Pilão Arcado: professores cobram pagamento de piso salarial 

Os professores da cidade de Pilão Arcado, Norte da Bahia, realizaram uma manifestação nesta quarta-feira (16) para cobrar o pagamento do piso salarial da categoria, que é de 33,24 %.

Em assembleia na APLB-Sindicato Núcleo Pedra Branca os professores decidiram iniciar as atividades do ano letivo, mas vão realizar paradas ao longo das semanas para cobrarem o cumprimento do piso salarial nacional.

O espaço do blog segue aberto para publicação da resposta da Prefeita de Pilão Arcado.

Remanso: Professores encerram greve e vão discutir proposta de Marcos Palmeira

Os professores de Remanso, representados pela APLB Sindicato, reuniram-se durante toda a tarde desta quarta-feira (16/03) com os representantes da Prefeitura de Remanso, ouviram a apresentação elaborada pelo Secretário de Finanças Fábio Pimentel e após 9 dias de paralisação concordaram em voltar às aulas e apresentar uma contra proposta até o dia 10 de abril.

A proposta apresentada pelo Prefeito Marcos Palmeira (PC do B), garante o piso nacional de 3.845,34 reais para todo professor e 10,06% de aumento linear para todos os outros que já recebem acima do piso.

A proposta, lastreada no estudo apresentado, “apesar de impactar a folha será cumprida”, garante o Prefeito.

LEIA MAIS

Senado aprova projeto que destina recursos do Fundeb para professores

O Senado aprovou, ontem (16), um projeto de lei (PL) que destina recursos não utilizados do Fundo de Manutenção da Educação Básica (Fundeb) para o pagamento de professores da educação básica da rede pública. O projeto segue para sanção presidencial.

Também foi definido que os recursos extraordinários recebidos por estados, Distrito Federal e municípios, em razão de decisões judiciais relativas ao cálculo do valor anual por aluno para a distribuição dos fundos e da complementação da União aos fundos relativos à educação, dentre eles o Fundeb, sejam investidos na educação.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro amplia diálogo com sindicato e reforça o compromisso com pagamento do piso nacional da educação

A Prefeitura de Juazeiro vem reforçando continuamente o seu compromisso com o pagamento do piso nacional da educação para os professores da rede municipal de ensino, seguindo as orientações da Portaria N°67/2022. Em reunião, nesta quarta-feira (16), com a participação dos vereadores, a secretária de Educação e Juventude, Normeide Almeida, e o procurador-geral, Thiago Cordeiro, reabriram a mesa de negociação com a APLB Sindicato sobre o reajuste salarial dos professores, que passará de 10,3% para 11%, no caso dos professores efetivos.

A secretária de Educação e Juventude, Normeide Almeida, explicou a contraproposta do município aos participantes. “A gestão municipal sempre esteve aberta para negociar com o sindicato e, hoje, reafirmamos algo que dissemos desde a primeira reunião. Considerando os repasses que recebemos do Fundeb, estamos no limite da nossa possibilidade financeira, mesmo assim conseguimos garantir 11% de reajuste salarial. Além disso, nos comprometemos a solicitar do FNDE a revisão dos nossos repasses e, havendo a correção, garantimos que manteremos a mesa de negociação aberta e que 70% do valor corrigido será colocado na mesa de negociação, para ampliar o percentual de reajuste dos professores efetivos”, ressaltou.

Professores de Petrolina cobram reajuste salarial em frente a prefeitura

Com cartazes nas mãos, professores da rede de ensino municipal de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, cobraram na manhã desta quarta-feira (16) o reajuste salarial da categoria. Os professores querem que o reajuste salarial seja feito em cima do percentual determinado pelo Governo Federal, que é de 33,24%.

O que disse a Prefeitura de Petrolina

Em nota, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes informou que a Gestão Municipal cumpriu a legislação em relação ao Piso Salarial, garantindo, inclusive, reajuste a todas as Classes e Níveis dos Professores, conforme expresso no Estatuto e Plano de Carreira do Magistério (EPCM). Segundo a nota, a prefeitura de Petrolina cumpre a Lei do Magistério respeitando o piso salarial nacional desde 2017.

A Secretaria ainda destaca que a busca pelo reconhecimento e a garantia de melhores condições salariais e de trabalho para os professores é constante. Somente em 2021, a Prefeitura de Petrolina concedeu vários benefícios à categoria, como o Auxílio Tecnológico; o rateio do Fundeb 70 e o pagamento da Licença Prêmio, reafirmando seu compromisso com a classe.

Professores e trabalhadores da educação fazem protesto em Juazeiro

Os professores e trabalhadores da educação realizaram uma caminhada em forma de protesto nesta segunda-feira (14) em Juazeiro, no Norte da Bahia. Eles cobram o pagamento integral dos 33,24% referentes ao piso nacional do magistério.

De acordo com a assessoria da APLB à RedeGN, a paralisação das atividades deve continuar por mais 72hs.

O que disse a Prefeitura de Juazeiro

A Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) esclarece que o município pagará o piso nacional para professores da rede municipal, conforme a Portaria N 67/2022, investindo 98,97% dos recursos do Fundeb previstos inicialmente para 2022.

Com a medida, os professores que cumprem jornada de 20h receberão R$1.922, 82, e os que possuem carga horária de 40h, R$ 3.845,63, contemplando 2.130 professores efetivos, contratados e concursados da rede municipal de ensino de Juazeiro.

A medida apresentada atende a proposta nacional e a lei de Responsabilidade Fiscal, bem como garante a manutenção das atividades da educação no município.

Araripina reajusta piso dos professores em 34%, acima do piso nacional

(Foto: Ascom/PMA)

A Prefeitura de Araripina irá conceder aumento de 34% no piso salarial dos professores a partir de fevereiro. O reajuste é maior do que o anunciado pelo Governo Federal e o Projeto de Lei será enviado para a Câmara de Vereadores para aprovação e posterior sanção do prefeito.

O anúncio foi feito nas redes sociais pelo prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, que destacou a organização financeira do município para que o reajuste seja concedido acima do piso nacional, beneficiando os professores da rede municipal.

LEIA MAIS

Pernambuco reajusta piso salarial dos professores da rede pública estadual 

O governador Paulo Câmara anunciou, nesta sexta-feira (11.02), um reajuste de 35% no piso salarial dos professores da rede pública estadual. Com o aumento, a base para profissionais com carga horária de 200 horas mensais passará de R$ 2.886,15 para R$ 3.900,00, valor acima do piso nacional. O reajuste beneficia 36.124 professores efetivos e temporários e 33.499 aposentados e pensionistas.

A nova base de vencimentos reforça o compromisso de Pernambuco de valorizar os profissionais e dar continuidade ao processo de melhorias contínuas na educação pernambucana. “Nós nos empenhamos incansavelmente em garantir às professoras e aos professores uma remuneração digna e, sobretudo, compatível com a imensa responsabilidade que é a de preparar nossos jovens para uma vida profissional dinâmica e a cada dia mais exigente”, afirmou Paulo Câmara. 

LEIA MAIS

Miguel Coelho garante novo piso salarial para professores de Petrolina

Petrolina sai mais uma vez na frente na politica de valorização dos professores. O prefeito Miguel Coelho anunciou nesta quarta-feira (09) um reajuste salarial para garantir que todos os profissionais da rede municipal passem a receber o valor do novo piso nacional. O projeto de lei sobre o reajuste será enviado à Câmara de Vereadores até a próxima semana para acelerar o pagamento.
A iniciativa vai contemplar mais de 3.700 professores que atuam na rede. Esta medida, segundo o prefeito, é mais uma forma de valorizar e garantir condições de trabalho aos profissionais do ensino público que tem a melhor avaliação do Ministério da Educação entre as grandes e médias cidades de Pernambuco. “Recentemente, garantimos um auxílio de R$ 8 mil para os professores, adquirimos novos equipamentos para creches e escolas e estamos investindo forte na expansão do ensino em tempo integral. Os professores são prioridade em Petrolina porque temos a meta de ter a melhor educação do Brasil. Valorizar essa categoria é essencial para alcançar esse objetivo, mas principalmente para assegurar um futuro brilhante para as crianças e adolescentes de nossa cidade”, defendeu o prefeito.

Miguel Coelho autoriza convocação de 404 professores concursados


Profissionais do ensino básico de Petrolina começam a ser convocados nesta segunda-feira (24), após edital assinado na última sexta-feira (221) pelo prefeito Miguel Coelho (DEM). Serão 404 professores que chegam para reforçar a educação de Petrolina. A nova equipe irá trabalhar nas creches e nas salas de aulas dos anos iniciais e finais da área urbana e regiões do interior.

Desses professores 121 vão atender às crianças nos centros de educação infantil e para as turmas dos anos iniciais serão convocados 264 trabalhadores do ensino. Para os anos finais serão convocados 19 professores de inglês, português, matemática e ciências.

Para o prefeito Miguel Coelho, a chegada de novos profissionais vai ajudar a fortalecer ainda mais o ensino básico de Petrolina que nos últimos anos tem conquistado as melhores avaliações em Pernambuco feitas pelo Ministério da Educação. “Parabenizamos a todos os aprovados e convocados que chegam para reforçar o time da melhor educação pública de Pernambuco. Tenho certeza que esses profissionais irão não só dar conta, como farão avançar a educação pública de nossa cidade.”

Convocação 

Os nomes dos convocados estão no Diário Oficial disponível no site https://doem.org.br/pe/Petrolina. No edital de convocação constam todos os documentos e procedimentos necessários para dar entrada na contratação. Com os documentos exigidos, os novos professores do município devem se apresentar na sede do Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev), situado na Avenida José Maniçoba, próximo ao Centro de Convenções. Após a análise dos documentos, os convocados passarão por exames médicos para, em seguida, serem contratados.

R$ 19 milhões em licença-prêmio são pagos aos professores da rede municipal de Petrolina

 

Pela primeira vez na história da educação de Petrolina, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação Cultura e Esportes, realizou o pagamento, em espécie, da licença-prêmio para os professores da rede municipal de ensino. Destacando o compromisso com o magistério, a atual gestão depositou, na última sexta-feira (17), mais R$ 19 milhões nas contas dos professores, coordenadores e gestores, contemplando um total de 580 docentes, que solicitaram a conversão ainda neste mês de dezembro a partir da lei do Executivo Municipal nº 3.478/2021. A licença-prêmio é um benefício concedido a servidores públicos, onde eles podem tirar um período de descanso de três meses a cada cinco anos de trabalho.

O secretário de Educação, Cultura e Esportes, Plínio Amorim, destaca que a conversão da licença-prêmio em dinheiro se trata de um direito e reconhecimento ao trabalho do magistério. Para o secretário, a decisão do prefeito Miguel Coelho vai ajudar na continuidade dos serviços, assim, não será necessário dispensar esses profissionais e contratar outros para substituí-los. Ele também salientou a importância do poder aquisitivo do funcionalismo público para o desenvolvimento do comércio da cidade. “Com esta ação, o Governo Municipal está injetando dinheiro na economia do município, o que é fundamental para a cidade“, disse.

LEIA MAIS

Professores da Rede Municipal de Petrolina recebem Auxílio Tecnológico

Dentro da política de valorização dos profissionais da Educação Municipal, a Prefeitura de Petrolina executou, esta semana, o pagamento do Auxílio Tecnológico voltado para professores efetivos e contratados, como também para as equipes gestoras vinculadas à Secretaria de Educação, Cultura e Esportes. Num investimento de mais de R$15 milhões, o incentivo tem como objetivo proporcionar uma melhor qualidade na realização das atividades escolares de 2.600 educadores, diante da pandemia da covid-19.

O benefício garantiu o incentivo de R$ 8 mil para os professores efetivos; R$ 4 mil para os professores temporários; e R$ 4 mil aos secretários escolares, para a aquisição de equipamentos eletrônicos, como computadores, notebooks, tablets, celulares e impressoras.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro realiza concurso público para professores

(Foto: Internet)

A Prefeitura de Juazeiro (BA) está com inscrições abertas para o concurso público que busca preencher vagas na secretaria de Educação. As oportunidades são para professores e o certame ficará a cargo do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB).

As inscrições custam R$ 120,00 e devem ser feitas no site do IDIB. O edital tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período uma única vez. Os candidatos têm até 18 de outubro para garantir uma vaga no concurso.

As remunerações variam entre R$ 1.519,93 e R$ 3.039,86. Os detalhes sobre cargos, conteúdo programado para o concurso e sobre a inscrição estão disponíveis no Diário Oficial de quinta-feira (16), a partir da página 3 do Diário.

Senac seleciona professores para Ensino Médio em Petrolina

(Foto: Internet)

A partir desta quinta-feira (9/9), o Senac Pernambuco abre inscrições para o processo seletivo que irá preencher as vagas para professores do Ensino Médio para atuarem em Petrolina. Ao todo, são cinco vagas para as disciplinas de Língua Portuguesa (Gramática/Redação/Literatura); Língua Inglesa; Artes; Educação Física; Matemática; Química; Física; Biologia; História; Geografia; Filosofia; e Sociologia.

Os interessados em participarem do processo devem ter graduação completa em Licenciatura na disciplina para a qual pretendem se candidatar e experiência mínima de seis meses no Ensino Fundamental II ou Ensino Médio. É necessário, ainda, disponibilidade para ministrar aulas nos turnos manhã e/ou tarde. A hora aula é de R$ 38,03 + DSR, já a carga horária é de até 220 horas mensais. O processo seletivo será composto de inscrição, envio de currículo, prova de conhecimentos, análise documental e avaliação didático-pedagógica.

LEIA MAIS

Prefeitura de Araripina anuncia pagamento de bônus de quase R$ 3 mil para professores efetivos

Neste mês de setembro, os 657 professores efetivos do município de Araripina vão receber uma bonificação no valor de R$ 2.886,24 – valor do piso nacional. O anúncio foi feito pelo prefeito Raimundo Pimentel esta manhã durante entrevista a uma emissora de rádio local.

Segundo Pimentel, isso só foi possível graças ao trabalho e equilíbrio do governo na administração dos recursos. “Desde 2017, Araripina tem uma gestão honesta e que apagou de vez o passado obscuro que a cidade viveu há algum tempo. Atualmente temos salários dos servidores em dia, obras em andamento e capacidade de investimento”.

LEIA MAIS
123