Família procura por homem desaparecido no N-5, em Petrolina

(Foto: Arquivo Família)

Uma família que mora na Fazenda Canaã, localizada no Projeto Senador Nilo Coelho, N-5, em Petrolina (PE), está a procura de Raimundo Ronaldo Silva de Sousa, mais conhecido como Ronaldo, de 50 anos. Ele desapareceu no final da tarde dessa quinta-feira (22), por volta das 17h30.

Segundo a filha de Ronaldo, ele teria feito uma cirurgia de tumor na cabeça há cerca de sete meses e não saberia voltar para casa. Ele estava sozinho na residência quando saiu e não foi mais visto. Ainda de acordo com a filha, seu pai estava vestido com uma camisa cinza, short azul tactel e sandália preta.

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Ronaldo deve entrar em contato com sua sobrinha através do número (87) 98163-5791, sua esposa Helena pelo telefone (87) 98165-5375 ou sua filha Nielly pelo número (87) 98127-1404.

Ronaldo Souza acusa Júlio Lossio de roubo e defende aprovação da reforma do Código Tributário Municipal

O vereador Ronaldo Souza (PTB) se posicionou a favor das mudanças do Código Tributário Municipal aprovadas durante a sessão ordinária dessa segunda-feira (2). Para o edil, as propostas de alteração enviadas pelo Executivo Municipal visam “corrigir o desmantelo do passado”.

Falando em nome da bancada de situação na Casa Legislativa, Ronaldo começou seu discurso atacando o ex-prefeito Júlio Lossio. “Quero começar perguntando aos servidores por que o sindicato ficou em silêncio quando Júlio roubou o dinheiro dos servidores. Júlio Lossio não pagou os oito anos do Igeprev. Porque é que o sindicato ficou mudo? Toda a dívida do Igeprev foi contraída por Júlio”.

Depois, o parlamentar lembrou o fato da vereadora Cristina Costa (PT) ter votado no aumento de 100% do IPTU em 2013 e agora estar se posicionando de forma contrária às mudanças propostas pelo governo municipal.

“Há distorção no IPTU, mas a senhora votou nos 100% de IPTU em 2013. Quem estava com a distorção foi a senhora que votou no Código Tributário, neste aqui, que eu também votei e voto de novo, sabe por quê? A gente tem que ter compromisso com as receitas do município. O município sobrevive de receita, não adianta estar jogando para a plateia aqui fazendo cerco. A senhora votou no plano diretor de 2013”, afirmou.

O vereador defendeu o prefeito Miguel Coelho e apontou as dificuldades dos municípios como argumento para os aumentos de impostos.

“É muito fácil criticar aqui. Espalharam para os servidores que Miguel ia mexer na aposentadoria deles, isso é mentira. Todos os municípios brasileiros estão com problemas no que diz respeito ao fundo de pensão dos servidores”.

Por fim, voltou a citar o ex-prefeito Júlio Lossio. “Miguel está fazendo um reparo para que possa corrigir o desmantelo do passado porque não pagaram o Igeprev nos oitos anos do governo Júlio Lossio. Alguém disse que o Igeprev está sendo investigado pela Polícia Federal? Ninguém disse, pegaram R$ 1 milhão e deram ao doleiro Alberto Youself”, finalizou.

Vereador Ronaldo Souza defende mudanças no Código Tributário Municipal

“Quem pode pagar mais, vai pagar mais”, disse Ronaldo sobre mudanças na forma de cobrança de IPTU. (Foto: Blog Waldiney Passos)

A Câmara de Vereadores de Petrolina apreciará, na próxima segunda-feira (2), as mudanças do Código Tributário Municipal. O parlamentar Ronaldo Souza (PTB), conhecido como Ronaldo Cancão, defendeu as alterações e afirmou que essa é uma necessidade urgente da população para que as cobranças de impostos sejam justas.

“O debate é importante. Nós vamos discutir projetos importantes e de necessidade para a sociedade de Petrolina. É muito fácil metralhar. A última reforma no Código Tributário da Cidade foi feita em 2001 e depois foi feito um replanejamento em 2013. É justo um cidadão pagar R$ 320 em um apartamento de R$ 1 milhão na Orla e um cidadão que mora na Av. São Francisco R$ 330, se a casa não vale R$ 1 milhão? Essas correções estão sendo feitas. Quem pode pagar mais vai pagar mais”, afirmou o edil.

Ainda sobre as mudanças, o vereador afirmou que um dos pontos positivos da reforma do Código Tributário do município é a inclusão de 8 mil famílias no processo de isenção do IPTU.

“O Código isenta 3 mil famílias, com a mudança, serão acrescentadas mais 8 mil. Isso significa que todas as áreas do programa do Governo Federal que tem 50 m² terá isenção de IPTU. O aumento acontecerá por uma correção de planilha e isso foi feito em todos os municípios”, disse.

Os vereadores terão apenas uma sessão para debater todas as modificações e aprovar ou não o projeto. A bancada de oposição espera que o projeto seja aprovado de qualquer forma, já que a bancada de situação tem a maioria na casa.

“Júlio Lossio deve cuidar das investigações da Polícia Federal para depois tratar de política”, afirmou o vereador Ronaldo Cancão

O vereador falou ainda sobre a existência de ilícitos na gestão de Lossio. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Durante a sessão ordinária dessa quinta-feira (17), na Câmara Municipal de Petrolina, o vereador Ronaldo Souza (PTB) falou sobre a apreciação das contas de Júlio Lossio e fez duras críticas ao ex-prefeito. De acordo com o parlamentar, “o prefeito Júlio Lossio precisa cuidar da vida dele, das contas, das investigações da Polícia Federal. Primeiro ele precisa cuidar disso e depois ele vai tratar de política”.

Sobre o julgamento das contas do ex-prefeito, Ronaldo afirmou que tem “direito a voto como a dar um parecer diferenciado para o plenário sobre as contas do ex-prefeito” e que vai “votar independente de questões políticas”

“A Comissão de Finança e Orçamento já recebeu do presidente e vai fazer o seu relatório. Isso não quer dizer que esse relatório será o que o colegiado vai aprovar ou reprovar. Qualquer vereador, caso não concorde com o relatório, pode elaborar o seu relatório e colocar par ao crivo do plenário. Eu vou avaliar, porque passei quatro anos investigando o governo Júlio Lossio e tenho o conhecimento de várias irregularidades cometidas por ele. Vou votar com minha consciência. Isso não significa que estou querendo prejudicar a vida pública do ex-prefeito”, afirmou.

O vereador falou ainda sobre a existência de ilícitos na gestão de Lossio e citou um envolvimento de cerca de R$ 500 mil no programa ‘Nova Semente’, que foi o carro chefe do ex-gestor.

“Como é que eu posso dizer que as contas do ex-prefeito Júlio Lossio estão perfeitas, se tem uma denúncia tramitando da nova semente na polícia federal e no Tribunal de Justiça? Se existe ilícitos de um processo que houve aproximadamente, na Nova Semente, um envolvimento de recurso na ordem de quase R$ 500 mil”, disparou.

Ronaldo Cancão critica atuação de flanelinhas e propõe recadastramento em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Após o crime praticado por um flanelinha nessa segunda-feira (7) no Centro de Convenções de Petrolina, o vereador Ronaldo Souza (PTB) apresentou um requerimento durante a sessão ordinária desta terça-feira (8) na Câmara Municipal pedindo que a prefeitura realize um “recadastramento dos flanelinhas” para que seja possível identificar quem quer trabalhar dos demais.

“É uma questão de proteção. Flanelinha vendendo droga e isso é inadmissível. Um deles ameaçou uma senhora de riscar o carro ou secar o pneu se ela não pagasse para deixar o veículo no local. Eles têm o direito de trabalhar, muitos trabalham para sustentar a família. Por isso é necessário um recadastramento para que se separe os que querem trabalhar dos demais. Vou pedir ao secretário Eduardo Carvalho para convocar todos e se o flanelinha tiver algum processo criminal relativo a assalto ou a drogas que não seja permitido que ele se cadastre como flanelinha”, afirmou.

O vereador lembrou ainda da situação da rodoviária, onde há uma grande quantidade de moradores de rua e de flanelinhas. “Tem que resolver a situação da rodoviária. Ali está um descaso, é imoral o que está acontecendo na rodoviária de Petrolina”.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Gabriel Menezes

O vereador Gabriel Menezes (PSL) concordou com as afirmações de Ronaldo e pediu atenção especial para a situação. “A gente sabe que realmente muitos pais de família tiram seu sustento dali, mas fomos surpreendidos com aquela morte no Centro de Convenções. É um tema que merece atenção, a população que está acuada, deixando de ir à missa com medo, não pode continuar dessa forma”, disse.

“Eu não tenho ladrão de estimação”, diz Ronaldo Silva sobre denúncias de Aécio Neves e Michel Temer

(Foto: Blog waldiney Passos)

Após chamar o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva de ladrão na última sessão na Câmara Municipal de Petrolina, o vereador Ronaldo Silva (PSDB) fez um discurso no plenário da Casa defendendo a atuação da justiça perante as denúncias sobre o senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, e o Presidente da República, Michel Temer.

Para o parlamentar qualquer político que esteja envolvido em crime de corrupção deve ir preso, independentemente de ser do seu partido ou de qualquer outro.

“Hoje o nosso país vive um momento de muita dificuldade. Agora deixaremos a justiça agir, pois temos instituições sólidas. O Brasil está sendo passado a limpo e sairemos muito mais forte. Quero dizer que eu não tenho ladrão de estimação. Quem roubou tem que ir para a cadeia, seja Aécio, Lula, Temer. Eu nunca defendi ladrão e não vou defender quem está errado, seja do meu partido ou de qualquer outro”.

Sessão da Câmara de Vereadores de Petrolina é marcada por nova confusão entre parlamentares

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Foi a vez dos vereadores Gilmar Santos (PT) e Ronaldo Silva (PSDB) protagonizarem mais um desentendimento na Câmara de Vereadores de Petrolina. O fato aconteceu durante a sessão ordinária dessa quinta-feira (18).

Após Ronaldo discursar sobre a situação do Brasil, depois das denúncias de corrupção sobre o senador Aécio Neves (PSDB) e o Presidente da República Michel Temer (PMDB), o vereador Gilmar criticou a atuação de Ronaldo na Casa.

Ao iniciar seu discurso, Gilmar foi interrompido pelo presidente em exercício da Casa, o vereador Major enfermeiro, que pediu para que os assuntos de Brasília não fossem debatidos na Câmara. Gilmar Santos discordou do presidente afirmando que Petrolina faz parte do Brasil e que os assuntos nacionais devem ser debatidos no âmbito municipal.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

“Essa questão nacional deve ser trazida ao parlamento de uma forma civilizada. A população precisa compreender como as questões nacionais vão implicar aqui no nosso município. Não acho correto quando os vereadores dizem que não é necessário debater os problemas nacionais, até porque Petrolina está dentro de uma conjuntura nacional”. E completou, “A gente quer sim justiça. O que não queremos é demagogia dentro dessa Casa, com gente se comportando com violência e depois se comportando como vítima”.

Nesse momento o vereador Ronaldo Souza se levantou e pediu direito de resposta, mas teve seu pleito negado pelo presidente da Casa por não ter sido citado no discurso de Gilmar, que afirmou, “eu não citei ninguém Sr. Presidente. Por favor, cumpra o regimento dessa Casa”.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Com o microfone aberto, Ronaldo Silva respondeu. “Sr. Presidente, ele se dirigiu a mim. Demagogo é Vossa Excelência. Não foi o PT que inventou a corrupção, o PT inventou a corrupção com fã clube (momento em que o microfone foi cortado) ”. Gilmar respondeu,

Após o fim da sessão, Ronaldo falou sobre o desentendimento com Gilmar. “Demagogo é ele, dando uma de bom moço aqui dentro. Aqui ele vai ouvir e vai ter que se enquadrar no regimento nosso e não no regimento dele. Ele tem que dar aula de educação na escola onde ele trabalha e não aqui dentro. Aqui é o legislativo e cada um defende a sua bandeira e a minha é a do povo de Petrolina”.

Gilmar também se pronunciou contra Ronaldo. “Ronaldo Silva, em um primeiro momento, se comporta com estupidez, grita, esbraveja, mas depois se comporta como vítima e como defensor da justiça. Não pode uma pessoa que tem essa bipolaridade estar representado a população de Petrolina”.

Vereador Ronaldo Souza requer informações sobre recursos aprovados pelo Câmara Municipal na legislatura passada

O vereador pretende saber o destino dos recursos aprovadas na Casa Legislativa. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Ronaldo Souza (PTB) requereu ao Poder Executivo, durante a sessão ordinária desta terça-feira (7) na Câmara Municipal de Petrolina, informações sobre alguns recursos aprovados na Casa na legislatura passada. Dentre os requerimentos apresentados pelo parlamentar estão os R$ 20 milhões aprovados para a construção do Centro Administrativo Municipal e os R$ 85 milhões depositados para a construção do VLT.

“Quero apresentar um requerimento solicitando ao poder executivo informações referentes aos recursos aprovados nessa casa na legislatura passada. Os R$ 3 milhões que essa casa aprovou, não com o meu voto, para equipamentos diários. Os R$ 20 milhões para o centro administrativo municipal, votei contra. Os R$ 85 milhões do VLT, isso foi um ato covarde com a sociedade de Petrolina. Como está o recurso depositado na Caixa? E solicito a mudança para BLT, pois o custo é menor”, disse.

Construção da Orla 3

O parlamentar criticou ainda a ação do ex-prefeito de Petrolina em continuar as obras na Orla 3 mesmo após o Ministério Público proibir a realização da obra. “Também queria saber sobre o valor do empenho pago à empresa vencedora da Orla 3. Isso foi outro ato irresponsável do antigo prefeito, pois o Ministério Público tinha determinado que não era para realizar a obra e mesmo assim ele continua com as construções”, disparou.

Confusão entre vereadores marca fim de sessão na Câmara Municipal de Petrolina; Confira vídeo

Vereadores discutem na sessão da Câmara de Vereadores de Petrolina. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O final da sessão ordinária desta quinta-feira (16) na Câmara de Vereadores de Petrolina (PE) foi marcada por uma confusão entre os vereadores Ronaldo Silva (PSDB) e Cristina Costa (PT). Os parlamentares começaram a discutir sobre o possível “golpe” sofrido pelo governo petista quando comandava a presidência do Brasil.

Ronaldo Silva estava na tribuna discursando quando começou a proferir acusações contra o governo de Lula, chamando-o de ladrão. Segundo o parlamentar, se realmente estivesse acontecido um “golpe”, todos os brasileiros que foram às ruas eram golpistas.

Cristina Costa pediu o direito de resposta, já que o seu partido havia sido citado, como prevê o regimento interno da Casa. Contudo, o vereador que estava presidindo a sessão, Major Enfermeiro, encerrou a sessão, gerando uma grande confusão entre a petista e Ronaldo. Foi necessário a intervenção de outros vereadores para separar os parlamentares.

Confira momento da discussão

Segundo o vereador Ronaldo Cancão, Julio Lossio deixou de pagar folhas da educação e da saúde

De acordo com Ronaldo, a prefeitura não tem “um real nas contas”. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Ronaldo Cancão (PTB), durante entrevista a um programa de rádio, nesta quarta-feira (4), informou que o prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho (PSB), pode enfrentar sérias complicações financeiras nesse início de gestão.

Segundo o parlamentar, o prefeito Julio Lossio deixou atrasar os pagamentos das folhas da saúde e da educação, e não pagou os terceirizados que prestam serviço à prefeitura. O vereador contestou também o fato de não haver “um real nas contas do município”.

“Até onde eu tenho conhecimento a situação da prefeitura é gravíssima. Ontem em uma conversa rápida foi possível perceber que não ficou um real nas contas do município. Além disso, tem duas folhas atrasadas. Uma folha completa da educação sem pagar e a folha da saúde sem pagar. Todos os terceirizados também estão sem receber. Isso é algo que vai trazer várias complicações financeiras [para a gestão]”, disse Cancão.

“Quem vai entrar na justiça sou eu para provar que houve ilegalidade no processo”, disse Ronaldo Souza sobre manobra em votação da LOA

(Foto: blog Waldiney Passos)

O vereador fez questão de enfatizar que não faz parte do grupo de Fernando Bezerra Coelho. (Foto: blog Waldiney Passos)

O vereador Ronaldo Souza (PTB) sentiu-se incomodado com a manobra que aprovou a emenda no valor de 40%, que permite o prefeito eleito, Miguel Coelho (PSB), investir em Petrolina (PE) sem autorização do Poder Legislativo, durante a apreciação da Lei Orçamentária Anual (LOA) nesta segunda-feira (5) na Casa Plínio Amorim. Ronaldo Souza lamentou a atuação dos colegas na condução do processo e afirmou que sequer foi informado sobre a emenda.

“Eu lamento muito a condução. Não é contra os princípios de que você pode colocar uma emenda de 40 ou 20%. É a forma como ela é colocada, de forma que foge aos princípios da lei. Eu votei a favor do pedido de vista na quinta-feira com o intuito de destinar recursos que eu solicitei para a área irrigada, para cultura. Isso que aconteceu é uma manobra desnecessária. Pode procurar se eu recebi a emenda no meu e-mail ou se os vereadores foram comunicados. Eu não posso ir contra os meus princípios. Eu passei quatro anos não aceitando o percentual de 40% para Júlio Lossio. Então por que eu vou aceitar agora? Mudou o quê?, enfatizou o vereador”

O parlamentar comentou o que pode acontecer a partir de agora, já que segundo o presidente da Casa, Osório Siqueira (PSB), a LOA foi aprovada juntamente com a emenda, e lembrou que o percentual de 20% já havia sido aprovado em outubro durante a votação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO).

“Efetivamente tem vereadores que vai à justiça e eu não concordo com atropelamento de princípios da legalidade. Nós aprovamos a LOA e o projeto fala em somente 20%. Além de já ter sido aprovado e sancionado esse percentual na LDO. Eu nem sabia que havia essa emenda que alterava esse percentual, tive conhecimento quando cheguei aqui na Câmara e isso é uma falta de respeito. Tudo está irregular, inclusive a forma de condução do processo. O presidente precisa ler mais um pouco e conhecer um pouco mais de lei. Eu não sou leigo. Como é que se pede o destaque de uma emenda e o presidente coloca goela a baixo sem passar pelo crivo do plenário”, disse.

O vereador fez questão de enfatizar que não faz parte do grupo de Fernando Bezerra Coelho, mas dará apoio a Miguel Coelho, caso o que esteja em pauta seja o melhor para a cidade de Petrolina (PE).

“Eu não sou governo. É bom eu deixar claro isso para o grupo de Fernando Bezerra Coelho, que eu não sou governo. Eu fui eleito pela oposição e tomei a posição de ser oposição. O que for bom para o governo eu vou votar, o que for bom para Petrolina, Miguel Coelho terá o meu apoio. Mas esse tipo de manobra não tem o meu apoio, porque eu fui crítico lá atrás das manobras que foram feitas aqui, inclusive com o apoio de Pérsio Antunes”.

Questionado sobre o que acontece agora, já que a LOA foi aprovada com a emenda do remanejamento de 40%, o vereador foi enfático. “Justiça! Justiça! Justiça! Na justiça a gente resolve e quem vai entrar sou eu para provar que houve ilegalidade no processo”.

Projeto que acaba com reeleição de presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina é aprovado por unanimidade

(Foto: blog Waldiney Passos)

Segundo Ronaldo Souza o principal motivo para a votação do projeto é a necessidade de um rodízio de presidentes. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O projeto 004/2016, de autoria do vereador Ronaldo Souza, que acaba com a reeleição do presidente, vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário da Câmara de Vereadores da cidade de Petrolina (PE), foi aprovado por unanimidade em sessão realizada na manhã desta quinta-feira (17) na Casa Plínio Amorim.

Após discussão sobre a data em que o projeto entraria em vigor, pois alguns queriam que vigorasse a partir da sua publicação, ficou acordado que o projeto passará a valer a partir de janeiro de 2017. Ou seja, a decisão não afeta uma possível reeleição do vereador e atual presidente da Câmara, Osório Siqueira, para o próximo ano.

Segundo o vereador Ronaldo Souza o principal motivo para a votação do projeto é a necessidade de um rodízio de presidentes. “A iniciativa foi tomada através de um projeto de resolução, alterando o tema da reeleição, pois eu acho que deve haver um rodízio de presidentes, diferente do que ocorre na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Consegui 13 assinaturas e alteramos o artigo que trata da reeleição do presidente. Eu acho que é uma iniciativa que se toma para que se possa respeitar o rodízio e os vereadores da Casa Plínio Amorim”, disse o autor do projeto, Ronaldo Souza.

Osório Siqueira afirmou que a aprovação do projeto não irá atrapalhar sua candidatura em busca do cargo de presidente da Câmara de Vereadores de Petrolina. “Esse projeto só tem validade a partir de janeiro de 2017, então, quem for o presidente eleito a partir desta data é que só terá o mandado de dois anos e não poderá ser reeleito. Portanto, o que existia de condições de reeleição vale até o final deste ano. Consequentemente, não atrapalha nada. Isso é uma decisão da maioria, assim como deram as condições para poder acontecer a reeleição”, disse.

Guilherme e Ronaldo reúnem imprensa em confraternização

Guilherme Coelho e Ronaldo Silva (Foto: Jean Brito)

Guilherme Coelho e Ronaldo Silva (Foto: Jean Brito)

Seguindo agenda de confraternizações, na noite desta quinta-feira (10), no restaurante de um hotel na orla de Petrolina (PE), foi a vez da festa dos aliados, Guilherme Coelho, vice-prefeito da Califórnia sertaneja e o vereador Ronaldo Silva, ambos do (PSDB ).

Em um breve discurso de boas vindas aos convidados, Silva ressaltou que as pessoas presentes eram importantes na sua vida, pois, sempre os apoiaram em seus projetos. O parlamentar lembrou ainda de um projeto de sua autoria que muda o horário das sessões na Câmara Municipal, que deixa de ser à noite e volta para o horário da manhã a partir de 2016, e arrancou aplausos da imprensa pela iniciativa.

Já o vice-prefeito Guilherme, argumentou sua extrema felicidade de contar com a presença da imprensa e amigos reunidos na confraternização, lembrou que a amizade é tudo e mencionou uma mensagem da avó materna Mimi, “Sempre diga a pessoa, que você gosta dela em vida! Quando a pessoa morre todo mundo chega com aquela homenagem Ô […] Era gente muito boa, mas o bonito o legal é dizer em vida que você gosta, quero aproveitar para dizer a Ronaldo [Silva] que gosto muito dele”, concluiu Coelho.