PTB e PL fecham apoio a Miguel e base aliada já contabiliza 13 partidos

(Foto: Ascom Miguel Coelho)

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e o Partido Liberal (PL) são mais duas agremiações a integrar a base da pré-candidatura de Miguel Coelho (MDB) à reeleição em Petrolina. Com os dois apoios, o atual prefeito petrolinense soma 13 legendas na composição rumo às eleições de 15 de novembro.

Já estão com Miguel o MDB, DEM, PTB, PL, PV, PP, PSDB, PSC, Republicanos, Avante, PRTB, PROS e Cidadania. O grupo representa a maior aliança em torno de uma futura candidatura em Petrolina, agregando também o maior número de postulantes a Câmara de Vereadores e tempo no guia eleitoral de rádio e TV.

Miguel ainda negocia com outros partidos com a meta de atingir 15 siglas para fortalecer sua pré-candidatura. “Intensificamos as articulações nessa fase antes da convenção. Já temos a maior aliança e um grande time lideranças e pré-candidatos a vereador. Com essa força política, temos convicção que ofereceremos o melhor programa de governo ao povo de Petrolina”, destaca Miguel Coelho.

(Fonte: Ascom Miguel Coelho)

DEM confirma pré-candidatura do Coronel Anselmo Bispo para majoritária em Juazeiro

Anselmo Bispo vai disputar eleições para prefeitura de Juazeiro.

O Diretório Municipal do Partido Democratas de Juazeiro (BA) indicou, na manhã desta sexta-feira (28), a escolha do nome do Coronel Anselmo Bispo para disputa majoritária na cidade baiana. Segundo o diretório, a decisão teve o respaldo nas definições da Executiva Estadual do Partido e no acordo estabelecido entre os três pré-candidatos Jonh Khoury, Anselmo Bispo e Kalber Fernandes.

Anteriormente, em nota, o partido havia informado que o critério utilizado para “definição do postulante do Partido ao cargo de prefeito para as próximas Eleições Municipais, se daria com base na melhor pontuação em pesquisas eleitorais“. Com isso, “o pré-candidato oficial do partido Democratas em Juazeiro para concorrer ao cargo de prefeito nas Eleições de 2020 será o Coronel Anselmo Bispo“.

LEIA MAIS

Gonzaga Patriota não será candidato em Petrolina. E o PSB deve apoiar Julio Lossio Filho

(Foto: ASCOM)

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) não vai ser candidato a prefeito em Petrolina, apesar de algumas pessoas terem lançado o nome dele esta semana. O motivo é simples e definitivo: ele não quer.

Em entrevista, na manhã desta quinta-feira (27), à Rádio Jornal Petrolina, Patriota falou sobre o assunto e deixou transparecer que não está disposta a enfrentar uma campanha eleitoral.

Ele já havia dito que apoiaria o pré-candidato do PT, Odacy Amorim.

Apesar de reconhecer que quanto mais candidatos, mais fácil será para levar a disputa ao segundo turno, diz que direta ou indiretamente apoia Odacy.

O PSB, em Petrolina, ainda encaminha o apoio a Julio Lossio Filho (PSD). Falta oficializar.

Com informações de Igor Maciel, NE10

Julio Lossio pode ser o segundo pré-candidato a desistir de enfrentar Miguel Coelho em Petrolina

(Foto: Arquivo)

Pré-candidato com maior índice de rejeição na cidade (22.2%) de acordo com a última pesquisa do instituto Opinião, divulgada em outubro do ano passado, o ex-prefeito Julio Lossio (PSD) tem dando sinais que realmente poderá desistir de disputar o próximo pleito em Petrolina. Essa possibilidade vem sendo cogitada deste o dia 24 de julho, quando o governador Paulo Câmara (PSB) esteve na cidade inaugurando o Hospital de Campanha. No dia anterior, o chefe do Executivo Estadual já tinha tomado uma decisão que mudou o jogo político por aqui, convidou o deputado Lucas Ramos (PSB) para assumir uma secretaria no Estado, tirando-o do páreo na disputa pela Prefeitura.

Com a desistência de Lucas e a confirmação da pré-candidatura a prefeita de Marília Arraes (PT) no Recife, caiu então no colo de Lossio a possibilidade de apoio do Palácio do Campo das Princesas, tanto que uma reunião foi marcada e realizada no Recife. Mas, segundo fontes próximas ao governador, uma declaração do ex-prefeito, naquele mesmo dia, teria desagradado Câmara. Ao falar a imprensa ele disse que, caso sua esposa e candidata a deputada estadual em 2018, Andrea Lóssio estivesse disposta a concorrer à Prefeitura, ele abriria mão de sua candidatura. “É um nome que se a gente conseguisse convencê-la, eu abriria mão dessa minha possibilidade para que ela pudesse disputar essa eleição. Se ela quisesse, eu não teria nenhuma dificuldade de abrir mão e apoiá-la de corpo e alma“, afirmou.

Ontem, por coincidência ou não, diversos blogs da cidade e até mesmo do Recife, chegaram afirmar que Lossio estaria mesmo disposto a abrir mão da disputa e que o candidato do PSD poderia ser seu filho Julinho ou sua esposa Andrea Lossio.

De acordo com as informações especuladas, médicos de São Paulo que acompanharam Júlio Lóssio na sua ultima intervenção cirúrgica, desaconselharam a sua participação em campanha de rua, pelo risco de exposição ao coronavírus.

Questionado sobre o assunto pela Rádio Jornal, Julio Lossio informou apenas que só vai comunicar sua decisão de fato no dia do seu aniversário, 22 de agosto (próximo sábado).

“Até o dia 22 de agosto eu tomarei uma decisão interna consultando os amigos, mas, sobretudo, conversando com duas pessoas que me ajudaram muito nas últimas eleições que é Julinho, Julio Filho e Andrea, sempre tiveram participação ativa e vão me ajudar nesta decisão“, ratificou.

Ao programa Repercutindo, apresentado por Daniel Campos e Marco Aurélio, ele disse que vai participar da eleição seja “como técnico, como jogador, como ponta, como centravante”.

“Nós vamos estar participando do processo eleitoral porque essa é nossa obrigação, nós temos hoje pré-candidatos a vereador PSD, nós temos hoje o PDT que está aliado com a gente, estamos conversando com outras legendas, estamos conversando também com outros pré-candidatos”, comentou.

Negativa de apoio de FBC a João Campos não impacta no PSB

(Foto: Internet)

A manutenção da  postura de oposição do senador Fernando Bezerra Coelho e seu grupo político dentro do MDB, mesmo com o anúncio do partido em apoiar a pré-candidatura do deputado federal João Campos (PSB) no Recife, parece que não terá um peso significativo nas relações entre os socialistas e emedebistas. Segundo o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, a definição do partido formalizada nesta terça-feira (11), é o fator mais importante nesse arco de alianças.

“O partido já decidiu. O que importa é que o partido seguiu a liderança do senador Jarbas Vasconcelos e do deputado federal Raul Henry”, disse Sileno, em resposta ao JC. “O MDB é um importante aliado da Frente Popular desde 2012. Tem sido fundamental na consolidação de um projeto inovador no Recife. A expressão das lideranças do senador Jarbas e do deputado Raul Henry refletem um profundo conhecimento da cidade e com certeza trarão grandes contribuições para o processo”, afirma Guedes.

O presidente estadual do MDB, Raul Henry, também fez menção ao posicionamento que o partido possui desde 2012 e que por isso, “não há razão para uma alteração de curso no atual cenário político do estado”. Segundo o dirigente, mesmo que no partido tenha lideranças que optem por fazer oposição as gestões socialistas, tanto no âmbito estadual quanto municipal, “O MDB nasceu como frente e tem a cultura de conviver democraticamente com suas divergências de forma pacífica e cordial”, disse ao JC.

Oposição

O líder do governo Bolsonaro, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), em entrevista ao Passando a Limpo da Rádio Jornal, nesta terça-feira (11), afirmou que, apesar de seu partido se encaminhar para o apoio ao PSB nas eleições municipais do Recife, o parlamentar não seguirá com o deputado federal João Campos (PSB) como pré-candidato à Prefeitura do Recife. Quando questionado se não votaria em João nas eleições municipais, Fernando relatou que ele conversou com o deputado e apontou as “dificuldades” de apoiá-lo para prefeito.

“Eu tive a oportunidade de conversar com o deputado João Campos. Ele me fez uma visita, tivemos uma conversa muito franca e aberta sobre essa questão. Eu coloquei para João as dificuldades de caminharmos juntos nas eleições para prefeito”, explicou.

O senador também afirmou, em entrevista, que continuará seguindo com as articulações junto ao bloco de oposição nos governos atuais.

“Nós temos uma posição de oposição ao governo Paulo Câmara e, por consequência, também ao do governo do prefeito Geraldo Julio. Nós vamos nos manter assim, aguardando as negociações das forças políticas no campo da oposição para definir a candidatura que vamos apoiar no Recife”, concluiu.

Armando Monteiro Neto define apoio em Cabrobó

O ex-senador Armando Monteiro Neto definiu seu apoio e do PTB estadual para a pré-candidatura à prefeitura de Cabrobó, no sertão de Pernambuco. Em uma reunião nesta segunda, o atual vice-prefeito do município, Pedro Caldas, apresentou ao ex-senador o atual presidente da Câmara de Vereadores, Dim Saraiva (MDB), que concorrerá na próxima eleição

“Estou convencido que a escolha pelo empresário Dim Saraiva se destaca pelo trabalho social em Cabrobó. Tem nosso apoio por apresentar os melhores projetos, será uma importante voz na oposição ao Governo do Estado na região, atuando fortemente na geração de empregos para os moradores do município”, destacou Monteiro Neto.

Com dois mandatos de vereador, Saraiva tem o apoio do vice-prefeito Pedro Caldas e nove vereadores, entre eles Duda Caldas, que também esteve reunido com o ex-senador, no Recife. “Agora com o apoio da estadual do PTB e do ex-senador Armando Monteiro Neto, oficializados ganha força a pré-candidatura do vereador Dim. É de uma pessoa com seu perfil de liderança que precisamos na condução de Cabrobó ao futuro”, comemora Pedro Caldas, vice-prefeito de Cabrobó.

Diretórios estadual e municipal do PT cedem e declaram apoio à candidatura de Marília Arraes no Recife

Depois de trabalharem intensamente para rifar a pré-candidatura da deputada federal Marília Arraes (PT) à Prefeitura do Recife em prol da manutenção da aliança com o PSB em Pernambuco, os diretórios estadual e municipal do PT decidiram apoiar o nome da neta do ex-governador Miguel Arraes na eleição deste ano. Presidente do PT-Recife, Cirilo Mota ressaltou, no entanto, que a sigla não pretende fazer oposição aos socialistas no Estado, mas sim reforçar o campo de esquerda no pleito.

Desde o início do ano, o Diretório Nacional do PT lançou o nome de Marília como candidata no Recife, mas as instâncias locais da agremiação, lideradas pelo senador Humberto Costa (PT), resistiam em romper com o PSB. No fim de junho, 37 dos 44 delegados do PT no Recife decidiram que o partido não lançaria candidatura própria na cidade. No dia 26 de julho, o Diretório Estadual petista optou por seguir a decisão da municipal. Na última sexta-feira (31), porém, a Nacional voltou a confirmar a presença da parlamentar na disputa recifense, fato que levou os presidentes estadual e municipal da legenda a se reunirem com a pré-candidata na última segunda-feira (3).

“Esse diálogo é fundamental para fortalecer a unidade no partido e também para avançarmos nas propostas que serão apresentadas aos recifenses com maior intensidade a partir de agora”, afirmou Marília, através de nota, após o encontro com os dirigentes partidários.

Ao Jornal do Commercio, Cirilo Mota disse acreditar que houve uma “intervenção” do Diretório Nacional do PT nos órgãos locais da sigla, mas que a decisão partidária será respeitada. “Seremos um projeto alternativo no campo de esquerda. A gente não sabe se a direita vai ter mais de uma candidatura, então vamos trabalhar para derrotar esse campo político, não faremos oposição ao PSB. A gente acreditava que a melhor tática era a aliança, mas respeita a decisão nacional. Agora vamos nos concentrar em derrotar o projeto da direita”, afirmou.

Ainda de acordo com o presidente, o Diretório Municipal do PT se reunirá no próximo sábado com Marília Arraes para elaborar a tática da campanha da deputada. “Como até então nenhum partido declarou apoio ao projeto do PT, temos que discutir estratégias, possíveis coligações. Por isso marcamos esse novo encontro”, pontuou.

O presidente estadual do PT, deputado estadual Doriel Barros, foi procurado para comentar o caso, mas não quis se pronunciar. O senador Humberto Costa não atendeu às chamadas feitas pela reportagem até a publicação desta matéria.

A segunda-feira também foi marcada por um encontro entre os presidentes nacionais do PT, Gleisi Hoffman, e do PSB, Carlos Siqueira. O teor da reunião não foi divulgado, mas cogita-se que o Recife seria um dos temas principais, uma vez que a candidatura do deputado federal João Campos (PSB) é prioridade no seio socialista. Presente na reunião, o deputado federal José Guimarães (PT) limitou-se a dizer: “Recife já está definido desde a última sexta-feira. Nossa candidata é Marília Arraes”. Siqueira preferiu não falar sobre o encontro.

Pilão Arcado: grupos políticos trabalham para fortalecer nome de Orgeto Bastos

Movimentação nos bastidores que fortalecer nome do atual prefeito (Foto: Ascom PMPA)

As movimentações nos bastidores da política em Pilão Arcado (BA) estão intensas, para fortalecer o nome de Orgeto Bastos como pré-candidato a prefeito. As articulações também envolvem os partidos da base de Orgeto, especialmente os que almejam ser vereador.

Sem as coligações partidárias – proibida a partir desse pleito – os políticos se organizam para lançar três blocos com pré-candidatos no grupo do prefeito. Concomitantemente à escolha dos possíveis concorrentes à Câmara Municipal, o trabalho busca consolidar Orgeto na reeleição.

Ele tem apenas seis meses de mandato e vem surpreendendo positivamente, especialmente pelo fato de ter encontrado pela frente a pandemia do novo coronavírus. Entre suas ações estão o fortalecimento da saúde, com novas unidades e as medidas para evitar a disseminação do vírus na cidade.

Orgeto Bastos foi eleito em 2 de fevereiro, em uma eleição suplementar autorizada pela Justiça Eleitoral. A votação se fez necessária depois de o prefeito e vice-prefeito vencedores em 2016 terem sido cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Avante aposta na juventude para renovar política de Juazeiro

Partido busca se fortalecer para eleições (Foto: Ascom)

Ano de eleição municipal significa muita movimentação nos bastidores da política. Em Juazeiro (BA) onde a oposição ainda não definiu quem será o principal nome, a juventude busca espaço. Pregando o discurso da renovação, o Avante deu um passo importante e criou seu núcleo Jovem.

O primeiro passo foi dado na segunda-feira (6), após reunião com pré-candidatos a vereador e prefeito. Propondo uma nova política e eleger novos representantes na Câmara Municipal, o Avante defende “menos grupismo e com mais povo” no poder.

O partido tem como pré-candidato a vereadores o Capitão Moreira. Para a sigla, é fundamental a “construção de um novo projeto político e a construção de um novo marco político” para assim extirpar as “velhas raposas” da política local.

“Não entro para fazer politicagem e beneficiar grupos”, afirma Coronel Anselmo

Coronel deixou comando do CPRN para investir na carreira política (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A Oposição de Juazeiro (BA) ainda não definiu como caminhará nas eleições de outubro, mas um nome se destaca entre tantos. O coronel Anselmo Bispo deixou o comando do CPRN, lançou sua pré-candidatura do começo de março e agora busca consolidar seu nome na corrida eleitoral.

LEIA TAMBÉM

Coronel Anselmo Bispo lança pré-candidatura à prefeitura de Juazeiro

Novato na política, o policial militar participou de uma entrevista por telefone nessa terça-feira (31) no programa Super Manhã com Waldiney Passos e reiterou sua vontade de ser prefeito de Juazeiro.

“Venho colocar meu nome à disposição da população da minha terra, do meu povo com as melhores intenções possíveis. Eu entro para gerir Juazeiro, para governar Juazeiro. Não entro para fazer politicagem e beneficiar grupos“, disse à Rádio Jornal Petrolina.

Pregando o respeito, ele afirmou que não aceitará o debate baixo e apelativo. “Pretendo fazer uma caminhando com respeito a todos, não tenho nada pessoal contra ninguém. Quero uma discussão técnica“, destacou.

Coronel Anselmo Bispo lança pré-candidatura à prefeitura de Juazeiro

Coronel Anselmo Bispo vai se filiar ao DEM (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Mesmo com público reduzido, devido ao decreto municipal de medidas preventivas contra o novo coronavírus, o Coronel Anselmo Bispo lançou sua pré-candidatura à prefeitura de Juazeiro (BA), na noite do último sábado (14), em uma coletiva de imprensa realizada no Grande Hotel.

LEIA TAMBÉM

Comissão organizadora cancela lançamento da pré-candidatura do Coronel Anselmo, mas mantém coletiva de imprensa

“Juazeiro não parou no tempo, Juazeiro andou para trás. A nossa proposta é de em uma gestão transparente, séria, de que a gente possa olhar no olho do povo e ser cobrado pelo povo sem se esconder, a gente possa resgatar Juazeiro e trazer a cidade de volta para o patamar que ela merece, que é da maior cidade da região norte da Bahia”, disse Anselmo Bispo.

O partido escolhido pelo Coronel Anselmo Bispo é o Democratas (DEM), mesma sigla do prefeito de Salvador (BA), ACM Neto. Sobre os partidos que apoiam o projeto encabeçado pelo Coronel, estiveram presentes no evento políticos das siglas: DEM, PL, PSL, PTB, PSC, CIDADANIA, e o PV, representado por Targino Gondim.

“Nós não vamos fazer de Juazeiro um balcão de negócios, nem uma capitania hereditária, nós estamos em Juazeiro para formar um grupo, um novo momento em Juazeiro, para que a cidade cresça, sem que necessariamente se render a ninguém, nem a nada, Juazeiro não pode ter dono, por que Juazeiro é uma cidade muito maior do que todos nós”, completou Bispo, pré candidato a prefeito de Juazeiro.

José Anselmo Moreira Bispo, nasceu no dia  31 de agosto de 1963, em Juazeiro (BA), na maternidade São José. Filho de Adelaide Moreira Bispo, também juazeirense, e de José Pereira Bispo (in memorian), SGT PM Bispo, pernambucano de Belém do São Francisco, Coronel Anselmo Bispo como é atualmente conhecido, exerce a função de Policial Militar no Estado da Bahia há 36 anos. Ele é esposo de Mônica Prado e pai de Larissa e Mateus.

Comissão organizadora cancela lançamento da pré-candidatura do Coronel Anselmo, mas mantém coletiva de imprensa

Coronel Anselmo Bispo (Foto: Blog Waldiney Passos)

A Comissão organizadora do lançamento da pré-candidatura do Coronel Anselmo Anselmo Bispo à prefeitura de Juazeiro (BA), marcado para amanhã (14), emitiu há pouco uma nota comunicando o cancelamento de parte do evento. De acordo com a organização, a coletiva de imprensa que aconteceria ao final do evento, está mantida.

LEIA TAMBÉM

Após decreto do prefeito Paulo Bomfim, lançamento de pré-candidatura do Coronel Anselmo deve ser cancelado

Segundo a nota, o cancelamento atende ao decreto municipal publicado hoje (13), que determinou medidas de prevenção contra o novo coronavírus e H1N1. Dentre elas, a suspensão de eventos com mais 100 pessoas.

A coletiva de imprensa sobre a pré-candidatura do Coronel Anselmo Bispo, acontecerá neste sábado (14), no Salão 01 do Grande Hotel de Juazeiro, às 18h, com limitação de 100 pessoas. Devem participar da coletiva lideranças locais, estaduais e nacionais.

Após decreto do prefeito Paulo Bomfim, lançamento de pré-candidatura do Coronel Anselmo deve ser cancelado

(Foto: Reprodução/Instagram)

O prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim, decretou, nesta sexta-feira (13), medidas preventivas de enfrentamento contra o novo coronavírus  e H1N1, que devem ser seguidas em âmbito municipal, pelo prazo de sete dias, podendo ser prorrogadas por igual período.

Dentre as principais medidas do decreto, destacam-se a suspensão das atividades educacionais em todas as escolas da rede municipal de ensino, e eventos de qualquer natureza, que exijam licença do Poder Público, com público
superior a 100 pessoas.

Sobre a suspensão de eventos, o decreto do prefeito Paulo Bomfim afeta diretamente o lançamento da pré-candidatura do Coronel Anselmo Bispo, opositor de Bomfim, marcado para este sábado (14). Diante da recomendação do poder executivo municipal, o evento que reuniria autoridades, sociedades civil e imprensa local, deve ser cancelado.

LEIA MAIS

Lucinha Mota nega politicagem em sua luta e confirma pré-candidatura a vereadora

Lucinha criticou a Câmara por receber o advogado de Alisson. (Foto: Jean Britto)

A mãe da garota Beatriz, Lucinha Mota, esteve na manhã dessa terça-feira (08) na Câmara de Vereadores de Petrolina para protestar contra a presença, na tribuna da Casa, do advogado Wank Medrado, que defende o suspeito de apagar as imagens das câmeras de segurança do Colégio Maria Auxiliadora Henrique.

Questionada sobre o posicionamento de alguns vereadores da Casa Legislativa afirmando que a luta de Lucinha teria se tornado política, já que ela se candidatou a Deputada Estadual nas últimas eleições, a mãe de Beatriz disse ter apelado para a política por não ter representatividade dentro do município e confirmou que vai se candidatar ao cargo de vereadora nas próximas eleições.

LEIA MAIS

Marília Arraes reafirma sua pré-candidatura ao Governo de Pernambuco

A vereadora do Recife, Marília Arraes (PT) divulgou um vídeo em suas redes sociais rebatendo os boatos de que o PT teria retirado sua pré-candidatura ao Governo de Pernambuco. Ela relembrou os vários ataques que sua candidatura recebeu nos últimos meses e convocou delegados para comparecer à convenção estadual.

LEIA TAMBÉM:

Encontro do PT nacional deve confirmar retirada de Marília Arraes das eleições

Mais cedo jornais do Recife noticiaram a retirada da pré-candidatura da vereadora, após o PT nacional ter optado pela aliança com o PSB em 10 estados, entre eles Pernambuco. Entretanto, um grupo contrário à decisão entrou com um recurso ao diretório nacional destacando os resultados expressivos de Marília nas pesquisas.

Confira a seguir o vídeo da pré-candidata ao governo

12345