeitura de Juazeiro (BA) se posicionou em relação a “Operação Expresso Sertão”, deflagrada pela Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU), nessa quinta-feira (17) mirando irregularidades na Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC).

LEIA TAMBÉM

PF e CGU deflagram nova operação em Juazeiro, dessa vez na SEDUC

Em nota, a SEDUC afirmou que está à disposição da PF e CGU para contribuir com os trabalhos. Os dois órgãos federais apuram a existência de uma organização criminosa voltada à prática de crimes de fraude a licitações e superfaturamento de contratos para prestação do serviço de transporte escolar municipal.

Confira a íntegra da nota:

LEIA MAIS
123