Jacielma Quilombola se Filia ao PT e è a Pré Candidata a Vereadora dos Quilombolas de Orocó-PE

Com o apoio de Cinco Associações e Lideranças Quilombolas das Cinco comunidades quilombolas: Vitorino, Umburana, Remanso, Mata de São José e Caatinguinha, territórios esses que tem um número grande de famílias mais de 530 e uma população acima de 2 mil pessoas, Jacielma é confirmada como pré-candidata a uma vaga no parlamento municipal de Orocó.

No último pleito eleitoral Jacielma quilombola obteve uma expressiva votação ficando em nono lugar na contagem geral, naquele pleito eleitoral em 2016 a mesma obteve 335 votos.

“E agora Jacielma Quilombola e todo movimento trabalhará forte em prol de eleger um representante, pra representar o povo quilombola, os povos do campo: indígenas, assentados da Reforma Agrária, mulheres, juventude e a classe dos professores e de todo povo da cidade”, afirma um integrante do movimento.

Os integrantes do movimento quilombola tambem anunciou outra decisão em relação as eleições de outubro, ficou acordado entre os lideres o apoio a Pré Candidatura do suplente de vereador, “Cadinha” para compor a chapa majoritária como candidato a Vice-prefeito. “O nosso objetivo é ter um território unido e fortalecido pra buscar melhorias para o povo”, disse um dos lideres.

Com informações do Blog do Didi Galvão.

Pré-candidato do PT à Prefeitura de Petrolina será anunciado no dia 22 de março

Membros do GTE farão mais um encontro (Foto: Ascom/Cristina Costa)

O Grupo de Trabalho Eleitoral do Partido dos Trabalhadores no Estado (GTE) deu mais um passo para definir quem será o candidato da sigla nas eleições municipais de Petrolina. No domingo (15) os integrantes do GTE se reuniram com presidente estadual, Doriel Barros para debater o futuro do PT.

Odacy Amorim e Cristina Costa são os nomes mais prováveis para representar o partido no pleito e estiveram presentes na reunião. A deputada estadual Dulcicleide Amorim e o vereador Gilmar Santos também marcaram presença no encontro.

“Viemos discutir as estratégias, para que possamos fazer uma chapa bastante forte do PT, ampliar o número de vereadores, e ter uma candidatura majoritária para ganhar a Prefeitura, trazer o presidente Lula à Petrolina, entre outras questões“, explicou Doriel Barros.

No próximo dia 18 o GTE volta a se reunir para a última discussão antes do anúncio do pré-candidato do PT na cidade, marcado para 22 desse mês. Diferentemente de 2018, o partido optou por lançar candidatos próprios, rompendo a aliança com o PSB.

Odacy Amorim confiante em ser o nome escolhido pelo PT para disputar a eleição em Petrolina

Na última sexta-feira (13), o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim, participou de entrevista na Rádio Jornal, oportunidade em que reafirmou a confiança em ser o nome escolhido pelo  Partido dos Trabalhados (PT), para disputar a eleição deste ano em Petrolina como candidato a prefeito.

Odacy acredita na união de forças da esquerda para tentar vencer o trabalho que o prefeito Miguel Coelho vem realizando em Petrolina.

Ontem (15), Doriel Barros, presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) em Pernambuco, esteve em Petrolina  participando de uma reunião com o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) discutindo o processo eleitoral municipal, com representantes das pré candidaturas de Odacy Amorim e Cristina Costa. A deputada estadual Dulcicleide Amorim e o vereador Gilmar Santos estiverem presentes.

“Viemos discutir as estratégias, para que possamos fazer uma chapa bastante forte do PT,  ampliar o número de vereadores e ter uma candidatura majoritária para ganhar a prefeitura,  trazer o presidente Lula a Petrolina, entre outras questões”, comentou Doriel.

Devido a agenda de trabalho ele ressaltou ainda que desta vez não foi possível ouvir os filiados, mas que uma nova data será marcada para outro encontro do GTE.

Resolução do PT determina candidaturas próprias e favorece Marília Arraes

Marília Arraes ganha em Recife

O Partido dos Trabalhadores decidiu na noite de sexta-feira (13) lançar candidaturas próprias em 2020. O Diretório Nacional aprovou uma resolução determinando que haja representantes em todas as capitais do Nordeste. Isso significa uma vitória pessoal para a deputada federal Marília Arraes.

Ela vinha lutando há vários meses por uma candidatura à Prefeitura do Recife (PE) e com essa resolução, ganha força. Por outro lado, a decisão do PT pode afastar o PSB, seu principal aliado a nível de estado. Confira a seguir a resolução do partido:

RESOLUÇÃO
1. Determinar o lançamento de candidatura própria em TODAS as capitais dos Estados da região Nordeste.
2. Define as candidaturas de Márcio Macêdo, em Aracaju-SE; Marília Arraes, no Recife-PE e Fábio Novo, em Teresina-PI.
3. Acompanha o processo de definição das candidaturas em Salvador-BA, Maceió-AL, João Pessoa-PB, Natal-RN, Fortaleza-CE e São Luís-MA.
4. Essa estratégia de fortalecimento partidário deve ser compreendida no âmbito eleitoral, sem qualquer prejuízo à unidade nacional das forças populares nos esforços contra o projeto de destruição social do governo Bolsonaro.

Humberto Costa deixa liderança do PT no Senado; Cristina Costa comenta decisão do petista

O senador Humberto Costa (PT) não é mais o líder do partido no Senado Federal. Integrante da sigla, Cristina Costa comentou a decisão do companheiro e disse acreditar que agora Humberto terá mais tempo para se dedicar ao fortalecimento do PT em Pernambuco.

“Não conversei com meu companheiro, mas eu sei que dentro do Partido dos Trabalhadores estatutariamente é um rodízio a exemplo aqui da Câmara de Vereadores. Eu fui, dois anos líder do PT, nesses dois anos é Gilmar [Santos] que está concluindo em dezembro“, justificou na sessão dessa quinta-feira (12).

O próximo passo dentro do PT é definir, pelo rodízio, o ou a nova líder no Senado. “Se ele está cumprindo o rodízio, ele vai ter mais tempo e disponibilidade para organizar o Partido dos Trabalhadores a nível de Pernambuco. Ele é a nossa liderança maior pela sua experiência. A bancada do Senado vai discutir entre eles mesmos e vai ver quem vai ser indicado à liderança“, concluiu.

Julio Lossio ressalta potencial de Lucas Ramos e minimiza suposto acordo entre PT e PSB em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Diante da polêmica sobre o suposto acordo entre o PSB e PT nas eleições de Petrolina (PE), para rifar a candidatura de Lucas Ramos (PSB) em apoio a Odacy Amorim (PT), o  ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PSD), preferiu minimizar a eventual negociação, reduzindo a manobra a um tipo de especulação.

LEIA TAMBÉM

Ao contestar retirada de candidatura de Lucas Ramos em Petrolina, Gonzaga Patriota classifica acordo entre o PSB e PT como suicídio

“Ainda tem muita água para rolar em baixo da ponte. Até lá, teremos muitas especulações”, disse Lossio à reportagem do Blog do Jamildo.

LEIA MAIS

Ao contestar retirada de candidatura de Lucas Ramos em Petrolina, Gonzaga Patriota classifica acordo entre o PSB e PT como suicídio

Gonzaga Patriota (Foto: Internet)

O possível acordo entre o PSB e PT para rifar a candidatura do deputado estadual Lucas Ramos à prefeitura de Petrolina (PE), em troca do apoio do PT, representado pelo ex-deputado Odacy Amorim no pleito, ainda rende opiniões, mesmo depois do governador Paulo Câmara ter negado  a eventual negociação.

LEIA TAMBÉM

“Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirma Paulo Câmara

Em entrevista ao Blog do Jamildo, o deputado federal Gonga Patriota (PSB) classificou o suposto acordo como suicídio.  “Nem o presidente estadual do partido, Sileno Guedes, e nem o governador Paulo Câmara falaram comigo. Mas se quiserem juntar (PSB e PT), fazemos esse suicídio juntos”, disse o parlamentar.

LEIA MAIS

“Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirma Paulo Câmara

Governador de Pernambuco e vice-presidente nacional do PSB, Paulo Câmara negou que haja qualquer costura política com o PT em Petrolina. Nessa semana o Blog noticiou que há uma manobra entre socialistas e petistas para firmar uma aliança, o que rifaria, por exemplo, candidaturas solo de cada sigla.

LEIA TAMBÉM

PSB pode rifar nome de Lucas Ramos e apoiar candidatura de Odacy Amorim a prefeito de Petrolina

Questionada pela Folha de Pernambuco, Câmara foi direto. “Não existe qualquer negociação com o PT sobre candidatura em Petrolina”, afirmou. No dia 14 ele cumpriu uma extensa agenda na cidade e acompanhou a filiação de candidatos a prefeito no Sertão.

LEIA MAIS

PSB pode rifar nome de Lucas Ramos e apoiar candidatura de Odacy Amorim a prefeito de Petrolina

Duas pré-candidaturas podem ser rifadas nestas eleições municipais. Conforme havíamos antecipado, a definição do nome que irá disputar o pleito em Petrolina pelas oposições, passa necessariamente pela a definição das alianças no Recife.

Assim, o PT definindo apoio a um nome do PSB na capital, o socialista João Campos, refletiria com o apoio do PSB ao nome escolhido pelo PT em Petrolina, que pelo andar da carruagem deve ser mesmo o de Odacy Amorim. Com isso, o sonho do deputado Lucas Ramos disputar o pleito, cairia por terra.

Em conversa com o Blog do Jamildo, o socialista reagiu a esta possibilidade e disse que vai partir para o confronto.

“Nós estamos há seis meses das eleições e nós não temos uma palavra do governador afirmando que o PSB terá candidato em Petrolina. Sabe porque? Porque Geraldo Júlio não deixa… Só que eu vou para o confronto, não vou aceitar isto. Quem vai pedir votos para o PSB em 2022, na sucessão de Paulo Câmara? Vai ser o PT de Odacy Amorim ou o PSB de Lucas Ramos?”, questiona o socialista.

“Essa turma está esquecendo que existe vida mais a frente (2022) e depois do Recife. Tudo bem, é a capital, é a vitrine do PSB, mas eu acredito que um projeto não anda distante do outro. Eles se fortalecem”, afirma.

Apesar de dá sinais de desconforto Lucas Ramos afirmou não ter interesse em sair do PSB.

Outra que também seria rifada mais uma vez do processo, é a deputado federal Marília Arraes, que inclusive obteve do próprio presidente Lula em encontro no Rio de Janeiro, a garantia do apoio para consolidar sua pré-candidatura a prefeita do Recife.

Ronaldo Silva critica passagem de José Dirceu por Petrolina: “Qual a história que esse marginal tem para contar ao nosso país?”

Ronaldo Silva não gostou da presença de petista em Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

Ronaldo Silva (PSDB) é um crítico ferrenho ao Partido dos Trabalhadores (PT) e ontem (20), na sessão da Câmara de Vereadores ele deixou claro que não estava contente com a passagem de José Dirceu pelo município. Na véspera, Dirceu lançou um livro na própria Casa Plínio Amorim, com solicitação e autorização prévia da Presidência.

“Não poderia deixar de usar os microfones dessa Casa. Como se diz o ditado popular: não existe nada tão ruim que não possa ficar pior. Veja só o que a Câmara de Vereadores de Petrolina, na noite de ontem [quarta], traz a essa Casa um chefe de quadrilha”, disparou Silva.

Corrupção

A revolta, segundo o vereador, é o conteúdo do que o petista falaria. “Ontem estava presente aqui lançando livro e dando palestra. Palestra de quê? Livro de quê? Vai ensinar o quê? É um bandido que vem para essa Casa, é uma falta de respeito com o nosso povo. É um homem que foi condenado“, disse.

LEIA MAIS

Com direito a discussão, Câmara de Petrolina aprova Moção de Aplauso ao PT pelos 40 anos de fundação

Vereadores aprovaram Moção (Foto: Blog Waldiney Passos)

O que parecia ser uma sessão tranquila, em poucos minutos se transformou numa confusão. Instantes antes de colocarem em votação as Indicações e Requerimentos desse terça-feira (11), o vereador Elias Jardim (PHS) pediu destaque no Requerimento n° 024/2020.

De autoria de Cristina Costa (PT), o Requerimento solicitava Moção de Aplauso ao Partido dos Trabalhadores, pelo seus 40 anos. Contudo, para Elias, o pedido não deveria ser votado. Ele foi acompanhado por Osinaldo Souza (PTB) – que afirmou ter sido “traído” pelo PT – e Ronaldo Silva (PSDB) pelo “Não”.

Maioria é a favor

Líder da Bancada da Situação, Aero Cruz (PSB) deixou os membros livres para votarem como desejavam. Alguns se abstiveram e outros foram no “Sim”. Em sua fala, Ruy Wanderley (PSC) fez questão de ressaltar que o PT tem dois bons nomes aqui na cidade: Costa e Gilmar Santos.

Autora do pedido, Costa agradeceu o apoio dos colegas os quais apoiaram a Moção – aprovada por 12 votos a favor e 3 contra. Ela aproveitou para alfinetar Elias: “Quem destrói o país, não presta serviço”. Gilmar Santos discursou em seguida e disse que todos reconhecem o legado do PT, em todo Brasil.

Sob Lula, PT autoriza alianças com centrão, PSDB, DEM e até PSL

(Foto: Mauro Pimentel/AFP)

Sob a batuta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT ampliou o seu arco de alianças para as próximas eleições municipais. Reunido no Rio de Janeiro, o comando petista autorizou, na última sexta-feira (7), alianças com partidos do centrão, PSDB, DEM e até PSL em cidades onde PT ou seus aliados históricos encabecem a chapa.

Em sua primeira reunião de 2020 e com nova composição, a Executiva Nacional da legenda aprovou uma resolução listando PSOL, PDT, PSB, Rede, PCO e UP como parceiros preferenciais. Embora estivesse no Rio desde a tarde de sexta, o ex-presidente não participou do encontro.

“Nas situações em que o PT não encabeça a chapa e o candidato seja de um partido que não integre o espectro citado acima, somente serão permitidas alianças táticas e pontuais se autorizadas pelo diretório estadual, desde que candidato tenha compromisso expresso com a oposição a Bolsonaro e suas políticas”, afirma o texto. Outra condição para o PT subir em palanque fora de sua parceria histórica é que o candidato “não tenha práticas de hostilidade ao PT e aos presidentes Lula e Dilma”.

O texto traz uma dubiedade ao afirmar que “o PT nacional decide que não ocorram alianças com os partidos que sustentam o projeto ultraneoliberal (DEM, PSDB) e veta qualquer aliança com aqueles que representam o extremismo de direita em nosso país”.

LEIA MAIS

Liderança do PT afirma que “ninguém toma essa eleição de Miguel”

Com a presença das principais lideranças do Partido dos Trabalhadores, teve início ontem (07), no Rio de Janeiro, o Festival PT 40 anos. Nesta sexta-feira, primeiro dia do evento, que seque até este domingo (09), quando haverá uma puxada com o bloco “Vai dar PT”,  nossa reportagem conversou com uma liderança de Pernambuco, que ao avaliar o cenário eleitoral em Petrolina afirmou que “ninguém tira essa eleição de Miguel”, em alusão a reeleição de Miguel Coelho, que é bem avaliado pela população e pelas pesquisas.

Ainda de acordo com esta liderança, com este cenário fica difícil até mesmo levar a vereadora Cristina Costa a cometer o erro de sair candidata a prefeita e ficar sem mandato, o que seria muito ruim para ela, pois isso poderia prejudicar uma futura eleição da vereadora para deputada em 2022.

“Talvez ela (Cristina Costa), sair candidata seria importante para consolidar o nome para 2022, mas ficar sem mandato também seria um risco muito grande”, afirmou a fonte.

Diante deste cenário, a leitura que nós fazemos é que, com Cristina Costa fora do páreo, o PT só teria dois caminhos a seguir em Petrolina: lançar mesmo o nome de Odacy Amorim, que perdendo a terceira eleição seguida sairia enfraquecido do processo, ou coligar com outro partido, compondo a chapa majoritária com um candidato a vice.

Gabriel Menezes desmente aproximação com PT e confirma presença no pleito de outubro

Vereador desmente aproximação com PT (Foto: Blog Waldiney Passos)

Por um tempo especulou-se a saída de Gabriel Menezes do PSL, ex-partido de Jair Bolsonaro. Hoje (7) durante uma entrevista no programa Repercutindo com Daniel Campos, na Rádio Jornal Petrolina, o vereador confirmou que continua no partido e foi além: confirmou que estará na disputa pela Prefeitura em outubro.

“Continuo no PSL, nos próximos dias teremos a nomeação da nova Diretoria no âmbito local. O PSL defende candidatura própria e estamos trabalhando no nosso grupo para elegermos três ou quatro vereadores, renovando as cadeiras do Legislativo Municipal a partir de 2021“, afirmou.

Respeito por Cristina, mas sem aliança

Na noite de quinta-feira (6) o edil esteve com a colega da Oposição, Cristina Costa (PT) cumprindo agenda na Casa Plínio Amorim. Isso deu início a um ruído, acerca de uma possível aliança entre PSL e PT, fato desmentido por ele. “Não existe qualquer conversa nesse sentido, o que houve ontem foi o entendimento entre dois bons amigos, colegas de legislatura, onde há um respeito mútuo muito grande. Torço para que Cristina sempre tenha êxito, Petrolina conhece o seu trabalho. A gente democraticamente também vai oferecer o nosso nome no pleito de 2020″, ressaltou.

Eleições 2020

Para quem não se recorda, Gabriel está em seu primeiro mandato na Câmara de Vereadores e é contrário à reeleição. Sendo assim, não estando na disputa por uma vaga no Legislativo, ele seguirá rumo à Prefeitura de Petrolina. Em 2018 ele tentou uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco, sem sucesso.

“Como sou cria do ex-prefeito Isaac, resolvi acompanhar o meu vaqueiro no Partido dos Trabalhadores”, diz Paulo Bomfim sobre filiação ao PT

Paulo Bomfim e Isaac. (Foto: Internet)

Após integrar por dez anos o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), no último sábado (25), o prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim anunciou sua saída. Sem revelar planos futuros, o gestor municipal demonstrou gratidão aos companheiros comunistas, e afirmou que o momento era de buscar novos caminhos.

No entanto, esta semana, Paulo Bomfim foi entrevistado por veículos da imprensa local e da capital baiana, sobre sua saída do PCdoB, e sem muita novidade, o gestor municipal anunciou sua filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT), seguindo os passos de seu líder político, o ex-prefeito Isaac Carvalho.

“Tenho dez anos de militância (no PCdoB) e fui bem acolhido e recebido. Mas, na política, sou cria do ex-prefeito Isaac. Isaac, por motivos pessoais, saiu do partido e vai entrar em outra legenda. Eu não tive problema nenhum com ninguém, nenhum arranhão, de forma alguma. Mas, como sou cria do ex-prefeito Isaac, resolvi acompanhá-lo no Partido dos Trabalhadores”, justificou Paulo Bomfim em entrevista à Rádio Metrópole, na útlima segunda-feira (27).

123