PT rompe com Freixo no Rio de Janeiro. Crise pode implicar na aliança em Pernambuco

A duas semanas do início oficial da campanha eleitoral, a disputa pelo Senado no Rio de Janeiro abriu uma crise entre os diretórios estaduais do PT e do PSB e rachou o palanque de Luiz Inácio Lula da Silva no Estado. O ex-presidente decidiu apoiar Marcelo Freixo (PSB) para o Palácio Guanabara, e os petistas esperavam ter primazia para indicar o candidato da chapa à cadeira no Senado.

O escolhido era André Ceciliano (PT), presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Mas o presidente estadual do PSB, o deputado federal Alessandro Molon, não quis abdicar de sua candidatura e decidiu mantê-la, contrariando o PT, que pressionava por um único candidato para o cargo. Insatisfeita, a executiva estadual do partido no Estado aprovou, por maioria, o rompimento da aliança com Freixo na noite de ontem. Eles acusam o PSB de descumprir o acordo estadual.

Se levada adiante, a decisão abre margem para o PT costurar outras alianças nos Estados. Um desses é Pernambuco, onde o PSB tem Danilo Cabral como candidato ao governo, com o apoio do PT, mas a maioria petista apoia a candidatura do Solidariedade ao Governo, Marília Arraes.

Cabe ainda ao diretório nacional validar a decisão junto com os outros partidos que compõem a federação: PCdoB e PV. A executiva nacional deve tratar do assunto em reunião prevista para amanhã.

Fonte: Blog do Magno

Miguel Coelho recebe apoio de mais vereadores do PSB

O pré-candidato a governador de Pernambuco, Miguel Coelho, conquistou novos apoios para a disputa eleitoral de diferentes regiões do estado. O destaque é a oficialização de uma aliança com um grupo de vereadores e suplentes do PSB de São José da Coroa Grande. Também foi formalizado o apoio de uma vereadora de Paulista, campeã de votos na última eleição pela sigla socialista.

De São José, fecharam com Miguel o presidente da Câmara, Nabuco Lopes e o vereador Fernando Pedreiro, ambos do PSB. Além deles, os suplentes Dilson Lins, Enildo da Colônia e Cristiano Lemos (todos do PSB) decidiram aderir ao palanque da oposição. Miguel conta também com o apoio na cidade do litoral sul dos vereadores Andrelino e José Ramos (ambos do UB). O vereador Kidinho (Podemos), de Barreiros, também participou do encontro para oficializar o apoio na semana passada.

Importante liderança no Grande Recife, Irmã Iolanda é vereadora de Paulista há três mandatos consecutivos, sendo campeã de votos na última eleição. Ela decidiu sair do PSB para apoiar a pré-candidatura de Miguel Coelho e concorrer a uma vaga de deputada estadual pelo Patriota, legenda que está coligada com o União Brasil.

LEIA MAIS

Mais vereadores do PSB migram para o palanque de Miguel

O pré-candidato a governador de Pernambuco, Miguel Coelho, conquistou novos apoios para a disputa eleitoral, de diferentes regiões do estado. O destaque é a oficialização de uma aliança com um grupo de vereadores e suplentes do PSB de São José da Coroa Grande. Também foi formalizado o apoio de uma vereadora de Paulista, campeã de votos na última eleição pela sigla socialista.

De São José, fecharam com Miguel o presidente da Câmara, Nabuco Lopes e o vereador Fernando Pedreiro, ambos do PSB. Além deles, os suplentes Dilson Lins, Enildo da Colônia e Cristiano Lemos (todos do PSB) decidiram aderir ao palanque da oposição. Miguel conta também com o apoio na cidade do litoral sul dos vereadores Andrelino e José Ramos (ambos do UB). O vereador Kidinho (Podemos), de Barreiros, também participou do encontro para oficializar o apoio na semana passada.

Importante liderança no Grande Recife, Irmã Iolanda é vereadora de Paulista há três mandatos consecutivos, sendo campeã de votos na última eleição. Ela decidiu sair do PSB para apoiar a pré-candidatura de Miguel Coelho e concorrer a uma vaga de deputada estadual pelo Patriota, legenda que está coligada com o União Brasil.

Outro campeão de votos em sua cidade, o vereador de Aliança, André Empreiteiro (PSD), também formalizou apoio ao pré-candidato do União Brasil ao governo do estado. Do Agreste, o ex-vereador por dois mandatos e ex-candidato a prefeito nas eleições de 2016, Evando Júnior, foi mais um a subir no palanque de Miguel Coelho. Ele também foi vereador por Capoeiras por um mandato.

Com as novas alianças, o ex-prefeito de Petrolina vai fortalecendo sua base e declarou que cada adesão é uma prova do desejo de mudança que todo o estado vem apresentando. “Todos esses apoios são essenciais para a nossa caminhada e eu tenho convicção de que cresceremos ainda mais. Do Sertão ao Cais, a gente sente que Pernambuco quer e vai mudar”, declarou Miguel Coelho.

PT aprova chapa majoritária com Teresa Leitao como senadora e Danilo Cabral

O PT em Pernambuco, reunido em um hotel no Pina, acaba de aprovar o nome da deputada estadual Teresa Leitão para o Senado na chapa da Frente Popular, com Danilo Cabral na cabeça de chapa. Depois de resolvida a novela interna, neste domingo, o governador Paulo Câmara e Danilo Cabral estarão presentes no encontro de hoje do PT local. Danilo Cabral cancelou o almoço no Mercado da Encruzilhada e vai ao evento para prestigiar a aliada.

O XVI Encontro Estadual do PT Pernambuco tem a presença de 200 delegados indicados pelos atuais representantes das chapas estaduais. Eles estão reunidos no Recife Praia Hotel (no Pina, Recife) para analisar a conjuntura política atual e a tática eleitoral, conforme definido pela Comissão Executiva do PT Pernambuco.

Quando a guerra interna começou, havia três candidatos, incluindo a deputada federal Marília Arraes e o deputado federal Calos Veras, ligado ao senador  Humberto Costa. Mesmo depois de ter dobrado o PSB, que recuou do veto de seu nome, quando ela ameaçou sair do PT e reforçar a oposição, Marília Arraes acabou partindo para voo solo, como candidata ao governo pelo Solidariedade.

Na Frente Popular, outros partidos almejavam o posto, como o PP e o PSD, com André de Paula. Preterido, nesta segunda-feira ele deve anunciar uma aliança com Marília Arraes, em evento no Recife.

PT e PSB vão anunciar indicação ao Senado até 7 de maio

Até 7 de maio PT e PSB vão anunciar a indicação da Frente Popular ao Senado Federal. A data será marcada pelo lançamento da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para as eleições deste ano e também vai encerrar a novela dos partidos.

Segundo o Blog do Jamildo, as principais lideranças dos dois partidos se reuniram para definir o prazo final para confirmar a indicação ao Senado. O governador Paulo Câmara (PSB) e a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann estavam no encontro.

LEIA MAIS

“União para reconstruir o Brasil”, diz Lula após indicação de Alckmin como vice

Na cerimônia de apresentação do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin como nome do PSB para compor como vice a chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República, Lula e Alckmin ressaltaram a necessidade histórica de união das forças progressistas para fazer frente ao momento político que o Brasil vive e reforçaram o compromisso de ambos com a democracia e a reconstrução do Brasil.

Lideranças dos dois partidos se reuniram na manhã desta sexta-feira (8) em um hotel na capital paulista, por ocasião de apresentação de Alckmin pelo PSB. A indicação será analisada pelo PT e demais partidos que comporão a aliança em torno de Lula. O ex-presidente disse ter certeza de que o nome do ex-governador será aprovado pelo partido e que a união entre eles é uma demonstração de que é plenamente possível duas forças com projetos diferentes, mas princípios iguais se unirem num momento que é de interesse do Brasil.

LEIA MAIS

Presidente nacional do PSB confirma indicação de Alckmin como vice na chapa de Lula

O presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Carlos Siqueira, confirmou à CNN Brasil nesta terça-feira (5), que a sigla indicará Geraldo Alckmin à vice-presidência, na chapa ao lado de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O evento de lançamento da pré-candidatura do ex-tucano está marcado para esta sexta-feira (8), em São Paulo.

Siqueira confirmou que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) estará no ato, ao lado do prefeito do Recife, João Campos (PSB). Do lado petista, Lula e a presidente nacional, Gleisi Hoffmann também são aguardados. Nas redes sociais, Lula comentou sobre a parceira com Alckmin, que foi seu rival em outras campanhas:

Danilo Cabral comemora resultados da janela partidária e diz que PSB saiu reforçado

O candidato da situação, Danilo Cabral, comemorou o fim da janela partidária. Ele disse que, ao fim da janela, o PSB terminou com 15 estaduais de mandato. Quando você amplia para toda a Frente Popular, são 31 deputados pró-Danilo, o equivalente a 63% da casa legislativa.

“O PSB terminou o período de filiações com um time bastante representativo para levar a mensagem da Frente Popular a todo o estado. A sigla recebeu reforços importantes de quadros da política. São deputados e pré-candidatos alinhados com o projeto dessa frente”.

“De forma objetiva, as lideranças políticas observam que o PSB e a Frente Popular são o caminho que aponta para para a renovação da esperança do povo de Pernambuco. Isso de um ponto de vista nacional também; já que recebemos pessoas importantes como Marcelo Freixo, Flávio Dino, Tábata Amaral e tanta gente que escolheu o PSB este ano. Aqui em Pernambuco, temos a presença dessas lideranças que vieram de todas as regiões do estado. Recebemos gente do Sertão, Zona da Mata e outras regiões”, destacou Danilo.

LEIA MAIS

Filiações de Rodrigo Novaes, Diego Perez e Ângela Coutinho ao PSB fortalecem palanque de Danilo Cabral

A pré-campanha de Danilo Cabral ao governo de Pernambuco se fortaleceu, nesta quinta-feira (30), com a filiação ao PSB do deputado estadual licenciado Rodrigo Novaes, uma das principais lideranças políticas do estado. Novaes, que está deixando a Secretaria estadual de Turismo e Lazer para disputar a reeleição, assinou a sua ficha de filiação junto ao jornalista Diego Perez, também pré-candidato à Alepe, e à professora Ângela Coutinho, liderança de Paudalho e região.

O ato político, realizado na sede do PSB, na hora do almoço, foi bastante prestigiado. Estavam presentes as principais lideranças do partido no estado, a exemplo do governador Paulo Câmara, do prefeito do Recife, João Campos, além do presidente do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes, do deputado federal Tadeu Alencar e do pré-candidato a deputado federal Pedro Campos. 

Danilo enalteceu o ingresso desses importantes quadros políticos no PSB, ressaltando que a sigla tem sido o caminho de importantes lideranças nacionais, como Geraldo Alckmin, Marcelo Freixo, Tábata Amaral e Flávio Dino, entre outros.

LEIA MAIS

“Não autorizei que envolvessem o meu nome em qualquer negociação”, afirma Marília Arraes


A informação de que Marília Arraes será candidata do PT ao Senado na chapa de Danilo Cabral (PSB) não procede, segundo a própria deputada federal afirmou na noite de domingo (20). Em nota divulgada nas redes sociais, Marília lembrou das vezes que seu próprio partido rifou seu nome para manter alianças com o PSB.

LEIA TAMBÉM

Eleições: Marília “dobra” PSB e deve disputar vaga ao Senado integrando Frente Popular

E afirmou que sua possível pré-candidatura pelo PT ao Senado é “massa de manobra” dos petistas. O recado é uma sinalização de que ela deve sim deixar o partido ao qual está filiado desde o início da sua carreira política, que começou como vereadora do Recife.

Eleições: Marília “dobra” PSB e deve disputar vaga ao Senado integrando Frente Popular

(Foto: Ascom)

Depois de causar um alvoroço no Partido dos Trabalhadores sinalizando sua possível saída, Marília Arraes deve ir para a disputa ao Senado pelo PT. Segundo o Blog do Jamildo Melo, ela conseguiu “dobrar” o PSB e estará na chapa de Danilo Cabral (PSB), que busca o Governo de Pernambuco.

LEIA TAMBÉM

“Nos próximos dias Pernambuco vai saber o que penso”, afirma Marília Arraes

O prefeito do Recife, João Campos (PSB) teria se reunido com lideranças do PT e PSB em São Paulo, dando o sinal positivo para Marília estar no grupo no pleito de 2022. Amanhã (21) Marília se encontra com Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para discutir seu futuro político.

A possível saída de Marília provocou receios no PT e na Frente Popular, já que o grupo ficaria enfraquecido com sua partida. Chegou-se a comentar que ela se uniria a Raquel Lyra (PSDB) e Priscila Krause para montar um a chapa totalmente feminina.

Geraldo Alckmin confirma filiação ao PSB e cita Eduardo Campos

Geraldo Alckmin confirmou, na sexta-feira (18), sua filiação ao PSB. Agora o ex-tucano fica próximo de ser candidato a vice de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que buscará mais uma vez a presidência da República. Ao confirmar sua filiação ao novo partido, Alckmin citou o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

“Não vamos desistir do Brasil” foi uma frase eternizada na voz de Campos, que morreu enquanto fazia campanha à presidência. O lema foi relembrado por Alckmin nas redes sociais. “Depois de conversar muito e ouvir muito eu decidi caminhar com o Partido Socialista Brasileiro – PSB. O momento exige grandeza política, espírito público e união”, escreveu o político.

A aliança de Geraldo com Lula ocorre após anos de rivalidade política, já que o tucano foi adversário do próprio Lula a nível nacional e de candidatos petistas em São Paulo.

Frente Popular lançará Danilo Cabral como pré-candidato nesta segunda-feira

Agora é oficial: Danilo Cabral (PSB) é o escolhido da Frente Popular para disputar as eleições de 2022. O deputado federal será apresentado como pré-candidato ao Governo de Pernambuco nesta segunda-feira (21), em cerimônia marcada para 12h, na capital Recife.

Por conta da pandemia, a solenidade será fechada, mas será transmitida pela internet. Entre os convidados confirmados estão o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) e o prefeito do Recife, João Campos (PSB).

A escolha por Danilo já era dada como certa nos bastidores da política pernambucana. Antes dele, chegou-se a cogitar nomes como o de deputado federal Tadeu Alencar (PSB), que tinha a preferência do prefeito de Bodocó, no Sertão, para ser o escolhido da Frente Popular.

PSB vai passar por mais uma rodada de conversas com os partidos para definir o candidato a governador de Pernambuco

O PSB de Pernambuco ainda não definiu quem será o candidato a governador nestas eleições e a fase de discussões com os partidos da Frente Popular deve fazer com que o calendário estipulado pelo governador Paulo Câmara para apresentar um nome seja ampliado para no máximo até fevereiro.

A partir desta semana o ritmo desses encontros deve ser intensificado. Na segunda-feira (24), o presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, e o deputado federal Augusto Coutinho, serão recebidos no Palácio do Campo das Princesas.

As direções nacionais e estaduais do PT e PSB também devem ir à mesa, nesta semana, para discutir sobre o palanque de Pernambuco, após avanços significativos nas negociações entre os dois partidos, durante a reunião realizada nesta quinta-feira (20), em Brasília.

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, endossou o posicionamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de que o PSB tem preferência para indicar o cabeça de chapa.

LEIA MAIS

PT não descarta nome de Humberto Costa para concorrer ao Governo de Pernambuco

(Foto: Arquivo)

Humberto Costa (PT) é pré-candidato da sigla ao Governo de Pernambuco. E agora o partido quer fortalecer o nome junto à Frente Popular, bloco formado ao lado do PSB e outras siglas menores da esquerda. O senador pode se aproveitar da indecisão dos socialistas, que ainda não bateram o martelo sobre seu pré-candidato.

O Diário de Pernambuco noticia que ontem (12), Costa participou de reuniões com as forças políticas do bloco e “ficou definido que a executiva vai definir um grupo de pessoas para fazer a interlocução, não só com o governador, mas com os outros partidos e personalidades políticas”.

LEIA MAIS
123