Ruy Wanderley cobra cumprimento de emenda para sanear bairro São Joaquim

Bairro sofre com os constantes entupimentos de esgoto nas vias públicas (Foto: Arquivo Pessoal/Luis Henrique)

O saneamento básico do bairro São Joaquim precisa ser tratado com mais atenção. É o que pensa o vereador Ruy Wanderley (PSC), que na sessão de quinta-feira (24) solicitou ao prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, a execução do serviço na comunidade.

O pedido veio através da Indicação n° 1272/2019, na qual o edil pede o cumprimento de uma emenda apresentada à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano, direcionada à Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos.

“Solicito que seja feito o saneamento da Bacia do Dom Avelar, para beneficiar o bairro São Joaquim. Estou fazendo a cada sessão uma Indicação solicitando que o prefeito fazer essas intervenções para beneficiar o povo da nossa cidade que tanto clama, principalmente da questão do saneamento”, justificou Ruy. O pedido foi aprovado por 16×0.

Vereadores cobram saneamento e pavimentação asfáltica do Dom Avelar e Santa Luzia

Saneamento do Santa Luzia é uma das cobranças de hoje

Os principais pedidos apresentados pelos vereadores na sessão dessa terça-feira (17) na Câmara de Vereadores de Petrolina foram destinados a infraestrutura e saneamento. Elias Jardim (PHS) chamou a atenção do prefeito Miguel Coelho para que olhe o Dom Avelar, já que a comunidade necessita de serviços urgentes.

“O bairro Dom Avelar é um bairro bastante sofrido. Nós pedimos ao prefeito mais atenção, para olhar para aquele bairro. É um sofrimento dos moradores. Esse problema não é desse prefeito, é dos problemas passados e nós pedimos atenção para aquela população tão sofrida“, disse o edil.

Já Gilmar Santos (PT) reivindicou o saneamento e pavimentação do Santa Luzia, outra comunidade que sofre diariamente com esgotos entupidos. Líder da Situação, Aero Cruz (PSB) solicitou a manutenção da iluminação pública no bairro Antônio Cassimiro I. Todos os pedidos foram aprovados por unanimidade e seguem para análise da Prefeitura e Compesa.

Com direito a bolo e “Parabéns”, moradores da Zona Norte de Petrolina cobram saneamento

Moradores de três bairros se reuniram em protesto (Foto: Reprodução/WhatsApp)

17 anos. Por pouco os moradores dos bairro São Jorge, São Joaquim e Terras do Sul não comemoravam a maioridade do saneamento básico que deveria contemplar as comunidades, através da Bacia do Dom Avelar. Nessa segunda-feira (16) eles se organizaram para protestar de forma irônica contra as autoridades.

Festa teve direito a bolo

A ideia? Fazer uma “festa” na Avenida do Petróleo com cartazes, teve direito a bolo, “Parabéns” e “Com Quem Será?”, chamando atenção da Prefeitura de Petrolina e da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) sobre a situação.

“Fizemos essa manifestação reivindicando melhorias nos bairros. A gente vê obras em outros locais como Orla e Bodódromo e aqui com essa lagoa de esgoto não tem nada. A gente pede para olhar para a Zona Norte que é esquecida“, contou Pedro Elias, morador e liderança comunitária do Terras do Sul.

LEIA MAIS

Apesar de voto favorável, Oposição levanta questionamento sobre remanejamento de recurso para saneamento de Petrolina

Recurso de R$ 6 milhões deve ser usado para solucionar problema do Dom Avelar (Foto: Blog Waldiney Passos)

O projeto de Lei nº 007/2019, no qual a Prefeitura de Petrolina pedia autorização para remanejar recurso da pavimentação ao saneamento básico, foi aprovado unanimidade, mas não foi poupado de críticas da Bancada de Oposição. O discurso dos seis vereadores opositores foi o mesmo: apesar do “sim”, a matéria deixava brechas para questionamentos.

Gabriel Menezes (PSL) foi o primeiro a apontar as falhas no texto. Segundo o edil, “não há critérios de escolha”. Gilmar Santos (PT) discursou após o colega e referendou o companheiro de bancada, afirmando que falta transparência na gestão.

LEIA TAMBÉM:

Com votos da Oposição, vereadores autorizam Executivo a destinar recurso para saneamento de Petrolina

Mais enfático, o líder do grupo, Paulo Valgueiro (MDB) lembrou que a Oposição votaria em peso pela aprovação, mas isso não significaria uma mudança na postura deles. “Somos contrários a endividamento, mas a Bancada de Oposição votará favorável ao remanejamento e vamos continuar atentos, fiscalizando”, disse.

LEIA MAIS

Com votos da Oposição, vereadores autorizam Executivo a destinar recurso para saneamento de Petrolina

Bancadas se uniram na aprovação de projeto que deve beneficiar população (Foto: Blog Waldiney Passos)

Por 19 votos a zero os vereadores de Petrolina autorizaram o prefeito Miguel Coelho a acrescer no empréstimo junto à Caixa Econômica Federal no valor de R$ 60 milhões, o uso de verba para saneamento básico da cidade. A matéria foi apreciada nessa terça-feira (28) e contou com apoio das duas bancadas.

O Poder Executivo pediu autorização para utilização de parte da verba do empréstimo obtido no Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (FINISA) – aprovado em 2018 – não na pavimentação e sim no saneamento básico. Os membros da bancada da Oposição foram os primeiros a justificar seus votos e o discurso foi uníssono: aprovação do projeto de Lei n° 007/2019.

LEIA MAIS

Projeto sobre saneamento básico entra em votação na Câmara de Petrolina

(Foto: Arquivo Pessoal)

Conforme o Blog mostrou mais cedo, a Câmara de Vereadores de Petrolina está discutindo nesse momento o projeto de Lei nº 007/2019, do Poder Executivo. A matéria prevê autorização do prefeito Miguel Coelho a acrescentar no projeto de empréstimo do FINISA, para que em vez da pavimentação seja destinado uma parte de recurso ao saneamento básico.

LEIA TAMBÉM:

Projeto do Executivo sobre saneamento básico pode entrar em pauta na Câmara de Petrolina

Além do saneamento, o PL prevê também o serviço de drenagem na Bacia do Dom Avelar. O item não estava oficialmente na pauta, mas havia um adendo para sua possibilidade de discussão, iniciada pouco antes do meio dia, após a votação dos projetos do Legislativo.

Mais mudanças na pauta

O PL nº 049/2019, de Gaturiano Cigano acerca da disposição de atendimento prioritário a autistas nos estabelecimentos públicos e privados foi retirado de pauta, já que Gaturiano não estava presente na sessão. Em seu lugar deu entrada um projeto que pode beneficiar os pacientes de fibromialgia de Petrolina, com a instituição do Dia Municipal da Fibromialgia, proposto por José Batista da Gama (PSB), através do PL nº 083/2019.

A matéria foi aprovada por 20 votos a zero, assim como o PLs nº 137/2019 – Regulamenta as feiras de produtos orgânicos de Petrolina – autoria de Maria Elena de Alencar (PRTB) – e PL n° 045/2019 – Denominação sobre a denominação da UBS do Vale do Grande Rio – UBS Maria José de Farias Pereira – autoria de Gilmar Santos (PT).

 

Projeto do Executivo sobre saneamento básico pode entrar em pauta na Câmara de Petrolina

Quatro matérias estão confirmadas, mais uma deve entrar (Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois da tumultuada sessão de quinta-feira (23) marcada por protestos contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), os vereadores de Petrolina voltaram aos trabalhos hoje (28) e terão quatro projetos de lei para analisar.

LEIA TAMBÉM:

Compesa quer continuar operando em Petrolina, segundo Miguel

Contudo, o mais esperado é o PL nº007/2019, do Poder Executivo e que poderá entrar em discussão. A matéria dá autorização ao prefeito Miguel Coelho para acrescentar no contrato do FINISA, junto a Caixa Econômica Federal, a possibilidade de execução de obras de saneamento.

Confirmados na pauta estão um Título de Cidadão Petrolinense, um sobre denominação de prédio público e outros dois que tratam da regulamentação da feira de produtos orgânicos em Petrolina (proposto por Maria Elena de Alencar) e a obrigação de estabelecimentos públicos e privados no Município de Petrolina a inserir nas placas de atendimento prioritário o Símbolo Mundial do Autismo (Gaturiano Cigano).

Leitor cobra solução para esgoto que invade residências no bairro Ouro Preto, em Petrolina

Esgoto volta para dentro das residências, denuncia leitora

Imagine viver com a água do esgoto voltando para dentro do banheiro e o quintal da sua residência. Pois é assim que os moradores da Rua Padre Henrique de Almeida, no bairro Ouro Preto, em Petrolina são obrigados a conviver. De acordo com um leitor, esse problema já dura mais de cinco anos.

O problema é que o saneamento passa por dentro das residências e não na parte externa do imóvel. Com isso o esgoto fica acumulado e se transforma em um grande problema. “Nós moradores estamos passando por um problema sério, tem muito tempo que estamos sofrendo com o saneamento entupido. A água cai dentro do muro, é tomando banho e subindo a água suja no banheiro”, relatou ao Blog.

Cobrança em abaixo-assinado

A comunidade já buscou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e nem mesmo com abaixo-assinado a situação foi resolvida. “Já fizemos três abaixo-assinado para a Compesa, ninguém apareceu ainda. Tem muito rato e barata e a Compesa só dizendo que vai mandar alguém e nada resolve”, desabafou.

Nossa produção entrou em contato com a Compesa, que está apurando o fato e se pronunciará em breve sobre a queixa do leitor.

Compesa inicia obra para implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Lagoa Grande

(Foto: Ascom)

Depois de 20 anos de espera, finalmente a população de Lagoa Grande (PE) está sendo beneficiada com a obra de implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. A obra está sendo executada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

Na manhã da última quarta-feira (24), a diretora Regional do Interior da Compesa, Simone Albuquerque, ao lado de técnicos da Companhia e do prefeito da cidade, Vilmar Cappellaro, esteve no bairro Cristo Rei, acompanhando as intervenções, iniciadas no último dia 10. Um investimento de R$ 3 milhões, nesta primeira etapa, com recursos do Estado e da Compesa.

O sistema que será implantado em Lagoa Grande terá 15 mil metros de rede coletora para captar e tratar todo o esgoto gerado pela população e visa deixar Lagoa Grande 80% saneada. Os bairros contemplados com o sistema de esgotamento sanitário de Lagoa Grande são: Morada Nova, Vasco, Cristo Rei, Alto do Deca e Agrovila e Estancia. A Compesa assumiu o compromisso de concluir os serviços em 18 meses. “Com essa ação importante, de grande alcance social, toda a população de Lagoa Grande será beneficiada. O nosso compromisso é entregar a obra em junho do próximo ano”, revelou Simone Albuquerque.

Câmara de Vereadores de Paulo Afonso discute renovação de contrato com Embasa

Gestão quer renovar vínculo com Estado (Foto: Reprodução/Google Maps)

O convênio entre a Prefeitura de Paulo Afonso (BA) e a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) está sendo discutido na Câmara Municipal hoje (25), em uma sessão extraordinária. Os edis analisam o projeto de Lei nº 026/2019, encaminhado pelo Poder Executivo.

A intenção do prefeito Luiz de Deus é renovar o vínculo entre município e Estado. “Vejo com grande importância a aprovação desse projeto, tendo em vista a experiência da Embasa com o serviço de água e saneamento. Tem que se observar também os valores cobrados por outras empresas, como por exemplo se vier uma de São Paulo, com certeza terá um valor muito superior ao que é hoje”, destacou o gestor ao defender sua matéria.

Segundo informações da Câmara, o PL aborda pontos como regulação, fiscalização e prestação dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, bem como para o apoio do Estado para o planejamento dos mesmos serviços. Até o encerramento dessa matéria os vereadores discutiam o projeto e não haviam votado a matéria.

Moradora do João Paulo II volta a denunciar problemas no saneamento básico

A chuva dessa madrugada foi um alento aos moradores de Juazeiro (BA) e região, mas para a comunidade do bairro João Paulo II, a água desencadeou uma dor de cabeça já mostrada pelo Blog Waldiney Passos na semana passada. Em contato com nossa produção Marivalda da Silva denunciou como ficou sua residência nessa segunda-feira (4).

LEIA TAMBÉM:

Bueiros do João Paulo II entopem após chuva e moradora acorda com esgoto dentro de casa

O esgoto voltou para sua residência, porque os bueiros da Rua 6 novamente entupiram. “Com chuva de ontem, veja ai como ficou. Liguei [na Prefeitura] e eles não vieram olhar”, disse ao Blog. De acordo com a leitora, o problema veio após as obras de saneamento na via e toda a quadra onde sua casa está localizada, a situação se repete.

Outro lado

Desde o dia 25 de fevereiro, quando a primeira matéria foi publicada o Blog aguarda uma resposta da Prefeitura de Juazeiro. Hoje novamente solicitamos uma nota do setor responsável, entretanto, até o momento nenhum esclarecimento foi encaminhado à nossa Redação. Reiteramos que o espaço segue aberto.

Bueiros do João Paulo II entopem após chuva e moradora acorda com esgoto dentro de casa

A chuva que caiu durante a madrugada foi muito celebrada pelos sertanejos, mas também trouxe alguns problemas em decorrência da falta de infraestrutura de alguns bairros. Em Juazeiro, no bairro João Paulo II uma moradora entrou em contato com o Blog para mostrar a situação caótica na qual está vivendo.

Segundo Marivalda da Silva, sua casa amanheceu com o esgoto voltando para dentro do banheiro. Isso porque os bueiros da Rua 6, onde ela residem, estão entupidos devido a chuva. “Depois da chuva os bueiros ficaram entupidos e o esgoto volta toda para dentro de casa. Esperamos anos por um saneamento e agora é ter que conviver com o esgoto dentro de casa?”, questionou a leitora.

A situação fica ainda mais complicada, pois segundo Marivalda, todas as residências vizinhas estão do mesmo jeito e até o momento nenhuma providência das autoridades foi tomada. O Blog buscou contato com a Prefeitura de Juazeiro pedindo respostas a respeito do saneamento do João Paulo II, porém, ninguém retornou a nossa cobrança.

Prefeitura segue com interesse de municipalizar serviço, mesmo após reunião com a Compesa

(Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A reunião entre Prefeitura de Petrolina, Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) realizada nessa semana terminou com propostas debatidas entre as partes, mas o município seguirá com a ideia de municipalizar o serviço.

O prefeito Miguel Coelho reiterou o posicionamento da Prefeitura durante entrevista por telefone a Rádio Jornal Petrolina, ao programa Super Manhã com Waldiney Passos. “A gente defendeu o interesse do município de poder municipalizar o serviço, de tirar a Compesa porque a gente entende que a Compesa não faz os devidos investimentos necessários para que a gente possa ter um esgotamento sanitário de qualidade”, destacou.

Zona rural

Na visão do prefeito a Compesa quer ganhar tempo e refutou as críticas de que o município se nega a negociar com o Estado. Contudo, ele deixou claro que somente será possível avançar no diálogo se o Estado se comprometer com o município.

“A gente não pode discutir uma nova proposta se a Compesa não engloba os perímetros irrigados, o Nilo Coelho e o Maria Tereza, para que leve água tratada e também o esgotamento sanitário para essas localidades. São mais de 80 mil pessoas que moram na área irrigada de Petrolina. Nós colocamos essas condições e ficou acertada uma nova reunião após o carnaval”, afirmou o prefeito.

Licitação

Apear das conversas com a Compesa o município dará continuidade ao processo de PPP, que já está em andamento. “A gente vai continuar com a PPP, para que a gente possa até o carnaval concluir a nova licitação de água e esgoto”, frisou Miguel.

Audiência pública discutirá Plano Municipal de Saneamento Básico de Petrolina

(Foto: Arquivo Pessoal)

A população petrolinense terá a oportunidade de discutir o saneamento básico da cidade em uma audiência pública no dia 29 de janeiro. O evento é promovido pela Prefeitura de Petrolina, com o objetivo de elaborar o novo Plano Municipal de Saneamento Básico.

De acordo com o Decreto nº 005/2018, publicado no Diário Oficial de segunda-feira (14), a audiência será realizada às 9h na Fundação Nilo Coelho, situada na Rua Aristarco Lopes, nº 330, Centro da cidade. Além da comunidade, empresas e representantes de entidades poderão participar do encontro, apresentar críticas ou sugestões a respeito do atual plano.

Pelo decreto, uma consulta pública deverá ser elaborada a partir de ontem pelo município, possibilitando aos contribuintes analisarem e opinarem sobre o serviço na cidade. O prefeito Miguel Coelho já havia anunciado a audiência, que pode ser entendida como mais um passo para a saída da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), atual responsável pelo serviço em Petrolina.

Moradores do Parque Massangano fazem apelo a Compesa e Prefeitura

A falta de infraestrutura no bairro Parque Massangano, em Petrolina é alvo de reclamações constantes dos moradores e nossa redação recebeu um pedido de comunitários. No texto enviado ao Blog Waldiney Passos a comunidade clama por ações da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e Prefeitura de Petrolina.

Falta de saneamento, ruas sem asfalto e sujeira tiram o sossego das famílias que ali residem. De acordo com o leitor, cuja identidade será preservada, a situação mais crítica é na Avenida Altino Coelho de Macedo, corredor de ônibus.

“Na passagem de veículos, principalmente ônibus quando os pneus vão dentro das poças de esgotos, são lançados dejetos diretamente nos muros, nas calçadas e portões de residências”, disse a nossa produção.

Nossa equipe entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina e Compesa, questionando a respeito das ações de cada órgão no bairro citado nessa matéria. Até o momento não tivemos respostas, contudo, reiteramos que o espaço do Blog permanece aberto aos esclarecimentos.

12