Grupo rouba veículo com 38 toneladas de leite, mas Polícia Civil de Petrolina consegue recuperar carreta e prender criminosos

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma carreta que transportava 38 toneladas de leite em pó e leite condensado foi recuperada pela Polícia Civil de Petrolina, durante uma ação na segunda-feira (8). O veículo de carga havia sido roubado por quatro criminosos, na zona rural do município.

Quatro pessoas foram presas em flagrante, quando transportavam a carga roubada para outro veículo.  Segundo a Polícia Civil, o motorista do veículo estava sendo feito refém pelo grupo, que utilizou bloqueadores de sinal a fim de evitar rastreamento da carreta pela seguradora.

A polícia chegou até os criminosos após ouvir denúncias dos constantes roubos registrados nos distritos de Jutaí (Lagoa Grande) e Uruás. A quadrilha planejava mais uma ação no dia em que foi presa pela equipe da 213ª Delegacia de Polícia Civil.

Homem é preso, em Cabrobó acusado de roubar uma carga avaliada em R$ 90mil

Na manhã desta quinta-feira (20), as equipes de investigação das Delegacias de Santa Maria da Boa Vista (PE) e de Cabrobó (PE), junto com o CORE-25a DESEC, efetuaram a prisão em flagrante delito de John Leno Alves Cavalcanti, acusado de crime de receptação dolosa de carga roubada e posse ilegal de arma de fogo com numeração suprimida.

As investigações policiais tiveram início na manhã de ontem (19) no município de Santa Maria da Boa Vista após registro de Boletim de Ocorrência de subtração de carga de produtos da Nestlé avaliada em R$90 mil mediante grave ameaça por arma de fogo de grosso calibre, fato ocorrido na BR-428, imediações do povoado de Caraíbas.

Diante das investigações, o efetivo policial composto de 5 comissários e agentes de Polícia Civil, uma viatura fardada e duas descaracterizadas, coordenados pelo Delegado Seccional Dr. Emanuel Caldas e supervisionados pelo delegado municipal Dr. Elioenai Dias, identificou o indivíduo que estava em poder da mercadoria de origem ilícita, sendo ele abordado quando conduzia um veículo Hilux no município de Cabrobó.

No interior do veículo foram encontrados vários produtos do mesmo lote subtraído da vítima. Em seguida o imputado indicou o local onde estava em depósito o remanescente da carga que foi apreendida. Ainda em decorrência das diligências policiais, foi localizada e apreendida na residência do imputado uma arma de fogo tipo revolver com numeração suprimida. Após as formalidades legais, a carga roubada foi restituída ao legítimo proprietário e o imputado foi submetido a exame traumatológico e em seguida encaminhado a cadeia pública onde fica à disposição da audiência de custódia, em Santa Maria da Boa Vista.

Stop Car: Polícia Civil avalia como positiva operação que desarticulou quadrilha em Petrolina

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil de Petrolina desarticulou uma quadrilha especializada em roubos de cargas, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, na quarta-feira (23). Sob o comando dos delegados Daniel Moreira e Magno Neves, a Operação Stop Car terminou com seis prisões, a recuperação de carga roubada e apreensão de drogas.

Em entrevista na tarde dessa quinta-feira (24) na sede da 26º DESEC, o delegado Magno Neves apresentou um balanço da operação. As investigações foram iniciadas em julho de 2017. “A investigação envolveu 17 alvos, 9 foram presos e os outros encontram-se respondendo em liberdade. A operação visava desarticular uma organização criminosa envolvida em tráfico de entorpecentes, roubo e interceptação de carga roubada e lavagem de dinheiro“, explicou.

LEIA TAMBÉM:

Polícia civil de Petrolina desarticula quadrilha de roubo de cargas e tráfico de drogas na manhã desta quarta-feira (23)

Articulação

De acordo com as investigações, o grupo utilizava uma empresa de fachada para comercializar drogas, lavar dinheiro e planejar roubo de cargas, tendo atuado na subtração de cargas em Juazeiro. O estabelecimento era gerido por Alysson Michel Sales Vieira e Euclides Ferreira Lima Neto, responsáveis por comprar as drogas e repassar a traficantes menores. A dupla ainda teria pago Kallyff Gil Passos de Brito para esconder uma carga roubada, avaliada em R$ 39 mil, em sua residência.

LEIA MAIS