O dilema salarial dos servidores e o risco do apagão tecnológico em Pernambuco

Funcionários públicos e governos vivem um impasse em diversas regiões do país e nas mais x esferas de poder. De um lado, os servidores cada vez mais insatisfeitos com seus salários que não aumentam. Apenas em 2021, a inflação foi de 10%, o que significa perder 10% do poder de compra do salário. Há servidores há anos sem reajuste.

Na outra ponta, os governos que afirmam não ter condições de dar aumentos, já que estão no vermelho. Para a maior parte dos estados, municípios e o governo federal, aumentar os salários significa aumentar o rombo das contas públicas.

“Este ano completaremos 8 anos sem reajuste”, diz Fausto Feitosa, presidente da Associação dos Servidores de Tecnologia da Informação de Pernambuco. “E este é um ano eleitoral, se não fecharmos a negociação nas próximas semanas, ficará somente para a próxima gestão, daqui a um ou dois anos”. A estimativa da associação é que a defasagem salarial já esteja em torno de 54%.

Neste momento em que o mundo caminha rumo à digitalização e precisa cada vez mais de especialistas em tecnologia, Pernambuco vê uma crescente fuga destes profissionais do setor público.

“Desde 2006, após dois concursos públicos, 269 pessoas tomaram posse como analistas de gestão. Destes, somente 130 estão ativos e temos mais 1 servidor saindo, irá morar e trabalhar em Portugal”, afirma Fausto.

Risco de apagão dos serviços públicos

A fuga de talentos acelerou durante a pandemia na área de tecnologia, inicialmente no setor privado, mas cada vez mais no setor público. Com o crescimento do home office, muitos profissionais passaram a ocupar inclusive postos de trabalho no exterior, onde há crescente carência de profissionais de tecnologia. Em 2017, o JC já abordava a dificuldade do setor de tecnologia da informação de preencher cargos.

O boom das startups na América Latina em 2021 é outro complicador. Os investidores injetaram mais de R$ 100 bilhões na região, um recorde. Especialistas estimam que a América Latina abrirá 10 milhões de novas vagas de emprego em TI até 2025, impulsionadas tanto por empresas locais quanto pela crescente demanda de organizações estrangeiras que procuram talentos mais baratos nos mesmos fusos horários das empresas dos EUA – uma prática chamada “nearshoring”, como aponta reportagem do Rest of World.

JC Online

Prefeitura de Juazeiro antecipa salário para esta quinta-feira e divulga calendário do final de ano; Sesau e Seduc não estão incluídas 

(Foto: Ascom/PMJ)

A Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de Finanças e de Fazenda (SEFIN/SEFAZ), anuncia que a folha de salário dos servidores municipais do mês de outubro será paga nesta quinta-feira (28), Dia do Servidor Público, mesmo o feriado tendo sido transferido para o dia 1º de novembro.

A medida é mais uma demonstração da gestão Suzana Ramos de valorização das pessoas e reconhecimento pelo empenho dos profissionais que prestam serviços à população da cidade.

LEIA MAIS

Sindsemp na luta pelo servidor consegue aumento no salário base de coordenadores de escolas

Presidente do Sindsemp, Walber Lins.(Foto: Blog Waldiney Passos)

A categoria dos professores coordenadores da rede municipal de ensino, conseguiu após muita negociação entre o Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp) e a secretaria municipal de educação, um aumento de 50 horas no salário base dos profissionais. Nesta quarta-feira (03) o secretário de educação, Plínio Amorim garantiu que o contracheque do mês de março já contará com 200 horas para os coordenadores.

Participaram da reunião virtual de hoje, a vice-presidente do Sindsemp, Maria Inês Souza; o diretor jurídico, Valdemar Gomes Pereira e um grupo de professores que estão no cargo de coordenadores pedagógicos. A vice-presidente do Sindsemp, Maria Inês Souza destacou que as negociações foram mais produtivas neste ano e ganharam um desfecho positivo, com o secretário Plínio Amorim, que garantiu o aumento no contracheque dos coordenadores já no mês de março.

LEIA MAIS

Depois de luta do Sindsemp, professores recebem ganho de quase mil reais no salário hora aula atividade

Os professores da rede municipal de ensino de Petrolina começaram este mês, a receber a hora aula atividade. Uma luta que o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais começou em março de 2019. Entre as questões básicas, estava também a conformação do calendário escolar, retirando os sábados letivos para evitar sobrecarga de trabalho para os professores.

A principal conquista, em 2020, foi a lei que garante o terço da hora aula atividade, que para os professores é a composição da carga horária, dentro do normal de 100, 150 e 200 horas, está destinada ao planejamento das provas, avaliações, reuniões de pais e toda a conduta de planejamento escolar.

A lei municipal regulamenta a lei federal do piso nacional dos professores, que criou a carga horária de 150 horas no município. Uma grande vitória para toda categoria, depois de muita mobilização do Sindsemp junto ao poder executivo. O professor de 100 horas, a partir da lei, terá a turma compartilhada com outro professor em três turnos de cinco horas. Para 200 horas, o trabalho  será de seis turnos, com quatro turnos para a hora aula atividade.

LEIA MAIS

Servidores da Saúde de Jaguarari recebem salário de janeiro nesta sexta-feira, garante prefeito

Antônio Nascimento, prefeito de Jaguarari (BA).

A boa notícia foi dada pelo prefeito Antônio Nascimento (PT), na manhã desta sexta-feira (22), depois de uma reunião com representantes dos trabalhadores da saúde do município de Jaguarari, que fica na região norte da Bahia.  De acordo com a assessoria do gestor municipal, a medida visa amenizar os transtornos causados pela gestão anterior que deixou de pagar o salário do mês de dezembro de 2020.

“Sabemos o quanto vocês estão tensos e, para ajudar a resolver essa situação, haja vista que, a partir do dia 20, por lei, posso fazer a antecipação de salários, trabalhamos para que hoje o nosso governo faça o pagamento de janeiro”, garantiu aos servidores, o atual prefeito, Antônio Nascimento.

Convocados pelo prefeito, a Secretária de Saúde, Raquel Bonfim e os setores de contabilidade, jurídico e financeiro do município estiveram presentes na reunião para esclarecer todas as dúvidas relativas ao assunto.

Prefeito de Lagoa Grande antecipa salário dos servidores

Vilmar Capellaro, prefeito de Lagoa Grande. (Foto: Ascom/PMLG)

O prefeito da cidade de Lagoa Grande, no Sertão de Pernambuco, antecipou a folha de pagamento do mês de dezembro para esta segunda-feira (21). Segundo a assessoria do prefeito, todos os servidores, de todas as secretarias receberam o salário do mês e o 13º.

De acordo com o gestor, os valores recebidos pelos funcionários vão impactar positivamente no comércio da cidade. Para ele, o adiantamento da folha de dezembro, que normalmente é paga no fim do mês, atesta a saúde financeira da gestão municipal, o equilíbrio nas contas públicas e vai proporcionar um natal e um ano novo mais feliz e tranquilo, do ponto de vista financeiro, para centenas de servidores municipais e seus familiares.

“Nosso provisionamento de receitas para pagamento de salários começa desde o início do ano em janeiro. Sabemos que sem planejamento e uma boa gestão isso não seria possível. O salário de servidor para nós é algo sagrado, não pode faltar nem atrasar. Este ano, mesmo com todos os problemas enfrentados com a pandemia, a Prefeitura assegurou um montante para garantir a totalidade dos recursos para pagamento do 13º e dos salários antecipadamente”, garantiu Vilmar Cappellaro.

Câmara mantém veto que congela salário de servidores até dezembro de 2021

(Foto: Arquivo)

A Câmara dos Deputados decidiu nesta quinta-feira (20) por manter o veto presidencial que congela o reajuste salarial dos servidores públicos até a data de 31 de dezembro de 2021.

A decisão aconteceu em sessão remota do Congresso Nacional que teve 316 votos favoráveis ao governo e 165 contra.

A medida abrange categorias de servidores que atuam na linha de frente no combate ao novo coronavírus, como trabalhadores da educação, saúde e segurança pública, servidores de carreiras periciais, profissionais de limpeza urbana e de serviços funerários. O texto não previa reajuste automático, mas autorizava estados e municípios a fazê-lo com recursos próprios.

Ficam de fora da restrição os aumentos aprovados antes do estado de calamidade pública, como o concedido aos militares das Forças Armadas.

Na sessão do Congresso de quarta-feira (19), senadores derrubaram o veto do presidente Jair Bolsonaro por 42 votos a 30. Para assegurar a derrubada de um veto é necessária maioria absoluta nas duas Casas.

Presidente da Câmara

Durante a sessão, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a defender a manutenção do veto. O parlamentar alegou que, enquanto servidores públicos continuam com salários integrais pagos em dia, o setor privado enfrenta uma série de dificuldades como perda de vagas de trabalho e redução de jornadas.

“A crise econômica não está acabando. Uma crise que já tirou mais de 100 mil vidas, que já tirou mais de 2 milhões de empregos, que já tirou a integralidade do salário de mais 9 milhões de brasileiros. A Câmara precisa dar uma resposta que, do meu ponto de vista, é defender a manutenção do veto”, argumentou. Antes da votação, Maia atuou na articulação com líderes partidários para garantir a votação necessária para manter o dispositivo.

Na manhã desta quinta, o presidente Jair Bolsonaro alegou que a derrubada do veto daria um prejuízo de R$ 120 bilhões ao país, e que a decisão do Congresso tornaria “impossível governar o país”.

Partidos de oposição tentaram adiar a votação do trecho para a próxima semana, alegando questões regimentais. De acordo com a deputada Perpétua Almeida (PCdoB – AC), houve o descumprimento de regimento do Congresso Nacional que obriga a convocação e publicação da pauta com antecedência mínima de 24 horas.

(Fonte: Agência Brasil)

Petrolina: IGEPREV adianta pagamento do salário do mês de junho

(Foto: ASCOM)

O Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (IGEPREV), depositou nesta segunda-feira (22), o pagamento do salário referente ao mês de junho, para aposentados e pensionista do município.

O instituto informou que a ação foi movida em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) e tem como objetivo atenuar todo transtorno causado pela doença.

Ronaldo Silva critica oposição e propõe que vereadores doem salário em combate ao coronavírus

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Nessa terça-feira (24), os vereadores da bancada de oposição de Petrolina entregaram um ofício ao presidente da Câmara Municipal de Petrolina, Osório Siqueira, solicitando a suspensão temporária dos contratos de locação da Casa, com a devolução de veículos alugados e a suspensão da cota de combustível. Esses recursos seriam direcionados à saúde de Petrolina em combate ao cornavírus.

LEIA TAMBÉM

Em meio à pandemia, Bancada de Oposição de Petrolina quer suspensão de benefícios para ajudar saúde municipal

Em resposta, o vereador Ronaldo Silva rebateu a proposta da oposição e convocou todos os parlamentares a doarem seus salários, de R$ 15 mil, para o Poder Executivo municipal usar em combate ao vírus.

LEIA MAIS

Vereadores de Petrolina apreciam Projetos de Lei sobre reajustes salariais nesta quinta-feira

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Os vereadores de Petrolina devem apreciar três Projetos de Lei durante a sessão ordinária da Câmara Municipal desta quinta-feira (20). Dois projetos são de autoria do Poder Executivo. Um dispões sobre o reajuste salarial dos servidores municipais e outro critérios educacionais. Um projeto, do Legislativo, diz respeito a reajuste de vencimentos.

Dentre os reajustes dos servidores municipais está o dos profissionais de magistério, que devem passar a receber R$ 1.443,12, para os anos iniciais, e R$ 1.496,93 para os anos finais. Segundo o projeto, o valor do piso do magistério inicial passa a ser de R$ 1.561,94 para uma jornada de trabalho de 100 horas/aula mensal.

LEIA MAIS

Sertão: motoristas de caminhão-pipa suspendem serviço por falta de pagamento

(Foto: ilustração)

Na tarde dessa segunda-feira (02), vários pipeiros que atuam no sertão pernambucano se reuniram para protestas contra a falta de pagamentos. Os motoristas prestam serviço ao Exército Brasileiro para abastecer algumas comunidades.

Durante o manifesto, os condutores interditaram a PE-430, que liga a BR-232 e faz divisa com a Cidade de Jatí (CE). De acordo com informações, há pelo menos três meses, os pipeiros não recebem salário. O responsável pelos pagamentos é o 71º Batalhão de Infantaria Motorizado.

LEIA MAIS

Ministério recua e descarta congelamento do salário mínimo

(Foto: Internet)

O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira (19) que vai manter o poder de compra do salário mínimo no país. Com isso, fica descartada a ideia de congelar o valor do piso salarial em situações de aperto fiscal.

A declaração representa um recuo em relação a uma medida avaliada pela pasta. O ministério estudava retirar da Constituição a obrigatoriedade de que o valor seja corrigido pela variação da inflação.

A medida seria incluída em uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera regras fiscais e está em tramitação no Congresso.

De autoria do deputado Pedro Paulo (DEM-RJ), o texto traz gatilhos que seriam acionados em situações de risco de descumprimento de regras fiscais. A versão original da matéria não prevê o congelamento do salário mínimo, mas o governo articulava a inclusão desse novo gatilho no texto.

A regra que viabilizava reajuste do salário mínimo acima da inflação deixou de valer neste ano. A nova mudança iria além, permitindo o congelamento do valor, sem reposição da inflação.

A Constituição define que o salário mínimo deve ter reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo.

Com a medida que era estudada pelo governo, o congelamento seria permitido para ajudar no ajuste fiscal por um período. Uma das hipóteses era que o valor ficasse travado por dois anos.

Como o governo tem gastos atrelados ao salário mínimo, como as aposentadorias, a medida traria alívio ao Orçamento. Hoje, para cada real de reajuste do piso salarial do país, a União amplia suas despesas em R$ 300 milhões.

Para o ano que vem, o governo prevê que o reajuste levará o mínimo de R$ 998 para R$ 1.039. O aumento leva em conta apenas a inflação.

Câmara de Juazeiro aprova projetos que concedem reajustes aos servidores

Durante a sessão realizada nesta terça-feira (26), a Câmara de Vereadores de Juazeiro aprovou Projetos de Lei do executivo que concedem reajustes aos servidores municipais. Com isto, garantiu-se a reposição do índice inflacionário do ano passado, com efeito retroativo a janeiro.

O percentual de 3,75% será aplicado no pagamento deste mês. Merendeiras e auxiliares de serviço gerais tiveram reajuste de 4,61%.

“Mantivemos nosso compromisso de valorizar o servidor mesmo com a crise que assola o país. Nós aqui asseguramos a manutenção do poder de compra dos nossos trabalhadores”, disse o prefeito Paulo Bomfim.

Salário base dos Assalariados Rurais do Vale do São Francisco será de R$ 1.041,16

Trabalhadores participaram de várias convenções até alcançar o salário base desejado. (Foto: ASCOM)

Após dez dias de intenso debate com a com a classe patronal, os Assalariados Rurais do Vale do São Francisco conseguiram avançar nas negociações, que se encerraram na última sexta-feira (15), e alcançar suas metas.

A negociação coletiva da hortifruticultura irrigada teve início no final do mês de janeiro, sendo discutidas a manutenção de cláusulas da Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) 2019 e as novas reivindicações dos trabalhadores.

A partir deste ano, o salário base passa a ser R$ 1.041,16, com 4,43%, ou seja, 1% de ganho real. Além disso, foram conquistadas a proibição do trabalho das mulheres gestantes e lactantes em atividades insalubres e o direito ao mínimo de cinco consultas para a realização do pré-natal.

Algumas cláusulas da CCT, que estavam ameaçadas de serem retiradas, foram mantidas, a exemplo da homologação das rescisões de contrato de trabalho no Sindicato, a garantia de direitos da CCT para os trabalhadores terceirizados, a jornada de apenas seis horas, em dias de pagamento do salário, dentre outras.

LEIA MAIS

Prefeitura de Ouricuri deve efetuar pagamento de servidores até a próxima sexta-feira (28)

“Com muito empenho vamos iniciar 2019 sem nada a dever”, disse Ricardo Ramos, prefeito de Ouricuri. (Foto: ASCOM)

Com repasses limitados do governo e em meio a uma crise que assola todo o Brasil, a Prefeitura de Ouricuri (PE), que já quitou o décimo terceiro de 679 funcionários e 393 pensionistas, planeja pagar o salario do servidores até a próxima sexta-feira (28). São 299 auxiliares da educação e 407 da saúde que terão as contas em dia antes da virada do ano.

Para o prefeito Ricardo Ramos, “apesar da grave crise e da falta de caixa em todos os municípios, a Prefeitura de Ouricuri está se esforçando para que a realidade dos atrasos que os funcionários viveram em gestões anteriores não volte a acontecer. Estamos em dificuldade, mas com muito empenho vamos iniciar 2019 sem nada a dever e realizando as obras que o nosso povo tanto precisa”, garante.

A atual gestão é conhecida por entregar uma obra por semana. Em 2018, abriu junto ao Governo do Estado a UPA Especialidades, bancou a estrutura para a instalação do Complexo da Polícia Científica, entregou o Centro de Artes e Esportes Unificados – CEUs, oito escolas reformadas e está realizando o maior plano de pavimentação da história da cidade.

123