6 de março: Revolução Pernambucana inspirou outros movimentos no país

6 de março é feriado em Pernambuco. O que muitas pessoas não sabem é o porquê de a data ser considerada Magna no Estado. Instituído como feriado em 2017, o dia recupera a importância da Revolução Pernambucana de 1817 na história pernambucana.

A Revolução Pernambucana tinha o objetivo de conquistar a independência do Brasil em relação a Portugal. A população buscava implantar um regime republicano, movidos pela insatisfação com os privilégios da corte portuguesa desde sua chegada ao país.

Os padres tiveram importante participação na Revolução. Por 75 dias Pernambuco foi República independente (Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte se uniram a nação Pernambuco). O movimento acabou inspirando outros no futuro, até a Independência do Brasil.

Apesar de ter fracassado no seu objetivo final, a Independência do Brasil, a Revolução de 1817 inspirou 1822, quando enfim a Independência se concretizou. Confira a seguir um vídeo resumo do que foi essa mobilização popular:

Ambulatório da UPAE não funcionará no feriado da Revolução Pernambucana

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Assim como o comércio da cidade, a Unidade de Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) não terá expediente na terça-feira (6). O ambulatório e os setores de exame e cirurgias ficarão fechados devido ao feriado da Revolução Pernambucana.

Até o ano passado a Revolução Pernambucana era ponto facultativo, mas uma proposta aprovada na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) transformou a data magna em feriado estadual.

Por outro lado, o Pronto Atendimento de Urgência e Emergência da UPA 24Hs estará funcionando normalmente no feriado. Apesar de comércio e da UPAE ficarem fechados, o River Shopping funcionará normalmente na terça-feira.

River Shopping funcionará em horário especial no feriado da Revolução Pernambucana

(Foto: Blog Waldiney Passos)

2018 será o primeiro ano em que a data da Revolução Pernambucana contará como feriado estadual. No dia 6 de março, próxima terça-feira, o River Shopping de Petrolina funcionará com horário especial, com o comércio e Praça de Alimentação abertos ao público.

LEIA TAMBÉM:

Pernambuco ganha mais um feriado e CDL diz que data traz prejuízos para o comércio de Petrolina

As lojas vão abrir das 14h às 20h. O Hiper Bompreço iniciará o expediente às 8h e encerrará às 21h. A Praça de Alimentação funcionará das 12h às 22h. O cinema segue programação especial, conforme os horários dos filmes em cartaz. No Expresso Cidadão não haverá expediente.

O feriado de 6 de março é uma alusão à Data Magna do Estado e até 2017, a data era comemorada no primeiro domingo do mês, como ponto facultativo. A inclusão de mais um feriado no calendário gerou críticas da CDL Petrolina.

Filme 1817 – A Revolução Esquecida estreia com sucesso em Recife

(Foto: André Nery/MEC)

O filme 1817 – A Revolução Esquecida, da cineasta Tizuka Yamasaki, foi lançado no Recife neste domingo (3), com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho. A estreia aconteceu com sucesso no tradicional Cine São Luiz, que lotou para assistir a primeira exibição da obra.

Este docudrama abre a série História da TV Escola e foi produzido em comemoração ao bicentenário da Revolução Pernambucana, tendo como base a obra literária A noiva da Revolução, de Paulo Santos de Oliveira. A maioria das cenas foi gravada no estado palco desse movimento emancipacionista.

“Pernambuco tem uma tradição enorme no cinema brasileiro e com este filme a gente resgata um momento histórico dos mais ricos. Pouco difundido nacionalmente, mas extremamente relevante em termos de afirmação dos valores consagrados na democracia como a liberdade, a pluralidade, a liberdade de expressão e a representatividade popular”, disse o ministro da Educação Mendonça Filho.

Diferentemente de outros relatos, 1817 – A Revolução Esquecida, de Tizuka Yamasaki, traz a história sob um prisma feminino. Para isso ela leva o público a viver aquele momento sob o olhar da jovem pernambucana Maria Teodora da Costa, que, de acordo com a literatura, viveu um caso de amor impossível com o líder revolucionário Domingos José Martins. São os personagens principais, interpretados pelos atores Klara Castanho e Bruno Ferrari.

O filme tem duração de 50 minutos e foi aprovado pelo banco de projetos da TV Escola, sendo produzido mediante termo de cooperação entre a produtora Rio de Cinema Produções Culturais, a TV Escola e o Ministério da Educação. O filme estreia em 15 de dezembro, às 21h, na TV Escola.

A Revolução Pernambucana, ou Revolução dos Padres, eclodiu em 6 de março de 1817 e foi o único movimento separatista do período colonial que se concretizou, tendo ultrapassado a fase conspiratória. Entre os motivos estão as enormes quantias que o governo de Pernambuco era obrigado a enviar para o Rio de Janeiro para custear os gastos da Corte portuguesa.