Moradores do bairro Alto do Alencar denunciam descaso da prefeitura de Juazeiro

Com o sentimento de abandono em relação aos serviços prestados pela Prefeitura de Juazeiro, os moradores do bairro Alto do Alencar sofrem há cerca de um ano com problemas que não são resolvidos pela gestão municipal.

A rua Belo Jardim, antiga rua Santo Antônio, e a avenida Machado de Assis são as mais afetadas. Segundo os moradores, as duas vias estão esburacadas, cheias de lixo e escuras. Segunda uma moradora, que preferiu não se identificar, um eletricista particular tem sido contratado para consertar lâmpadas quebradas de postes.

LEIA MAIS

Segundo TRE-PE, 61 urnas apresentaram problemas no estado

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), do total de 20.049 urnas no estado, apenas 61 apresentaram algum tipo de problema e foram trocadas.

Segundo o secretário de tecnologia da informação e comunicação, George Maciel, foram registrados “um total de 125 ocorrências, como ajuste de papel, de data e hora da urna, por exemplo”.

As urnas passaram por uma auditoria às 7h do domingo (07), dia da eleição. O trabalho aconteceu em uma sala especialmente preparada, com um microcomputador, uma impressora, uma filmadora e o respectivo monitor para cada urna sorteada, além de uma câmera filmando todo o ambiente.

Problemas com entrega de correspondências é assunto de reunião com a CDL Petrolina, Lojistas e Correios

(Foto: Internet)

Na manhã desta quarta-feira (01), a CDL Petrolina se reuniu com empresas locais e com os representantes dos Correios de Petrolina sobre questões relacionadas ao Código de Endereçamento Postal (CEP) de alguns bairros que estão afetando aos lojistas e a população.

Preocupados com a não entrega de correspondências que devem ser enviadas aos clientes, representantes do comércio local questionaram aos Correios o porquê desta situação recorrente e o que pode ser feito para que as pessoas recebam as postagens.

De acordo com os lojistas presentes, essa circunstância acontece com outras empresas do comércio e para eles é bastante prejudicial, resultando em constrangimentos e situações que poderiam ser evitadas.

Na ocasião o Gerente dos Correios de Petrolina, Daniel Campos explicou que o CEP de algumas localidades ainda não está cadastrado e consequentemente não disponível aos correios. Daniel ressalta que é necessário que a Prefeitura do Município faça esse cadastro para que os Correios atualizem os códigos de postagem.

LEIA MAIS

Compesa: Um desserviço à população de Petrolina

(Foto: Ilustração)

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) até tem ganhado títulos de revistas como a melhor empresa de saneamento do país, mas a verdade é que essas honrarias não dizem nada sobre a atuação da instituição na cidade de Petrolina (PE).

Diariamente, a todo instante, reclamações sobre esgotos estourados, falta d’água, desperdício de água limpa com canos estourados, asfaltos quebrados para manutenções, são inúmeras as denúncias feitas pelas comunidades espalhadas pela cidade. A Compesa tem prestado, na prática, um desserviço à população petrolinense.

São várias promessas e afirmações de investimentos, mas o que a companhia precisa é justificar esses títulos prestando trabalhos dignos a uma cidade que lhe dá grandes lucros, apresentar soluções concretas e parar de fazer serviços “meia boca”.

A população de Petrolina merece mais do que isso. Merece atenção e respeito, merece obras que estejam em acordo com o tamanho da quinta maior cidade do estado de Pernambuco.

Jornalista Mônia Ramos informa que em breve estará de volta

A jornalista e radialista Mônia Ramos, postou uma mensagem em sua página do Facebook, agradecendo a generosidade de Deus e a atenção dos amigos que sempre estiveram ao seu lado durante este período em que enfrentou sérios problemas de saúde e anuncia que em breve estará de volta com força total.

“Ainda não retomei as atividades profissionais porque estou em tratamento para tão logo ficar 100% e voltar com a mesma energia de sempre e a capacidade física superada para envidar todo zelo e trato com a notícia como sempre foi minha premissa”, comenta.

Confira a íntegra da postagem:

Gratidão Eterna

Passados exatos 60 dias que recebi alta da UTI de um hospital devido descuidos com uma doença conhecida como Diabetes, ainda recebo muitas msgs de carinho e preocupação. Agradeço de coração cada uma delas e peço aos amigos que não guardem tristeza pelo que aconteceu comigo, mas sim sorriam, comemorem pela minha vida e comemorem comigo cada passo dado, cada avanço no tratamento. Estou firme, cabeça sempre boa, otimista e cheia de vida, uma pessoa melhor mais espiritualizada e o corpo de sempre, parecendo uma guria de 18 anos ( brincadeira 😂😂😂). Ainda não retomei as atividades profissionais porque estou em tratamento para tão logo ficar 100% e voltar com a msm energia de sempre e a capacidade física superada para envidar todo zelo e trato com a notícia como sempre foi minha premissa. Sou feliz pq recebo o afeto e palavras doces a todo momento dos amigos. Obrigada, só me resta agradecer pq não tenho como retribuir tanto amor. Sorriam junto comigo pq Deus foi generoso e só quer uma coisa de mim: minha alegria de viver. Um Carnaval de Luz! 🎊🎉🎊🎉💋

Mônia Ramos

Ministro José Serra pede demissão alegando problemas de saúde

Senador do PSDB-SP estava no cargo desde maio do ano passado. Em carta, Serra disse que deixa Relações Exteriores ’em razão de problemas de saúde’

O Ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), pediu demissão do cargo na noite desta quarta-feira (22).

Na carta enviada ao presidente Michel Temer, Serra disse que decidiu deixar a pasta “em razão de problemas de saúde”

Serra estava no cargo desde maio do ano passado, quando Temer assumiu como presidente em exercício.

O tucano é senador por São Paulo e tem mandato até 2022. Ele havia se licenciado para assumir o Itamaraty.

Ao longo do período em que ocupou o Ministério das Relações Exteriores, José Serra se envolveu em algumas polêmicas, como quando determinou o envio de uma circular a embaixadores em todo o mundo para rebater a tese da ex-presidente Dilma Rousseff de que ela foi vítima de um “golpe” no processo de impeachment.

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, Serra entregou pessoalmente a carta de demissão a Temer na noite desta quarta, no Planalto.

Conforme informou o colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, desde dezembro do ano passado Serra já dava sinais a aliados de que poderia deixar o ministério.

Trechos da carta

Na carta de demissão, Serra diz que deixa o cargo “com tristeza’. Segundo o ministro, os problemas de saúde o impedem de cumprir as viagens internacionais necessárias ao cargo, além das atividades do dia a dia.

José Serra acrescenta, ainda, que os médicos estimam um período de quatro meses para o “restabelecimento adequado” da saúde.

“Para mim, foi motivo de orgulho integrar sua equipe. No Congresso, honrarei meu mandato de senador trabalhando pela aprovação de projetos que visem à recuperação da economia, ao desenvolvimento social e à consolidação democrática do Brasil”, conclui José Serra na carta.

Problemas de saúde

Na carta de demissão, José Serra não especifica os problemas de saúde que enfrenta. Em dezembro do ano passado, o então ministro foi submetido a uma cirurgia na coluna no Hospital Sírio-Libanês.

Além disso, em janeiro de 2014, Serra foi submetido a uma cirurgia na próstata. Ele apresentava um quadro de hiperplasia prostática benigna, quando há aumento do órgão.

Antes disso, em julho de 2013, o ministro foi submetido a um cateterismo. À época, os médicos colocaram no coração dele um stent, mola metálica que expande a artéria e aumenta a capacidade de fluxo sanguíneo.

PSDB no governo Temer

Mesmo com a saída de José Serra, o PSDB continua sendo um dos principais partido que integram a base de apoio do presidente Michel Temer.

Isso porque a legenda comanda os ministérios das Cidades (Bruno de Araújo-PE), da Secretaria de Governo (Antonio Imbassahy-BA) e dos Direitos Humanos (Luislinda Valois-BA).

Além disso, o líder do governo no Senado é o tucano Aloysio Nunes (SP), candidato a vice-presidente em 2014 na chapa formada com Aécio Neves (MG), que acabou derrotada.

Carta de demissão do ministro José Serra (Foto: Reprodução)

Carta de demissão do ministro José Serra (Foto: Reprodução)

Com informações do G1

Mais funcionários aderem à greve do bancos e filas nas lotéricas aumentam em Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Como meio de diminuir os danos à população, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). (Foto: ASCOM)

As lotéricas da cidade de Juazeiro (BA) têm recebido muitos clientes e ficado com filas enormes devido a greve dos bancários, iniciada na última terça-feira (6). Na cidade já são doze agências que suspenderam os atendimentos. De acordo com o sindicato não há previsão para o fim da greve.

A proposta de reajuste salarial de 6,5% com um abono de R$ 3 mil apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na quarta rodada de negociação da campanha salarial 2016, não foi aceita pelo Comando Nacional dos Bancários. A categoria pede reajuste salarial de 14,78% (reposição da inflação mais 5% de aumento real), PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de três salários mais R$ 8.317,90, além de mais contratações, investimento em segurança e melhores condições de trabalho.

LEIA MAIS

Problemas com eSocial persistem para patrões e domésticos após seis meses

esocial d

A adaptação às regras do eSocial doméstico segue complicada e o programa ainda gera dúvidas e problemas para empregados e patrões. Em vigor desde outubro de 2015, o sistema já passou da fase mais crítica, marcada pela lentidão e dificuldade no cadastro. Mas isso não significa que o novo sistema, que traz as rotinas de uma empresa à vida das pessoas físicas, deixou de ser um desafio para os brasileiros.

Para os empregadores, as atualizações constantes do programa exigem jogo de cintura e atenção às novidades. Os especialistas recomendam o acesso frequente ao site do eSocial para ficar por dentro das alterações. Além disso, há desencontro de informações, principalmente no momento da demissão.

Em São Paulo, por exemplo, os sindicatos patronal e do trabalhador recomendam a homologação das demissões daqueles com mais de um ano de serviço para regularizar a situação, inclusive para permitir os saques do FGTS e do seguro-desemprego por parte do empregado. No entanto, o próprio manual do eSocial diz que essa medida não é necessária.

Mas, quando chega o momento de ir à Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento desses benefícios, profissionais de consultorias especializadas no assunto relatam dificuldades dos domésticos e muito vaivém para conseguir a liberação do dinheiro

 

Técnicos da CEHAB Pernambuco debaterão problemas no Jardim Petrópolis em Petrolina nesta quinta

Cehab 1

Iniciado em 2009 o projeto de urbanização do bairro Jardim Petrópolis que integra o Programa de Urbanização de Favelas do Governo Federal em parceria com o Governo Estadual, após 15 anos ainda não foram concluídas.

De acordo com comunitários, o Projeto referido contempla a construção de 200 unidades habitacionais, pavimentação, saneamento e construção de uma área de lazer e acesso aos serviços essenciais que o ser humano tem direito: educação, saúde, segurança e transporte coletivo.

A Companhia Estadual de Habitação e Obras (CEHAB) executou e concluiu a obra de construção das 200 unidades habitacionais, com água, energia, saneamento na Vila Lions, deixando o restante do Bairro Jardim Petrópolis com as obras pela metade.

A Central Única dos Bairros de Petrolina (CUBAPE) ressalta que conseguiu como apoio do Deputado Estadual Miguel Coelho (PSB) viabilizar a presença dos técnicos da CEHAB para debater o tema em Audiência Pública.

A Audiência Pública acontecerá na Igreja Católica do Bairro Jardim Petrópolis, nesta quinta-feira, às 19h e deve contar com a presença de vereadores de Petrolina e outras autoridades políticas local.