MPPE recomenda a bares de Salgueiro funcionamento em horário pré-estabelecido e diminuição de poluição sonora

Estabelecimentos devem evitar poluição sonora.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou bares, restaurantes e clubes de Salgueiro (PE) a fecharem mais cedo devido ao grande incômodo causado por altos barulhos vindos desses estabelecimentos.

De acordo com o órgão, em dias normais da semana, até meia-noite (sem tempo adicional de tolerância), e nos finais de semana, feriados e dias festivos, no máximo, até as 2h, fechando nesse horário suas portas e dispersando todo o público do local. A venda de bebida alcoólica deve parar também às 2h (sem tempo adicional de tolerância).

O alvará municipal de funcionamento precisa ser expedido pela Prefeitura de Salgueiro, assim como as autorizações da Vigilância Sanitária e do Corpo de Bombeiros.

As aparelhagens de som devem funcionar em volume ambiente de modo a não perturbar o sossego local. Um cartaz precisa ser fixado em local visível com a seguinte norma: “É proibido som alto em frente a este estabelecimento”. Em caso de desrespeito por parte de algum cliente, a Polícia Militar deve ser acionada.

LEIA MAIS

Fiscalização da prefeitura interdita bar e casa de shows em Petrolina

Os dois estabelecimentos só podem voltar a funcionar depois que a situação deles for regularizada. (Foto: ASCOM)

Dois estabelecimentos comerciais de Petrolina foram interditados pela Diretoria de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas de Petrolina. Tanto a casa de shows que funcionava na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, quanto o bar, localizado na Avenida Paraíba no bairro Areia Branca, não possuíam autorização para a realização de espetáculos musicais.

A medida faz parte de um conjunto de ações da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) que visa o reordenamento público. A Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar prestaram apoio ao trabalho de fiscalização realizado na última sexta-feira (29).

Dentro das irregularidades encontradas pelas equipes de fiscalização da Prefeitura estão a falta de algumas licenças como o alvará sonoro, autorização para a realização de eventos e ainda auto de vistoria do Corpo de Bombeiros, não apresentadas pelos proprietários da casa de shows.

LEIA MAIS

Vigilância Sanitária interdita restaurante no Gercino Coelho

(Foto: WhatsApp)

Após denúncias, a Agência Municipal de Vigilância Sanitária interditou, nessa terça-feira (14), um restaurante na Avenida das Nações, no bairro Gercino Coelho, em Petrolina (PE).

Os agentes vistoriam o local e atestaram que o local não tinha condição alguma de funcionamento regular. Vários produtos estragados foram apreendidos na ação, como peixes, frangos.

Os proprietários do estabelecimento foram autuados e só poderão reabrir o restaurante após regularizar sua situação perante a Vigilância Sanitária.

Novo restaurante popular deve ser construído em Petrolina

FBC conversa com ministro do Desenvolvimento Social sobre investimentos em Petrolina. (Foto: ASCOM)

Na noite da última quarta-feira (20), o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) recebeu do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra (PMDB-RS), a sinalização de recursos federais para a implementação de um novo restaurante popular em Petrolina (PE). O pedido do convênio, no valor de R$ 1,5 milhão, foi feito ao ministro pelo prefeito da cidade, Miguel Coelho (PSB).

O senador e o ministro conversaram, ainda, sobre o prazo para início das obras, que estaria previsto para primeira quinzena de outubro deste ano.

“Vamos trabalhar muito para que o restaurante esteja concluído o mais rapidamente possível, beneficiando não só a população mais carente como também todos os petrolinenses que buscarem uma alimentação boa e saudável”, comemorou o vice-líder do governo no Senado.

Em quatro meses, Restaurante Popular reduz gastos e dobra atendimentos em Petrolina

O Restaurante Popular funciona de segunda a sexta-feira fornecendo almoço ao custo de R$ 1,50. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Reinaugurado em abril após uma ampla reforma, o Restaurante Popular de Petrolina tem mais uma conquista a comemorar. Em menos de quatro meses de funcionamento, o equipamento mais que dobrou o número de atendimentos diários e ainda vem registrando uma economia que deve chegar a mais de 50% ao ano.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Kátia Carvalho, a economia está relacionada à redução dos gastos com funcionários terceirizados que foram substituídos pelos aprovados no processo seletivo realizado pela prefeitura em março deste ano.

“Nossa gestão conseguiu uma grande conquista, que foi a contenção de gastos com os funcionários terceirizados. Antes eram gastos cerca de R$  408 mil ao ano com o quadro de funcionários, hoje nós já estamos registrando uma grande contenção e prevemos gastos de pouco mais de R$ 200 mil ao ano o que significa uma economia aos cofres públicos”,  destaca a gestora.

LEIA MAIS

Restaurante Popular de Petrolina terá horário ampliado a partir desta quinta

(Foto: Arquivo)

Depois de receber uma série de melhorias e ser entregue de volta à população, o Restaurante Popular de Petrolina viu a procura aumentar, e por isso, a prefeitura continua anunciando melhorias: a partir desta quinta-feira (4), o horário de atendimento no local será ampliado para atender a demanda que vem crescendo significativamente nos últimos dias.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Kátia Carvalho, o almoço, que antes era servido das 11h às 13h, agora estará disponível aos trabalhadores até às 13h30.

“Desde quando foi reinaugurado temos recebido muitos elogios das pessoas que procuram o Restaurante Popular, principalmente, em relação à higiene do local. Mas, devido à grande demanda, decidimos ampliar o horário de atendimento e garantir que as pessoas tenham mais tempo para buscar uma refeição de qualidade a custo muito baixo”, disse a gestora da pasta.

LEIA MAIS

Após denúncias da população, Agência de Vigilância Sanitária interdita restaurante em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Fio de cabelo dentro da comida e alimentos estragados. Essas foram algumas denúncias recebidas pela Agência Municipal de Vigilância Sanitária sobre um restaurante localizado na Rua Santos Dumont, Nº 575, próximo ao fórum da justiça eleitoral de Petrolina. Nesta terça-feira (02), após constatar o funcionamento do estabelecimento desde o ano de 2015 sem licença sanitária, os fiscais da vigilância estiveram no local para averiguar as informações e encontraram diversas irregularidades.

De acordo com o diretor da Vigilância Sanitária, Anderson Souza, foram observadas péssimas condições higiênico-sanitárias no estabelecimento. “Os fiscais encontraram a cozinha do restaurante com o chão sujo de restos de comida, panelas no chão, profissionais sem a vestimenta adequada, celular na área de manipulação, além do armazenamento inadequado dos alimentos. Após as constatações, o restaurante foi interditado e o proprietário recebeu a notificação”, frisou.

LEIA MAIS

Explosão destrói restaurante ‘A La Carte’ em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma explosão na manhã deste domingo (16) destruiu o restaurante ‘A La Carte’ em Petrolina (PE), que fica na Av. Sete de Setembro. As primeiras informações apontam para um possível vazamento de gás no local. Devido à explosão, o prédio começou a pegar fogo. O Corpo de Bombeiros esteve no local para controlar o incêndio.

Segundo informações de populares, um funcionário estava no local, percebeu a situação, correu, mas ainda assim foi atingido pela explosão. Confira fotos da destruição do local e da ação dos bombeiros.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

(Foto: Blog Waldiney Passos)

(Foto: Blog Waldiney Passos)

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social acompanha funcionamento dos restaurantes populares de Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Funcionários da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDIS) visitaram na manhã desta segunda-feira (23) os dois restaurantes populares do município, localizados respectivamente, no bairro João Paulo II e Centro para acompanhar o trabalho que já vem sendo feito e identificar onde podem ser feitas outras melhorias nas unidades.

A diretora de Vigilância Socioassistencial, Eliete Castro, afirmou que “o município vai continuar garantindo uma refeição de qualidade, seguindo padrões nutricionais em espaços humanizados e com acompanhamento de profissionais capacitados”, destacou. Para ela, as unidades atendem o papel social do município.

LEIA MAIS

Vergonha: ator da Globo José de Abreu cospe em casal durante discussão em restaurante; assista ao vídeo

O ator assumiu a agressão no Twitter e alegou que ele e sua mulher haviam sido ofendidos verbalmente. Em uma das postagens, dedicou a reação ao deputado Jean Wyllys, que tentou cuspir em Jair Bolsonaro na votação do impeachment.

Vigilância Sanitária de Petrolina interdita mais um restaurante em Areia Branca

Interdição restaurante 1

A equipe da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) interditou pela segunda vez, nesta quarta-feira (13), o restaurante Rei das Massas, no bairro Areia Branca. O estabelecimento já havia sido notificado em 2015 por não possuir Licença Sanitária e pela falta de condições higiênicas adequadas para o funcionamento.

“Após a notificação, o estabelecimento não atendeu às solicitações da AMVS e foi interditado pela primeira vez. Já a segunda interdição é resultado da reabertura indevida do restaurante, que voltou a funcionar sem a autorização  da Agência”, contou o diretor-presidente da AMVS, Jarbas Costa.

Constatada a reabertura indevida e com base no Artigo 136 do Código Penal Brasileiro, o estabelecimento foi interditado pela segunda vez e a proprietária conduzida à delegacia do Ouro Preto para prestar esclarecimentos. (Com informações da Ascom)

Por decisão da CDU, restaurante tem parte irregular construída demolida

Um restaurante, na orla de Petrolina, executou nesta quinta-feira (17) uma decisão expedida pelo Conselho de Desenvolvimento Urbano (CDU) do município. A determinação, deliberada por unanimidade entre os conselheiros em audiência realizada no dia 8 de dezembro, obrigou o empreendimento comercial Varanda do Rio, a demolir uma área que foi ampliada no espaço, sem que houvesse autorização prévia dos órgãos municipais de controle.

O primeiro projeto apresentado e aprovado para o funcionamento, legal, do restaurante tinha uma área total de 349,23m², ficando os proprietários do espaço impedidos de ultrapassar este limite. O descumprimento da determinação impactou em penalizações.

A ação de retirada da área excedente foi supervisionada pela Ordem Pública. De acordo com os membros do CDU, a demolição foi necessária para preservar o regimento municipal e impedir que ações, executadas deliberadamente e sem autorização e fiscalização, se convertam em danos ao patrimônio público.

Na próxima segunda-feira (21), ocorrerá nova reunião entre os membros do CDU, para analisar novos empreendimentos e decidir sobre possíveis intervenções em outros imóveis irregulares. (Ascom)