WhatsApp suspende contas de distribuição de mensagens do PT

Pelo menos 10 contas de distribuição de mensagens no WhatsApp que pertencem ao Partido dos Trabalhadores (PT) foram supostamente derrubadas sem nenhuma explicação, de acordo com a sigla.

O partido afirma que as contas, chamadas “Zap do PT”, eram mantidas para distribuição de notícias e conteúdos a filiados, e foram derrubadas desde o último dia 25.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou, de acordo com reportagem do G1, que procurou o Facebook, dono do WhatsApp, na última segunda-feira (6). A assessoria do partido informou nesta quarta (9) que a empresa ainda não respondeu ao pedido.

A reportagem do G1 procurou o WhatsApp, e a empresa respondeu que várias contas foram banidas por “disparos massivos”, sem citar quais, quantas e a quem pertenciam, e que não comenta casos específicos. Mas que sabe que entre essas contas havia alguma ligada ao partido porque o PT recorreu da decisão.

O partido diz que soube que os canais foram suspensos por meio de um e-mail padrão, após o bloqueio, onde o WhatsApp afirmava que houve “reclamações”.

O WhatsApp ainda afirmou, através de nota, que seus produtos “não foram projetados para enviar mensagens em massa ou automatizadas, que violam nossos termos de serviço”. E que “por meio de nossos avançados sistemas de aprendizado de máquina somos capazes de detectar essas práticas”.

WhatsApp suspende contas do PT por disparo de mensagens

12 contas do Partido dos Trabalhadores (PT) foram suspensas no aplicativo WhatsApp, pertencente ao Facebook. A empresa afirma que as contas violaram os termos de serviço e estariam operando de forma automatizada. O bloqueio aconteceu no último dia 25 de junho e somente ganhou repercussão nessa semana.

A direção do PT disse não ter sido oficialmente informada sobre a decisão, mesmo após quase 15 dias da decisão. Segundo o Extra, a assessoria do partido também entrou em contato com a empresa responsável pelo disparo das mensagens, mas ainda não obteve resposta.

O serviço

Os perfis eram gerenciados pela empresa Lead Whats – contratada há três meses – que em seu site oferecia o serviço de gestão e automatização do WhatsApp para Empresas. Na decisão de suspender as contas o WhatsApp informou que o aplicativo não foi projetado para enviar mensagens em massa.

Na quarta-feira (8) o Blog noticiou a suspensão de contas do Facebook ligadas aos ex-partido do atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), por disseminação de fake news.

Paulo Bomfim agradece apoio de Charles Leão nas eleições de 2020

Prefeito agradeceu apoio do ex-rival

Adversários políticos em 2016, o delegado da Polícia Civil, Charles Leão (PP) e o atual prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim (PT) andarão lado a lado no pleito desse ano. Conforme anunciado no lançamento da pré-candidatura de Bomfim, PP e PT serão aliados em 2020.

LEIA TAMBÉM

PT confirma atual prefeito Paulo Bomfim como pré-candidato em Juazeiro

O fato foi celebrado pelo atual prefeito. “Quero fazer uma saudação especial ao candidato da eleição passada, que disputou comigo, o Charles Leão. Na eleição passada fizemos um debate propositivo para o bem de Juazeiro e agora na eleição de 2020, Charles resolveu declarar seu apoio a nossa candidatura. Obrigado pelo humildade e pela simplicidade“, disse.

A retirada do nome do delegado pode fortalecer Bomfim, já que a Oposição ainda não definiu quem será seu principal adversário. “Nosso projeto está fazendo bem para a cidade e você tira seu nome dessa discussão de pré-candidatura e vem nos apoiar. Muito obrigado de verdade, por estar junto com o nosso projeto“, destacou Bomfim.

Vereadora Cristina Costa apresenta requerimento solicitando prestação de contas da Câmara Municipal de Petrolina

(Foto: Ascom/Cristina Costa)

A vereadora Cristina Costa (PT) apresentou o requerimento nº 164/2020, que solicita do Presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina a prestação de contas da Casa Plínio Amorim, com o objetivo de primar pela transparência das contas públicas para com a população.

A parlamentar pediu que seja detalhado todas as despesas da Câmara, desde os gastos com transportes, constando as especificações das placas e modelos dos veículos, os custos com funcionários pontuados nominalmente e despesas com o contrato da empresa UNIKA.

“Acreditamos que com os balancetes descritos, os vereadores vão poder analisar todas as despesas e, assim, tomarmos a decisão de como direcionar melhor os recursos financeiros da Câmara. Afinal, estamos vivenciando uma pandemia e precisamos verificar como auxiliar a população e rever os gastos públicos.”, explicou Costa.

O requerimento foi apresentado pela vereadora na última Sessão virtual, ocorrida na terça-feira (23).

Justiça determina bloqueio de bens de Wagner em ação desmembrada da Lava Jato

Jaques Wagner (PT) teve seus bens declarados indisponíveis nesta sexta-feira (19) pela Justiça. O senador pela Bahia responde a ação no âmbito da Operação Lava Jato que apura a doação ilegal de R$ 3,5 milhões, da Odebrecht, por intermédio da cervejaria Petrópolis, para a campanha eleitoral do Partido dos Trabalhadores de 2014.

A decisão pelo congelamento dos bens do ex-governador foi proferida pelo juiz Glauco Dainese de Campos, titular da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador. Wagner é investigado pela suposta prática de improbidade administrativa em investigação movida pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Odacy Amorim deixa presidência do IPA para concorrer prefeitura de Petrolina

(Foto arquivo: Blog Waldiney Passos)

A atual situação de crise da saúde no Brasil, por causa da pandemia do coronavírus, tem feito muitos eleitores questionarem se haverá o adiamento das Eleições Municipais 2020. No entanto, segundo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até o momento, não houve qualquer decisão nesse sentido, uma vez que tal mudança no calendário eleitoral depende de alteração legislativa por parte do Congresso Nacional e do próprio texto da Constituição Federal. Dessa forma, cabe à Justiça Eleitoral cumprir os prazos previstos na legislação.

Para as eleições 2020, em que os cargos em disputa são de prefeito, vice-prefeito e vereador, em regra, os servidores públicos que ocupam cargo em comissão de secretário, presidente ou titular de um órgão, devem se afastar 4 meses antes das eleições, ou seja, até 4 de junho de 2020.

Por este motivo, o ex-deputado e presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim, estará se afastando do cargo nesta quinta-feira (04), conforme afirmou em entrevista à rádio Jornal Petrolina na manhã desta quarta-feira (03).

Odacy estava à frente do órgão desde o dia 22 de janeiro de 2019, quando foi empossando em solenidade realizada no auditório Ruy Carlos do Rego Barros, na sede do órgão, em San Martin, Recife, onde realizou um trabalho com foco na melhoria contínua da agricultura familiar pernambucana, através de trabalhos nas áreas de Extensão Rural, Pesquisa e Infraestrutura Hídrica.

A partir de agora, o petista se dedica exclusivamente a eleição de outubro concorrendo ao cargo de prefeito pelo PT. O grande desafio será evitar que o prefeito Miguel Coelho (MDB), que realiza uma gestão exitosa, consiga se reeleger em primeiro turno. Como é do conhecimento de todos, a estratégia é lançar vários candidatos para tentar provocar um segundo turno, unindo desta forma todos partidos de oposição para medir forças com o atual gestor.

Odacy Amorim foi vereador de Petrolina em três mandatos consecutivos. Em 2004 foi eleito vice-prefeito pelo PSB, na chapa encabeçada por Fernando Bezerra Coelho. Em dezembro de 2006, assumiu o comando da Prefeitura Municipal, uma vez que FBC foi nomeado Secretario de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. Ele ainda foi assessor especial do governador Eduardo Campos, além de deputado estadual por dois mandatos.

Ao deixar o PSB Odacy se filiou ao PT, partido pelo qual disputou as últimas duas eleições para prefeito: em 2012 obteve 29.506 votos, ficando em 3º lugar e em 2016 obteve 39.618 votos ocupando a segunda colocação.

Lula critica manifestos suprapartidários e diz não ter idade para ser ‘Maria vai com as outras’

O ex-presidente Lula criticou em reunião do PT nesta segunda-feira (1º) os manifestos suprapartidários em defesa da democracia surgidos nos últimos dias, sob o argumento de que os documentos articulados pela sociedade civil desconsideram os direitos dos trabalhadores.

Como mostrou a Folha de S.Paulo, as iniciativas buscam recriar o clima das Diretas Já e uniram adversários ideológicos diante dos ataques do presidente Jair Bolsonaro a instituições e à Constituição.

A principal mobilização da atual leva é o Movimento Estamos Juntos, mas pelo menos outros seis grupos estão se consolidando nesse cenário.

Lula defendeu que o partido analise as iniciativas antes de tomar qualquer decisão e as relacionou a um projeto da elite brasileira -embora parte dos manifestos venha se organizando por meio da internet, com a possibilidade de qualquer cidadão aderir.

“Li os manifestos e acho que tem pouca coisa de interesse da classe trabalhadora. Não se fala em classe trabalhadora, nos direitos perdidos”, afirmou. Para ele, os textos só falam genericamente no que chamou de corte recente de direitos.

O ex-presidente se disse incomodado com a presença, nas listas, de nomes de pessoas que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff (PT) e que, na visão do petista, abriram caminho para a eleição de Bolsonaro. Em diversos momentos, ele reivindicou protagonismo para o partido.

“Sinceramente, eu não tenho mais idade para ser Maria vai com as outras. O PT já tem história neste país, já tem administração exemplar neste país. Eu, sinceramente, não tenho condições de assinar determinados documentos com determinadas pessoas”, afirmou Lula.

Na fala, transmitida em redes sociais, o ex-presidente disse ter lido os manifestos do Estamos Juntos (inicialmente assinado por artistas e intelectuais) e do Basta! (organizado por advogados e outros representantes do universo jurídico).

Alguns dos manifestos, segundo Lula, são “feitos com boas intenções” e contam com “gente muito boa assinando”, mas também há “aqueles que estão fugindo do barco” – que apoiaram Bolsonaro e agora querem se desvencilhar dele.

“Nós precisamos apoiar qualquer manifesto que for para resolver o problema do Brasil, [mas] não podemos ser levados pela euforia”, acrescentou Lula, afirmando que a sigla não pode se deixar ser usada por pessoas que são contra Bolsonaro, mas apoiam a política econômica do ministro Paulo Guedes.

“[Tem] muita gente de bem que assinou. E tem muita gente que é responsável pelo Bolsonaro. O PT tem que discutir com muita profundidade, para a gente não entrar numa coisa em que outra vez a elite sai por cima da carne seca, e o povo trabalhador não sai na fotografia.”

LEIA MAIS

PF conclui pela 2ª vez que Adélio Bispo agiu sozinho no atentado contra Bolsonaro

Adélio Bispo tentou matar Bolsonaro durante a campanha eleitoral no ano passado.

Adélio Bispo agiu sozinho. Foi esse o entendimento da Polícia Federal (PF) no segundo inquérito que investiga o atentado contra Jair Bolsonaro (sem partido), na campanha eleitoral de 2018. A PF concluiu novamente que Adélio atuou por iniciativa própria, sendo o único responsável pelo planejamento da ação.

LEIA TAMBÉM

Relatório da PF conclui que Adelio Bispo agiu sozinho

O inquérito, entregue ontem (13) à Justiça Federal, foi presidido pelo delegado Rodrigo Morais. No entendimento de Morais, Adélio não contou com apoio de terceiros e tinha intenção de matar Bolsonaro. “O que a investigação comprovou foi que o perpetrador, de modo inédito, atentou contra a vida de um então candidato à Presidência da República, com o claro propósito de tirar-lhe a vida“, destaca o delegado.

LEIA MAIS

PT de Petrolina divulga nota de repúdio por agressões à profissionais da imprensa

O Partido dos Trabalhadores de Petrolina (PT) emitiu nota de repúdio em apoio aos profissionais da imprensa por agressões sofridas pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro, nos últimos dias. Confira a nota na íntegra.

NOTA DE REPUDIO

O Partido dos Trabalhadores Diretório Municipal de Petrolina por meio da executiva municipal e de todo o Diretório, vem tornar público o seu repúdio às agressões cometidas pelo presidente da república para com os profissionais da imprensa que vem se repetindo constantemente em suas aparições públicas, chegando a tentar cercear a voz da imprensa no seu direito legitimo de trazer a informação para a sociedade, ao mandar um profissional a calar a boca, durante entrevista na manha desta terça-feira, mostrando total despreparo e desequilíbrio para conduzir o país.

Lembramos que a nossa democracia e a liberdade de expressão são temas caros à nossa sociedade e não podemos permitir que, principalmente, aquele que deveria ser o chefe maior da nação, eleito inclusive pelo voto democrático, açoite de volta aos porões escuros de um tempo não muito distante, essas conquistas em que muitos deram a vida para que as tenhamos hoje.

Queremos também nos solidarizar com os companheiros profissionais de saúde que, neste momento de crise sanitária colocam suas vidas em risco e se isolando, em muitos casos, de suas famílias, para atuar na linha de frente no combate à pandemia, ao reivindicarem respeito à vida, às normas internacionais de prevenção à disseminação do vírus por parte do governo federal e buscar melhores condições de trabalho para melhor atender a população, foram agredidos covardemente por fascistas apoiadores do presidente, durante ato pacifico organizado por estes profissionais na manhã deste domingo na capital do país.

Petrolina, 05 de maio de 2020.
Partido dos Trabalhadores.
DM Petrolina.

Vereadora Cristina Costa adere a lives para atender demandas da população de Petrolina

(Foto: Ascom/Cristina Costa)

A Vereadora Cristina Costa, nesse período de distanciamento social para conter a proliferação do novo Coronavírus (Covid-19), está trabalhando também de forma virtual buscando colocar seu mandato a disposição da população petrolinense. Para isso, a parlamentar realizou, nessa quarta-feira (22), uma live com o advogado Daniel Besarria sobre auxílio emergencial.

Na ocasião, o espaço foi utilizado por internautas para tirar dúvidas, pedir esclarecimentos sobre casos específicos, solicitar explicações sobre quem tem ou não direito ao auxílio, como funciona a conta digital e a conta bancária, entre outros questionamentos.

Durante a conversa, a vereadora Cristina Costa lembrou que o desgoverno do Presidente Bolsonaro queria oferecer o auxílio no valor de R$ 200, mas para benefício da população, os parlamentares de oposição foram firmes na proposta e garantiram o Auxílio Emergencial  no valor de R$ 600 podendo chegar até R$ 1.200.

“Não podemos ficar ociosa, nesse momento muitos trabalhadores estão em casa nos procurando e nós precisamos buscar atender da melhor maneira possível. Agora não tem partido político, tem o partido de salvar vidas. Essa é mais uma maneira de seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), dos decretos, municipais e estaduais e garantir a segurança da população e manter todas e todos informados.”, explicou Costa.

Jacielma Quilombola se Filia ao PT e è a Pré Candidata a Vereadora dos Quilombolas de Orocó-PE

Com o apoio de Cinco Associações e Lideranças Quilombolas das Cinco comunidades quilombolas: Vitorino, Umburana, Remanso, Mata de São José e Caatinguinha, territórios esses que tem um número grande de famílias mais de 530 e uma população acima de 2 mil pessoas, Jacielma é confirmada como pré-candidata a uma vaga no parlamento municipal de Orocó.

No último pleito eleitoral Jacielma quilombola obteve uma expressiva votação ficando em nono lugar na contagem geral, naquele pleito eleitoral em 2016 a mesma obteve 335 votos.

“E agora Jacielma Quilombola e todo movimento trabalhará forte em prol de eleger um representante, pra representar o povo quilombola, os povos do campo: indígenas, assentados da Reforma Agrária, mulheres, juventude e a classe dos professores e de todo povo da cidade”, afirma um integrante do movimento.

Os integrantes do movimento quilombola tambem anunciou outra decisão em relação as eleições de outubro, ficou acordado entre os lideres o apoio a Pré Candidatura do suplente de vereador, “Cadinha” para compor a chapa majoritária como candidato a Vice-prefeito. “O nosso objetivo é ter um território unido e fortalecido pra buscar melhorias para o povo”, disse um dos lideres.

Com informações do Blog do Didi Galvão.

Pré-candidato do PT à Prefeitura de Petrolina será anunciado no dia 22 de março

Membros do GTE farão mais um encontro (Foto: Ascom/Cristina Costa)

O Grupo de Trabalho Eleitoral do Partido dos Trabalhadores no Estado (GTE) deu mais um passo para definir quem será o candidato da sigla nas eleições municipais de Petrolina. No domingo (15) os integrantes do GTE se reuniram com presidente estadual, Doriel Barros para debater o futuro do PT.

Odacy Amorim e Cristina Costa são os nomes mais prováveis para representar o partido no pleito e estiveram presentes na reunião. A deputada estadual Dulcicleide Amorim e o vereador Gilmar Santos também marcaram presença no encontro.

“Viemos discutir as estratégias, para que possamos fazer uma chapa bastante forte do PT, ampliar o número de vereadores, e ter uma candidatura majoritária para ganhar a Prefeitura, trazer o presidente Lula à Petrolina, entre outras questões“, explicou Doriel Barros.

No próximo dia 18 o GTE volta a se reunir para a última discussão antes do anúncio do pré-candidato do PT na cidade, marcado para 22 desse mês. Diferentemente de 2018, o partido optou por lançar candidatos próprios, rompendo a aliança com o PSB.

Odacy Amorim confiante em ser o nome escolhido pelo PT para disputar a eleição em Petrolina

Na última sexta-feira (13), o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim, participou de entrevista na Rádio Jornal, oportunidade em que reafirmou a confiança em ser o nome escolhido pelo  Partido dos Trabalhados (PT), para disputar a eleição deste ano em Petrolina como candidato a prefeito.

Odacy acredita na união de forças da esquerda para tentar vencer o trabalho que o prefeito Miguel Coelho vem realizando em Petrolina.

Ontem (15), Doriel Barros, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Pernambuco, esteve em Petrolina  participando de uma reunião com o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) discutindo o processo eleitoral municipal, com representantes das pré candidaturas de Odacy Amorim e Cristina Costa. A deputada estadual Dulcicleide Amorim e o vereador Gilmar Santos estiverem presentes.

“Viemos discutir as estratégias, para que possamos fazer uma chapa bastante forte do PT,  ampliar o número de vereadores e ter uma candidatura majoritária para ganhar a prefeitura,  trazer o presidente Lula a Petrolina, entre outras questões”, comentou Doriel.

Devido a agenda de trabalho ele ressaltou ainda que desta vez não foi possível ouvir os filiados, mas que uma nova data será marcada para outro encontro do GTE.

Resolução do PT determina candidaturas próprias e favorece Marília Arraes

Marília Arraes ganha em Recife

O Partido dos Trabalhadores decidiu na noite de sexta-feira (13) lançar candidaturas próprias em 2020. O Diretório Nacional aprovou uma resolução determinando que haja representantes em todas as capitais do Nordeste. Isso significa uma vitória pessoal para a deputada federal Marília Arraes.

Ela vinha lutando há vários meses por uma candidatura à Prefeitura do Recife (PE) e com essa resolução, ganha força. Por outro lado, a decisão do PT pode afastar o PSB, seu principal aliado a nível de estado. Confira a seguir a resolução do partido:

RESOLUÇÃO
1. Determinar o lançamento de candidatura própria em TODAS as capitais dos Estados da região Nordeste.
2. Define as candidaturas de Márcio Macêdo, em Aracaju-SE; Marília Arraes, no Recife-PE e Fábio Novo, em Teresina-PI.
3. Acompanha o processo de definição das candidaturas em Salvador-BA, Maceió-AL, João Pessoa-PB, Natal-RN, Fortaleza-CE e São Luís-MA.
4. Essa estratégia de fortalecimento partidário deve ser compreendida no âmbito eleitoral, sem qualquer prejuízo à unidade nacional das forças populares nos esforços contra o projeto de destruição social do governo Bolsonaro.

Humberto Costa deixa liderança do PT no Senado; Cristina Costa comenta decisão do petista

O senador Humberto Costa (PT) não é mais o líder do partido no Senado Federal. Integrante da sigla, Cristina Costa comentou a decisão do companheiro e disse acreditar que agora Humberto terá mais tempo para se dedicar ao fortalecimento do PT em Pernambuco.

“Não conversei com meu companheiro, mas eu sei que dentro do Partido dos Trabalhadores estatutariamente é um rodízio a exemplo aqui da Câmara de Vereadores. Eu fui, dois anos líder do PT, nesses dois anos é Gilmar [Santos] que está concluindo em dezembro“, justificou na sessão dessa quinta-feira (12).

O próximo passo dentro do PT é definir, pelo rodízio, o ou a nova líder no Senado. “Se ele está cumprindo o rodízio, ele vai ter mais tempo e disponibilidade para organizar o Partido dos Trabalhadores a nível de Pernambuco. Ele é a nossa liderança maior pela sua experiência. A bancada do Senado vai discutir entre eles mesmos e vai ver quem vai ser indicado à liderança“, concluiu.

123