Candidato a prefeito pelo PSB em Cabrobó, Dr. Auricélio recebe apoio do PT

Evento em Cabrobó confirmou aliança municipal entre PT e PSB.

Nesse domingo (02), durante encontro municipal, o Partido dos Trabalhadores (PT) de Cabrobó decidiu apoiar o candidato a prefeito, Dr. Auricélio Torres, que é filiado ao PSB. A decisão foi homologada e divulgada logo em seguida.

“Agora é oficial: o PT, partido de Lula, está alinhado com esse projeto, para contribuir com o que consideramos ser o melhor para Cabrobó no momento. Aqui estão reunidas grandes forças políticas em torno de um objetivo maior, que é o desenvolvimento social de nosso município”, afirmou o presidente do PT de Cabrobó, Petrônio Cavalcanti.

LEIA MAIS

Odacy acusa Sargento Quirino de esvaziar PSB de Petrolina, ex-vereador nega

Odacy alega que manobra busca enfraquecer nome do petista

A eleição municipal é apenas em novembro, mas no bastidor da política o clima está quente em Petrolina. Pré-candidato à prefeito, Odacy Amorim (PT) acusou o ex-vereador Sargento Quirino – hoje no Podemos – de esvaziar o PSB local.

“Eles fizeram movimento para tirar candidatos a vereador do PSB. O que Quirino ainda fala pelo PSB? Mais nada. Ele foi um dos que ajudou a esvaziar o PSB em Petrolina. Quirino demonstra um apoio [à uma candidatura]“, afirmou em entrevista ao programa Super Manhã com Waldiney Passos, na Rádio Jornal Petrolina, nessa quinta-feira (30).

No entendimento de Odacy, o esvaziamento do PSB busca favorecer o nome do ex-prefeito de Petrolina, Julio Lóssio (PSD), que ganhou força na disputa após um encontro com o governador Paulo Câmara (PSB), no final de semana. Lóssio tem ainda apoio do deputado estadual Lucas Ramos (PSB).

PSB não foi esvaziado, afirma Quirino

Quirino rebateu a fala do ex-deputado estadual. “Preparei o Podemos para poder apoiar o deputado Lucas Ramos nessa disputa pela Prefeitura Municipal de Petrolina. Vale ressaltar que eu não esvaziei o PSB, porque a chapa do Podemos já foi construída já dentro do Podemos. Só existiu um candidato que veio do PSB, o companheiro Watta. Nenhum outro estava filiado ao PSB. Portanto nós não esvaziamos o PSB“, disse.

O Blog mostrou mais cedo que o PSB de Petrolina deve ir rachado ao pleito de novembro, haja vista que o presidente municipal, Gonzaga Patriota apoiará Odacy que é do PT (leia aqui). Enquanto isso, Lucas demonstrou ser favorável ao nome de Lóssio.

PSB deve sair rachado em Petrolina no primeiro turno das eleições deste ano

Com a perspectiva do Governo do Estado apoiar a pré-candidatura a prefeito de Julio Lossio (PSD), possibilidade fortalecida na última visita de Paulo Câmara (PSB) no último sábado (25) a Petrolina, o primeiro turno da campanha eleitoral deste ano na cidade caminha para um rompimento do PSB.

Contrariando o governador, o deputado federal Gonzaga Patriota, presidente do Diretório Municipal do PSB em Petrolina, declarou, em entrevista a Rádio Jornal Petrolina, que “independentemente da posição do governador, vai apoiar a pré-candidatura de Odacy Amorim (PT)”.

O próprio Odacy, também em entrevista a Rádio Jornal na manhã desta quinta-feira (30), afirmou acreditar que nesta hipótese. “Na minha opinião está definido, Gonzaga vai me apoiar e Lucas Ramos vai apoiar Julio Lossio”, declarou.

“Depois de Julio sou eu”, afirma Quirino sobre preferência do governador para disputar prefeitura de Petrolina

Pelo visto não vai ser mesmo desta vez que o ex-deputado Odacy Amorim (PT) vai poder contar com o apoio do governador Paulo Câmara, no primeiro turno das eleições deste ano, complicando um pouco seu projeto de voltar a ser prefeito de Petrolina. O motivo, é a conjuntura política reflexo da desistência do deputado Lucas Ramos (PSB) de também concorrer ao pleito. Como no momento o apoio do PSD a pré-candidatura de João Campos é importante no Recife, Petrolina poderia ser a moeda de troca, com o apoio do PSB a Julio Lossio.

Isso ficou claro na fala do ex-vereador Sargento Quiro (Podemos), em entrevista a Rádio Jornal na manhã desta quarta-feira (28). Neste mesmo veículo de comunicação, o próprio Odacy chegou a sinalizar, semana passada, pelo o apoio tanto de Lucas Ramos, quanto de Gonzaga Patriota, ambos do PSB. Paulo Câmara deixou bem claro no último sábado (25), quando entregou o Hospital de Campanha em Petrolina, que os dois deputados pessebistas serão os “condutores” desse processo aqui na cidade.

Segundo Quirino, amanhã sexta-feira (31), o governado vai receber Julio Lossio para uma conversa no Recife, logo após esse encontro o chefe do executivo estadual vai se reunir com o ex-vereador e desta forma bater o martela sobre o apoio em Petrolina.

“A pré-candidatura, ela vai ser posta pelo governador, na hora que o governador determinar ele vai dizer, porque a primeira reunião vai ser sexta-feira com Julio Lossio, lá em Recife. Depois de Júlio sou eu, então vai se tentar um acordo com o ex-prefeito Julio Lossio, essa é uma determinação que deixou muito claro o governador, não havendo essa possibilidade o caminho é de uma candidatura própria do Podemos”, afirmou Quirino.

Dificuldades para Odacy Amorim

Na avaliação de Quirino, neste processo, pesa contra Odacy, o fato do ex-presidente Lula (PT) fazer declarações extemporâneas sobre o apoio de partidos de esquerda dando prioridade apenas ao PSOL e PCdoB.

“Eu acho que aí expulsa, vai expulsando. A outra é a determinação do próprio Lula em dizer que o partido terá candidatura, quer queira, quer não, em todas as grandes cidades e em todas as capitais. Então, não respeita os aliados, isso é muito complicado porque termina ficando em segundo plano”, disse.

Outra questão avaliada pelo ex-vereador é que caso Marília Arraes (PT) vença as eleições no Recife isso, de uma certa forma, beneficiaria Odacy que é o primeiro suplente de deputado federal do PT em Pernambuco, contrariando os interesses do PSB.

“A vitória de Marília contra o nosso candidato lá João Campos, coloca Odacy na Câmara Federal, mas não está sendo levado em jogo isso, porque Odacy votou com o governador, Dulcicleide votou com o governador, esse não é momento de se criar nenhum ruído em uma relação, porque a gente tem que separar essa eleição de Petrolina da eleição de Recife”, ressaltou.

Câmara celebra chegada de Lucas à equipe do Estado: “Era nosso desejo de contar com ele nos nossos quadros”

Governador celebrou chegada de Lucas a equipe do Estado

Lucas Ramos e Paulo Câmara são aliados de longa data. Membros do PSB, eles estarão ainda mais próximos, já que o deputado estadual aceitou o convite para integrar a equipe do Governo do Estado. O fato foi celebrado por Câmara, que visitou Petrolina no sábado (25), acompanhado por Lucas.

O Lucas está vindo à nossa equipe agora. Já era nosso desejo de contar com ele nos nossos quadros e ele aceitou o nosso convite. Para nós vai ser muito importante realmente ter na Ciência, Tecnologia e Inovação um secretário que já tem experiência parlamentar e agora vai ajudar o Poder Executivo”, destacou o governador.

Futuro do PSB em Petrolina

A ida de Lucas à secretaria em questão modifica o jogo político na cidade, pois o deputado estadual era apontado como nome dos socialistas para o pleito de 2020. Questionado sobre o caminho do PSB na eleição municipal, Câmara evitou bater o martelo sobre alianças ou indicações.

Evidentemente aqui em Petrolina, quando chegar o momento adequado o PSB vai verificar o seu caminho tendo o Lucas e o Gonzaga Patriota como os condutores desse processo. Perto das convenções isso se define. O Governo está muito focado e continuará focado porque a pandemia exige isso”, finaliza.

Lucas Ramos assume secretaria estadual e muda jogo político em Petrolina

Deputado estadual Lucas Ramos (PSB) sai da disputa municipal

Lucas Ramos era o nome cotado para representar o PSB nas eleições municipais de 2020, em Petrolina. Mas o deputado estadual foi nomeado novo titular da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado, decisão essa que modifica o cenário político na cidade.

De acordo com a Folha de Pernambuco, Lucas ocupará o posto de Aluísio Lessa (PSB), que retorna à Casa Joaquim Nabuco. A nomeação do deputado petrolinense, no entanto, ainda não foi publicada no Diário Oficial de Pernambuco. Contudo, a indicação de Lucas à secretaria tem reflexo direto no pleito municipal.

Sem Lucas na disputa, o PSB deverá apoiar algum candidato da oposição. Na capital os socialistas são aliados do PT, que tem Odacy Amorim como pré-candidato em Petrolina. Há ainda o nome de Júlio Lóssio (PSD), ex-prefeito da cidade.

Além dos já citados, o vereador Gabriel Menezes (PSL) e o radialista Vinícius de Santana (PC do B) despontam como pré-candidatos da Oposição petrolinense para enfrentar o prefeito Miguel Coelho (MDB) na eleição de novembro.

PSB pede que filiados não participem de atos por temor de instrumentalização por Bolsonaro

A direção do PSB decidiu solicitar aos seus afiliados e apoiadores que não participem das manifestações em defesa da democracia marcadas para o domingo (7) em diversas cidades pelo país.

Em nota assinada pelo seu presidente, Carlos Siqueira, e intitulada “Ainda não é hora de tomar as ruas”, o partido diz que sua decisão é embasada pelas limitações sanitárias exigidas e também pelo temor de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aproveite as manifestações para ter uma reação radical e antidemocrática.

A nota destaca que a realização de grandes aglomerações no momento pode fazer com que a disseminação do novo coronavírus piore, o que seria preocupante “diante da flagrante fragilidade da atenção à saúde”, diz a nota.

O PSB pondera que grupos infiltrados podem criar situações que favoreceriam uma “repressão proporcional aos movimentos” e também “uma reação governamental, que pode implicar o uso de medidas de exceção, o que este governo autoritário demonstra ser de seu interesse”.

O pedido do partido, então, é para que as manifestações em defesa da democracia sejam mantidas nas redes sociais, “que tem sido até aqui o principal e mais efetivo veículo para a mobilização dos democratas”.

“Para vencer neste momento delicado da vida política nacional, o campo democrático deve ser o mais amplo possível e articular estratégias próprias, evitando cair nas armadilhas que propõem os defensores do arbítrio. Neste momento eles desejam disseminar a desordem, e nós precisamos, ao contrário, da serenidade firme e do comedimento dos que sabem que são maioria”, conclui a nota.

Aero Cruz e Zenildo Nunes se filiam ao MDB

Líder seguiu passos de Miguel e foi para o MDB

Aero Cruz e Zenildo Nunes, o Zenildo do Alto do Cocar, deixaram o PSB e se filiaram ao MDB, mesmo partido do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho. Aero concretiza o que já havia antecipado ao Blog Waldiney Passos no começo do ano: seguiria os passos que o líder local lhe recomendasse.

LEIA TAMBÉM

Homem de grupo, Aero Cruz afirma que irá ao partido que Miguel Coelho sugerir

A dupla utilizou as redes sociais para confirmar a novidade. Aero é líder do Governo na Casa Plínio Amorim e já havia dito ao Blog, em fevereiro, que iria para onde Miguel solicitasse.

“Meu partido é o partido do grupo de Fernando Bezerra e o partido que Miguel Coelho disser. Estou no PSB, mas aonde o prefeito Miguel Coelho dizer ‘Aqui é onde nós vamos marchar e andar’, é para esse partido que eu vou“, afirmou.

Resolução do PT determina candidaturas próprias e favorece Marília Arraes

Marília Arraes ganha em Recife

O Partido dos Trabalhadores decidiu na noite de sexta-feira (13) lançar candidaturas próprias em 2020. O Diretório Nacional aprovou uma resolução determinando que haja representantes em todas as capitais do Nordeste. Isso significa uma vitória pessoal para a deputada federal Marília Arraes.

Ela vinha lutando há vários meses por uma candidatura à Prefeitura do Recife (PE) e com essa resolução, ganha força. Por outro lado, a decisão do PT pode afastar o PSB, seu principal aliado a nível de estado. Confira a seguir a resolução do partido:

RESOLUÇÃO
1. Determinar o lançamento de candidatura própria em TODAS as capitais dos Estados da região Nordeste.
2. Define as candidaturas de Márcio Macêdo, em Aracaju-SE; Marília Arraes, no Recife-PE e Fábio Novo, em Teresina-PI.
3. Acompanha o processo de definição das candidaturas em Salvador-BA, Maceió-AL, João Pessoa-PB, Natal-RN, Fortaleza-CE e São Luís-MA.
4. Essa estratégia de fortalecimento partidário deve ser compreendida no âmbito eleitoral, sem qualquer prejuízo à unidade nacional das forças populares nos esforços contra o projeto de destruição social do governo Bolsonaro.

Julio Lossio ressalta potencial de Lucas Ramos e minimiza suposto acordo entre PT e PSB em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Diante da polêmica sobre o suposto acordo entre o PSB e PT nas eleições de Petrolina (PE), para rifar a candidatura de Lucas Ramos (PSB) em apoio a Odacy Amorim (PT), o  ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PSD), preferiu minimizar a eventual negociação, reduzindo a manobra a um tipo de especulação.

LEIA TAMBÉM

Ao contestar retirada de candidatura de Lucas Ramos em Petrolina, Gonzaga Patriota classifica acordo entre o PSB e PT como suicídio

“Ainda tem muita água para rolar em baixo da ponte. Até lá, teremos muitas especulações”, disse Lossio à reportagem do Blog do Jamildo.

LEIA MAIS

Ao contestar retirada de candidatura de Lucas Ramos em Petrolina, Gonzaga Patriota classifica acordo entre o PSB e PT como suicídio

Gonzaga Patriota (Foto: Internet)

O possível acordo entre o PSB e PT para rifar a candidatura do deputado estadual Lucas Ramos à prefeitura de Petrolina (PE), em troca do apoio do PT, representado pelo ex-deputado Odacy Amorim no pleito, ainda rende opiniões, mesmo depois do governador Paulo Câmara ter negado  a eventual negociação.

LEIA TAMBÉM

“Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirma Paulo Câmara

Em entrevista ao Blog do Jamildo, o deputado federal Gonga Patriota (PSB) classificou o suposto acordo como suicídio.  “Nem o presidente estadual do partido, Sileno Guedes, e nem o governador Paulo Câmara falaram comigo. Mas se quiserem juntar (PSB e PT), fazemos esse suicídio juntos”, disse o parlamentar.

LEIA MAIS

“Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirma Paulo Câmara

Governador de Pernambuco e vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara negou que haja qualquer costura política com o PT em Petrolina. Nessa semana o Blog noticiou que há uma manobra entre socialistas e petistas para firmar uma aliança, o que rifaria, por exemplo, candidaturas solo de cada sigla.

LEIA TAMBÉM

PSB pode rifar nome de Lucas Ramos e apoiar candidatura de Odacy Amorim a prefeito de Petrolina

Questionada pela Folha de Pernambuco, Câmara foi direto. “Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirmou. No dia 14 ele cumpriu uma extensa agenda na cidade e acompanhou a filiação de candidatos a prefeito no Sertão.

LEIA MAIS

PSB pode rifar nome de Lucas Ramos e apoiar candidatura de Odacy Amorim a prefeito de Petrolina

Duas pré-candidaturas podem ser rifadas nestas eleições municipais. Conforme havíamos antecipado, a definição do nome que irá disputar o pleito em Petrolina pelas oposições, passa necessariamente pela a definição das alianças no Recife.

Assim, o PT definindo apoio a um nome do PSB na capital, o socialista João Campos, refletiria com o apoio do PSB ao nome escolhido pelo PT em Petrolina, que pelo andar da carruagem deve ser mesmo o de Odacy Amorim. Com isso, o sonho do deputado Lucas Ramos disputar o pleito, cairia por terra.

Em conversa com o Blog do Jamildo, o socialista reagiu a esta possibilidade e disse que vai partir para o confronto.

“Nós estamos há seis meses das eleições e nós não temos uma palavra do governador afirmando que o PSB terá candidato em Petrolina. Sabe porque? Porque Geraldo Júlio não deixa… Só que eu vou para o confronto, não vou aceitar isto. Quem vai pedir votos para o PSB em 2022, na sucessão de Paulo Câmara? Vai ser o PT de Odacy Amorim ou o PSB de Lucas Ramos?”, questiona o socialista.

“Essa turma está esquecendo que existe vida mais a frente (2022) e depois do Recife. Tudo bem, é a capital, é a vitrine do PSB, mas eu acredito que um projeto não anda distante do outro. Eles se fortalecem”, afirma.

Apesar de dá sinais de desconforto Lucas Ramos afirmou não ter interesse em sair do PSB.

Outra que também seria rifada mais uma vez do processo, é a deputado federal Marília Arraes, que inclusive obteve do próprio presidente Lula em encontro no Rio de Janeiro, a garantia do apoio para consolidar sua pré-candidatura a prefeita do Recife.

Leninha do STTAR é destaque durante ato de filiação do PSB em Petrolina

Leninha do STTAR se filia ao PSB em Petrolina. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A última sexta-feira (14) foi de visita do Governador Paulo Câmara em Petrolina (PE). Com sua comitiva, Câmara cumpriu uma intensa agenda de eventos durante todo o dia. Ao final da tarde, o gestor estadual assumiu seu papel de Vice-presidente nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e se fez presente em um ato de filiação na capital sertaneja.

LEIA TAMBÉM

Prefeitos do Sertão se filiam ao PSB com presença de Paulo Câmara e lideranças socialistas

O evento reuniu lideranças, autoridades políticas e prefeitos que se filiaram na ocasião. Além dos gestores municipais, lideranças de Petrolina e de cidades circunvizinhas aproveitaram o momento e assinaram sua carta de filiação ao PSB, com as bençãos de Paulo Câmara. Dentre elas, uma foi o destaque da noite, mais conhecida como “Leninha do Sindicato”, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Assalariados (STTAR) de Petrolina foi ovacionada por membros do sindicato e autoridades presidentes.

LEIA MAIS

“A força política está aqui nesse palanque”, afirma Lucas Ramos em ato do PSB, em Petrolina

Lucas Ramos destacou força política da oposição

Aniversariante da sexta-feira (14), o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) fez um discurso firme contra o Governo Federal, destacou a atuação dos socialistas na oposição às matérias como reforma da Previdência e ironizou a chamada força política dos Coelho, cujo líder do Senado é Fernando Bezerra Coelho, pai do atual prefeito de Petrolina, Miguel Coelho.

Pleiteando a Prefeitura local, Lucas foi firme. “Quando a gente liga o rádio, escuta o noticiário e lê o jornal ouve muito falar sobre a força política. A força política está aqui nesse palanque“, afirmou citando a presença dos prefeitos de Lagoa Grande, Afrânio, Dormentes, Santa Maria da Boa Vista, Santa Filomena e outros locais.

União da Oposição

Se o sertanejo é forte, ele precisa se unir e união é o que a gente vai pregar nessa cidade. As forças politicas de oposição de Petrolina, formadas por Odacy Amorim, Dulcicleide Amorim, Cristina Costa, Gabriel Menezes, Gilmar Santos, Julio Lóssio, Paulo Valgueiro, Elismar e ainda com a nossa força política e é exatamente o que a gente vai defender: união“, disse.

Lucas já deixou clara sua intenção de concorrer à Prefeitura e é o provável candidato do PSB, tendo inclusive o apoio do deputado federal Gonzaga Patriota, seu colega de partido. Porém, a Oposição ainda não bateu o martelo se irá com uma única candidatura ou apresentará várias em Petrolina.

123