Caso Beatriz: Lucinha Mota afirma que inquérito aponta quatro ex-alunos do Colégio Maria Auxiliadora em Petrolina como mandantes do assassinato da garota 

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Em protesto realizado durante a visita do Governador Paulo Câmara a Petrolina, no Sertão de Pernambuco, nesta quinta-feira (12), a mãe da menina Beatriz afirmou que o inquérito que investiga o assassinato da filha dela aponta, ao menos, quatro ex-alunos do Colégio Maria Auxiliadora como mandantes do crime. “Pelo menos quatro ex-alunos foram os mandantes do assassinato de Beatriz Angélica”, afirmou Lucinha.

Lucinha Mota ressaltou ainda que não existem mandados de busca e apreensão na casa dos suspeitos e que o Governo do Estado precisa se pronunciar sobre o caso.

As investigações seguem em segredo de justiça.

Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco faz protesto nesta quarta-feira contra a PEC 32

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE) promove um ato em protesto nesta quarta-feira, 23, às 9h, em frente à Assembleia Legislativa de PE (ALEPE), com faixas e distribuição de uma carta aberta à população, para chamar atenção dos Deputados Estaduais, lideranças políticas de PE e também da sociedade, sobre os prejuízos da PEC32 que será votada no Congresso Nacional, e terá a participação importante dos deputados federais de Pernambuco.

LEIA MAIS

Ministério Público de Pernambuco vai investigar atuação da PM durante manifestação popular no Recife

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) irá atuar , por meio das Promotorias com atuação na Capital, em relação a todos os fatos relacionados à atuação da Polícia Militar de Pernambuco durante manifestação popular ocorrida neste sábado (29), no Centro do Recife.

Diante dos fatos ocorridos e divulgados em redes sociais, o MPPE, através das Promotorias de Justiça da capital, adotará as providências cabíveis para apurar os fatos ocorridos e adotará as devidas medidas na esfera de suas atribuições, contando com todo apoio da Procuradoria Geral de Justiça.

O Ministério Público ressalta que repugna qualquer ato de violência contra manifestações democráticas e não admite qualquer atitude arbitrária dos agentes públicos responsáveis pela garantia da segurança do povo pernambucano.

LEIA MAIS
'; } else { echo ''; } ?>

Países europeus e o Canadá protestam contra a “ditadura” das restrições sanitárias

Esta semana, 465.300 novas infecções foram registradas todos os dias no mundo. Com exceção da África e Oriente Médio, todas as regiões registraram altas: + 34% na Ásia,   18% na Europa,   15% nos Estados Unidos/Canadá e   5% na América Latina e Caribe.
Diante do aumento das infecções, alguns estados da Alemanha defendem a extensão das restrições impostas para conter o vírus até o mês de abril, segundo documento consultado pela AFP, apesar do cansaço dos cidadãos com essas medidas.
No sábado, milhares de pessoas protestaram em vários países europeus (Alemanha, Holanda, Áustria, Bulgária, Suíça, Sérvia, Polônia, França e Reino Unido), bem como no Canadá, contra a “ditadura” das restrições sanitárias. Pelo menos 36 pessoas foram presas e vários policiais ficaram feridos em Londres durante um dos protestos.
LEIA MAIS

Polícia Civil de Pernambuco protesta por vacina e promove lockdown da Segurança Pública por 4 horas em todo o Estado

Policiais Civis de Pernambuco e demais estados do Nordeste cruzaram os braços  na manhã desta quinta-feira, das 8h às 12h, em protesto por vacinação imediata de toda categoria que está exposta de forma negligente à Covid-19, além de cobrar EPIs para os policiais, mínimas condições de trabalho e contra a retirada de direitos da  PEC 186.

No Recife, parte do efetivo se concentrou na frente Central de Plantões da Capital e realizou um sirenaço ao final do protesto, às 12h, em homenagem aos policiais civis vítimas da Covid-19 e a todos os pernambucanos que morreram durante a pandemia. O sirenaço ocorreu simultaneamente em várias delegacias de todo estado.

LEIA MAIS

Insatisfeitos com lockdown em Petrolina convocam carreata nas redes sociais para esta quarta

A insatisfação com a decisão de decreta lockdown em Pernambuco, suspendendo de atividades não essenciais a partir de amanhã quinta-feira (18), que  já provocou a mobilização de representantes do comércio e do setor produtivo em Petrolina, culmina nesta quarta-feira (17) com a realização de uma carreata em protesto contra a medida do governador Paulo Câmara.

Circula nas redes sociais uma convocação para realização desta carreata que segundo banner postado terá concentração às 8h00 da manhã, com concentração no estacionamento da loja Havan, que fica na avenida Honorato Viana, em Petrolina.

 

Colégio particular de Juazeiro prepara aula protesto para esta sexta-feira

Desapontada com a decisão da justiça, que suspendeu nesta segunda-feira (15) duas liminares, que davam direito as escolas particulares da Bahia voltarem com as aulas presenciais, a equipe do Colégio Moura, antigo Anglo, de Juazeiro (BA), resolveu protestar de uma maneira criativa.

Direção e professores estão programando uma ato de protesto pacífico para esta sexta-feira (19). A ideia é realizar uma aula para imprensa em um local bem diferente de uma escola.

A equipe está convidando jornalistas, radialistas e blogueiros para assistirem uma aula protesto na pizzaria Espaço Cultural Movimento, que fica na Rua Canadá, bairro Maria Gorete, nº 83, em Juazeiro (BA), nesta sexta-feira (19), às 8h da manhã.

Com a decisão do Tribunal de Justiça da Bahia de derrubar as liminares, as aulas presenciais na Bahia ficam suspensas, por enquanto, até o dia 21 de fevereiro, conforme decreto do governador Rui Costa.

Bancários do Banco do Brasil de Juazeiro e região realizaram paralisação das atividades nesta quarta-feira

(Foto: Ivan Cruz)

O Movimento foi um protesto contra o plano de reestruturação do Banco anunciado pelo governo federal no mês passado. Estão fechadas durante 24h as agências de Casa Nova e Juazeiro, no Shopping Águas Center. A Agência do Centro da cidade, retardou sua abertura para às 11h.

Segundo o Sindicato dos Bancários de Juazeiro, essa reestruturação prevista pelo Governo Federal prevê a demissão voluntária de 5 mil funcionários e o fechamento de 112 agências, 242 postos de atendimento e sete escritórios. Ainda de acordo com o sindicato, o governo que implantar o descomissionamento de caixas e desgratificação para funcionários com mais de 10 anos de vínculo e a remoção compulsória.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Juazeiro e Região, Maribaldes da Purificação, frisou que é o momento de ir à luta e garantir os direitos da categoria.  “Os funcionários pedem que o banco seja transparente e abra negociações com relação ao plano que prevê a demissão, em plena pandemia, de cinco mil funcionários. E voltamos a enfatizar que essa luta é do interesse da sociedade como um todo, pois com menos funcionários e menos agência, o atendimento que já é precário vai ficar muito pior”, disse.

Hospital Dom Malan se posiciona sobre protesto realizado na manhã de hoje na frente da unidade

Grupo fez manifestação no HDM (Foto: Reprodução)

Um grupo de pessoas esteve na manhã desta terça-feira (9), em frente ao Hospital Dom Malan/IMIP pedido justiça por causa da morte de mais um recém-nascido na unidade. A filha de Joseano Rodrigues, morador do Projeto Maria Tereza, faleceu na semana após várias tentativas frustradas de indução de parto normal, quando na verdade ela deveria, desde o início, passar por cesariana, segundo ele.

Ainda de acordo com Joseano, a esposa dele tinha um documento da médica que fez o pré-natal dela, afirmando que a mesma não podia fazer parto normal, porque a mesma não tinha passagem e é diabética. Mesmo assim os profissionais do Dom Malan insistiram na indução e quando fizeram a cesariana era tarde demais.

Na Manifestação de hoje o pai da bebê pediu justiça e a assessoria do Hospital respondeu com a seguinte nota:

NOTA DE ESCLARECIMENTO // HOSPITAL DOM MALAN

“A direção do Hospital Dom Malan de Petrolina reconhece a legitimidade de qualquer tipo de manifestação popular. Entretanto, reforça que conta com uma equipe multidisciplinar ética, dedicada e que preza pelo atendimento de qualidade a todos os usuários do SUS.

Mesmo diante da grande demanda de pacientes na emergência obstétrica da unidade, referência no atendimento materno-infantil de alta complexidade para mais de 50 municípios da Rede de Saúde Pernambuco Bahia (Rede PEBA), o serviço não nega atendimento a nenhuma gestante que o procura. Todas são acolhidas pela equipe multidisciplinar, que avalia os casos individualmente, indicando assim a melhor conduta a ser seguida no momento da admissão.

É importante destacar ainda que o Hospital Dom Malan é, atualmente, a unidade que mais realiza partos em Pernambuco. São, em média, 600 por mês, mais de 7 mil por ano. Desse quantitativo, mais de 50% correspondem a partos de baixo risco, ou seja, procedimentos que poderiam ter sido realizados em serviços de menor complexidade, como maternidades municipais ou casas de partos.

Em relação ao caso específico da gestante Lucicléia Ferreira dos Santos, a direção informa que a mesma foi assistida pela equipe multidisciplinar durante todo o internamento. Entretanto, apesar dos esforços, o recém-nascido não sobreviveu a uma intercorrência causada por uma bradicardia intensa.

A direção da unidade se solidariza com a família nesse momento de dor e se coloca à disposição dos órgãos competentes e dos familiares para qualquer esclarecimento.”

Covid-19: protesto de músicos em Juazeiro contra decisão do governo baiano repercute na região

Um protesto realizado em Juazeiro (BA) na manhã desta segunda-feira (7), por músicos e artistas da cidade, continua causando repercussão, e não apenas por lá. A categoria não esconde a revolta contra um novo decreto do governo baiano, publicado na semana passada, que voltou a proibir a realização de eventos, públicos ou privados, independentemente do número de participantes, em toda o Estado.

O detalhe é que essa classe foi a última, ou uma das últimas, a voltar com suas atividades, há cerca de três meses, e agora terá de parar novamente. Os profissionais já tinham compromissos agendados, os quais precisaram ser desmarcados. Não é difícil imaginar a revolta, e não apenas dos músicos e artistas juazeirenses.

Em Petrolina, a categoria compartilha do mesmo sentimento, já que o Governo de Pernambuco também editou um decreto semelhante ao da Bahia.

De acordo com os organizadores do protesto que aconteceu em Juazeiro, eles querem apenas ganhar o “pão”, seguindo à risca todos os protocolos pertinentes à prevenção contra o novo coronavírus.

Associação promove “abraço” para cobrar mais espaços públicos no bairro Caminho do Sol

Moradores fazem protesto silencioso (Foto: Brena Souza/Rádio Jornal Petrolina)

Os moradores do Caminho do Sol, em Petrolina, farão um protesto silencioso na tarde desse sábado (21). A comunidade se unirá para um abraço simbólico no terreno onde funcionava o antigo Colégio Motiva. Com o ato de hoje, eles buscam chamar atenção para a necessidade de mais espaços públicas no bairro.

A manifestação é organizada pela Associação de Moradores. A entidade espera que o abraço chame atenção do Poder Público. A partir das 16h30 de hoje, além do abraço os moradores colocarão faixas pedindo agilidade nas demandas da população local.

Mães fazem protesto em frente à prefeitura após perderem filhos na maternidade de Juazeiro

Protesto pacífico em frente à prefeitura.

Na manhã desta sexta-feira (18), um grupo de mulheres se uniu em frente ao Paço Municipal de Juazeiro (BA) para realizar um protesto pacífico. Na manifestação, as mães pediram mais investimentos na saúde pública, especialmente no Hospital Materno Infantil.

O objetivo é evitar que novas gestantes percam seus filhos na unidade, como aconteceu com algumas delas. No caso mais recente, Géssica Ferreira deu à luz no chão do hospital e sua bebê faleceu três dias depois por falta de uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal.

O Ministério Público (MP-BA) determinou, nesta semana, que a Prefeitura realizasse reformas e aquisição de novos equipamentos para a maternidade.

Alunos de faculdades privadas e Facape organizam carreata neste sábado em defesa da redução das mensalidades

Insatisfeitos, com a postura das faculdades particulares e com a direção da Facape, alunos convocam uma carreata para este sábado (11).  Eles protestam contra a falta de sensibilidade das instituições, que mesmo em época de pandemia, quando muitos perderam parte da renda familiar, insistem em cobrar mensalidades integrais mesmo oferecendo aulas EAD ou remotas.

Confira a nota:

“Em tempos de pandemia, o que se espera das pessoas é empatia e solidariedade. No entanto, não é o que percebemos por parte das IES particulares e Autarquia Educacional do Vale do São Francisco. Estas instituições têm, todos os meses, lesado os seus alunos através das mensalidades. Não estamos cobrando delas nada que não seja direito nosso, nenhuma vantagem ou benefício, só queremos que façam o que é justo para com os responsáveis por manter o funcionamento dessas faculdades e universidades na cidade.

LEIA MAIS

Profissionais da Saúde realizaram, em Petrolina este fim de semana, ato simbólico pelas vítimas da Covid-19

(foto: Lucas Cardim/divulgação)

Um ato realizado neste domingo (21) as margens do Rio São Francisco, em Petrolina, pela Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares (RNMP), lembrou as mais de 50 mil pessoas mortas pela Covid-19 no Brasil. 50 cruzes pretas foram ficadas no chão, cada uma representando mil mortes registradas no país.

O país ultrapassou a Itália e o Reino Unido e já é o segundo com o maior número de mortes em todo o mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Segundo reportagem publicada pelo blog Preto no Branco, o ato também lembrou os profissionais de saúde que morreram por causa da doença.

LEIA MAIS

Topiqueiros realizam protesto contra decreto que proíbe transporte intermunicipal na Bahia

Na manhã desta terça-feira (16) motoristas de vans e topic´s de diversas cidades da região norte da Bahia realizaram protestos contra um decreto do governador Rui Costa que proíbe o transporte intermunicipal em mais de 300 municípios baianos. A ação mobilizou topiqueiros de cidades como Curaçá, Casa Nova, Senhor do Bonfim, Remanso e Jaguarari.

Em Juazeiro eles saíram em carreata pelas principais ruas da cidade e pararam em frente ao prédio dos correios, ponto de apoio para o transporte alternativo de cidades como Casa Nova. A medida de suspensão tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, de acordo com o Governo do Estado.

LEIA MAIS
123