Vereadores da Situação condenam vídeo divulgado após votação de projeto do Executivo

Projeto foi aprovado e já está sancionado pelo prefeito Miguel Coelho (Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma semana após votar e aprovar um subsídio à empresa responsável pelo transporte coletivo, os vereadores de Petrolina se uniram para condenar a ação do vereador Gabriel Menezes (PSL). O edil gravou um vídeo na última sessão, classificando os colegas da Situação como “vereadores do prefeito”.

LEIA TAMBÉM

Câmara de Petrolina aprova projeto do Executivo sobre contribuição patronal

O vídeo repercutiu nos grupos de WhatsApp e não passou despercebido na Casa Plínio Amorim hoje (24). “Nunca fui corrupto, tratem de respeitar a minha história. Tenho muito respeito ao dinheiro público. A Prefeitura, nós autorizamos, a dar à empresa R$ 4 milhões e de forma leviana e falaram que a gente pegou do povo”, disse Ronaldo Cancão (DEM).

“Má fé e jogo sujo”

Ele explicou que o projeto não significa dar dinheiro a Atlântico. Trata-se de um subsídio cujo repasse é do Governo Federal. Maria Elena de Alencar (MDB) lembrou que alguns edis da Oposição jogam baixo. “São práticas que são velhas conhecidas desses colegas. O nome leviano cabe perfeitamente para aqueles que usam de má fé e do veneno“, pontuou.

LEIA MAIS

Câmara de Petrolina aprova projeto do Executivo sobre contribuição patronal

Projeto segue para sanção do prefeito Miguel Coelho (Foto: Blog Waldiney Passos)

Oposição e Situação travaram mais uma batalha na Câmara de Vereadores de Petrolina. Na sessão de terça-feira (15), a bola da vez para o debate acalorado foi o Projeto de Lei n° 020/2020 (confira aqui), cuja autoria é do Poder Executivo. A Prefeitura solicitava suspensão dos impostos patronais até o final do ano, por conta da pandemia.

LEIA TAMBÉM

Câmara de Petrolina analisa suspensão temporária das contribuições previdenciárias patronais

Na visão da bancada oposicionista, a matéria pode vir a “endividar” o IGEPREV. “Ele está pedindo para endividar o IGEPREV a partir do momento que deixa passar os recursos“, disse Cristina Costa (PT). Líder da Oposição, Paulo Valgueiro (PSD) reconheceu a legalidade do projeto, mas não poupou críticas. “A imoralidade, esse é um dos projetos que não é ilegal, mas é total e absolutamente imoral“, enfatizou.

Em sua fala, Gilmar Santos (PT), pontuou a escassez de informações claras a cerca da real situação do IGEPREV. Último a falar, Gabriel Menezes (PSL) falou em “quebra do Instituto”, pois “falta recurso a pagar as pensões e aposentadorias”.

O que diz a Situação

Para a bancada governista, as falas dos colegas opositores tem cunho eleitoreiro. “Alguns não têm comportamento digno de um parlamentar dessa Casa“, disparou Alvorlande Cruz (Republicanos). Ronaldo Silva (DEM) justificou que a Prefeitura não deixará de arcar com suas responsabilidades no futuro.

LEIA MAIS

Ronaldo Cancão denuncia loteamentos ilegais na Ponta da Serra

Vereador cobrou ação do Poder Público

O vereador Ronaldo Cancão (DEM) cobrou o Poder Público de Petrolina para que adote medidas na Ponta da Serra, zona rural de Petrolina. Durante a sessão dessa terça-feira (15), o edil ratificou uma demanda de 2019, na qual solicita uma reunião.

Segundo ele, pessoas estão construindo lotes na comunidade.  “É irresponsabilidade. Estão construindo loteamento sem autorização da Prefeitura, vendendo ilusão e enganando as pessoas e prejudicando as famílias. Vai ter uma morte na Ponta da Serra se as autoridades não tomarem de conta“, destacou o edil.

No Requerimento apresentado hoje, Cancão quer uma reunião na Ponta da Serra com a presença da Codevasf e Prefeitura. O vereador propôs a elaboração de uma Comissão para investigar o fato. Também foi sugerido por Alvorlande Cruz (Republicanos) a participação da Comissão de Obras no debate.

“Ficam construindo loteamento sem autorização da Casa, derrubam árvore sem autorização da AMMA e não tem licença da Prefeitura. Espero uma posição”, enfatizou Cancão. Segundo ele, caso não sejam adotadas medidas, a denúncia será apresentada à Justiça.

Após longo debate, Câmara aprova Estatuto da Igualdade Racial de Petrolina

Mesa Diretora e Comissões foram contrárias ao posicionamento de Osinaldo

O Estatuto de Igualdade Racial finalmente foi aprovado na Câmara de Vereadores de Petrolina. Mas a votação dessa quinta-feira (10) não foi tranquila. Logo no início da discussão, Osinaldo Souza (MDB) foi o único a questionar os pareceres das Comissões competentes. O debate em torno desse ponto se prolongou por boa parte da sessão, atrasando a análise do Projeto de Lei n°152, de Gilmar Santos (PT), cuja data é novembro de 2019.

O PL foi avaliado pelas Comissões de Justiça e Redação (aprovada) e Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (aprovada). No entanto, duas emendas supressivas foram rejeitadas, bem como uma modificativa. Todas de autoria do próprio Osinaldo.

Cobrança por debate sobre emendas

Duas dessas emendas – as mais criticadas pelos colegas – pediam a retirada da obrigatoriedade em tornar os terreiros de religião africanas patrimônio histórico, material e imaterial. A outra trata do poder de polícia, para penalizar quem cometer atos racistas.

Após a leitura dos pareceres, o presidente Osório Siqueira (MDB) afirmou que a votação seguiria o trâmite normal. Contudo, Osinaldo tentou adiar o debate, exigindo a discussão das emendas no Plenário. Foi então que o relator da Comissão de Justiça, Manoel da Acosap (DEM) interviu. “O projeto é constitucional, suas colocações são por leis via Comissão“, afirmou Acosap.

LEIA MAIS

Em cima da notícia

Tá chegando a hora

Exatamente daqui há um mês saberemos de fato quais serão os candidatos que irão concorrer as eleições deste ano em Petrolina. Digo, saberemos, porque daqui até o dia 16 de setembro, prazo final para realização das convenções partidárias, muita coisa pode mudar, nomes que estão colocados como pré-candidatos a prefeito podem simplesmente desistir da cabeça de chapa para disputar o mandato de vice-prefeito em composições, sobretudo, de partidos de oposição no município. É o caso dos radialistas Vinícius de Santana e Gabriel Menezes. Em entrevista a Rádio Jornal, na última quinta-feira (13), o ex-deputado Odacy Amorim chegou a insinuar essa possibilidade quando questionado sobre as conversações para definir a chapa majoritária. Ele disse que existem muitos nomes bons e que tudo é possível de acontecer.

Mantendo a fidelidade

Durante essa pandemia do novo coronavírus um fato chamou a atenção no Estado da Bahia: O governador Rui Costa (PT) e o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), deixaram de lado as divergências políticas para alinhar as ações de combate à Covid-19. Mas, não passou disso, nos bastidores os dois se articulam para fazer desta eleição uma prévia da disputa pelo governo em 2022.  Em Casa Nova por exemplo, segundo informações oficiosas, a ex-prefeita Dagmar Nogueira (DEM), foi chamada a Salvador para deixar de apoiar o atual prefeito Wilker Torres (PSB). Tendo construído uma carreira política em cima da honestidade e fidelidade, ela não pensou duas vezes e deu um “Não”, disse que vai continuar com o atual prefeito, a quem parabeniza sempre por “realizar um grande trabalho”. Essa sim tem palavra!

Um olho na missa e outro no padre

Essa eleição municipal vai ter um duplo sentido para Odacy Amorim. Como ele é o primeiro suplente do PT em Pernambuco, caso não consiga lograr êxito em Petrolina e Marília Arraes se eleja prefeita do Recife, nem tudo estaria perdido. Neste cenário, a vaga de Deputado Federal estaria garantida. Odacy nega torcer por esta engenharia, mas é uma possibilidade real.

Eleição acirrada

Com histórico de campanhas eleitorais acirradas, a cidade de Cabrobó se prepara para vivenciar mais uma disputa dura. Pelo menos três nomes de peso estão colocados como pré-candidatos a prefeito da cidade sertaneja: Auricélio (Ex-prefeito), Dim Saraiva (Presidente da Câmara de Vereadores) e Galego de Nanai (Delegado de Policia Civil). Segundo o amigo blogueiro Didi Galvão, “essa vai ser a mais disputada eleição de todos os tempos no município. Um deles se apresenta como o mais experiente para comandar os destinos do município em tempos de crise; outro prefere se colocar como o mais próximo do povão e aquele que tem mais facilidade de diálogo com os menos favorecidos; mas tem o que espera ser visto como a novidade da política e que pode representar o novo”.

CURTAS:

Como assim?

Não sei por que muitos “pré-candidatos a vereador” querem se eleger descendo o pau na atual legislatura. Falam mal dos vereadores, do trabalho que eles realizam, do papel que exercem. Enfim, é como se estivessem cuspindo no prato antes de comer, ou pedindo o voto das pessoas para ir a um lugar sem importância. Assim fica difícil entender a cabeça dessa gente!

Eu prometo!

A campanha eleitoral está começando, alguém se lembra de algumas promessas que já foram feitas em outras disputas e que não foram cumpridas em Petrolina?

Show…

O discurso do vereador Ronaldo Cancão surpreendeu a todos durante a entrega do Título de Cidadão Petrolinense, na última sexta-feira (14), ao presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães. O edil falou da trajetória de sucesso do presidente e fez uma homenagem ao seu pai, segundo ele um grande nadador que conquistou várias medalhas. Ao final, Cancão presenteou o homenageado com uma imagem de São Francisco de Assis, santo protetor das águas, fazendo uma analogia entre ao legado deixado pelo genitor do mais novo cidadão petrolinense e as águas do Velho Chico.

Bem na fita

No mesmo evento o presidente da Caixa fez questão de ressaltar a importância do trabalho realizado pelo prefeito Miguel Coelho (MDB) durante a Pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, foi a partir de Petrolina, com a iniciativa de fechar as ruas para organizar as filas dos beneficiários do auxilio emergencial, que o pagamento começou a fluir em todo o país. “Quando vi a foto e mostrei na TV citando Petrolina, tudo começou a mudar”.

Perguntar não ofende

Com a decisão de Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB, que declarou em entrevista ao Estado de S.Paulo na última quinta-feira (13) que o partido não fará alianças com o PT em 2020, como fica então o apoio de Gonzaga Patriota a Odacy Amorim em Petrolina, será que pode gorar?

Políticos de Petrolina apelam pela abertura de bares e restaurantes

O final de semana foi marcado por apelos ao Governo do Estado, por parte de alguns políticos de Petrolina, reivindicando a reabertura de bares, restaurantes, academias e serviço de mototaxi.

Ao lado de bares e restaurantes que ficam às margens do Rio São Francisco, o  vereador Ronaldo Cancão (DEM) disse que têm muitos trabalhadores perdendo seus empregos e que Petrolina precisa retornar à normalidade o mais rápido possível.

Governador, quero a sua sensibilidade. Petrolina precisa retomar sua vida normal, mas obedecendo as regras pertinentes ao Estado. A crise no setor turístico é enorme. Muita gente desempregada, empresários passando dificuldades. Eu faço um apelo, como vereador: reabra a parte de restaurantes de Petrolina”, afirmou.

O apelo foi reforçado pelo prefeito Miguel Coelho. “Não queremos politizar nem polemizar com o assunto, mas Petrolina tem os melhores números no combate à pandemia em Pernambuco. Se for para mortalidade, é a menor do estado, se for para ocupação de leitos, pela primeira vez, estamos abaixo de 50% e estamos registrando queda no número de novos casos. Queremos o mesmo tratamento e sabemos que Petrolina fez um grande trabalho, e se for baseado nos dados, estamos melhor que as demais cidades”, disse Miguel Coelho.

Discussão de Indicações e Requerimentos fora da pauta gera atrito na Câmara de Petrolina

Um pedido de Zenildo do Alto do Cocar (MDB) acabou gerando um atrito na sessão de hoje (28), em Petrolina. Durante as justificativas das Indicações e Requerimentos o vereador defendeu uma proposta que não constava na pauta dessa manhã.

Alguns colegas da bancada de Situação alertaram sobre a prática e a durante o debate Zenildo trocou farpas com Manoel da Acosap (DEM). O primeiro a destacar que o pedido não valeria foi o vice-presidente da Mesa Diretora, Ronaldo Cancão (DEM).

Injustiça com os colegas

Em seguida, Rodrigo Araújo (Republicanos) disse que não era justo Zenildo usar o tempo para apresentar cobranças fora da pauta. “Isso vai polemizar, mas imagine se eu tiver minhas Indicações e falar verbal. Isso está errado“, pontuou.

LEIA MAIS

Ronaldo Cancão e Ronaldo Silva questionam Requerimento de Cícero sobre protocolo da covid-19

Protocolo da Prefeitura já faz uso dos medicamentos solicitados (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Depois da retirada dos projetos de Lei do Poder Executivo da pauta (leia aqui), os vereadores de Petrolina discutiram as Indicações e Requerimentos dessa terça-feira (21). O tratamento dos pacientes diagnosticados com a covid-19 no município também estava na ordem do dia.

Cícero Freire (Republicanos) apresentou um Requerimento pedindo à Prefeitura para tratar os infectados com o coquetel formado por hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina. A solicitação foi contestadas pelos Ronaldos. Cancão (DEM) se absteve de votar o pedido.

“Preciso fazer essa observação sobre o Requerimento do vereador Cícero Freire. Ele tem a melhor das intenções, mas eu não sou médico para estar autorizando o prefeito a aplicar azitromicina, ivermectina e cloroquina. Até então o Requerimento do vereador pede para aumentar o número de equipes trabalhando. Até aí tudo bem. Mas a partir do momento que ele pede para pautar isso“, afirmou.

Ronaldo Silva (DEM) alegou que o Requerimento não se justifica, afinal o protocolo municipal já faz uso dos medicamentos. “O protocolo que se usa na Secretaria de Saúde, os médicos do posto de saúde de Petrolina já usam esse protocolo. Não vejo necessidade de o vereador estar pedindo“, destacou. As Indicações e Requerimentos ainda não foram votadas.

Petrolina: para evitar “mal-estar” em Comissão, vereadores retiram projetos de pauta

Osinaldo Sousa solicitou remoção de projeto de sua Comissão

A sessão dessa terça-feira (14) caminhava para ser tranquila, já que havia apenas projetos de Lei do Poder Legislativo em pauta. Contudo, não foi o que aconteceu. A Comissão de Justiça e Redação – acionada pelo vereador Osinaldo Souza (MDB), que é membro da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (CDHC) – apresentou um ofício solicitando a retirada das matérias de Gilmar Santos (PT).

Projetos para votação

Gilmar curiosamente é presidente da CDHC e apresentou o PL n° 86/2019 sugerindo a criação do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos Humanos (CMDDH); além do PL n° 152/2019, propondo a instituição do Estatuto da Igualdade Racial e de Combate a Intolerância Religiosa, ponto central da discussão.

Ofício para retirada

“A Comissão foi procurada pelo vereador Osinaldo, alegando que a Comissão de Direitos Humanos não fez a comunicação. Cabe ao presidente da Comissão convocar os membros para discutir o projeto e dar o referido parecer. O vereador Osinaldo está alegando que deram o parecer, num projeto sem sequer a Comissão comunicar uma reunião. Para não haver nenhuma dúvida e eu fui bem claro com Osinaldo, o projeto vai ser retirado de pauta sem ser prejudicado”, justificou Manoel da Acosap (DEM), relator da Comissão de Justiça e Redação.

LEIA MAIS

Vereadores de Petrolina repudiam mensagem disseminada em grupos de WhatsApp sobre “farra de diárias”

Uma publicação nos grupos de WhatsApp da região repercutiu de forma negativa perante os vereadores de Petrolina, na sessão de terça-feira (30). A postagem dizia respeito a uma suposta “farra de diárias” para viagem, praticada por edis da atual legislatura. O fato conseguiu unir Oposição e Situação, que repudiaram a disseminação da informação.

“Nós não podemos agredir as pessoas de forma injusta, agredir a Casa Legislativa banalizando, fazendo um crime contra os edis. É uma injustiça o que estão fazendo, tem o meu repúdio“, disse o vice-presidente Ronaldo Cancão (DEM) já na abertura da sessão.

Requerimento para mostrar transparência

Cristina Costa (PT) que na semana passada havia apresentado um Requerimento cobrando transparência do Poder Legislativo propôs o Requerimento nº 175/2020 e foi enfática. “Solicito que seja encaminhado cópia detalhada de todas as diárias recebidas por minha pessoa nesses três anos e seis meses do meu mandato e aí possamos notificar, a qual trabalho e serviço nós fizemos. A partir do momento que sai farra das diárias parece que a gente está recebendo pra gastar a mercê“, afirmou.

LEIA MAIS

Apesar de abstenção de Cancão, vereadores aprovam Requerimento de Cícero Freire propondo gratuidade da FACAPE

(Foto: Ascom)

Cícero Freire (Republicanos) apresentou o Requerimento nº 119/2020, no qual solicitou a transformação da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (FACAPE) se torne gratuita. O edil endereçou seu pedido ao senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e ao deputado federal Fernando Filho (DEM).

Para Cícero eles podem intervir junto ao Ministério da Educação (MEC) para criar a “FACAPE Gratuita para Todos”. “Eles podem dar as mãos e com certeza abrir as portas do Ministério da Educação e fazer com que as famílias que fazem esforços para pagar os estudos dos seus filhos, esse pessoal vai ficar muito feliz com a ação”, justificou Cícero.

Debate e abstenção

O pedido foi aprovado por 20 votos a zero e uma abstenção do vereador Ronaldo Cancão (DEM). “A Facape tem 40 anos, é uma instituição privada. O vereador tem a intenção boa, tem lutado pelo objetivo, mas ela é uma autarquia. É público-privado, mas vou me abster. Ele vai colocar [os políticos citados] em calça-justa”, disse.

Cícero rebateu e alegou ter ciência de que a instituição é privada. Segundo ele, a Prefeitura pode rever com ajuda do deputado e senador. A reivindicação agora segue para análise dos citados os quais poderão apoiar ou não o pedido de Cícero.

Gabriel Menezes volta a criticar pauta da sessão; Membros da Mesa Diretora rebatem

Gabriel voltou a cobrar projetos relevantes na pauta (Foto: Jean Brito/Ascom CMP)

Gabriel Menezes (PSL) voltou a criticar a Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim. Ontem (12) o edil cobrou novamente a colocação de projetos relevantes na pauta. Ele apresentou um levantamento realizado por seu gabinete e atestou que a maior parte dos pedidos da pauta são medalhas e honrarias.

LEIA TAMBÉM

Gabriel Menezes critica constância de títulos e medalhas e ganha apoio de Ruy Wanderley

“Estamos na 10ª sessão ordinária de 2020. Fiz um resumo da 1ª até a 10ª, iniciamos o ano em 4 de fevereiro. Hoje, na 10ª sessão do ano traz seis Títulos de Cidadão e uma Medalha [de Honra ao Mérito]. O resumo é que em 10 sessões essa Casa é apenas 23 títulos de cidadão, oito medalhas e somente, vergonhosamente, dois projetos do Executivo e seis do Legislativo“, destacou..

Em seguida ele cobrou uma ação do presidente da Câmara, Osório Siqueira (PSB). “Que tenha o poder, que comande a pauta. A gente precisa dar uma resposta à sociedade, quando o cidadão desce o cacete ele nivela por baixo e eu me sinto mal”, concluiu.

LEIA MAIS

Ronaldo Cancão pede recolhimento de animais no Residencial Novo Tempo

Animais de grande porte preocupam comunidade (Foto: Ilustração)

A problemática dos animais soltos em Petrolina voltou a ser debatida na Câmara de Vereadores nessa quinta-feira (12). Ronaldo Cancão (PTB) apresentou a Indicação n° 202/2020, no qual solicita ao Poder Executivo municipal o recolhimento dos animais no Residencial Novo Tempo.

“Essa questão dos animais de grande porte na cidade está ficando preocupante. Tem que ter o recolhimento. O presidente da Associação dos Moradores pede isso, porque o espaço que é para crianças e idosos está sendo usado por esses animais”, explicou.

A reivindicação é direcionada ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Segundo Cancão, o pedido também engloba animais de médio porte, como cachorros e gatos.

“Quem vai me julgar é o povo e Deus”, afirma Cancão em resposta à Lucinha Mota

Ronaldo Cancão comentou fala de Lucinha Mota (Foto: Jean Brito/CMP)

Ronaldo Cancão se disse surpreso com a afirmação de Lucinha Mota (PSOL), pré-candidata a vereadora de Petrolina nas eleições desse ano. Na segunda-feira (9) ela participou do programa Ponte e Vírgula, na Ponte FM e afirmou que tiraria Cancão e Cristina Costa (PT) da Casa Plínio Amorim.

“Minha lista é enorme, mas vou dizer dois nomes, que são dois que eu realmente tiraria da Câmara: Ronaldo Cancão e Cristina Costa“, destacou Lucinha. Durante a entrevista ela ainda elogiou Gabriel Menezes (PSL) e a política de Odacy Amorim (PT).

LEIA MAIS

Vereadores pedem melhorias nas estradas da zona rural de Petrolina

Pedidos para interior foram destaques hoje (Foto: Ascom)

A sessão dessa terça-feira (10) na Câmara de Vereadores de Petrolina é marcada por várias Indicações e Requerimentos destinados à zona rural da cidade. A maior parte das cobranças dos edis é a pavimentação e melhorias nas estradas.

Aliado antigo do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), Ronaldo Cancão (PTB) apresentou dois pedidos: um Requerimento solicitando a aplicação de uma emenda parlamentar para asfaltar a estrada que liga PE-428 a Muquem. “Para que possa ter uma qualidade melhor, fica aqui minha solicitação ao senador”, afirmou Cancão.

O edil também solicitou o patrolamento das estradas da Serra da Santa, Muquem, Poço da Cruz que liga a Pedrinhas a Nova Descoberta. Outro vereador da Situação a pedir melhorias no interior foi Gaturiano Cigano (PRB).

Ele cobra a alocação de recursos construção de uma passagem molhada no Riacho da Fazenda Cruz do Valério (Uruás a Baixa Alegre). Líder na Câmara, Aero Cruz (PSB) reivindicou o tapa buraco na estrada que liga Bebedouro a Nova Descoberta. Todos os pedidos foram aprovados por 19×0.

123