SANTA CATARINA: Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias em Saudades 

Três crianças e duas funcionárias de uma escola infantil de Saudades, no Oeste de Santa Catarina, morreram após um ataque à faca nesta terça-feira (4).

O assassino, um jovem de 18 anos, deu golpes contra o próprio corpo e foi levado em estado gravíssimo para um hospital da região após o crime.

O delegado regional de Chapecó, Ricardo Newton Casagrande, afirmou que o jovem entrou no local e atingiu as vítimas com um facão.

Exploração de minério no Morro Branco revolta comunidade de Lago, em Casa Nova

A notícia de quem uma mineradora pretende explorar as riquezas naturais do Morro Branco, na comunidade de Lago, no interior de Casa Nova revoltou a população. Segundo a comunidade, a intenção da empresa de Santa Catarina acarretaria na destruição do local.

O fato não foi bem recebido pelos moradores, tendo em vista que o Morro Branco é um ponto turístico, além de ser um local de peregrinação e servir como fundo de pasto a pequenos agricultores.

Prefeitura analisará empresa responsável

Nossa equipe entrou em contato com a Prefeitura de Casa Nova, em busca de mais informações sobre a celeuma. O secretário de Governo, José Carlos Borges afirmou que ainda nessa segunda-feira (14) o município enviaria uma equipe técnica a fim de averiguar a documentação da referida empresa.

LEIA MAIS

Homem tenta apagar tocha olímpica com extintor e é contido

oie_14113557tIjqCaOV

O homem saiu da calçada, correndo, e apontando o extintor em direção à mulher/FOTO: Reprodução GloboEsporte.com

O revezamento da tocha olímpica passou por mais um episódio de tumulto nesta quarta-feira (13), desta vez em Joinville, em Santa Catarina. Um homem com um pequeno extintor de incêndio disparou a fumaça em direção ao fogo olímpico e à mulher que o carregava, uma motorista do Comitê Rio-2016.

A ação não durou mais do que cinco segundos. O homem saiu da calçada, correndo, e apontando o extintor em direção à mulher. Ele imediatamente levou um mata-leão de um dos membros da Força Nacional de Segurança que fazem a escolta do revezamento da tocha. Continuou apertando o gatilho, mas a fumaça já não era mais direcionada ao fogo olímpico.

Viviane, a condutora da tocha, inalou o gás, mas continuou correndo por mais poucos metros, até entregar o fogo para o condutor seguinte.