Mais de 100 profissionais da Segurança Pública já foram vacinados contra a Covid-19 em Juazeiro

(Foto: Marcel Cordeiro/PMJ)

Um plantão especial realizado neste sábado (3), no auditório da UNIVASF de Juazeiro, possibilitou a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em mais de 100 profissionais da Segurança Pública da ativa, com idade acima de 50 anos.

Foram vacinados policiais militares, policiais federais, policiais civis, bombeiros militares, agentes penitenciários, guardas municipais e guardas de trânsito lotados no município.

Além disso, no Centro de Saúde III, que fica no bairro Angary, também foram vacinados profissionais autônomos da saúde, como como médicos, odontólogos, auxiliares de saúde bucal, enfermeiros e técnicos de enfermagem, e idosos com idade acima de 68 anos que aguardavam a segunda dose do imunizante.

Paulo Câmara comanda cerimônia de formatura dos novos policiais civis de Pernambuco

(Fotos: Hélia Scheppa/SEI)

A segurança de Pernambuco ganhou mais um reforço, na manhã desta segunda-feira (3), com a formatura de 405 policiais civis, sendo 403 agentes e dois escrivães. Os novos profissionais serão distribuídos de acordo com a necessidade de cada região do Estado, para proporcionar maior celeridade na resolução de crimes e investigações, além de reforçar os quadros das delegacias.

Na solenidade, o governador Paulo Câmara destacou a importância da atuação dos novos servidores na consolidação de uma cultura de paz em Pernambuco.“Esses novos agentes vão garantir a Pernambuco a condição de continuar reduzindo o número de homicídios, roubos e furtos. Ao mesmo tempo, vão assegurar que a polícia esteja presente em todos os municípios pernambucanos. Essa complementação de quadros no âmbito na Polícia Civil busca isso, a presença das nossas polícias em todos os municípios, fazendo com que a segurança continue a avançar”, disse o governador. No último mês também houve a contratação de cerca 500 novos praças da Polícia Militar, que já estão atuando nas ruas do Estado.

LEIA MAIS

Na tentativa de estabelecer diálogo com o governo de Pernambuco, Policiais Civis realizam passeata nesta terça-feira 

(Foto: Divulgação)

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco realiza, nesta terça-feira (10), uma passeata que contará com a participação de inúmeras comitivas de Policiais oriundas de todas as regiões do estado.

O ato, que faz parte da estratégia dos sindicalistas para forçar o governo estadual a cumprir sua promessa e dialogar com a categoria, está marcado para começar às 16h30, na sede do Sinpol. Em seguida, os Policiais vão até o Palácio do Governo, onde  entregarão uma lista de reivindicações e depois farão uma assembleia geral para deliberar em cima da postura adotada pelo governo.

LEIA MAIS

Policiais Civis de Pernambuco podem abandonar escalas por falta de diálogo do Governo

Policiais Civis durante assembleia.

Na noite de ontem (7), os Policiais Civis de Pernambuco se reuniram em assembleia, na Sede do Sinpol, para deliberar sobre a campanha salarial da categoria. Insatisfeitos com o tratamento dispensado pelo Governo até agora, os Policiais Civis decidiram endurecer e pressionar de outras formas.

Segundo o sindicato, o governo havia se comprometido a negociar após o fechamento do relatório financeiro do último quadrimestre, em maio, e até agora não teria cumprido a promessa.

Devido à falta de diálogo, a assembleia decidiu convocar uma grande passeata, que acontecerá no dia 10 de setembro, às 16h, com concentração também na Sede do Sinpol. Além disso, “caso o governo não estabeleça uma mesa de negociação até essa data, ao final do ato, a categoria poderá deliberar pelo abandono coletivo do Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES)”.

LEIA MAIS

Policiais Civis de Pernambuco deflagram campanha salarial e prometem grandes mobilizações

(Foto: Ascom)

Na última quinta-feira (11), em assembleia realizada na sede do Sinpol, centenas de Policiais Civis de todas as regiões do estado debateram e definiram as estratégias que vão orientar a campanha salarial 2019 da categoria.

O movimento, deflagrado na ocasião, ressurge cerca de três anos depois do último acordo firmado entre o Governo do Estado e o Sinpol para que a greve da categoria, realizada em 2016, fosse encerrada. O acerto previu a implementação de reajustes progressivos. Desde então, a diretoria do sindicato tem circulado o estado para debater e mobilizar os Policiais Civis para o desafio de uma nova campanha salarial.

LEIA MAIS

Servidores do Detran, policiais civis e bancários aderem à greve geral sexta-feira

Votação-estado-de-greve

Está prevista para próxima sexta-feira (25) a paralisação de atividades em adesão à greve geral convocada pelas centrais sindicais. Em Pernambuco os sindicatos dos Bancários, dos Policiais Civis e dos Servidores do Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran) decidiram participar do Dia Unificado de Protestos e Paralisações, que deverá ser marcado por mobilizações em todo o país em defesa da saúde e educação (contra a PEC 55 e a Reforma do Ensino Médio); em defesa dos direitos dos trabalhadores ( contra a Reforma Trabalhista); em defesa da aposentadoria (contra a Reforma da Previdência) e em defesa do emprego (redução da jornada de trabalho sem redução salarial).

Com a paralisação dos policiais civis, serão mantidos apenas os flagrantes e o funcionamento do Instituto de Medicina Legal (IML), Instituto de Criminalística (IC). A decisão de aderir à mobilização nacional foi aprovada em assembleia geral realizada no dia 16 de novembro, quando também foi aprovada a proposta de reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da Polícia Civil construída pela categoria e pelo governo de Pernambuco. Já os bancários reivindicam ainda a reestruturação dos bancos públicos.

Os trabalhadores do Detran cruzam os braços nesta sexta-feira, quando também realizam uma assembleia às 8h, na sede do órgão. Em comunicando dirigido ao governo do estado, a direção do Sindetran, além de informar da realização da assembleia e da paralisação, pediu também uma audiência para tratar das denuncias divulgadas pela entidade que envolvem a atual direção do órgão. Os sindicalistas apontam irregularidades no uso da entidade e arbitrariedades com os funcionários e querem o afastamento do diretor presidente do Detran-PE, Charles Ribeiro.

Nesta terça-feira, o Sindicato dos Metroviários de Pernambuco (Sindmetro-PE) realiza uma assembleia geral às 18h, no pátio da Estação Central do Metrô do Recife para decidir em votação se vai ou não aderir à greve geral desta sexta-feira. A adesão dos motoristas de ônibus também não está confirmada. De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Benilson Custódio, uma reunião da diretoria vai ser realizada esta semana para definir se a classe vai aderir à convocação.

A mobilização é organizada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), UGT (União Geral dos Trabalhadores), Nova Central Sindical, Força Sindical, Intersindical, CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil), CSP-Conlutas e CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil).  

Tribunal de Justiça de PE decreta ilegalidade da greve dos policiais civis

concurso-policia-civil-pe-2016Antes mesmo de ter início, a greve dos policiais civis no estado foi decretada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco na noite desta quinta-feira (20).

A decisão do desembargador Bartolomeu Bueno, que concedeu liminar ao governo do estado, ocorreu horas depois de o Sindicato dos Policiais de Pernambuco (Sinpol-PE) informar que, a partir da meia-noite, apenas 30% do efetivo policial fica em atividade nas delegacias de plantões, conforme definido em assembleia da categoria.

LEIA MAIS

Policiais Civis de Pernambuco vão às ruas contra perseguição do governo

passeata civis

No dia 19 de abril, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) vai liderar uma passeata com o tema “Não Vão Calar o Sinpol”,  contra a perseguição aos seus dirigentes promovida pelo Governo de Pernambuco. O ato de desagravo será em favor do presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, dos diretores do sindicato e de diversos policiais civis que estão sendo perseguidos com a instauração de PADs (Processos Administrativos Disciplinares). Neste dia, ocorrerá uma passeata que sairá da Praça Oswaldo Cruz, Bairro da Boa Vista, Recife, com concentração às 9h.

No dia 11 de março, a diretoria do Sinpol foi surpreendida com a publicação de cinco PADs com sete de seus dirigentes e outros policiais civis que participaram de mobilizações da campanha salarial do sindicato em 2015. Todos os processos são movidos em razão das atividades e da luta sindical dos policiais e, no entender do Sinpol, caracterizam-se como perseguição política.

Contra alguns dos diretores do Sinpol foi instaurado um processo disciplinar por denunciar que servidores administrativos poderiam estar cometendo crime de usurpação de função de polícia civil. Outro processo foi instaurado porque diretores do Sinpol denunciaram a precária situação da unidade do IML em Caruaru. Ainda, outros dois procedimentos foram instaurados porque os policiais civis denunciaram as precaríssimas condições de trabalho na unidade do IML no Recife.

Também, diretores estão sendo processados por tecerem críticas ao Programa Pacto pela Vida, estando o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, processado pelo próprio governador Paulo Câmara por críticas políticas feitas durante atos públicos. Áureo Cisneiros está sendo ameaçado de demissão dos quadros da Polícia Civil.