Proupe oferece 1.340 bolsas em Pernambuco, inscrições começam nesse mês

(Foto: Internet)

Interessados em buscar uma bolsa de estudos no Programa Universidade Para Todos em Pernambuco (Proupe) podem se inscrever do dia 22 de outubro a 5 de novembro no processo seletivo do Governo de Pernambuco, que nesse ano oferece 1.340 vagas.

Como requisito, o aluno deve ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido nota igual ou maior a R$ 350,00. As bolsas variam entre R$ 135 a R$ 245 em autarquias municipais. Nesse ano, 60% das vagas são destinadas a cursos de Ciência, Tecnologia, Engenharia, Matemática e Computação.

As bolsas são ofertadas em 13 autarquias espalhadas no Estado. “Desde Goiana até Petrolina, de norte a sul, inclusive nas divisas do Estado com Piauí, Alagoas e Bahia”, revela Antônio Habib, presidente das autarquias municipais de Pernambuco.

PROUPE vai ofertar mil novas bolsas no segundo semestre

(Foto: Internet)

A coordenação do Programa Universidade para Todos de Pernambuco (PROUPE) lançou edital do processo seletivo para concessão de mil novas bolsas de estudo para estudantes de 13 autarquias municipais de Ensino Superior sem fins lucrativos no estado, distribuídas uniformemente nas 12 microrregiões pernambucanas.

O edital estará disponível no site da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) a partir desta quinta-feira (21). Entre 25 de junho e 12 de julho deste ano, os candidatos devem pleitear as bolsas junto à Autarquia Municipal em que estudam ou em que pretendem estudar.

Das mil bolsas oferecidas, 600 serão destinadas para estudantes dos cursos das áreas de Ciências, Tecnologia, Engenharias, Matemática e Computação, chamadas de STEM+C (da sigla em inglês para science, technology, engineering, mathematics and computing) e 400 disponibilizadas aos demais cursos oferecidos pelas instituições de ensino.

LEIA MAIS

Novo edital do Proupe é assinado por presidentes das Autarquias em Pernambuco

Presidente da Associação que representa as Instituições. (Foto: ASCOM)

Um encontro em Recife reuniu os presidentes das 13 Autarquias Municipais de Ensino Superior de Pernambuco. O momento, conduzido por Antonio Habib, presidente da Associação que representa as Instituições, a Assiespe, foi de avaliações do trabalho da entidade, encaminhamentos e assinatura do termo de adesão ao Programa Universidade para Todos em Pernambuco.

A adesão ao novo edital sela a finalização de uma etapa nas tratativas que envolvem o Programa. A solenidade foi convocada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), órgão do governo do Estado responsável pela condução do Proupe. A secretária, Lúcia Melo, participou do ato e destacou a participação do Programa na qualificação profissional de centenas de pessoas, especialmente àquelas que se enquadram nas áreas que são priorizadas pelo Programa.

LEIA MAIS

Presidente da Assiespe defende ampliação de bolsas do Proupe em encontro com procurador geral do Estado

(Foto: Internet)

Em passagem pela capital pernambucana, para cumprir agenda institucional, o presidente da Associação das Autarquias de Ensino Superior de Pernambuco (Assiespe), Antonio Habib, foi recebido pelo  procurador geral do Estado, Antônio César Caúla Reis, que abriu sua agenda para atender o representante das Autarquias.

A pauta do encontro versou, entre outros assuntos, sobre a continuidade do desenvolvimento das Autarquias  do Estado e a interiorização das oportunidades de ingresso ao ensino superior, especialmente para parte da população que não dispõe de recursos para arcar com as mensalidades.

A democratização do acesso à graduação foi defendida pelo Prof. Habib através da ampliação das vagas do Programa Universidade para Todos de Pernambuco – Proupe. O presidente da Assiespe argumentou durante a reunião que a expectativa é o retorno das cerca de 6 mil vagas destinadas ao Programa. Atualmente o número de bolsas é de 4.200.

“É indiscutível o apoio que recebemos do governo do estado, através da Secti e do CEE, para avançarmos na proposta de requalificação do Programa, que já foi sancionado pelo governador Paulo Câmara. Mas, ainda precisamos ampliar a quantidade de vagas no Programa para atender uma demanda excedente que temos em todas as Autarquias”, defende Habib.

Ao final do encontro, Habib agradeceu a cortesia do procurador geral, que se comprometeu em verificar junto à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação – Secti, como estão os encaminhamentos para a publicação do decreto que permitirá lançar o edital que poderá garantir a ampliação das vagas no Proupe.

Proupe: Facape oferece bolsas de estudos para estudantes de escola pública

A novidade para esta edição do Vestibular Facape será a forma de aplicação das provas. (Foto: ASCOM)

Estudantes que concluíram o ensino médio em escolas da rede pública ou em instituições privadas, na condição de bolsistas, podem ser beneficiados com uma bolsa do Programa Universidade para Todos em Pernambuco – Proupe para estudar em um dos cursos de bacharelado ofertados pela Facape.

O governo do Estado sancionou uma lei que garante mudanças nas regras do programa, mas as alterações serão válidas a partir de 2019, quando os candidatos deverão utilizar a nota do ENEM para se inscrever no Programa, até lá, os estudantes serão selecionados a partir das notas do Vestibular Facape.

O Proupe garante bolsas parciais durante todo o curso e em contrapartida o estudante desempenha atividades de extensão, orientados por um professor da Facape.

Vestibular

Serão disponibilizadas vagas para os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Comercio Exterior, Direito, Economia, Gestão de Tecnologia da Informação, Serviço Social e os novos cursos de Gestão de RH e Logística, com 2 anos de duração.

LEIA MAIS

Lei que requalifica o Proupe é sancionada

(Foto: ASCOM)

Foi consolidada nesta quarta-feira (18) as investidas em torno da requalificação do Programa Universidade para Todos de Pernambuco (Proupe).

O governador do Estado, Paulo Câmara, sancionou a lei que garante alterações nas regras do programa e amplia a oferta de vagas para os cursos de Ciências, Tecnologia, Engenharias, Matemática e Computação.

As mudanças ainda preveem o aumento do número de vagas, destinadas para estes cursos, para 70% a partir de 2020. A expectativa é que no mês de novembro um novo edital oferte mais 1.200 vagas, além das 4200 já existentes.

Entusiasmado com a possibilidade de ingresso de novos estudantes no Ensino Superior de Pernambuco, o presidente da Assiespe, Antonio Habib, destacou em seu discurso todo o processo de desafios e construções para chegar até o momento de sanção da lei. Habib enalteceu a relevância do Proupe para os estudantes e também para as Autarquias Municipais.

LEIA MAIS

Deputados aprovam mudanças no Proupe

(Foto: Internet)

O Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo Estadual, que requalifica o Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe), foi aprovado nesta quinta-feira (05) na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e segue para sanção do governador Paulo Câmara. As novas regras já passam a valer a partir de 2018.

As principais mudanças serão em relação à nota mínima do ENEM, ao percentual de bolsas oferecidas e ao percentual de aproveitamento do estudante ao longo de todo o curso. A aprovação ocorre após consenso entre as propostas das instituições de ensino, estudantes e deputados.

A nota mínima do ENEM como critério para seleção dos bolsistas será de 350 pontos, em 2018, subindo para 450 pontos a partir de 2019. A bolsa será de 60% em 2018 e 70% a partir de 2020, para alunos dos cursos de Matemática, Física, Química, Biologia e afins; Engenharias, Informática e Estatísticas e cursos tecnólogos nessas áreas de conhecimento.

Comissão de Educação na Alepe critica falta de novas bolsas para o Proupe

A deputada garantiu que a Comissão continuará com o debate sobre o Proupe no próximo ano. (Foto: Internet)

Após o anúncio feito pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), de que o Estado não tem recursos para abrir novas bolsas par ao Programa Universidade para Todos (Proupe), a presidente da Comissão de Educação na Assembleia  Legislativa de Pernambuco (Alepe), a deputada Teresa Leitão (PT), criticou as declarações do governo do Estado.

“O jornal de hoje dá conta de que as bolsasa não serão ampliadas como nós esperávamos que fossem. O máximo que o governo do Estado vai fazer é o pagamento dos atrasados. Isso significa que as autarquias e fundações do Estado de Pernambuco, todas elas funcionando no interior do Estado, serão submetidas a uma situação que pode prejudicar o trabalho direcionado a expansão da oferta de licenciatura”, afirmou Teresa.

A deputada garantiu que a Comissão continuará com o debate sobre o Proupe no próximo ano. Ela lembrou ainda que o colegiado chegou a fazer parte de um grupo de trabalho do governo, com o deputado Eduíno Brito (PP), para debater a reformulação do Proupe.

Com informações do JConline

Governador de Pernambuco afirma que Proupe não vai contar com novas bolsas

Paulo câmara garantiu que haverá a regularização do repasse dos recursos. (Foto: Internet)

O Governador Paulo Câmara afirmou, na tarde desta segunda-feira (19), que o Estado de Pernambuco não tem recursos suficientes para criar novas bolsas para o Programa Universidade para Todos (Proupe), que concede bolsas de estudos em graduações oferecidas nas 13 autarquias municipais e que foi criado em 2011 pelo então governador Eduardo Campos.

Paulo câmara garantiu que haverá a regularização do repasse dos recursos e que os atuais bolsistas não serão prejudicados. As parcelas de outubro e novembro ainda não foram pagas, o que está deixando diretores das faculdades preocupados. A de dezembro vence na próxima semana.

“Nós estamos regularizando os pagamentos. As autarquias não vão parar. Eu garanto aos alunos que estão matriculados que eles vão ter suas aulas. O que a gente não tem condições é abrir novas vagas. Não dá. Infelizmente não temos orçamento para isso. Mas os pagamentos, sim, vão ser feitos”, assegurou Paulo Câmara.

O presidente da Associação das Instituições de Ensino Superior do Estado de Pernambuco (Assiespe), Rinaldo Remígio, ficou surpreso com as declarações e esteve, juntamente com diretores de seis autarquias, no Recife onde tentou, sem sucesso, falar com o governador a fim de saber quando as entidades receberão as parcelas de outubro e novembro.

“A informação de que não haverá novas bolsas do Proupe nos traz uma grande preocupação porque vai frustrar o ingresso de novos alunos do interior no ensino superior. Muitos fazem o vestibular sonhando com a gratuidade ou com uma bolsa do programa do governo estadual para ajudar no pagamento das mensalidades”, afirmou Rinaldo. “Agora os alunos terão que buscar recursos próprios se quiserem fazer faculdade”, destacou Rinaldo.

PROUPE

Em todo o Estado, o Proupe contempla cerca de 7.500 estudantes, a maioria alunos de licenciaturas e de baixa renda. As bolsas são de R$ 95 e R$ 135. Desde o ano passado as autarquias vêm tendo dificuldades de pagar pessoal e prestadores de serviços por causa dos atrasos do governo estadual.

Com informações JConline

Governo de Pernambuco rejeita diálogo com autarquias sobre atraso nas parcelas do PROUPE

(Foto: ASCOM)

Os atrasos nos pagamentos já somam um valor de R$ 4 milhões. (Foto: ASCOM)

Presidentes de autarquias municipais, instaladas no Estado de Pernambuco, estiveram, nesta terça-feira (6), na capital pernambucana, Recife, na tentativa, frustrada, de se reunir com representantes do governo do estado para tratar dos atrasos nos repasses do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (PROUPE).

Segundo a professora Ana Gleide, presidente da Autarquia de Belém do São Francisco, o grupo não foi atendido. “Não tinha ninguém para nos receber. Disseram que alguns estavam em horário de almoço e outros ocupados. Um desrespeito”.

De acordo com o presidente da Associação das Instituições de Ensino Superior do estado de Pernambuco (ASSIESPE), Rinaldo Remígo, os atrasos nos pagamentos já somam um valor de R$ 4 milhões e acarretam acúmulos de despesas com folha de pagamento e manutenção básica das instituições de ensino.

Rinaldo Remígio destaca ainda o empenho que os presidentes estão oferecendo para regularizar os pagamentos. “O que nos entristece é que estamos vindo de todas as regiões do estado. Somos professores que representam mais de 20 mil alunos e não fomos atendidos porque estavam no horário de almoço”,  lamenta Remígio. As tentativas de se reunir com o governo do estado, para sanar o impasse, se arrastam pelos últimos seis meses, conta o presidente da ASSIESPE. 

LEIA MAIS

Governo de Pernambuco libera última parcela do 3º trimestre de 2016 do Proupe

(Foto: Internet)

(Foto: Internet)

O governo do Estado de Pernambuco, cumprindo o acordo feito com as treze Autarquias Municipais que fazem parte da Associação das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco (Assiespe), liberou o pagamento de mais uma parcela do Programa Universidades Para Todos em Pernambuco (Proupe).

O repasse feito pelo governo ao Proupe é referente ao mês de junho deste ano e estará disponível a partir de segunda-feira (31) nos bancos. O pagamento da parcela fecha o período do terceiro trimestre do ano.

O presidente da Facape, Rinaldo Remígio, que também é presidente da Assiespe comemorou a notícia. “Agora só nos resta aguardar a publicação do Edital para abertura de novas vagas possibilitando que os nossos estudantes realizem os seus sonhos de poderem concluir os seus estudos universitários”, declarou.

LEIA MAIS

Deputado estadual anuncia possíveis mudanças na lei do Proupe

Proupe - facape

Representante titular da Assembleia Legislativa na Comissão de Requalificação do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe), o deputado Eduíno Brito (PP) foi à tribuna, na Reunião Plenária desta terça (18), falar sobre os encaminhamentos produzidos pelo grupo. O colegiado interinstitucional, criado para trabalhar na revisão e no aperfeiçoamento da norma que institui o Proupe (Lei n° 14.430/2011), concluiu as atividades e encaminhará as sugestões ao Governo.

O parlamentar adiantou que entre as propostas da comissão está a mudança na nota mínima exigida para ingresso de estudantes no programa, além da revisão do valor das bolsas. “Pensamos em um projeto articulado e viável ao orçamento do Estado. É importante, portanto, que o Governo absorva nosso trabalho e não modifique muitos pontos, senão veremos o Proupe sucumbir”, afirmou Eduíno.

LEIA MAIS

Governo do Estado libera nesta sexta-feira duas parcelas do Proupe

Estudantes-universidade

Os atrasos, que acontecem desde o ano passado, vêm comprometendo o pagamento de serviços essenciais, como água, internet e energia, além da folha salarial dos servidores./ Imagem ilustrativa

O Governo do Estado anunciou que irá liberar nesta sexta-feira (30) duas parcelas atrasadas do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe). O pagamento acontece após a cobrança e mobilização das autarquias municipais, por meio da Assiespe (Associação das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco).

O repasse é referente aos meses de junho e julho. Os atrasos, que acontecem desde o ano passado, vêm comprometendo o pagamento de serviços essenciais, como água, internet e energia, além da folha salarial dos servidores. De acordo com o presidente da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), que também preside a Assiespe, Rinaldo Remígio, das 13 autarquias existentes em Pernambuco, quatro delas têm mais de 70% do corpo discente como bolsista do programa.

LEIA MAIS

Governo do Estado libera nesta sexta-feira duas parcelas atrasadas do Proupe

(Foto: Internet)

O repasse das parcelas atrasadas é referente aos meses de junho e julho. (Foto: Internet)

Duas parcelas atrasadas do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe) vão ser liberadas nesta sexta-feira (30), de acordo com o Governo do Estado de Pernambuco. O pagamento acontece após a cobrança e mobilização das autarquias municipais, por meio da Assiespe (Associação das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco).

O repasse das parcelas atrasadas é referente aos meses de junho e julho. Os atrasos, que acontecem desde o ano passado, vêm comprometendo o pagamento de serviços essenciais, como água, internet e energia, além da folha salarial dos servidores. De acordo com o presidente da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), que também preside a Assiespe, Rinaldo Remígio, das 13 autarquias existentes em Pernambuco, quatro delas têm mais de 70% do corpo discente como bolsista do programa.

LEIA MAIS

Proposta da Facape prevê 30% das bolsas do Proupe para cursos de bacharelado e tecnólogos

a comissão tem o prazo de 180 dias para conclusão dos trabalhos, a contar do início das reuniões, em agosto deste ano./ Foto: divulgação

a comissão tem o prazo de 180 dias para conclusão dos trabalhos, a contar do início das reuniões, em agosto deste ano./ Foto: divulgação

Os trabalhos para requalificação do Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe) prosseguem até o mês de outubro. Na última semana, a comissão acatou uma proposta dos membros da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape): os cursos de bacharelado e tecnólogos terão 30% das bolsas do programa.

Segundo o diretor acadêmico da Facape, Antonio Habib (que integra a comissão e vem participando de todas as reuniões), a proposta do Governo do Estado não contemplava os cursos tecnólogos e destinava 75% das bolsas apenas para licenciaturas específicas.

LEIA MAIS
12