“Se o PSB definir candidato, Humberto Costa está fora”, afirma Lula

No UOL, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, em entrevista a sites de esquerda que o apoiam, que mantém afinidade com o PSB, mas a sigla aliada tem que respeitar a importância do partido. O petista também admitiu alianças com figuras de centro-direita.

O PT mantém sua afinidade com PSB. O PSB tem o direito de lançar candidato em Pernambuco, é o Estado onde a direção é mais forte. Desta vez, tem duas pessoas como candidatas em potencial, Humberto Costa [senador] e Marília Arraes [deputada federal]. Embora o PSB tenha o direito de indicar, não pode tratar o PT de forma pequena“, afirmou.

A fala de Lula acontece no mesmo dia em que Humberto Costa, em entrevista à Rádio Jornal, defendeu a análise da sua candidatura pela Frente Popular. O ex-presidente, no discurso, também negou que o senador Fabiano Contarato seja pré-candidato ao governo do Espírito Santo.

LEIA MAIS

Boulos e alas do PT intensificam críticas à chapa entre Lula e Alckmin

Setores da esquerda têm intensificado as críticas a uma possível chapa entre o ex-governador paulista Geraldo Alckmin (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pré-candidato a retornar ao Palácio do Planalto.

Adversários históricos das gestões tucanas de Alckmin no governo de São Paulo, setores do PT no estado e o ex-presidenciável Guilherme Boulos (PSOL), que é próximo de Lula, estão em campanha contra a aliança.

As conversas começaram no ano passado, com troca de elogios públicos entre os dois e ganharam força com a saída de Alckmin do PSDB e um jantar, em dezembro, em que ele e Lula posaram para fotos. O ex-tucano tem convite para ir para o PSB, que negocia apoio a Lula, mas as conversas sobre a filiação estagnaram nas últimas semanas.

LEIA MAIS

PT não descarta nome de Humberto Costa para concorrer ao Governo de Pernambuco

(Foto: Arquivo)

Humberto Costa (PT) é pré-candidato da sigla ao Governo de Pernambuco. E agora o partido quer fortalecer o nome junto à Frente Popular, bloco formado ao lado do PSB e outras siglas menores da esquerda. O senador pode se aproveitar da indecisão dos socialistas, que ainda não bateram o martelo sobre seu pré-candidato.

O Diário de Pernambuco noticia que ontem (12), Costa participou de reuniões com as forças políticas do bloco e “ficou definido que a executiva vai definir um grupo de pessoas para fazer a interlocução, não só com o governador, mas com os outros partidos e personalidades políticas”.

LEIA MAIS

Odacy Amorim e Luciano Duque debatem eleições de 2022

O ex-prefeito de Serra Talhada (PE), Luciano Duque (PT) visitou Petrolina na segunda-feira (22) e se encontrou com o ex-deputado estadual Odacy Amorim (PT). Ambos são pré-candidatos em 2022. Luciano mira uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), enquanto Odacy quer uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Durante o encontro, Odacy disse que apoiará qualquer decisão do PT que colabore com um projeto nacional. “Precisamos unir forças para arrumar a casa, elegendo um governo popular e democrático. No entanto, não podemos deixar de lado o protagonismo do partido em Pernambuco“, disse.

Ainda no entendimento de Odacy, é necessário que o PT busque protagonismo, mesmo se uma decisão nacional indique aliança com o PSB. “É visível a força do movimento político do interior para o litoral. Em outras eleições, os nomes do Agreste e do Sertão foram determinantes nas disputas. Acredito que em 2022 não será diferente. Eu vejo, por exemplo, grande potencial de Luciano Duque para compor a vice do PSB em uma eventual aliança. É um nome forte e que também representa o interior”, destacou.

Gilmar Santos confirma pré-candidatura a deputado estadual

O vereador de Petrolina, Gilmar Santos (PT) confirmou que é pré-candidato a deputado estadual. O petista informou que se coloca na disputa para “ajudar o Presidente Lula a retomar a dignidade do nosso país”. Com a entrada de Gilmar na disputa, haverá uma concorrência interna no partido, já que Dulci Amorim possui uma vaga na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) com o PT.

“Com mais de 350 mil habitantes, Petrolina é um município de profundas contradições, desigualdades e desafios. É a terra da fruticultura milionária, controlada por poucas famílias ricas e sustentada pelo trabalho de uma grande parte da população, homens e mulheres, que recebem baixíssimos salários, vivem em bairros precarizados e vivenciam as mais diversas vulnerabilidades. Maioria negra, pobre e periférica”, disse Gilmar em nota.

Vereador de dois mandatos, o representante do PT almeja uma vaga na Alepe “durante um novo governo do presidente Luka”. “O nosso povo quer de volta um país onde as pessoas podiam comer bem, três vezes ao dia; onde era possível ter emprego de qualidade e sonhar com o futuro. Essa é a luta que queremos fazer pelo Sertão do São Francisco, por Pernambuco e pelo Brasil, durante um novo governo do Presidente Lula. Por tudo isso, estou pré-candidato a deputado estadual”, afirmou.

Diretórios municipais do PT no Sertão se reúnem em Ouricuri

Com o objetivo de unir e fortalecer os diretórios municipais do Partido dos Trabalhadores do interior de Pernambuco, a vice-presidenta do PT/PE, Cristina Costa, esteve na Câmara de Vereadores de Ouricuri, neste sábado (18), para uma reunião com os representantes e lideranças das cidades do Sertão. Na pauta, os anseios e o projeto de interiorização das ações do PT no Estado.

Ao todo, 11 diretórios participaram da reunião, são eles: Petrolina, Ouricuri, Granito, Petrolândia, Bodocó, Floresta, Exu, Trindade, Belém do São Francisco, Santa Maria da Boa Vista e Orocó. Durante a reunião, diversas lideranças pontuaram a necessidade de levar a organização do PT para os municípios, por meio do fortalecimento dos seus filiados e militantes, além de oportunizar autonomia para os diretórios de cada cidade, garantindo a participação do Sertão nos espaços de decisões dentro do Partido.

LEIA MAIS

Ministério da saúde deixa vencer R$ 243 milhões em medicamentos e Marília Arraes (PT) pede esclarecimentos ao Governo

A deputada federal Marília Arraes (PT-PE) é autora de um requerimento de informação, na Câmara dos Deputados, que cobra do Governo Federal esclarecimentos sobre o estoque de vacinas, medicamentos, testes de diagnósticos e outros itens que perderam a validade sem terem sido distribuídos, avaliados em R$ 243 milhões. O requerimento será protocolado na próxima quarta-feira (08), quando o setor responsável retornará às atividades normais após o ponto facultativo decretado em função do feriado de 7 de setembro.

De acordo com reportagem-denúncia do jornal Folha de São Paulo, são mais de 3,7 milhões de itens que começaram a perder a validade nos últimos três anos e que estavam abandonados no centro de distribuição de logística do Ministério da Saúde, que fica na cidade de Guarulhos (SP). “A lista de produtos é gigantesca. São 820 mil canetas de insulina vencidas que dariam para auxiliar 235 mil pacientes com diabetes em um mês. É um desperdício de R$ 10 milhões, por exemplo. Há ainda remédios e outros produtos usados em tratamentos de doenças raras e câncer. Estamos falando de itens que podem significar viver ou morrer para muitas pessoas”, afirmou.

LEIA MAIS

PL de autoria do vereador Gilmar Santos pretende tornar obrigatória a transparência na fila de espera do SUS em Petrolina

A relação dos pacientes que aguardam por uma consulta com especialista, exames ou uma cirurgia pelo SUS em Petrolina deverá ser disponibilizada na internet. É o que prevê o Projeto de Lei 154/202, apresentado na Câmara Municipal de Petrolina pelo Vereador Gilmar Santos (PT), na manhã desta terça-feira (31).

De acordo com o texto, a lista atualizada de pacientes em fila de espera que aguardam atendimento na Rede Pública Municipal de Saúde ou em instituições conveniadas ao Sistema Único de Saúde deverá ser disponibilizada em um sistema online, no site oficial da Prefeitura de Petrolina e também nas Unidades da Saúde.

LEIA MAIS

Remanso: Justiça Eleitoral cassa mandato de dois vereadores e anula votos do PT

O Juiz Eleitoral da 67ª Zona Eleitoral de Remanso, Bahia, João Paulo da Silva Bezerra, cassou, nesta segunda-feira (23), os mandatos dos vereadores eleitos Alair Rodrigues Paes Landim (PT) e Cristiano José Moura Marques  (PT), os suplentes e todos os candidatos constantes da chapa concorrente às eleições de 2020.

Na decisão, o juiz entendeu que houve fraude na cota de gênero da sigla, concluindo que a candidatura de Maiara Ribeiro da Silva foi fictícia, existindo apenas para beneficiar os candidatos Alair Landim e Cristiano Marques.

Além da cassação dos mandatos o Juiz determinou a inelegibilidade por oito anos dos agora ex vereadores Alair Rodrigues Paes Landim e Maiara Ribeiro da Silva, por se beneficiarem da medida fraudulenta.

A decisão do Juiz ainda cabe recurso.

LEIA MAIS

“Tudo se encaminha para uma aliança”, afirma Dulci sobre aproximação do PT e PSB

Segundo deputada, encontro entre líderes do PSB e PT sinalizou aliança para 2022 (Foto: Internet)

A deputada estadual Dulci Amorim (PT) também comentou sobre as eleições de 2022 e a aproximação do PSB com o PT em Pernambuco. No entendimento das duas siglas, tudo se encaminha para uma aliança. Porém, o martelo somente será batido nos próximos meses.

LEIA TAMBÉM

Dulci Amorim se diz surpresa com apoio de Rafael Cavalcanti a outro pré-candidato em 2022

“Vamos estar conversando até março e abril, para até lá tomarmos as decisões necessárias“, disse ao programa Super Manhã com Waldiney Passos na Rádio Jornal Petrolina. Ainda segundo Dulci, Marília Arraes (PT) que desponta como principal nome dos petistas nas pesquisas afirmou que acatará a decisão do grupo.

LEIA MAIS

Eleições 2022: Paulo Câmara não descarta aliança entre PSB e PT

O Governador Paulo Câmara não descartou, nesta sexta-feira (13), em entrevista a uma rádio local, uma possível aliança do PSB com o PT nas eleições do próximo ano. Domingo (15), o Chefe do Executivo Estadual recebe o ex-presidente Lula, que vem a Pernambuco em uma rodada de visita ao Nordeste.

Segundo Câmara, o momento não é de falar sobre articulações políticas para as eleições 2022, no entanto, o governador afirmou que os partidos têm mais convergências do que divergências, o que pode ser um ponto importante para a futura aliança.

“A gente espera que PT e PSB estejam juntos novamente em 2022”, afirma Lucas Ramos

Lucas Ramos, deputado estadual pelo PSB de Pernambuco, foi entrevistado no programa Super Manhã com Waldiney Passos nesta sexta-feira (9) e falou sobre a política estadual. Para Lucas, PSB e PT devem sim caminhar juntos em 2022. Mesmo com a divisão vivenciada entre as siglas na eleição de 2020 na capital Recife.

LEIA TAMBÉM

Paulo Câmara e João Campos dizem que PSB só decidirá se apoiará Lula ou Ciro no primeiro semestre de 2022

Lucas Ramos (PSB-PE)

Ele [Paulo Câmara] espera primeiro uma definição sobre a candidatura de Lula. E segundo, se o PT estará no palanque do PSB na sucessão ao Governo do Estado. É uma conjuntura política, um alinhamento e eu acredito ser factível, inclusive prioritário para o nosso partido, que aconteça esse alinhamento. A gente espera que PT e PSB estejam juntos novamente em 2022“, pontuou.

LEIA MAIS

Líder do PT na ALEPE e PSOL emitem nota e cobram Governo de Pernambuco sobre atuação da PM durante protesto no Recife

A líder do Partido dos Trabalhadores (PT), Deputada Estadual Teresa Leitão, e o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) emitem nota e cobram o Governo de Pernambuco sobre atuação da Polícia Militar de Pernambuco em manifestação no Recife.

De acordo com a Dep. Teresa Leitão, os protestos seguiam pacíficos quando foram interrompido pela PM. “Em Pernambuco, o ato pacífico que caminhou em fila indiana pelo trajeto tradicional da nossa luta, foi interrompido pela brutalidade gratuita da Polícia Militar”, disse em nota. 

O PSOL, também por meio de uma nota, afirmou que  a manifestação reivindicava alimentação e vacina para os brasileiros e foi recebida com truculência pela PM. “A manifestação pedia comida no prato e vacina no braço e foi recebida com balas de borracha e bombas de efeito moral”, destaca.

Confira as notas na íntegra

LEIA MAIS

PSB “afaga” PT em Pernambuco mirando eleições de 2022

Apesar de Marília Arraes (PT) despontar como bom nome nas eleições de 2022, o PT pode sim se aproximar o PSB. Tanto que o governo estadual já faz um “afago” nos petistas. Figuras ligadas ao senador Humberto Costa (PT) estão retomando os espaços no governo de Paulo Câmara (PSB), após romper com o PSB, em janeiro.

LEIA TAMBÉM

Marília lidera primeira pesquisa entre os possíveis candidatos a governador de Pernambuco

A primeira nomeada foi a ex-chefe de gabinete do senador, Luciana Félix, que passou a ocupar o cargo de gerência na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude. Outra contemplada foi a esposa do ex-prefeito do Recife João da Costa (PT), Marília Bezerra, nomeada ao cargo na Secretaria de Desenvolvimento Social de Pernambuco, comandada pelo presidente do PSB estadual, Sileno Guedes.

Antes, Oscar Barreto assumiu um cargo na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que controla o Complexo Industrial Portuário de Suape. Nos bastidores há, inclusive, a avaliação de que o PT nunca deveria ter rompido com o PSB. Pensando já em 2022, outro partido contemplado pelo governo estadual foi o Republicanos.

PT e PSB acertam alianças em três estados do Nordeste e buscam aproximação em Pernambuco

A retomada dos direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reaproximou o partido de um parceiro histórico, o PSB, e acelerou tratativas entre as duas legendas para possíveis alianças nos estados, sobretudo no Nordeste.

Nas últimas semanas, PT e PSB selaram parcerias políticas no Piauí, na Paraíba e no Amapá e iniciaram um movimento de reaproximação em Pernambuco, Sergipe e no Espírito Santo. As cúpulas dos dois partidos afirmam que a reaproximação tem como foco a definição de estratégias políticas conjuntas e dizem que as eleições do próximo ano ainda não estão em pauta.

É um estreitamento político, não necessariamente eleitoral. Tivemos uma conversa muito boa com o PSB para discutir como podemos ajudar o Brasil a sair dessa crise“, afirma a presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR).

LEIA MAIS
123