Bolsonaro tem alta hospitalar

(Foto: Marcos Corrêa/PR)

O Presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) teve alta hospitalar neste domingo (18). A informação foi confirmada pelo redes sociais da secretaria de comunicação da presidência.

Bolsonaro estava internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo para tratar uma obstrução intestinal.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro evolui de forma satisfatória e tem sonda retirada, diz boletim

Presidente deve receber alta neste domingo, afirma equipe médica

O presidente Jair Bolsonaro deve receber alta neste domingo (18). A afirmação é do cirurgião Antonio Luiz Macedo, responsável pelas cirurgias no abdômen do presidente. Segundo ele, ainda não há como precisar o horário em que o presidente receberá alta. “O sistema digestivo já está funcionando”, disse o médico. Macedo disse que o presidente pode retomar as atividades “com calma” a partir de segunda-feira (19).

LEIA TAMBÉM

Internado em São Paulo, Bolsonaro passará por nova avaliação

De manhã, o presidente postou um vídeo em uma rede social em que caminhava pelos corredores do Hospital Vila Nova Star. Mais tarde, ele chegou a participar da live de inauguração de uma agência da Caixa em Missão Velha, no Ceará.

Quadro de presidente continua evoluindo, mas sem previsão de alta

O presidente Jair Bolsonaro apresenta evolução clínica considerada satisfatória, segundo o boletim médico divulgado no início da tarde de hoje (16). Bolsonaro está internado desde a noite de quarta-feira (14) no Hospital Vila Nova Star, após apresentar um quadro de obstrução intestinal.

Ainda de acordo com o informe da equipe médica, o presidente passa bem, mas não há previsão de alta. Ontem (15) foi feita a retirada da sonda nasogástrica com a perspectiva de que hoje fosse retomada a alimentação oral.

Internado em São Paulo, Bolsonaro passará por nova avaliação

O presidente Jair Bolsonaro foi transferido na noite desta quarta-feira (14) para o hospital Vila Nova Star em São Paulo. O mandatário chegou ao hospital por volta das 19h30 onde deverá passar por nova bateria de exames para avaliação de necessidade de cirurgia para correção de uma obstrução intestinal.

O diagnóstico do mandatário veio após internação no Hospital das Forças Armadas (HFA), onde deu entrada após fortes dores abdominais e uma crise persistente de soluço por quase duas semanas. Caso seja realizado procedimento cirúrgico, será o sétimo ato deste tipo realizado pelo chefe do Executivo após a facada recebida em 2018, durante a campanha eleitoral, em Juiz de Fora (MG). A última, foi realizada no dia 25 de setembro, para a retirada de um cálculo vesical.
LEIA MAIS

Bolsonaro tem obstrução intestinal e será transferido para São Paulo

(Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro enfrenta um quadro de obstrução intestinal e deve ser transferido para São Paulo para que os médicos avaliem a necessidade de uma cirurgia de emergência, informou nesta quarta-feira (14) em nota oficial a Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada. Segundo o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o presidente chegou a ser sedado pela manhã, mas já acordou e deve ser transferido ainda nesta quarta para São Paulo.

LEIA MAIS

Paulo Câmara pode ser vice de Lula em 2022

A informação foi revelada pela coluna Painel, da Folha de São Paulo. Segundo a reportagem, com o ex-presidente Lula (PT) livre para candidatar-se em 2022, em decisão revalidada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana, as movimentações para a composição da chapa liderada pelo petista começam a ganhar força.

Uma das principais especulações é a do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), compor a chapa presidencial ao lado do líder do PT.

LEIA MAIS

Bolsonaro reproduz vídeo com críticas ao governador de Pernambuco

(Foto: Carolina Antunes/PR)

O presidente Jair Bolsonaro reproduziu em sua conta no Twitter um vídeo em que o apresentador de TV Sikêra Jr. faz críticas ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), a partir de cifras retratadas em seu programa como verbas da União destinadas ao Estado.

A temática dos repasses federais a Estados e municípios já esteve no centro do acirramento político de Bolsonaro com governadores antes. O episódio gerou reações de gestores, que criticaram o presidente por apresentar números de forma distorcida para insinuar que haveria benevolência do governo federal e que os entes subnacionais fariam uma má gestão dos recursos no enfrentamento à pandemia de Covid-19.

LEIA MAIS

Bolsonaro diz que Brasil será autossuficiente na produção de vacinas

O presidente Jair Bolsonaro fez nessa terça-feira (23) um pronunciamento em cadeia de rádio e TV em que afirmou que o país, em poucos meses, será autossuficiente na produção de vacinas contra a covid-19.

“Não sabemos por quanto tempo teremos que enfrentar essa doença, mas a produção nacional vai garantir que possamos vacinar os brasileiros todos os anos, independentemente das variantes que possam surgir”, disse o presidente.

LEIA MAIS

‘Somos o 5º país que mais vacina’, diz Bolsonaro em pronunciamento

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil é o quinto país que mais vacinou no mundo, em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, nesta terça-feira (23). Durante quatro minutos o presidente destacou as ações tomadas pelo governo para a obtenção de vacinas desde o ano passado, disse que o país tem mais de 14 milhões de pessoas que receberam ao menos uma dose da vacina e que já foram enviadas mais de 32 milhões de doses de imunizantes para todos os estados.

“Quero tranquilizar o povo brasileiro e afirmar que teremos vacina”, disse o presidente garantindo a disponibilidade de mais de 500 milhões de doses ainda em 2021. “Somos incansáveis na luta contra o coronavírus. Essa é a missão e vamos cumpri-la”, afirmou. Ainda segundo o chefe do Executivo, o país terá imunizantes, “independentemente das e variantes que possam surgir.”

LEIA MAIS

Comerciantes de Campo Formoso protestam pela abertura dos seus estabelecimentos

Seguindo o exemplo de Petrolina e tantas outras cidades da região, dezenas de comerciantes que prestam serviços considerados não essenciais na cidade baiana de Campo Formoso (BA) bloquearam a rodovia BA 220, na entrada da cidade, nesta segunda-feira (22), para protestar contra os decretos do governo da Bahia e da prefeitura, que determinam a suspensão das atividades por sete dias.

A gente está aqui para trabalhar, porque quem é empresário sabe da despesa de uma empresa. A gente precisa que o prefeito ajude, que o governador ajude. A gente não está aqui para arrumar guerra não. A gente está aqui para ajudar e ser ajudado“, disse um dos manifestantes.

O discurso dos manifestantes está em sintonia com a postura do presidente Jair Bolsonaro que afirmou nesta segunda-feira, não defender medidas como um lockdown nacional.

“Me chamam de negacionista ou de ter um discurso agressivo, mas lockdown não deu certo”, afirmou. “Parece que só no Brasil está morrendo gente.”

“Só Deus me tira daqui”, diz Bolsonaro a apoiadores em seu aniversário

O presidente da República, Jair Bolsonaro, cumprimentou apoiadores neste domingo (21.mar.2021) que foram até o Palácio da Alvorada felicitá-lo pelos seu aniversário de 66 anos. Bolsonaro estava acompanhado da primeira dama, Michelle, que completa 39 anos na 2ª feira (22.mar). Os 2 usavam máscara.

Na conversa, Bolsonaro discursou contra medidas de restrição impostas por governadores por causa do avanço da pandemia. Disse que as decisões tomadas pelo chefes estaduais e municipais impedem as pessoas de trabalhar.

“Estão esticando a corda. Faço qualquer coisa pelo meu povo. Esse qualquer coisa é o que está na nossa Constituição, na nossa democracia, no nosso direito de ir e vir.”

Depois, o presidente acrescentou: “Enquanto eu for presidente, só Deus me tira daqui […]. Não abriremos mão desse poder que vocês nos deram por ocasião das eleições de 2018″.

LEIA MAIS

Marina Silva se vê longe da disputa em 2022 e sugere frente pró-Ciro

Depois de receber 1% dos votos em 2018 na sua terceira tentativa de chegar à Presidência da República, a ex-ministra e ex-senadora Marina Silva (Rede), de 63 anos, diz não ter planos de se lançar em uma nova disputa em 2022. Vivendo em isolamento social em Brasília, ela afirmou em entrevista por telefone ao Estadão que só saiu de casa uma vez desde o dia 1.º de março do ano passado, para ir ao médico.

LEIA MAIS

Auxílio deve voltar em março e por até 4 meses, diz Bolsonaro

Bolsonaro em evento nesta quinta-feira (11), no Maranhão

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nesta quinta-feira (11) que uma nova rodada do auxílio emergencial deve ser paga a partir de março e por um período de até quatro meses. O chefe do Executivo afirmou que essa é a alternativa discutida atualmente entre o Executivo e o Congresso. Ele disse, contudo, que não sabe qual seria o valor do benefício.

“Está quase certo, ainda não sabemos o valor. Com toda certeza – pode não ser – a partir de março, (por) três, quatro meses”, disse em conversa com jornalistas ao final de evento do governo em Alcântara (MA). “Isso que está sendo acertado com o Executivo e com o Parlamento também porque temos que ter responsabilidade fiscal”, acrescentou.

O presidente não deu detalhes de quantas pessoas vão ser contempladas com essa nova rodada do auxílio.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já disse que a ideia é atender à metade dos 64 milhões de beneficiários que receberam no ano passado. Nem o presidente nem o ministro disseram como vão ser os critérios de seleção.

LEIA MAIS

Apoiado por Jair Bolsonaro, Arthur Lira vence eleição para presidir a Câmara Federal

 

A Câmara Federal acaba de elege o deputado Arthur César Pereira de Lira (PP-AL), de 51 anos,  para presidir a Casa pelos próximos 2 anos.

O resultado representa também a vitória do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o agora ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) que apostou em Baleia Rossi (MDB-SP) para tentar impedir a influência do governo no Congresso.

Lira recebeu 302 votos, o que foi suficiente para vencer a eleição já no primeiro turno — eram necessários a maioria dos deputados presentes. Baleia teve 145 votos.

Saiba quem é Arthur Lira

Ele é filho do ex-senador e atual prefeito de Barra de São Miguel, Benedito de Lira (PP). É advogado e tem negócios no meio rural.

Está em seu 3º mandato na Câmara. Chegou à Casa em 2011. Antes, foi vereador em Maceió de 1993 a 1999. Depois, deputado estadual. Passou por PFL (hoje DEM), PSDB, PTB e PMN.

Ocupou postos importantes no Congresso, como a presidência da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara e da CMO (Comissão Mista de Orçamento). Também foi líder do PP e do Centrão.

Esse grupo existe no Legislativo desde a Constituição, mas voltou a ganhar notoriedade durante a gestão de um antigo aliado de Lira: Eduardo Cunha (MDB-RJ), ex-presidente da Câmara que foi cassado e preso.

Assim como Cunha fizera, Lira aglutinou o Centrão em torno de si. Em 2019 e 2020 foi o deputado mais poderoso da Câmara depois do presidente, Rodrigo Maia.

O integrante do PP aproximou-se de Jair Bolsonaro ao longo de 2020. Intermediou e articulou a transformação de seu grupo político na Câmara em apoio ao governo. Assim, tornou-se o candidato favorito do Palácio do Planalto.

Bolsonaro diz que edital para concurso da Polícia Federal deve sair ainda em janeiro

Em publicação no Twitter, na manhã deste domingo (10), o presidente Jair Bolsonaro informou que o edital para o concurso da Polícia Federal deve ser publicado ainda neste mês.Em dezembro, o Diário Oficial da União publicou a autorização para a realização do concurso para o preenchimento de cargos na Polícia Federal.

No total, o concurso prevê a disponibilização de 1,5 mil vagas de nível superior para os cargos de delegado, escrivão, papiloscopista e agente de polícia federal.

De acordo com a Portaria 14.358, que trata do assunto, o prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições será de até seis meses. São 123 postos para delegado, 400 vagas para escrivão, 84 para papiloscopista e 893 para agentes. O último concurso da PF foi realizado em 2018 e ofereceu 500 vagas de nível superior.

Fonte: Folha de Pernambuco.

123