Petrolina: Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade suspende atendimento presencial à população

(Foto: ASCOM/PMP)

A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) irá suspender o atendimento presencial à população a partir desta quinta-feira (18). Os cidadãos que necessitarem de algum serviço referente às secretarias executivas de Serviços Públicos e Infraestrutura devem entrar em contato através de telefone ou e-mail.

Os ofícios poderão ser encaminhados em formato PDF, através do email [email protected] . Dúvidas, reclamações e elogios podem ser direcionados à secretaria por meio da Ouvidoria pelo telefone 156 ou WhatsApp (87) 9 8844-2540.

LEIA MAIS

Prefeitura de Petrolina pede a moradores mais cuidados em relação a dengue no período chuvoso

(Foto: Ascom/PMP)

Nos últimos dias a chuva tem caído de forma generosa no Sertão do São Francisco. Mas se por um lado ela traz alegria e esperança de dias melhores, por outro lado trás preocupação em relação à doenças como dengue, zika e chikungunya. É que quanto mais água empossada, mais facilidade o mosquito Aedes Aegypti tem para se reproduzir.

Por isso, a prefeitura de Petrolina, através dos agentes de saúde e de endemias, pede a população que fique vigilantes em relação a vasilhas que possam empossar água limpa. Para evitar a reprodução do inseto basta adotar medidas simples para eliminar os focos.

LEIA MAIS

Segundo IBGE, Petrolina é a quinta cidade mais populosa de Pernambuco

(Foto: Jonas Santos)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou, nesta quinta-feira (27), as estimativas populacionais de 2020. Segundo o levantamento, Petrolina é a quinta cidade mais populosa de Pernambuco, com cerca de 354.317 habitantes.

A cidade fica atrás somente da capital Recife e das cidades Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Caruaru, nessa ordem. Fora da Grande Recife, apenas Caruaru, com aproximadamente 365.278 habitantes, fica à frente de Petrolina, ou seja, 10.961 pessoas a mais.

LEIA MAIS

Pernambuco é o sétimo estado mais populoso do País, segundo IBGE

(Foto: ASCOM)

Pernambuco é o sétimo estado mais populoso do País com 9.616.621 habitantes, o que representa 4,5% da população nacional, de acordo com as estimativas populacionais de 2020 divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira (27). Na projeção da Região Nordeste, o Estado está em segundo lugar, atrás apenas da Bahia, que tem 14.930.634 habitantes.

Em 2020, metade da população pernambucana se concentra em 14 municípios do Estado com mais de 100 mil habitantes, seguindo a tendência observada no resto do Brasil: Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Caruaru, Petrolina, Paulista, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Garanhus, Vitória de Santo Antão, São Lourenço da Mata, Santa Cruz do Capibaribe e Abreu e Lima.

Ao todo, esses municípios citados têm 4.898.109 milhões de pessoas, distribuídas por nove cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) e cinco polos regionais: Caruaru (4º lugar), Petrolina (5º lugar), Garanhuns (9º lugar), Vitória de Santo Antão (10º lugar) e Santa Cruz do Capibaribe (13º lugar). A capital pernambucana apresenta a maior população do Estado, com 1.653.461 habitantes.

LEIA MAIS

Criança é estuprada e achada morta dentro de saco em telhado de casa no Sertão de Alagoas

Uma criança foi vítima de estupro seguido de morte no município de Maravilha, no Sertão de Alagoas. O corpo da menina foi encontrado dentro de um saco de lixo no telhado da casa do suspeito. De acordo com informações da Polícia Militar (PM/AL), o homem que teria cometido o crime foi preso. A casa dele chegou a ser apedrejada por populares.

A criança teria desaparecido na tarde dessa quarta-feira (5). Conforme o site Alagoas na Net, um policial, que participou da ação, disse ter recebido a informação de familiares a respeito do desaparecimento da menina, e que havia a suspeita de onde ela estaria.

“No local, cercamos a casa e falamos com o proprietário. Ele negou o crime, mas após buscas, achamos o corpo da menina dentro de um saco de lixo, no telhado da residência. O volume foi percebido por um dos agentes que viu sangue na embalagem”, relatou o militar.

As informações repassadas por moradores daquela região apontam que o suspeito, que estuprou e matou a criança de aproximadamente 7 anos, estaria bebendo com familiares da vítima no dia anterior. A informação não foi confirmada pela polícia.

Devido à gravidade do caso, moradores da região se aglomeraram na tentativa de fazer justiça com as próprias mãos.

Uma viatura do 7º Batalhão da Polícia Militar (BPM), de Santana do Ipanema, foi acionada para fazer a prisão do suspeito.

Cidades adotam lockdown no Brasil e prefeito Miguel Coelho afirma que vai endurecer medidas restritivas em Petrolina

(Foto: Alexandre Justino/Ascom PMP)

Mais de um mês após o início das primeiras medidas de isolamento social no país, outra forma de contenção da circulação de pessoas começa a ser estudada e adotada pelos estados brasileiros, o chamado lockdown. A primeira região a anunciar o regime mais fechado de quarentena para conter o avanço do novo coronavírus foi o entorno da Grande São Luís, no Maranhão, onde houve bloqueio de fronteiras nesta terça-feira (5).

Fortaleza, a capital do Ceará, também passará a restringir a circulação de pessoas dentro da cidade, restringirá entradas e saídas e fará o controle do trânsito de pessoas e veículos, algo característico no sistema de lockdown. A mudança passa a valer a partir de sexta-feira (8).

No Pará, o governador Helder Barbalho anunciou nesta terça (5) o decreto de ‘lockdown’ (bloqueio total) para aumentar índices de isolamento social em dez municípios do Estado. Segundo Barbalho, a medida deve funcionar a partir da próxima quinta (7) de forma ‘educativa’ até o próximo domingo (9). Depois, punições poderão ser aplicadas em caso de descumprimento até o domingo (17).

O que muda com lockdown?

Em um boletim epidemiológico publicado no dia 6 de abril, o Ministério da Saúde definiu o lockdown como o “nível mais alto de segurança e que pode ser necessário em situação de grave ameaça ao sistema de saúde”. Durante este bloqueio total, todas as entradas e saídas da região, as fronteiras, são restringidas por agentes de segurança e somente trabalhadores essenciais têm a permissão de entrar ou sair da área isolada.

Petrolina

Em Petrolina, o prefeito Miguel Coelho postou um vídeo nesta terça-feira (5) informando que deve endurecer ainda mais as medidas restritivas, o gestor não chegou a falar em lockdown, mas se a população não colaborar e o número de caso continuar crescendo, pelo visto poderemos também chegar a esta situação ou algo parecido.

Miguel comentou que muitas pessoas questionam o  porquê dos decretos estaduais e municipais serem renovados, ou ainda sobre o “pico” da pandemia que nunca chega. “A resposta para essas duas perguntas, é uma só: quando as pessoas se aglomeram e quebram o isolamento social, a gente não vai ver a consequência disso hoje ou amanhã, mas sim em 5, 7, 10, até 14 dias depois. Esse é o tempo que geralmente se leva para que surjam os primeiros sintomas da doença. Há 1 mês, em 5 de abril, tínhamos 1 paciente ainda com a Covid-19; hoje, chegamos a 52. Este aumento não significa dizer que as medidas de isolamento são falhas, mas sim que existem pessoas que as desrespeitam”, explicou.

“Eu sei que as medidas podem ser duras, que ficar em casa pode ser chato, que prejudica a renda de muita gente, mas é para amenizar isso que prefeituras, governos estaduais e também o Federal têm trabalhado, seja com auxílio emergencial, aulas online, a gente prorrogando impostos, fornecendo kits escolares, abrigando moradores de rua, e ainda que aumentando a capacidade da rede de saúde, essa é uma das duas áreas que não queremos ver acionada; a outra, eu nem menciono, pois depois dela não há nada”, enfatizou, acrescentando ser preciso que cada um faça sua parte, que respeite as medidas atualmente vigentes. “Não queremos ter nenhuma atitude mais drástica, e sim ter cada um de vocês ao nosso lado, logo que possível, pra que a gente celebre dias melhores para todos”, disse.

No vídeo, no entanto, o prefeito afirmou que não vai evitar de tomar medidas mais drásticas, que já se reuniu com a equipe de segurança da prefeitura e nesta quarta-feira (6), irá conversar com a PM para traçar um plano para que as pessoas fiquem cada vez mais em casa.

Veja o vídeo;

 

Estimativa da população do Brasil passa de 210 milhões, diz IBGE

(Foto: Ilustração)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (28) as estimativas da população. Pela data de referência de 1º de julho de 2019, o Brasil tem uma população total de 210.147.125 pessoas. Os dados relativos aos estados foram publicados na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Em 1º de julho do ano passado, o número era de 208.494.900. O crescimento absoluto da população em um ano foi 1.652.225 pessoas, o que representa aumento de 0,79%.

LEIA MAIS

Prefeitura e moradores do bairro João de Deus se aliam em prol da Praça da Juventude

(Foto: Ascom)

Representantes de várias secretarias municipais e moradores do bairro João de Deus reuniram-se, na última quinta-feira (10), para discutir melhorias e um novo formato de gestão para a Praça da Juventude. O espaço de lazer e esportes, hoje gerido pela Prefeitura de Petrolina (PE), deve passar por um processo de revitalização e de cessão administrativa, transferindo a responsabilidade de manutenção para o Conselho Gestor da comunidade. Com isso, a gestão municipal quer envolver os moradores na preservação da praça e tornar o bairro um exemplo de cidadania e parceria com o setor público.

Na reunião, ficou definido um calendário de ações para fazer a transferência de responsabilidade gerencial da praça. Em até 120 dias, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes providenciará a manutenção de alguns equipamentos enquanto a Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) cuidará da formalização jurídica de uma parceria público-privada com empresários e a associação da comunidade. Depois desse prazo, a praça será oficialmente gerida pelo Conselho Gestor do João de Deus, entidade que representa os moradores do bairro.

Todo o processo de mudança na gestão do espaço de lazer será acompanhado por um grupo técnico formado pelos moradores do bairro e as secretarias de Governo e Agricultura; Educação, Cultura e Esportes; além da Amma. “[…] Esse modelo, na verdade, une a comunidade e a prefeitura, dando mais poder aos moradores e ao mesmo tempo deveres, mas temos certeza que será uma parceria de sucesso porque a comunidade é a maior interessada em fazer da praça da Juventude uma extensão de suas casas com o convívio harmonioso de toda a população no uso de um equipamento tão importante”, disse o secretário de Governo e Agricultura, Simão Durando.

Ações da AMMA são fortalecidas através de denúncias na Ouvidoria da Prefeitura de Petrolina

(Foto: ASCOM)

Desde o início do segundo semestre, a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) intensificou as ações de combate à poluição sonora e crime ambiental após receber dezenas de denúncias encaminhadas através da Ouvidoria Geral do Município. A colaboração dos petrolinenses tem fortalecido o trabalho da Prefeitura de Petrolina (PE).

Entre as principais reclamações da população estão: poda irregular de árvores e uso excessivo de equipamentos de som em estabelecimentos comerciais no centro da cidade. As equipes da AMMA estão acompanhando cada um dos casos, orientando e punindo os indivíduos de acordo com o que recomenda a legislação.

A gerente de Fiscalização e Educação Ambiental, Júlia do Vale, destaca a importância das denúncias para a intensificação do trabalho da Agência. “A AMMA convida a população a atuar como fiscal identificando e denunciando essas irregularidades no sistema da Ouvidoria”, ressalta.

Para denunciar, basta relatar esses e outros problemas de âmbito municipal através do telefone 156 ou pelo WhatsApp, no número (87) 99985-0081. Já atendimentos presenciais na Ouvidoria acontecem de segunda à sexta, das 7h às 13h no térreo da Prefeitura de Petrolina. O serviço também está disponível no site da prefeitura.

Punição

LEIA MAIS

População brasileira deve chegar a 233,2 milhões em 2047, diz IBGE

O IBGE informou que, em 2018, o Brasil tem 160,9 milhões potenciais eleitores.

A população do Brasil vai continuar em crescimento até atingir 233,2 milhões de pessoas em 2047. A partir deste ano, entrará em declínio gradual chegando a 228,3 milhões em 2060. A expectativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), faz parte da Revisão 2018 da Projeção de População, que estima demograficamente os padrões de crescimento da população do país ano a ano, por sexo e idade para os próximos 42 anos.

Antes de 2048, 12 estados (Piauí, Bahia, Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Maranhão, Paraná e Rio Grande do Norte) deverão ter redução na sua população. Segundo o IBGE, a principal característica dessas unidades da federação é o saldo migratório negativo.

No limite da projeção em 2060, oito estados (Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Amapá, Roraima, Amazonas e Acre) não terão queda nas suas populações. O IBGE explicou que eles apresentam saltos migratórios positivos e/ou têm taxas de fecundidade total mais elevadas.

LEIA MAIS

Homem é agredido por populares após supostamente tentar estuprar jovem em Petrolina

(Foto: WhatsApp)

Nesse domingo (4), um homem foi bastante agredido após supostamente tentar estuprar uma menor de idade no bairro Jardim São Paulo, em Petrolina (PE).

O fato aconteceu próximo a um campo de futebol, onde acontecia um campeonato local. Os atletas e parte da população identificaram o acusado, o amarraram e começaram a agredi-lo.

As agressões só pararam com a chegada da Polícia Militar, que levou o suspeito para a delegacia para que fossem tomadas as providências cabíveis.

Caso mantenha taxa de crescimento, população de Petrolina deve ultrapassar os 400 mil habitantes em 2026

(Foto: Arquivo)

Antes denominada “Passagem de Juazeiro”, já que era apenas um caminho para se chegar a cidade vizinha, Petrolina (PE) não para de crescer e tem se destacado entre os municípios, aparecendo, constantemente, entre as melhores cidades para se viver no país. Em termos de população, atualmente, Petrolina é a 5ª cidade mais populosa de Pernambuco.

No último Censo realizado em 2010, a cidade pernambucana contava com 293.962 habitantes. Contudo, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a estimativa é que esse número tenha subido para 343.219 habitantes, ou seja 49.257 novos habitantes. Um crescimento de 16,75%.

LEIA TAMBÉM

Número de veículos em Petrolina cresce 79% em seis anos; Em Juazeiro número é de 59%

A título de comparação, a capital Recife, em 2010, somava 1.537.704 habitantes. Em 2017, o número subiu para 1.633.697, um crescimento de somente 6,24%, aproximadamente 10% a menos que Petrolina. No mesmo período, Caruaru cresceu 13%, quando saiu de 314.912 habitantes em 2010 para 356.128 em 2017, de acordo com dados do IBGE.

Caso continue nesse crescente surpreendente, Petrolina poderá ultrapassar os 400 mil habitantes já em 2026, quando terá 406.548 cidadãos, levando em consideração que a cidade aumentou o número de habitantes em 7.036 em cada ano entre 2010 e 2017.

Segundo IBGE, população brasileira é formada basicamente de pardos e brancos

(Foto: Internet)

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) 2016, divulgada hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que, no critério de declaração de cor ou raça, a maior parte da população brasileira residente é parda: são 95,9 milhões de pessoas, representando 46,7% do total. Em 2012, início da Pnad Contínua, esse percentual era 45,3%.

O contingente de cor branca representava 44,2% do total populacional do país em 2016, com 90,9 milhões de pessoas. Em 2012, esse índice era de 46,6%. Mais 8,2% se declararam de cor preta, um total de 16,8 milhões de pessoas, no ano passado. Em 2012, eram 7,4%.

Entre as grandes regiões do país, 76,8% da população do Sul se declaravam branca, 18,7%, parda e 3,8%, preta. Na Região Norte, 72,3% da população eram parda, 19,5%, branca e 7%, preta. Na Região Sudeste, a que tem a maior proporção de população residente, 52,2% disseram ser brancos, 37,6%, pardos e 9%, pretos.

LEIA MAIS

Para atender moradores, prefeitura instala passarela em obra da ponte da Avenida dos Tropeiros em Petrolina

(Foto: Divulgação)

Nesta sexta-feira (10) uma passarela foi instalada para os pedestres que circulam pela Avenida dos Tropeiros, em Petrolina. A ideia é atender a população durante as obras de recuperação da ponte da Avenida.

Para os veículos a alternativa deve ser a BR-432. A passarela é uma medida de segurança para a população. “A fim de proporcionar condições para os pedestres ultrapassarem o vão da pobre em construção, onde algumas pessoas chegaram a se arriscar fazendo a travessia numas tábuas utilizadas pelas equipes de manutenção, providenciamos uma passarela que dispõe de corrimão e uma estrutura mais adequada para o trânsito de pedestres”, destaca o secretário de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade, Coronel Leite.

O equipamento é provisório e fica no local até que as 11 novas placas de concreto sejam colocadas na ponte, ação prevista para ser concluída até o próximo dia 19.

Número de veículos em Petrolina cresce 79% em seis anos; Em Juazeiro número é de 59%

Crescimento do trânsito nas duas cidades já tem criado congestionamentos. (Foto: Internet)

Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) tem crescido muito ao longo dos anos, tanto do ponto de vista populacional, como no que diz respeito à infraestrutura. Contudo, o aumento da frota de veículos nos dois municípios tem ido um pouco além do crescimento das cidades.

Em 2010, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), a frota de carros e motos em Petrolina somava 56.111 veículos. Apenas seis anos depois, em 2016, o mesmo estudo mostrou um aumento de aproximadamente 75% na frota de motos e carros, com 98.635 veículos contabilizados.

Levando em consideração todos os tipos de veículos, a frota de Petrolina passou de 71.540 em 2010 para 128.096 em 2016, um crescimento de cerca de 79%.

Foram contabilizados, ao todo, em 2016, 47.750 automóveis, 4.291 caminhões, 253 tratores, 10.139 caminhonetes, 2.109 camionetas, 293 micro-ônibus, 50.885 motocicletas, 6.004 motonetas, 544 ônibus, 2 tratores de roda, 572 utilitários e 5.256 outros veículos circulando pela cidade pernambucana.

Em Juazeiro (BA), o estudo de 2010 apontava 41.903 veículos, somando motos e carros. Em 2016, o número subiu para 68.955, um aumento de cerca de 65%. Contudo, se levar em consideração todos os tipos de veículos, a cidade contou com um aumento de 59%. Em 2010, ao todo, eram 56.384 veículos e em 2016 esse número passou para 89.795.

Em Juazeiro foram contabilizados, ao todo, em 2016, 32.560 automóveis, 2.796 caminhões, 242 tratores, 8.579 caminhonetes, 1.667 camionetas, 1.030 micro-ônibus, 36.395 motocicletas, 3.511 motonetas, 1.051 ônibus, 1 trator de rodas, 357 utilitários e 1.606 outros veículos circulando pelo município.

Com esse crescimento acelerado na frota de veículos, as duas cidades devem investir em ampliação das vias e estudos de trânsito para evitar que a circulação dos automóveis se tornem um tormento para os cidadãos, como já é possível perceber.

123