Bolsonaro cogita general para ser vice em sua chapa

(Foto: Reprodução/Internet)

O pré-candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro já estuda um possível nome para vice-presidente. O general Augusto Heleno (PRP) é uma das lideranças do Exército e Bolsonaro foi seu cadete quando serviu às Forças Armadas.

A análise do general vem após demora de Magno Malta (PR) em decidir se aceita ou não o convite para compor a chapa. Malta tem até o dia 15 para dar sua resposta. Segundo o jornal Estadão, o PR não teria liberado o senador a fazer a parceria com Bolsonaro.

Em fevereiro desse ano o general Heleno já havia declarado seu voto a Bolsonaro, que recentemente apresentou queda nas intenções de votos da população.

Pré-candidato do PSOL à Presidência, Boulos visita Petrolina em julho

(Foto: Divulgação)

Mais um pré-candidato à Presidência da República visitará a região. Assim como a Manuela D’Ávila (PCdoB), que visitou Juazeiro e Petrolina, outro nome da esquerda estará em Petrolina no próximo dia 2 de julho. Guilherme Boulos, principal nome do PSOL cumprirá agenda política na cidade.

O evento estava marcado para o dia 3, porém precisou ser antecipado. A expectativa do PSOL municipal é que o pré-candidato se reúna com lideranças e também com a imprensa, para uma entrevista coletiva. Mais detalhes da agenda deverão ser divulgadas nos próximos dias.

Boulos ganhou projeção nacional no mesmo momento em que Manuela D’Ávila, ambos são apontados como a renovação da esquerda no país, especialmente com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Manuela D’Ávila elogia política educacional de Juazeiro em visita a região

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A pré-candidata à Presidência da República, Manuela D’Ávila aproveitou sua passagem pelo Vale do São Francisco para conhecer mais as políticas educacionais de Juazeiro, comandada pelo companheiro de partido, Paulo Bomfim. Segundo ela, a forma como a cidade vizinha a Petrolina lida com a educação é exemplo para sua plataforma eleitoral.

LEIA TAMBÉM:

Manuela D’Ávila afirma que é necessário combater desigualdade regional para tornar Vale do São Francisco mais competitivo

Em Petrolina, Manuela D’Ávila reafirma pré-candidatura à Presidência da República

“Tenho me apegado a estudar muito a experiência de Juazeiro na educação, na construção de equipamentos públicos para garantir que as crianças e adolescentes permanecem numa escola mais digna. O fato de Juazeiro ter se transformado num polo de ensino superior, de ensino técnico, a busca pelo primeiro curso de Medicina, é uma forma de criar uma educação a longo prazo”, destacou.

A deputada estadual pelo Rio Grande do Sul esteve em Petrolina e Juazeiro no final de semana, quando participou de um ato na cidade baiana e apresentou sua pré-candidatura aos eleitores da região. Em Petrolina ela afirmou que pretende continuar na disputa, mesmo com a tendência de os partidos de esquerda se aproximarem.

Manuela D’Ávila afirma que é necessário combater desigualdade regional para tornar Vale do São Francisco mais competitivo

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A passagem da pré-candidata à Presidência da República, Manuela D’Ávila (PC do B) no final de semana foi breve, mas ela fez questão de destacar a importância da preservação do Rio São Francisco. Durante a coletiva de imprensa realizada na manhã do domingo (10), Manuela também falou da divisão entre esquerda e direita no Brasil.

LEIA TAMBÉM:

Em Petrolina, Manuela D’Ávila reafirma pré-candidatura à Presidência da República

“Tem dois lugares no Brasil que fizeram eu ter a certeza absoluta que Deus existe, um deles foi a margem do Rio São Francisco. Nosso compromisso com o rio é com todo o Nordeste, nós conversávamos, eu e os meus deputados da Bahia, sobre o impacto da fruticultura nessa região e sobre a possibilidade do Brasil produzir mais produtos do que produz. Embora essa região seja a que mais produz frutas no Brasil, nós produzimos menos do que o Chile. Do ponto de vista do que isso representa a competitividade global, as possibilidades que teríamos se tivéssemos políticas de desenvolvimento que combatessem a desigualdade regional“, afirmou.

LEIA MAIS

Em Petrolina, Manuela D’Ávila reafirma pré-candidatura à Presidência da República

Pré-candidata esteve em Petrolina nessa manhã (Foto: Blog Waldiney Passos)

A pré-candidata à Presidência da República pelo PC do B, Manuela D’Ávila visitou Petrolina na manhã desse domingo (10) e conversou com a imprensa no Petrolina Palace. Antes de seguir para um ato democrático na vizinha Juazeiro, Manuela afirmou que continua pré-candidata e que as decisões do PT não interferem na sua caminhada.

LEIA TAMBÉM:

Em documento, PT nacional aconselha aliança com PSB e lima candidatura de Marília Arraes

Isso porque, conforme o Blog Waldiney Passos publicou mais cedo, o Partido dos Trabalhadores aconselhou a formação de alianças com partidos de esquerda, entre eles o PC do B. Na visão da pré-candidata, o gesto representa um sinal de união, mas sem interferir na sua decisão de concorrer ao cargo mais importante do país.

LEIA MAIS

Pré-candidata à Presidência, Manuela D’Ávila vem a Petrolina nesse final de semana

(Foto: Reprodução/Facebook)

Petrolina receberá neste domingo (10) a visita da pré-candidata à Presidência da República, Manuela D’Ávila (PC do B). Ex-vereadora, deputada federal e atual deputado estadual pelo Rio Grande do Sul, Manuela foi presidente do partido na Câmara dos Deputados e se destacou por sua luta pelos estudantes e trabalhadores.

Em Petrolina ela participará de uma coletiva de imprensa às 8h30 no Petrolina Palace. Em seguida ela seguirá para Juazeiro onde participará de um ato público. Manuela tem 36 anos e é vista como um dos nomes para a renovação política nacional.

Além da presença de Manuela D’Ávila, a professora e escritora petrolinense Socorro Lacerda que é pré-candidata pelo partido a uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (PC do B) também estará no ato. “Sou filha de trabalhadores, não sou filha de gente rica. É diferente quando você vai escolher alguém, você não vota só porque ela é mulher, mas porque ela tem uma história para contar e eu tenho em Petrolina. Temos esperança de que o voto vai valer e a mudança vai acontecer“, disse Socorro.

Em Petrolina, Marília Arraes defende candidatura de Lula à Presidência da República

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A vereadora do Recife e pré-candidata ao Governo de Pernambuco pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Marília Arraes esteve em Petrolina na manhã de hoje (28) e participou do programa Super Manhã, na Rádio Jornal, onde falou da situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Para Marília, o PT não deve abrir mão da pré-candidatura do ex-presidente, pois caso tomar essa atitude, estará legitimando a perseguição contra o petista. “Qualquer menção de se jogar toalha a desistir de lutar pelo direito de Lula ser candidato é praticamente admitir que tudo que está sendo feito contra Lula é certo e o que nós estamos sempre alertando as pessoas é que todo esse processo tem um objetivo: entregar nosso patrimônio nacional para que o estrangeiro explore, cassar direito dos trabalhadores, é desmontar todo o estado social que foi construído nos últimos anos e a prisão de Lula faz parte desse script. Nós vamos até o final defender os direitos de Lula”, afirmou.

Na opinião da pré-candidata, com Lula na corrida eleitoral uma vitória é dada como certa e ele reverteria as políticas aprovadas pelo atual presidente Michel Temer. Marília Arraes também opinou sobre a greve dos caminhoneiros.

“Nós não podemos minimizar essa manifestação a uma simples classe trabalhista, até porque nós sabemos a vinculação dos caminhoneiros com as grandes empresas e não se resolve de forma simplista. Redução de impostos, o estado vai deixar de arrecadar e não vai resolver o problema”, argumenta.

Marília acredita que, somente uma revisão da polícia da Petrobras é que o preço do combustível será normalizado. Ela reafirmou considerar legítima a manifestação, mas que a situação não será solucionada com medidas rápidas, a exemplo das apresentadas pelo presidente Temer ontem.

PT lançará pré-candidatura de Lula no dia 27, afirma deputado

(Foto: Internet)

O nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será confirmado pelo Partido dos Trabalhadores como pré-candidato à Presidência da República. Segundo o deputado federal Wadih Damous, o PT lançará o nome de Lula no dia 27 de maio, mesmo com o político preso.

O petista cumpre pena na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba e foi visitado por Wadih na manhã dessa segunda-feira (21). O deputado conversou com militantes acampados na capital paranaense sobre o lançamento da pré-candidatura.

“Pouco importa se em cada ato tenha 10 pessoas, tenha 5 pessoas, tenha 500 pessoas. O importante é o somatório em todo o Brasil de cada um desses atos, para deixar claro que o presidente Lula é o nosso candidato”, disse Damous.

O deputado também afirmou que o ex-presidente está bem-humorado, apesar da indignação de estar recluso. “Está bem abrigado, está bem agasalhado, tem praticado exercícios, está bem-humorado. Agora, é claro que ele está indignado com essa perseguição que se abate sobre ele“, afirmou.

PSB pode apoiar candidatura de Ciro Gomes à Presidência, afirma Paulo Câmara

(Foto: Julio Jacobina/DP)

Com a desistência do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa de não concorrer à Presidência da República pelo PSB, o partido já estuda apoiar o nome de Ciro Gomes para a disputa. A afirmação veio do governador de Pernambuco e vice-presidente nacional da legenda, Paulo Câmara, nesse final de semana.

“Apoio ao Ciro vai depender do processo de discussão interna do partido. Com a desistência do ministro Joaquim Barbosa de ser pré-candidato, isso passa a ser uma possibilidade“, disse Câmara sobre o político do PDT. Ainda segundo o governador de Pernambuco, a centro-esquerda deve seguir dois caminhos: encaminhar uma candidatura única ou se dividirá no primeiro turno, já que há a possibilidade de apoio ao PT.

No entanto, na opinião de Câmara, a candidatura ideal uniria PT, PSB e PDT lado a lado. “Se der para juntar tudo no primeiro turno, é o melhor dos mundos, independentemente de quem seja o candidato. Agora, se não der, é importante também a gente se preparar para estar junto no segundo turno“, disse.

Caso não haja consenso com as duas siglas, o PSB deve encaminhar uma candidatura única ao Governo de Pernambuco, porém ainda não decidiu quem seria o nome a disputar as eleições.

No RJ, Paulo Bonfim participa de evento com Manuela Dávilla, pré-candidata à Presidência da República

Já em clima de eleição, o prefeito de Juazeiro, Paulo Bonfim (PC do B) esteve na 73ª Reunião Geral da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), no Rio de Janeiro (RJ), onde acompanhou a deputada estadual do Rio Grande do Sul e pré-candidata à Presidência da República, Manuela Dávilla.

O evento realizado na terça-feira (8) foi marcado por uma conversa com os pré-candidatos, momento no qual Manuella Dávilla apresentou suas propostas, ao lado de Bonfim. Os dois políticos são do mesmo partido e Manuela utilizou Juazeiro como referência na evolução da educação infantil.

Juntamente com Bonfim e Manuela também esteve o vice-presidente da FNP e também prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B). Durante o evento, Paulo Bonfim falou sobre a conversa com os colegas de partido.

“Tem sido muito interessante ser procurado por colegas prefeitos e prefeitas de todo o país para conhecer a nossa gestão, nossas experiências. Sabemos que Juazeiro ainda tem uma demanda muito grande em todas as áreas. Entretanto, a população reconhece o que já foi feito e acredita na nossa capacidade de produzir ações ainda mais consistentes, que melhorem a vida das pessoas“, disse.

Joaquim Barbosa confirma desistência de pré-candidatura à Presidência

Cotado pelo PSB para ser pré-candidato à Presidência da República, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa confirmou sua desistência das eleições. O comunicado foi feito pelo próprio Barbosa em uma rede social.

(Foto: Reproduação/Twitter)

Na publicação feita nessa terça-feira (8), Barbosa afirmou que foi uma decisão “estritamente pessoal”. O ex-ministro começou a ganhar força nas pesquisas eleitorais e atraiu a atenção do PSB.

Sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa, Barbosa foi o terceiro nome preferido pelos eleitores em uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha, ficando atrás apenas de Jair Bolsonaro e Marina Silva.

Bolsonaro critica procuradora-geral da República durante entrevista em programa de TV

(Foto: Internet)

Pré-candidato à Presidência da República pelo PSL, o deputado Jair Bolsonaro (RJ) criticou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em entrevista à TV Bandeirantes.

Ao apresentador José Luiz Datena, ele rebateu o conteúdo de denúncia por racismo apresentada contra ele pela PGR e disse que tem “imunidade total” para se expressar.

A procuradora-geral da República apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra o pré-candidato por racismo praticado contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs.

De acordo com a denúncia, em uma palestra no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017, Jair Bolsonaro, em pouco mais de uma hora de discurso, “usou expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais”.

LEIA MAIS

Lula lidera pesquisa do Datafolha, mesmo após prisão

(Foto: Diário de Pernambuco)

A primeira pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, após a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi divulgada na madrugada desse domingo (15). Lula aparece em três cenários pesquisados e se mantém líder, porém com uma redução de pontos em relação a última pesquisa.

No fim de janeiro Lula tinha 37% e agora aparece com 31% em dois cenários e 30% em outro (com a presença de Michel Temer na disputa). Nos três cenários com a presença do ex-presidente, as posições e percentuais dos seus adversários são basicamente as mesmas.

Marina x Bolsonaro

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) teve entre 15% e 16% das intenções de voto, seguido por Marina Silva (Rede) com 10%. Os dois tornam-se automaticamente líder e vice-líder em todos os seis levantamentos sem Lula. Marina reduziu significativamente a diferença para um quadro de empate técnico. E, numa projeção de 2º turno, Marina Silva tem ampla vantagem (44% x 31%) contra Bolsonaro.

LEIA MAIS

Temer avisa a correligionários que vai disputar eleições

(Foto: Reprodução)

Depois de negar a intenção de concorrer às eleições de outubro, o presidente Michel Temer anunciou a seus correligionários no sábado (17) que vai disputar a candidatura à Presidência do Brasil. Segundo o jornal Estado de São Paulo, Temer falou em “defender seu legado e sua própria honra”.

Sem pressa com relação ao calendário eleitoral, pois o presidente não precisa deixar o cargo até abril para concorrer, Michel Temer poderá esticar ao máximo o anúncio oficial de sua candidatura. Em uma pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha em janeiro, Temer tinha rejeição de 60% entre os possíveis candidatos.

Mesmo com as negativas do presidente, pessoas próximas a Temer já sabiam da sua intenção de disputar as eleições. O publicitário e marketeiro de Temer, Elsinho Mouco já havia dito no último mês de fevereiro que o presidente tinha grandes chances para sonhar com reeleição, por causa da intervenção federal no Rio de Janeiro. “Ele já é candidato”, afirma.

123