Juazeiro: Vereador Alex Tanuri recebe visita do Delegado Charles Leão

(Foto: Ascom/Alex Tanuri)

O Presidente da Câmara de Juazeiro, Vereador Alex Tanuri (PP), recebeu na tarde desta sexta-feira (26), a visita do Delegado Charles Leão, que também é filiado ao PP. Adversários políticos na eleição de 2016 quando o delegado concorreu ao cargo de prefeito de Juazeiro pelo PPS, os dois agora no mesmo partido devem somar forças em busca da reeleição do prefeito Paulo Bomfim.

Segundo a Assessoria de Alex Tanuri, a conversa girou em torno da realidade que Juazeiro, a Bahia e o Brasil enfrenta com a pandemia mudando radicalmente os relacionamentos e as prioridades.

Para Alex Tanuri “Manter esse diálogo com uma pessoa experiente, capaz e comprometido com Juazeiro e a região sempre dá bons frutos”.

Em defesa de aliados, Bolsonaro diz que tomará ‘medidas legais’ para proteger a Constituição

Após a operação deflagrada pela Polícia Federal, nessa terça-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender seus apoiadores. Autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a operação cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados a parlamentares e apoiadores bolsonaristas. Ela visa apurar a origem do financiamento dos grupos suspeitos de praticar atos antidemocráticos.

Sem citar nomes, Bolsonaro fez uma série de postagens no Twitter na noite de ontem, com críticas indiretas ao fato. “Só pode haver democracia onde o povo é respeitado, onde os governados escolhem quem irá governá-los e onde as liberdades fundamentais são protegidas. É o povo que legitima as instituições, e não o contrário. Isso sim é democracia”, defendeu.

LEIA MAIS

Depois de reativar o Ministério das Comunicações, Bolsonaro admite recriar Ministério da Segurança Pública e não descarta Ramagem

O presidente da República, Jair Bolsonaro, admite a aliados que pode recriar o Ministério da Segurança Pública, mas ainda não definiu uma data. As informações são do blog da jornalista Andreia Sadi no G1.

Segundo a publicação, interlocutores do presidente defendem que a pasta só seja recriada após a pandemia do coronavírus. O temor é por um novo desgaste em meio à crise sanitária, já que a nova pasta será separada do Ministério da Justiça e passará a comandar a Polícia Federal.

Para chefiar a pasta, que comandará a Polícia Federal, está cotado Alexandre Ramagem — que era o nome do presidente para a direção da Polícia Federal, mas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, barrou a indicação. Ramagem é amigo pessoal do presidente Bolsonaro e de sua família.

Quando assumiu, Bolsonaro juntou a Segurança Pública com o Ministério da Justiça como exigia Sergio Moro. O ex-juiz deixou o governo no dia 24 e abril, acusando Bolsonaro de interferência política ao querer mudar a direção-geral da Polícia Federal.

Presidência desloca apoiadores de Bolsonaro para ‘área vip’ no gramado do Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro adotou uma nova estratégia para fugir dos jornalistas que continuam cobrindo a entrada e saída do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República.

Agora, os apoiadores de Bolsonaro, que costumavam ficar ao lado da imprensa, foram posicionados em uma “área VIP”, no gramado do Palácio.

Apenas os apoiadores são permitidos no novo cercadinho a cerca de 200 metros da guarita principal. Os jornalistas continuam limitados à portaria do Palácio. As informações são do portal UOL.

As entrevistas e os embates de Bolsonaro com a imprensa na saída do Palácio aconteciam devido à proximidade dos jornalistas com os apoiadores do presidente. Após cumprimentar os fãs, o presidente acaba respondendo a algumas perguntas dos profissionais.

Recentemente, porém, um grupo de empresas retirou seus repórteres do local devido à falta de segurança. Isso porque apoiadores começaram a demonstrar agressividade fora do comum com os repórteres.

Nome de Orgeto Bastos ganha força em Pilão Arcado

Orgeto Bastos foi eleito prefeito de Pilão Arcado (BA) após uma celeuma política na cidade, mas mesmo em tão pouco tempo de trabalho vem se destacando por suas ações. Apesar dos 48 casos confirmados do novo coronavírus, até quarta-feira (10), a população vê as ações da gestão darem certo.

Mesmo com a pandemia, as obras de infraestrutura seguem. “Um modelo já corriqueiro na cidade é o lançamento de programas de obras e serviços. Pavimentação asfáltica, esporte e educação, manutenção, reabertura e cascalhamento de estradas foram alguns de seus programas lançados e que chamaram atenção de lideranças no Município e em toda a região“, destaca a assessoria do gestor que terá apenas oito meses de trabalho.

Eleições 2020

Nos bastidores da política local há quem já especule a renovação do mandato de Orgeto, que assumiu a Prefeitura pela primeira vez. As negociações de alianças para o pleito de 2020, que até então está mantido, incluem membros da Câmara de Vereadores.

O principal comentário na cidade é que “o novo líder politico de Pilão Arcado pode se firmar como o maior político de Pilão Arcado se tornando aquele que mais fez em pouco tempo de mandato”.

Sem almoço no domingo: Filhos de Bolsonaro boicotam madastra Michelle

(Foto: Reprodução / Instagram)

Os três primeiros filhos de Jair Bolsonaro não suportam a esposa do pai, a primeira-dama Michelle Bolsonaro. De acordo com a coluna do Leo Dias no Metrópoles, no Palácio do Planalto, não existe almoço de domingo em família. No máximo um encontro entre o pai e os filhos, sem a presença de Michelle.

A relação já está desgastada há muito tempo. A primeira-dama, segundo a reportagem, nunca fez questão de amenizar a relação, pelo contrário.

Na virada de ano de 2018 pra 2019, quando Bolsonaro foi eleito, Michelle levou uma excursão da igreja dela pro Alvorada pra passar o dia e ficar pra posse.

Os filhos ficaram indignados porque queriam que o momento fosse em família, teve uma briga por causa disso e cada um deles passou a virada em um lugar. Para piorar, o tal pessoal da igreja gravou vários vídeos dentro da residência oficial, ostentando, aí o tempo fechou mais.

Antonio Coelho traz ao debate adoção do Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis em Pernambuco

(Foto: Ascom)

Em indicação apresentada à Assembleia Legislativa, o deputado estadual Antonio Coelho (DEM) faz um apelo à Corregedoria Geral de Justiça do Tribunal de Justiça de Pernambuco pela implantação do Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis (“SREI”) em todos os serviços notariais do Estado. A medida está prevista no art. 76 da Lei nº. 13.465/2017 e foi regulamentada pelo Conselho Nacional de Justiça.

Na avaliação do parlamentar, além da segurança da informação, mediante a universalização das bases de dados, o sistema digital garante a continuidade da prestação do serviço público em meio a um ambiente de pandemia da Covid-19 que o País enfrenta, o qual torna necessário que a população se mantenha em isolamento social e, por conseguinte, a suspensão do atendimento presencial nos cartórios.

Além da conectividade, interatividade e compartilhamento de funções, valores e ideias, o democrata pontua que a inovação tecnológica chega para contribuir positivamente com a desburocratização do registro imobiliário referente ao protocolo eletrônico e às certidões online. “É uma conquista social que não só se aproxima do anseio dos cidadãos como torna o processo mais eficiente e célere, assim como é de se esperar de todos os serviços prestados pela Justiça”, destaca Antonio Coelho.

O parlamentar também ressalta que o estado de Pernambuco sempre esteve na vanguarda de soluções tecnológicas para imprimir produtividade e celeridade às atividades da Justiça. E, neste momento de pandemia, não pode se furtar a implementar os serviços de registro de imóveis digital e outros, possibilitando a continuidade da prestação dos serviços judiciais, que são essenciais à população.

“O registro digital de escrituras de imóveis é um avanço que, ao ser implantado pela Corregedoria do Tribunal de Justiça de Pernambuco em todas as serventias, servirá de legado para toda a sociedade pernambucana”, assinala o parlamentar, revelando que vários estados brasileiros já regulamentaram os atos eletrônicos dos cartórios, a exemplo de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, Tocantins e Rio Grande do Norte.

Planalto confessa que assinou por Moro sem autorização

(Foto: Gabriela Biló / Estadão Conteúdo)

O Palácio do Planalto confirmou, em ofício enviado para a Polícia Federal (PF) na tarde desta segunda-feira (25), que utilizou, sem autorização, a assinatura do então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, na exoneração de Maurício Valeixo do cargo de diretor-geral da PF. De acordo com o governo, a prática é “praxe”.

“Segundo a praxe administrativa, a publicação em ‘Diário Oficial’ vem acompanhada da inclusão da referenda do ministro ou ministros que tenham relação com o ato”, diz o ofício, assinado pela Secretaria-Geral da Presidência. Sergio Moro pediu demissão do governo no mesmo dia em que a demissão de Valeixo foi publicada.

LEIA MAIS

Domingos de Cristália deve ser indenizado por acusações de líder comunitário

Ex-vereador Domingos de Cristália. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O líder comunitário de Izacolândia, Júlio Cesar, foi condenado a pagar uma indenização de danos morais ao ex-vereador Domingos de Cristália após acusações graves, em março de 2018, sobre o desaparecimento do cabo do Exército, Oldemárcio de Souza Pinto, do distrito de Izacolândia. Na oportunidade, Júlio Cesar afirmou que o cabo havia sido ameaçado pelo ex-vereador antes de desaparecer.

A justiça acatou as alegações de Domingos em desfavor do líder comunitário. O ex-parlamentar havia solicitado uma indenização no valor de R$ 30 mil, mas a sentença do juiz de Direito, Vallerie Maia Esmeraldo de Oliveira, fixou o pagamento da indenização por danos morais em R$ 7 mil.

Na decisão, o magistrado afirmou que “os danos à imagem, à honra e à vida privada do autor, que é pessoa pública (vereador), são indissociáveis dos comentários tecidos, eis que tratam de situação grave envolvendo o relato de possível crime de homicídio“.

Casa Nova: lives de Wilker Torres chegam a 28 mil visualizações e mostram força do prefeito

Wilker Torres (Foto: Arquivo)

As lives do prefeito de Casa Nova, Wilker Torres, que se tornaram uma constante depois que ele pessoalmente assumiu o comando do combate ao Corona Vírus para manter Casa Nova fora da área infectada, chegaram na última segunda-feira (13), a 28 mil visualizações. O gestor municipal disse estar surpreso com o alcance.

“É um alcance que não estávamos prevendo quando iniciamos estas conversas com a população de Casa Nova. É prova que a comunidade está interessada no trabalho que realizamos, nas soluções e medidas que apresentamos. A depender de nossas ações Casa Nova vai se manter livre do Corona”, disse o prefeito.

Na última conversa com a população, o prefeito falou sobre as ações de melhoria das condições do hospital, sobre a abertura da UPA de Santana do Sobrado, da reabertura do SESP que estava fechado para reforma, da compra de mais quatro novos respiradores e compra dos testes rápidos para o corona vírus.

LEIA MAIS

Gonzaga Patriota propõe a aplicação do fundo eleitoral no combate ao novo coronavírus

(Foto: Internet)

O Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) protocolou na Câmara dos Deputados, na manhã de hoje (18), uma Emenda solicitando o cancelamento dos mais de R$ 2 bilhões do fundo eleitoral, e a soma deste valor à Medida Provisória nº 924/2020, que trata do enfrentamento emergencial ao Novo Coronavírus.

Com os R$ 5 bilhões já autorizados no último dia 13 de março, nesta Medida Provisória destinada a combater o novo coronavírus, adicionado ao valor que já está aprovado e destinado ao financiamento público da eleição deste ano, serão cerca de 7 bilhões de reais destinados exclusivamente ao financiamento de ações para o enfrentamento da nova pandemia.

Para Gonzaga Patriota, a prioridade é o combate ao Novo Coronavírus, e o momento que o país está atravessando na luta contra essa pandemia mundial requer esforço de toda a sociedade. “O vírus é extremamente potente e de fácil proliferação, e não há que se pensar em destinar recursos públicos, oriundos do suor do trabalho do contribuinte brasileiro, para financiar campanhas políticas, ao tempo em que é notória a necessidade urgente de mobilização de profissionais de saúde e aquisição de equipamentos voltados à assistência e tratamento dos doentes, principalmente o aumento de leitos de UTI”, justificou Gonzaga Patriota.

O fundo eleitoral, é o recurso destinado à confecção de santinhos, alugueis de comitês, combustível para carros de som, contratação de agências publicitárias, cabos eleitorais, entre outros.

Lucinha Mota justifica porque tiraria Ronaldo Cancão e Cristina Costa da Casa Plínio Amorim 

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na última segunda-feira (9), Lucinha Mota (PSOL) participou do programa Ponte e Vírgula, na Ponte FM, e ao ser questionada sobre quais vereadores ela tiraria da Câmara Municipal de Petrolina (PE), ela afirmou que tiraria Ronaldo Cancão (PTB) e Cristina Costa (PT).

LEIA TAMBÉM

“Quem vai me julgar é o povo e Deus”, afirma Cancão em resposta à Lucinha Mota

A declaração de Lucinha, mãe de Beatriz Angélica Mota e pré-candidata a vereadora nas eleições 2020 em Petrolina, repercutiu, e na última terça-feira (10), Cancão, durante sessão ordinária na Casa Plínio Amorim lamentou a afirmação de Lucinha, já Cristina, preferiu não comentar sobre o assunto.

Hoje (11), Lucinha participou do Programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal, e justificou sua declaração. “Quando eu coloquei o nome de Cristina e Ronaldo Cancão foi simplesmente pelo fato deles terem levado Alison à Câmara de Vereadores. Eu não concordei com aquilo. Aquilo foi um falta de respeito com a memória de Beatriz, porque Alison teve o direito ao contraditório, e ele teve isso no Tribunal, que não negou a ele esse direito, é tanto que ele conseguiu o relaxamento de prisão. Não cabia ali a presença de seu advogado fazer uma defesa,” ressaltou Lucinha Mota.

“Eu não fui para desqualificar nem ele [Cancão], nem Cristina, por que eu sei que eles têm serviço prestado no município. Agora, eu coloquei a minha opinião, e eu tenho direito, se não, não existia democracia. O limite é o respeito”, completou Lucinha.

“A avaliação não pode ser positiva”, diz Henrique Diniz sobre atual gestão de Lagoa Grande

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A juventude pretende ganhar a prefeitura de Lagoa Grande (PE). Essa é perspectiva do pré-candidato à prefeito, Henrique Diniz. O jovem economista participou do Programa Super Manhã da Rádio Jornal, com Waldiney Passos, na manhã desta quarta-feira (4), e teceu críticas à atual gestão.

“A avaliação não pode ser positiva, foram várias promessas, como a redução na taxa de iluminação; reativação do matadouro; o pátio de feira de Lagoa Grande , Vermelhos e Jutaí, Balneário de Vermelhos; a geração de emprego e renda para afetar positivamente o lado econômico que ele prometeu e era discurso constante nos palanques e nenhuma empresa foi para Lagoa Grande”, ressaltou Diniz.

LEIA MAIS

Julio Lossio ressalta potencial de Lucas Ramos e minimiza suposto acordo entre PT e PSB em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Diante da polêmica sobre o suposto acordo entre o PSB e PT nas eleições de Petrolina (PE), para rifar a candidatura de Lucas Ramos (PSB) em apoio a Odacy Amorim (PT), o  ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PSD), preferiu minimizar a eventual negociação, reduzindo a manobra a um tipo de especulação.

LEIA TAMBÉM

Ao contestar retirada de candidatura de Lucas Ramos em Petrolina, Gonzaga Patriota classifica acordo entre o PSB e PT como suicídio

“Ainda tem muita água para rolar em baixo da ponte. Até lá, teremos muitas especulações”, disse Lossio à reportagem do Blog do Jamildo.

LEIA MAIS

Ao contestar retirada de candidatura de Lucas Ramos em Petrolina, Gonzaga Patriota classifica acordo entre o PSB e PT como suicídio

Gonzaga Patriota (Foto: Internet)

O possível acordo entre o PSB e PT para rifar a candidatura do deputado estadual Lucas Ramos à prefeitura de Petrolina (PE), em troca do apoio do PT, representado pelo ex-deputado Odacy Amorim no pleito, ainda rende opiniões, mesmo depois do governador Paulo Câmara ter negado  a eventual negociação.

LEIA TAMBÉM

“Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirma Paulo Câmara

Em entrevista ao Blog do Jamildo, o deputado federal Gonga Patriota (PSB) classificou o suposto acordo como suicídio.  “Nem o presidente estadual do partido, Sileno Guedes, e nem o governador Paulo Câmara falaram comigo. Mas se quiserem juntar (PSB e PT), fazemos esse suicídio juntos”, disse o parlamentar.

LEIA MAIS
123